Toy Story voltou

Toy-story-dinos-fogo-curta-640x346

publicado no Up date or die

Quem estava com saudades poderá ter o gostinho de vivenciar mais uma história de Woody, Buzz e seus amigos em um curta de animação natalino.

O título será “Toy Story That Time Forgot“, e reunirá todo o elenco original, incluindo os dubladores Tom Hanks, Tim Allen, Joan Cusack, Wallace Shawn, Kristen Schaal, Timothy Dalton e Don Rickes.

A animação será dirigia por Steve Purcell (co-diretor de “Valente”) e sua exibição prevista para o dia 2 de dezembro no canal americano ABC não tem previsão de lançamento por aqui, o que só aumenta a ansiedade dos fãs do filme no Brasil.

Confira o poster e o vídeo do curta:

Toy-Story-That-Time-Forgot-poster-432x640

Comentários

Leia Mais

7 hábitos que tornam você infeliz e incompleto

noticia_93699
publicado no Administradores

Fazemos muitas coisas para sermos felizes, mas não importa o que fazemos ou o quanto conquistamos, às vezes ainda nos sentimentos miseráveis e incompletos. Ser feliz não é apenas sobre fazer mais, mas fazer as coisas certas.

O site Lifehack listou sete coisas que você (provavelmente) não está fazendo e, por isso, se sente infeliz, miserável e incompleto na maior parte do tempo. Confira:

1. Você não descobriu seu propósito

As pessoas mais felizes e mais satisfeitas são aquelas que acordam sabendo o que vão fazer a cada dia. Elas sabem o que as deixam felizes, o que as excita e isso é o que dá sentido às tarefas do seu trabalho. Se você está se sentindo infeliz e preso ao seu trabalho é porque ainda não descobriu o te move. Não tenha medo de fazer essa incrível descoberta e, se necessário, começar tudo de novo.

2. Você não sabe qual o seu potencial

Não importa qual seja o seu propósito, persegui-lo nem sempre é um mar de rosas. Haverá dias que você não se sentirá com vontade de trabalhar, vai estar desanimado com seus resultados ou a falta deles e é por isso que as pessoas desistem de seus propósitos. Quando você sabe o que pode realizar, também é capaz de se esforçar para atingir o máximo do seu potencial mesmo que apareçam os maiores obstáculos no caminho.

3. Você não está recebendo amor

Muitas pessoas se sentem infelizes porque procuram o amor e aprovação de outras pessoas. Elas buscam afirmação de chefes, colegas e outras pessoas. Elas procuram constantemente por amor nos lugares errados. Abra-se e receba o amor que já está disponível para você e você vai perceber o quão abençoado realmente é. Existem pessoas que te amam mais do que você sabe e eles te amam incondicionalmente. Você apenas tem que olhar nos lugares certos.

4. Você não está dando amor

Ao contrário da maioria de nós, atletas e celebridades não têm nenhum problema de receber o amor de outras pessoas. Mas, muitos deles caem em depressão e dependência. Mesmo no auge de suas carreiras, muitos atletas e celebridades se tornam infelizes. Por quê? Porque assim balões como recebem ar, eles recebem muito amor até que simplesmente estouram. As pessoas não são projetados para apenas receber amor, mas também para dar amor. Elas têm uma profunda necessidade de fazer a diferença.

5. Você não assume responsabilidades

Costumávamos depender de nossos pais para decisões importantes em nossas vidas, como qual escola se matricular em que rumo tomar. Dependemos até mesmo dos nossos chefes para nos dar direção para nossas vidas. Então, perguntamos por que se sentir miserável e culpar outras pessoas! Mas a realidade é que eles não assumem o controle de nossas vidas. Damos-lhes o controle. As pessoas felizes e satisfeitas tomam de volta o controle das outros pessoas. Elas pegam de volta a responsabilidade por suas vidas. Eles fazem suas próprias escolhas e as suas próprias decisões. Eles agem e vivem a vida que eles querem, não o que os outros querem viver. Não permita que ninguém ou nada para impedi-lo de prosseguir com o seu propósito.

6. Você não consegue se livrar de crenças limitantes e responsabilidades auto-impostas

Na maioria das vezes, não são as outras pessoas que estão impedindo você de alcançar a grandeza dentro de você. Na maioria das vezes, é você que impede a si mesmo, desencorajando a conversa interior. Deixe de lado suas crenças limitantes. As coisas podem não ser tão fáceis como parecem ser. Mas, elas não são tão duro como você acha que são. Você provavelmente irá ter sucesso no que você tenta. É só tentar. Além disso, deixe de lado suas responsabilidades auto-impostas. O mundo tem muitos problemas, mas não é você que irá resolver todos eles.

