Dá para ter um panda de estimação?

publicado na Mundo Estranho

Em teoria, sim. As normas do Ibama abrangem apenas zoológicos, mas não vetam pessoas físicas – portanto, se quisesse ter um, bastaria você ser capaz de cumprir as mesmas regras que os zoos cumprem. O problema é que elas são bem complexas (veja abaixo). Se conseguir fazer tudo isso, o panda é seu. E nem pense em dar um “jeitinho”: no Brasil, a pena para quem for apanhado com bichos tomados da natureza vai de seis meses a um ano de prisão, mais o pagamento de multa que chega a R$ 5 mil. Se a espécie for rara, a pena pode dobrar. Ah, e além de estar ameaçado de extinção, o panda-gigante é símbolo da China, então qualquer caso de maus-tratos ou morte poderia abalar as relações entre os dois países.

Companhias exóticas

Veja o que fazer para obter animais diferentes

1) ARANHAS, COBRAS E ESCORPIÕES
Há somente três criadouros legalizados no país para vendê-los. Em casa, é necessário um aquário de acordo com o tamanho do bicho, água, um tronco ou galho de árvore e uma fonte de calor

2) CAVALOS
Tratados pelo Ibama como domésticos, não precisam de autorização. Em relação ao espaço, o treinador Eliedo Júnior recomenda uma baia de 4 m² e uma área de 300 m² para o animal correr e se alimentar

3) GRANDES PÁSSAROS
Aves como araras e tucanos devem vir de criadouros licenciados (a nota fiscal é a prova de que o bicho é legal). Os animais devem portar a anilha, aquele anelzinho para a perna, e os viveiros devem possibilitar o exercício. Para uma arara, o espaço precisaria ter 6 x 1,5 x 2 m. Também há regras para ninhos, poleiros e telas

4) IGUANAS, CÁGADOS E TARTARUGAS
A compra deve ser feita em um criadouro legalizado, que vende esses animais com a nota fiscal e um microchip embutido. As determinações de espaço são as mesmas das exigidas para as cobras, mas você ainda tem que cumprir uma exigência extra: uma fonte de iluminação ultravioleta

5) PANDAS
Prepare o bolso: o espaço mínimo obrigatório deve ter 1,5 mil m² de área (dois campos de futebol) e mais de 4 m de altura. A dieta dos pandas é baseada em mais de 20 espécies de insetos, pequenos mamíferos e bambus, e todas precisam ser importadas. Os pandas também precisam ser formalmente cedidos pelo governo da China, que cobram aluguel (o zoo de Edimburgo, na Escócia, paga US$ 1 milhão por ano por um casal). Sua renda será analisada para certificar que pode criar o bicho e o governo chinês mandará representantes para conferir o ambiente

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Dá para ter um panda de estimação?

Deixe o seu comentário