22 sinais de que você encontrou o seu melhor amigo para sempre

publicado no BuzzFeed

1. Vocês falam um com o outro num dialeto intrincado e incompreensível, inventado por vocês, que ninguém mais entende.

2. Você se sente completamente confortável em entrar na cama deles às 4 da manhã. Sem ser convidado.

3. Eles são sabem os seus preconceitos secretos. De alguma forma, eles ainda te amam.

4. Eles “curtem” as suas atualizações no Facebook, Instagram e tweets assim que eles aparecem.

likme

5. Vocês aproveitam todos os seus prazeres ocultos juntos e tem um acordo para manter o quanto vocês não são descolados em segredo.

6. Você começou a colecionar histórias deles na sua mente para o seu discurso de Madrinha/Padrinho.

7. Vocês literalmente sempre devem dinheiro um para o outro, mas acreditam que vocês vão equilibrar a conta com o passar dos anos.

8. Vocês guardam os seus insultos mais gráficos e vulgares um para o outro.

9. Você conhece o guarda-roupa deles de dentro para fora.

10. Vocês se mantém atualizados sobre as suas funções corporais. Talvez de forma vívida demais.

enhanced-buzz-31161-1373394257-10

11. Vocês conseguem perceber o estado emocional de cada um por mensagem de texto, com base na pontuação e uso de Emojis.

12. Vocês são amigos de Facebook dos pais, irmãos e companheiros um do outro.

13. Vocês já viajaram juntos por um longo período de tempo sem acabarem querendo se matar.

14. Vocês odeiam todas as mesmas pessoas, sem perguntas.

15. Vocês podem discutir livremente as seguintes coisas: dinheiro, sexo, religião, família.

fami

16. Vocês pararam de achar que precisam usar calças quando estão perto um do outro.

17. Os Snapchats que vocês trocam provam que a face humana é capaz de fazer surpreendentes e perigosas contorções.

18. Apesar de serem indivíduos inteligentes, coletivamente vocês são realmente retardados.

19. Vocês sabem as bebidas preferidas um do outro e tornaram-se muito bons em fazê-las.

20. Vocês memorizaram as histórias românticas um do outro, incluindo heróis, vilões e até as aparições mais breves.

21. Você teve uma memória especifica para cada item dessa lista.

22. E você vai passar os próximos 20 minutos no telefone com o seu melhor amigo aprovando todos eles.

anigif_enhanced-buzz-1385-1373398764-23

Comentários

Leia Mais

‘Genética feliz’ pode aumentar chances de relações românticas

Pesquisa indica associação entre gene que faz crescer níveis de serotonina e romances

Romance: estudo da Universidade de Pequim relaciona configuração genética a sucesso nos relacionamentos (foto: Free Images)
Romance: estudo da Universidade de Pequim relaciona configuração genética a sucesso nos relacionamentos (foto: Free Images)

Publicado em O Globo

Uma variação genética relacionada à felicidade pode estar associada também a um aumento das chances de ter relações românticas, indica pesquisa realizada por cientistas chineses. O estudo descobriu que universitários que herdaram uma dose dupla da variação de um gene eram mais propensos a terem parceiros que outros estudantes, informou o jornal britânico “The Guardian”.

Esta seria a primeira evidência direta de que fatores genéticos têm papel na construção de relacionamentos, afirma a equipe, da Universidade de Pequim. O foco da pesquisa foi em um gene chamado 5-HTA1, que afeta o hormônio do humor, a serotonina. A variação C do gene leva a níveis mais elevados de serotonina que sua outra forma, a variante L. Todos têm duas cópias do gene, que podem ser uma dupla C, uma dupla G ou um de cada variação, dependendo da herança transmitida pelo pai e pela mãe.

