opinião + reflexão

No aniversário do amigo, postar selfie com textão é pretexto para aparecer

No aniversário do amigo, postar selfie com textão é pretexto para aparecer
Publicado por Marcella Franco, no Estadão Desejar feliz aniversário a alguém nunca foi tão simples. Hoje em dia, é praxe aceitar sem qualquer traço de frustração até o mais preguiçoso dos parabéns, escrito às pressas, mecânico, em uma caixa de texto de rede social, em duas linhas nada inventivas em um aplicativo de conversa no celular. Instituiu-se a displicência, e ninguém se deu ao trabalho de se queixar – pô, […]

Você é mais feliz no Instagram, e sabe disso

Você é mais feliz no Instagram, e sabe disso
Publicado no El País Em algum momento de 2010 quase todo mundo começou a andar com um smartphone. Foi o início de uma era em que praticamente qualquer qualquer pessoa podia ser encontrada e interrompida a qualquer hora em qualquer lugar. Primeiro chegou o Facebook, com 2 bilhões de usuários ativos. Depois, o Twitter, com 328 milhões. No início, ninguém sabia muito bem para que servia, só que havia um […]

A maioridade penal e a parábola do Bom Samaritano

A maioridade penal e a parábola do Bom Samaritano
Publicado na Carta Capital A proposta de redução da maioridade penal no Brasil voltou à pauta. Aprovada em 2015 na Câmara dos Deputados, a partir do empenho do ex-deputado Eduardo Cunha em atender a demandas da bancadas evangélica e da segurança (conhecida como “da bala”), é desengavetada agora pelo Senado como medida para a diminuição da violência. O tema volta à discussão em um contexto de forte expressão de violência, […]

Por que não tentamos tratar pedófilos em vez de homossexuais?

Por que não tentamos tratar pedófilos em vez de homossexuais?
Publicado no El País Nesta terça-feira, a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados promove uma audiência pública para debater abuso e exploração sexual de crianças no futebol brasileiro. São mais de uma centena de casos de jovens atletas abusados por treinadores, preparadores físicos, olheiros e dirigentes. Um tipo de violência perverso e velado, com a peculiaridade de ter como alvo vítimas do sexo masculino. Boa parte […]

Nestes tempos medonhos, que a memória traga esperança

Nestes tempos medonhos, que a memória traga esperança
Publicado na Carta Capital A propósito da coluna da semana passada, publicada no dia 7 de setembro, sobre a história de evangélicos que perderam a vida durante a ditadura civil-militar, recebi muitos comentários. Foram elogios pela narrativa, surpresas com o histórico, indagações sobre outros perseguidos, crítica à inclusão de nomes não reconhecidos como evangélicos e condenação dos “neopentecostais” que não aparecem na lista por conta de seu conservadorismo. Importa destacar […]