7. Você não está focando no momento presente

Muitas pessoas são infelizes porque estão muito presas no passado ou vivendo muito longe no futuro. Elas estão presos em suas mágoas ou na glória do passado, se preocupando muito com as coisas que provavelmente não vão acontecer, ou com o futuro sucesso, portando não podem desfrutar do que já têm. A única maneira que você pode viver uma vida feliz e realizada é vivê-la ao máximo um dia de cada vez.

Comentários

Leia Mais

Pizza Hut se desculpa por ‘senhora gorda de rosa’ em recibo

102_1543-blog-fat-lady

Fernando Moreira, no Page not Found

A Pizza Hut de Cingapura se desculpou após uma consumidora receber um recibo com a inscrição “Senhora gorda de rosa” em uma das filiais da rede no país asiático no último domingo (12/10).

A vítima, Aili Si, postou uma imagem no Facebook.

“Não acho que seja legal para a sua equipe me descrever dessa forma. Como cliente eu espero ser tratada com o mínimo de respeito. Espero um pedido de desculpa”, reclamou a consumidora.

Na segunda-feira (13/10), a Pizza Hut atendeu e se desculpou na própria rede social, prometendo investigar o caso.

“Isso não deveria ter acontecido de jeito algum”, escreveu a empresa.

Depois, a diretora de marketing da rede no país, Juliana Lim, entrou em contato com a cliente ofendida e manifestou novamente um pedido de desculpa.

“Ela disse ter entendido a questão, que foi um erro genuíno sem intenção de ofender, e aceitou o nosso pedido de desculpa. Agradecemos e, como resposta, estamos tomando medidas para melhorar o nosso padrão de atendimento”, disse Juliana, de acordo com o “Strait Times”.

Comentários

Leia Mais

Cantor baiano cria ‘axé do ebola’ e recebe críticas de internautas em site de vídeos

10614273_506683702767557_6723180598017085156_n

Publicado em O Globo

Em meio a uma epidemia que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), já fez mais de quatro mil vítimas, desde março, na África, há quem consiga encontrar humor. O cantor Demétrius Sena, postou no YouTube um clipe com uma música de axé que brinca com o surto de ebola. “Ebola, ebola, tentando me matar/ Ebola, ebola, vai te contaminar”, diz um trecho. Postado no último dia 27, o vídeo teve mais de 33 mil visualizações e uma enxurrada de críticas.

Natural de Ilhéus, na Bahia, Sena trabalha com música desde 2009 e atualmente vive na Suíça, onde segue sua carreira musical. Ele conta que a letra, que faz uma ligação entre o ebola e uma menina que “adora ostentar”, propõe, na verdade, uma reflexão sobre a sociedade brasileira.

– Estive no Brasil recentemente de férias e percebi a grande falta de percepção das pessoas em relação à realidade. Fiz essa música em setembro para fechar o meu primeiro CD – conta Sena sobre a motivação por trás do trabalho. – No meu ponto de vista, quem ostenta tem uma mente pequena. Esta década está contaminada e ameaçada pelo vírus ostentação, que é tão desgraçado quanto o vírus ebola. É uma metáfora.

O clipe, que não para de ganhar compartilhamentos nas redes sociais, também vem enfrentando críticas. Para alguns internautas, o ebola é um tema sério demais para este tipo de abordagem. Sena dá de ombros:

– Estou usando a minha música pra fazer uma crítica ao sistema. Quis pisar nesse calo. Não ligo muito para críticas, levo na esportiva.

Perguntado se a música já pode ser considerada candidata a hit do verão, Sena afirma que esta não era a sua intenção. Entretanto, ele não descarta a possibilidade.

– Não fiz essa canção com a pretensão de criar um hit ou muito menos a música do carnaval. Foi apenas um protesto. Mas com a repercussão que está causando e se as pessoas conseguirem captar a minha mensagem, seria facilmente uma boa candidata à música do verão 2015 – vislumbra.

