Facebook admite que falhou em unir as pessoas e testa botão de “não gostei”

Publicado no UOL

O CEO e cofundador do Facebook Mark Zuckerberg declarou em entrevista com o podcast Freakonomics, lançado na última quarta (7), que, ao contrário do que imaginava, a popularidade de redes sociais não levou a um mundo mais aberto e unido, e que divisões sociais continuam firmes e fortes na sociedade conectada.

“Nos focamos em tornar o mundo mais aberto e conectado, e sempre achei que isto por si só resolveria os problemas”, disse:

Mas o mundo hoje é bem mais dividido do que imaginaria considerando o nível de abertura e conectividade que temos agora

Por outro lado, o executivo também levantou que confrontar o lado positivo e negativo das pessoas pode trazer efeitos positivos no futuro, por mais difícil que possa parecer.

“Há um lado positivo das pessoas, e um lado negativo das pessoas”, declarou. “Confrontar verdades e perspectivas que não se encaixam com a nossa não deixa nossas vidas fácil a curto prazo.”

Nos últimos meses, o Facebook foi extremamente criticado por não lutar propriamente contra a proliferação de perfis falsos que produzem ou reproduzem informações e notícias falsas para enganar uma parte significativa do público, sendo até considerado para muitos um fator significativo na eleição de Donald Trump para a presidência dos EUA.

Voto negativo
Isso não quer dizer que o Facebook não esteja se adaptando, e pelo visto trazendo algo que usuários pedem há anos na plataforma: o “downvote” (ou voto negativo), o mais próximo do que a rede social deve chegar de um “não curtir” (por enquanto).

“Não estamos testando um botão de ‘não curtir'”, explicou um representante da empresa:

Estamos explorando uma funcionalidade para pessoas nos darem um retorno sobre comentários em postagens públicas

O voto negativo funcionaria apenas em comentários de publicações, e quando clicado esconderia a mensagem e reportaria seu conteúdo a um moderador.

No momento, esta funcionalidade está limitada a apenas alguns usuários nos EUA.

A novidade lembra bastante a possibilidade de votar em um post – positiva ou negativamente – presente na rede social Reddit, e seu fundador Alexis Ohanian não perdeu a oportunidade para alfinetar seu competidor.

“A forma mais sincera de elogio! Quem dera eu tivesse registrado a marca [de ‘voto negativo’] e ‘voto positivo’ quando pensei nisso.”

Não há previsão do downvote chegar a todos os usuários do Facebook.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Facebook admite que falhou em unir as pessoas e testa botão de “não gostei”

Deixe o seu comentário