Consumo inadequado de vitaminas causa doenças

Publicado no Extra

As vitaminas são substâncias essenciais para o bom funcionamento do organismo. Apesar disso, o consumo ideal desses micronutrientes é até pequeno se comparado à necessidade de ingestão de proteínas e carboidratos. Elas têm três funções principais para o corpo, como explica a nutricionista e pesquisadora Aline Quissak.

— Servem para completar a metabolização do carboidrato, da proteína e da gordura como forma de gerar energia; têm ação antioxidante e protegem o DNA contra danos, prevenindo doenças e envelhecimento precoce; além de exercerem funções específicas, como participação importante e essencial na manutenção e na regeneração dos tecidos, na formação de colágeno, na cicatrização, na desintoxicação do fígado, na visão e na contração do coração, entre outros benefícios para a saúde.

As vitaminas são separadas em dois grupos: as lipossolúveis (que são absorvidas na presença de gordura) representadas pelas vitaminas A, D, E e K; e as hidrossolúveis (que são absorvidas em água), como as vitaminas C e as vitaminas do complexo B.

— O excesso de vitaminas hidrossolúveis é eliminado pela urina e, por isso, elas devem ser ingeridas com maior regularidade. Já as lipossolúveis ficam armazenadas em nosso tecido adiposo, não sendo necessário seu consumo diário — comentou Luna Azevedo, nutricionista da clínica Nutrindo Ideais.

A carência desses micronutrientes (hipovitaminose) em quantidade ideal pode provocar doenças: beribéri, lesões no sistema nervoso, anemia, problemas de pele e sangramento na gengiva, além de distúrbios nervosos e neuromusculares.

Funções e onde encontrar

Hidrossolúveis

B1 (tiamina): ajuda na oxidação dos carboidratos; estimula o apetite; mantém o tônus muscular e o bom funcionamento do sistema nervoso. Fonte: cereais integrais, feijão, fígado, gema de ovo, pinhão

B2 (riboflavina): vitamina essencial à respiração celular; mantém saudável a cor da pele e atua na coordenação motora. Fonte: vegetais como couve, repolho e espinafre, carnes magras, ovos, fígado, leite e cereais integrais

B3 (niacina ou ácido nicotínico): essa vitamina mantém o tônus muscular e nervoso, além do bom funcionamento do sistema digestório. Fonte: levedo de cerveja, peixe, feijão, ovos, fígado, leite, carnes magras, café, amendoim, pinhão e cereais integrais

B5 (ácido pantotênico): é um dos componentes da coenzima A, que participa de processos energéticos das células. Fonte: pode ser encontrada na carne, leite e derivados, verduras e cereais integrais

B6 (piridoxina): mantém a pele saudável e auxilia na oxidação dos alimentos. Fonte: Essa vitamina pode ser encontrada no levedo de cerveja, fígado, carnes magras, leite e cereais integrais

B8 (biotina): essa vitamina atua como coenzima em processos energéticos das células, na produção de ácidos graxos e bases nitrogenadas púricas. Fonte: é encontrada em alimentos como carnes, legumes e verduras.

B9 (ácido fólico): extremamente importante na síntese de bases nitrogenadas, renovação das células do corpo e síntese de DNA. É recomendada por médicos nos primeiros meses de gravidez. Fonte: vegetais verdes, feijão, fígado, frutas e cereais integrais.

B12 (cianocobalamina): importante para o amadurecimento das hemácias e na síntese dos nucleotídeos. Fonte: carne, ovos, leite e derivados e frutos do mar.

C (ácido ascórbico): atua na imunidade, na cicatrização, formação de colágeno e coagulação sanguínea. Fonte: cítricos como acerola, laranja, camu-camu, limão, morango, e vegetais como brócolis, pimentão

Lipossolúveis

A (retinol): é chamada de retinol porque compõe uma substância presente na retina. É importante na manutenção dos tecidos epiteliais. Fonte: É encontrada em vegetais amarelos ou alaranjados, verduras com folhas verde-escuras, pêssego, nectarina, abricó, gema de ovo, manteiga e fígado.

D (calciferol): auxilia na absorção de nutrientes pelo intestino e no depósito de sais de cálcio e fósforo nos ossos. Fonte: fígado, gema de ovo, óleo de fígado de bacalhau, leite, atum, sardinha sob a forma de ergocalciferol e colecalciferol, precursores que se transformam em vitamina D quando expostos a raios ultravioletas da radiação solar

Vitamina E (tocoferol): previne o aborto, atua no sistema nervoso involuntário, sistema muscular e nos músculos involuntários. Fonte: carnes magras, alface, laticínios, óleo de amendoim, gema de ovo, hortaliças com folhas verdes

Vitamina K (filoquinona): essa vitamina participa da coagulação sanguínea. Fonte: vegetais verdes, tomate, batata, gema de ovo, óleo de soja, fígado, leite

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Consumo inadequado de vitaminas causa doenças

Deixe o seu comentário