Celular é mais imprescindível que máquina de lavar no Brasil

Publicado na Exame

O telefone celular já é mais imprescindível nos lares brasileiros do que a máquina de lavar, de acordo com a Pnad Habitação, levantamento do IBGE divulgado hoje com dados referentes a 2016.

No ano passado, em 92,3% das casas do país pelo menos um morador tinha um aparelho celular ou smartphone. Em compensação, só 63% dos domicílios tinham uma máquina de lavar.

O bem mais presente nas casas brasileiras, no entanto, é a geladeira, que 98,1% dos lares possuem. Em seguida, está a televisão, em 97,4% das casas.

Em 46,2% dos domicílios do Brasil havia pelo menos um computador (desktop ou notebook), e o acesso à internet alcançou 63,6% das casas no ano passado.

O percentual de domicílios que possuíam carro foi de 47,4%, os que tinham ao menos uma motocicleta, 21,8%, enquanto 10,4% dos domicílios possuíam ambos.
Diferenças regionais

Mesmo entre os bens quase onipresentes nas casas brasileiras, há discrepâncias entre as regiões.

A televisão, por exemplo: no Sudeste, 59,8% das casas têm aparelhos de tela fina e só 26,1% de tubo; no Nordeste, 44,5% das casas têm TV de tubo e 45,5% têm de tela fina.

Em relação ao celular, as diferenças são bem menos significativas: a região em que o aparelho está menos presente é o Norte, mas até lá 88,1% das famílias têm pelo menos um aparelho. O Centro-Oeste tem a maior proporção de casas com celular, de 96,9%.

A máquina de lavar também apresenta grandes disparidades regionais: no Sul, 83,3% das casas tinham pelo menos uma lavadora, mais que o dobro do Nordeste, onde a proporção era de 33,5% de casas com máquina de lavar.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Celular é mais imprescindível que máquina de lavar no Brasil

Deixe o seu comentário