O estudo fez testes com 579 estudantes da etnia Han e revelou que metade dos que herdaram dupla de genes C – um do pai e um da mãe – estavam em relacionamentos. Já os que tinham uma ou duas cópias da variante G tinham chance de apenas 40% de estar em um relacionamento. O resultado é relevante, estatisticamente. Os herdeiros da variante G, de acordo com os cientistas, estão mais propensos a serem neuróticos e depressivos.

“Como pessimismo e neuroticismo são prejudiciais para a formação, qualidade e estabilidade das relações, essa conexão entre a variante G e desordens psicológicas pode diminuir as oportunidades de namoro e levar ao fracasso do relacionamento romântico”, escreveu Xiaolin Zhou, da Universidade de Pequim.

Comentários

Leia Mais

Marca de uísque é acusada de culpar negros por racismo em rede social

Post na página do Facebook da Johnnie Walker Brasil causou polêmica na rede social (Reprodução/Facebook/JohnnieWalkerBrasil)
Post na página do Facebook da Johnnie Walker Brasil causou polêmica na rede social (Reprodução/Facebook/JohnnieWalkerBrasil)

Leandro Machado, na Folha de S.Paulo

Uma propaganda da marca de uísque Johnnie Walker sobre o Dia da Consciência Negra provocou mensagens de protesto na página da empresa no Facebook.

Agora, seguidores da marca na rede social acusam a empresa de promover o que supostamente tentava combater com a mensagem publicitária: o racismo.

Na quarta (19), véspera do feriado em São Paulo, o perfil de Johnnie Walker publicou uma fotografia de um homem negro. Sobre a imagem, foi escrita a palavra “branco”, além famoso slogan da bebida: “Keeping walking.”

Na parte de baixo, a seguinte frase: “E você, ainda deixa usarem sua origem como obstáculo para o seu progresso? Racismo. Até quando? #vocefazofuturo.”

A publicação, curtida por 27 mil pessoas e compartilhada mais de 2.000 vezes até a tarde desta sexta (21), gerou um longo debate entre seguidores da marca na seção de comentários da página.

Grande parte das mensagens reclama que, com a frase, Johnnie Walker culpa os negros pelo racismo que sofrem.

“Quer dizer que agora a culpa da opressão é do oprimido?”, questionou uma leitora. “Vocês ainda deixam? Não, não deixamos, nossa luta para que nossa origem seja respeitada é diária”, escreveu outra seguidora.

“As publicidades da marca só com pessoas brancas, nórdicas, padrãozinho, vem me falar que são os negros que colocam obstáculos em sua própria existência?”, diz outra.

Outros fãs da marca retrucaram, alegando que os críticos não entenderam a mensagem. “Interpretação de texto manda abraços”, ironiza um leitor.

“Não estão dizendo que os negros colocam obstáculos em sua própria existência, e sim que os negros não podem deixar que os outros coloquem obstáculos, entende?”, pergunta um defensor.

A Folha tentou, desde a manhã de ontem, falar com a Johnnie Walker por telefone, e-mail e mensagem pelo Facebook. Não houve resposta até o fechamento desta edição. Na própria página, a marca respondeu leitores que criticaram a publicação:

“Johnnie Walker sente que o post acima tenha sido interpretado de maneira ofensiva e reforça sua posição de respeito a todas as raças. Isso prova que o racismo é um tema que merece ser debatido de forma séria e respeitosa por todos até que seja uma coisa do passado.”

Comentários

Leia Mais

A vida em estado puro

00084

Ricardo Gondim

Dedicado ao mestre Rubem Alves 

Ando inebriado de beleza.
De repente me sinto esmagado pelo esplendor.

Sem mais nem menos, sou batizado por uma Presença nas águas encantadas da poesia.
Tudo me encanta, tudo me seduz.
Nesse mergulho, passo a gostar de pequenos gestos.
Relembro momentos fugidios que marcaram minha retina com enorme alegria.
Ressuscitam em mim olhares, toques e sílabas soltas, responsáveis pelo resgate de mim mesmo.

Sei, uma presença estranha me possui.
Ela é vento sagrado que abre o estojo de jóias chamado saudade.
Sua presença imperceptível ressuscita traços do que me fez sorrir um dia.

