opinião + reflexão

O meu salmo 23

O meu salmo 23
Ricardo Gondim Ousei escrever uma versão minha para o Salmo 23. Primeiro vamos ler na tradução mais conhecida da Bíblia. O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás […]

Aquele mamão mofado

Aquele mamão mofado
Gregorio Duvivier, na Folha de S.Paulo Fui reunir as crônicas para ver se lanço um livro novo e ganho um cascalho extra neste fim de ano. Da tela, vinha um estranho cheiro de fruta podre. As crônicas que escrevi ao longo do ano agora apodreciam no monitor como aquele mamão que comprei achando que seria uma boa ideia passar a comer mamão e agora o mamão parece um quadro de […]

Frei Betto: Brasil, campeão de crimes

Frei Betto: Brasil, campeão de crimes
Colecionamos, como troféus de alta criminalidade, chacinas como a de Carandiru e a da Candelária Frei Betto, em O Dia De 17 a 19 de julho, 37 pessoas foram assassinadas em Manaus. As execuções tiveram início após a morte de um sargento da PM ao sair de uma agência bancária. Curiosamente, chamada aos locais onde ocorrem os crimes, a polícia demorou a chegar… Até hoje nenhum criminoso foi preso. A […]

Sentir ou ficar frio?

Sentir ou ficar frio?
Contardo Calligaris, na Folha de S.Paulo Li e amei o novo livro de Marcelo Rubens Paiva, “Ainda Estou Aqui” (selo Alfaguara, R$ 39,90, 296 págs. ). É um livro de memórias. E é um livro sobre a memória –ou melhor, sobre a lembrança da infância. O pai de Marcelo foi torturado e assassinado nos porões da ditadura militar. Sua prisão aconteceu num dia de sol no Rio de Janeiro, um […]

Carentes não têm medo de amar

Carentes não têm medo de amar
Quando alguém nos apaixona, é conduzido de mãos dadas ao centro da nossa existência, onde desfruta de exclusividade e de carinho. Ivan Martins, na Época Minha situação neste inverno calorento pode ser resumida em poucos números: duas gatas, uma ex, meia dúzia de amigos e algumas relações difíceis de serem nomeadas. É o que se chama por aí de vida de solteiro, e, francamente, acho uma droga. Sei de gente […]