Estou convencido de que só percebo a sombra do divino.
Sua formosura tem a negritude da asa da graúna, é gentil como o sorriso da criança e forte como o olhar do ancião.

Acolho o sopro divino e miudezas me fascinam.
A genialidade poética do Chico Buarque e a doçura do Henri Nouwen se somam à erudição de outros poetas para me deixar com o impulso de correr, saltar, arriscar.

Sinto-me vivo. Os meus olhos se enchem de azul.
A minha pele se cobre com o rubro sensual do crepúsculo.
O meu coração acolhe o que a noite fecunda.

Percebo o abraço do infinito.
Uma beleza sutil me arrebata enquanto o instante fugidio me endoidece.
Na areia sorrateira que desce, me vejo encharcado de eternidade, assombrado pela vastidão sideral, atraído pelo insólito, desejoso do devir.
Mantenho o olhar absorto no horizonte improvável.

Um sopro primordial vem e tenho anseio de me sentar em uma catedral vazia.
A presença do intangível me conduz a esses espaços bucólicos.
Guardo a sensação de que algum companheiro, parecido com o andarilho que arde corações, ainda me acompanha.

Virtudes que jamais alcancei me animam a conquistar o que me resta de fôlego.
Desfaço no peito os nós da discórdia, despedaço na mente as lógicas do ódio e me inundo de sede por mais bondade.
Me uno aos que lutam para conquistar a praça onde justiça, paz e alegria dão as mãos.

Por algum motivo, no êxtase do sagrado, perfumo a casa com velas aromáticas, leio Pessoa e escuto Bach.
Lamento quem se foi e tento guardar sob sete chaves os que me são caros.
Esses mínimos acenos do divino me deixam com a alma à flor-da-pele.
Sinto a vida em estado puro.

Soli Deo Gloria

fonte: site do Ricardo Gondim

Comentários

Leia Mais

“Oscar saiu arrasado de Caruaru. Foi um pesadelo”, diz esposa do atleta

Oscar está triste com a repercussão do caso nas redes sociais, diz a esposa (foto: reprodução/ Internet)
Oscar está triste com a repercussão do caso nas redes sociais, diz a esposa (foto: reprodução/ Internet)

Publicado no NE 10

Maria Cristina Victorino Schmidt, esposa e secretária do ex-jogador da Seleção Brasileira de Basquete Oscar Schmidt, 56 anos, falou nesta sexta-feira (21) sobre a polêmica envolvendo o ex-atleta durante palestra realizada no último domingo (16) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Ela afirmou que Oscar ficou esperando por mais de uma hora em um hotel da cidade e que a produção não ofereceu os equipamentos necessários para o evento. “Tudo poderia ter sido diferente se eles fossem pontuais”, ressaltou.

Oscar chegou a ser vaiado durante palestra em Caruaru e xingou a plateia com palavrões. Mais de dois mil alunos de uma faculdade particular do interior pernambucano estiveram presentes no evento realizado em um shopping center da cidade. A palestra malsucedida repercutiu negativamente nas redes sociais e o jogador foi alvo de críticas.

Maria Cristina disse que a palestra estava marcada para as 16h e que a equipe da faculdade iria pegar Oscar às 15h45. “Nós ficamos na frente do hotel conversando com três pessoas. Quando o motorista veio chegar, já eram 17h. A palestra começou mais de 18h. Tinha gente que estava esperando desde 13h30 no local. Não havia telões para quem estava atrás, apenas uma foto do Oscar. Quando começou a  palestra, o equipamento começou a dar problema”, detalhou.

Ela contou também que as pessoas começaram a ficar com raiva e ir embora, culpando o ex-jogador pelo atraso da palestra. “Pergunta se ele atrasou em um outra palestra? Ele fez 720 palestras em um ano, seis somente na semana passada, e em nenhuma ele chegou atrasado ou houve reclamação. Oscar sempre chega 15 minutos antes, conversa com o responsável pelo evento, equipamento e som. Eu juro que ele não xingou ninguém. Os palavrões fazem parte da palestra e do vocabulário dele. Atleta chama palavrão.”

Maria Cristina disse ainda que o atleta está triste com a repercussão do caso nas redes sociais. “As pessoas não têm ideia do dano psicológico que isso causa. Estou traumatizada. Ninguém estava prestando atenção na palestra. Ele ameaçou ir embora. Estava sendo um martírio. Oscar saiu arrasado de Caruaru. Foi um pesadelo”, comentou.

Para a esposa do ex-jogador, faltou sensibilidade do público que estava assistindo à palestra. “O povo que foi embora é sem sentimento. Como o Oscar costuma dizer: Se tivesse cerveja, axé e mulher, todo mundo tinha ficado. Ninguém estava ali para assistir uma palestra séria, parecia uma festa. Encheram o camarim de gente”. Ela contou ainda que se sente arrependida de ter aceitado a palestra em Caruaru. “O sentimento é de tristeza. Me pergunto porque fiz o Oscar passar por isso; sou eu quem agendo os compromissos dele. Ficou um trauma para mim e para ele. Mais que um atleta, o Oscar é um senhor de bem”, finalizou.

A diretora da faculdade particular Pollyana Lima informou, por telefone, que o motorista que iria buscar Oscar no hotel realmente atrasou, mas que este não teria sido o motivo dos problemas na palestra. Segundo ela, “foi uma decisão de faculdade pegar ele mais tarde, para não deixá-lo esperando no auditório, já que o evento todo estava atrasado”. Ainda segundo a diretora, o equipamento de Oscar não era compatível com o do evento.

Além do cachê de R$ 40 mil de Oscar, a direção da faculdade estima gastos de R$ 80 mil com locação de espaço, publicidade e demais despesas com o ex-jogador, como passagens aéreas, alimentação e transporte.

REPERCUSSÃO- De acordo com Marcos Ferreira, aluno de educação física, que esteve na palestra, o ex-jogador foi “grosseiro com o público” e não estaria preparado para realizar palestras. “Nós tivemos que passar por momentos constrangedores. Ele começou a falar vários palavrões desnecessários, foi mal educado com as pessoas. As pessoas que foram para admirar e ouvir a história dele começaram a vaiar. Ninguém estava acreditando naquilo. Mais de 500 pessoas abandonaram a palestra antes da metade”.

Ainda segundo Marcos, Oscar começou a ficar irritado por causa de uma falha no sistema de som do evento. “O microfone sem fio dele estava dando interferência e ficava fazendo um barulho. Ofereceram outro microfone para ele, mas ele disse que não usava aquele tipo porque era microfone de amador. Enfim, eu fui ver um exemplo, esperando levar ensinamentos para minha vida profissional, e saí com uma sensação terrível. Ele disse que sairia com uma má impressão de Caruaru, mas ele que destruiu tudo que nós pensávamos sobre o atleta”.

SOBRE OSCAR – Nascido em 1956, em Natal, no Rio Grande do Norte, Oscar Schmidt é considerado um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos, ganhando apelidos como “mão santa” e “rei do basquete”. Chegou a ser convidado a jogar na liga americana de basquete, a NBA, mas recusou o convite, pois queria se manter na categoria de “amador” e jogadores da liga não podiam participar das seleções nacionais.

Entre os vários prêmios que conquistou, os maiores foram a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de San Juan, em 1979, e a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Indianápolis, de 1987, junto a Seleção Brasileira de Basquete. Oscar integra o hall da fama da NBA, mesmo sem nunca ter jogado em times americanos.

Desde 2011, Oscar foi submetido a duas cirurgias no cérebro para combater um câncer. Atualmente, ele ministra palestras motivacionais, que já somam mais de 700 em todo o Brasil.

Comentários

Leia Mais