Abaixo, a transcrição da música:

Aqui não tem novinha

Não tem ostentação

Só muita verdade

Pra ganhar seu coração

Não sabe o português

Mas adora ostentar

Tomando Chandon

‘chei’ de conta pra pagar

Vai ver que é doença

Melhor não falar nada

Cabeça pequena

Espírito de privada

A nova geração

Que chegou pra desgraçar

O Brasil como um vírus

Estilo ebola

Ebola, ebola, tentando me matar

Ebola, ebola, vai te contaminar

Ebola, ebola, que miséra é essa

Comendo sua mente

Sai da frente tô com pressa

MAIOR EMERGÊNCIA NOS TEMPOS MODERNOS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) informou nesta segunda-feira (13) que a epidemia de ebola é a “emergência de saúde aguda mais grave nos tempos modernos”. Além do aviso alarmante, a organização previu que o número de novos casos pode “aumentar exponencialmente”.

As declarações foram feitas pela diretora-geral da OMS, Margaret Chan. Segundo ela, o surto de ebola mostrou que “o mundo está mal preparado para responder a qualquer emergência de saúde pública grave”. Chan afirmou ainda que nunca tinha visto uma doença com potencial de falência do Estado tão destrutivo.

– Nunca vi um caso de saúde pública ameaçar tanto a própria sobrevivência das sociedades e governos em países já muito pobres – disse a diretora-geral da OMS.

O diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, Tom Frieden disse também na segunda-feira (13) que o país deve repensar as estratégias para evitar que a epidemia de ebola se alastre em território americano. Em uma coletiva de imprensa, Frieden reconhceu falhas no caso da enfermeira Nina Pham, de 26 anos, infectada enquanto tratava do paciente Thomas Eric Duncan, que morreu em decorrência do vírus na semana passada.

– Temos que repensar a nossa forma de tratar e controlar a epidemia, porque mesmo uma única infecção é inaceitável – disse Frieden.

Comentários

Leia Mais

Passa a limpo: 1º debate entre Dilma e Aécio no segundo turno

899492_1413374842229

Publicado no Estadão

No primeiro encontro do 2° turno, tanto Dilma Rousseff (PT) como Aécio Neves (PSDB) usaram números e dados socioeconômicos como ataque ou defesa. Nem sempre os dois candidatos acertaram. Ao longo do debate da Band, Dilma e Aécio exageraram bastante em diversos momentos.

Desvio na saúde

Dilma acusou Aécio de ter desviado R$ 7,6 bilhões da saúde no período que governou Minas. O governador foi alvo de investigação iniciada em 2007 pela Promotoria de Justiça da Saúde, que apontou a utilização de recursos da Companhia de Saneamento (Copasa) para cumprir o investimento mínimo de 12% na área, em um total de R$ 3,5 bilhões. Em fevereiro deste ano, a 5.ª Vara de Fazenda Pública estadual extinguiu a ação de improbidade administrativa porque o Ministério Público mudou seu posicionamento em relação ao caso.

Crítica exagerada

“Brasil piorou em todos os indicadores sociais”, afirmou Aécio Neves. Segundo síntese anual divulgada pelo IBGE em 2013, o Brasil melhorou em indicadores como mortalidade infantil, que registrou queda; no acesso ao ensino fundamental, que apresentou aumento, e a renda, que cresceu em 2013.

Inflação

Dilma afirmou que a inflação deverá voltar para a meta ao longo dos próximos meses, mas a expectativa do mercado, segundo o Boletim Focus, é que ela continue pressionada e encerre o ano em 6,45%. Se confirmado, o número ficará próximo do teto da meta (6,5%).

Nepotismo

Dilma acusou o tucano de praticar nepotismo durante o seu governo em Minas Gerais. Ao fazer a pergunta, porém, sugeriu que os parentes ainda estão no governo: “Você, Aécio, tem uma irmã, um tio, três primos e três primas no governo. Eu não tenho parentes no meu.” A irmã do tucano, Andrea Neves, presidiu o Serviço Voluntário de Assistência Social do governo Aécio (2003-2010). Hoje ela trabalha na campanha do candidato. “A senhora tem agora a obrigação de dizer onde é que minha irmã trabalha”, reagiu Aécio. Em 2006, o deputado estadual Rogério Correia (PT) apresentou um requerimento de informações sobre nepotismo de parentes do então governador. A lista tinha 9 nomes.

Bolsa Família

Aécio disse que o Bolsa Família tem os tucanos como idealizadores. “Se fizermos um DNA do programa, o pai é FHC e a mãe, Ruth Cardoso.” Os programas sociais começaram na gestão tucana, mas ganharam escala durante o governo Lula, que unificou todos os planos existentes até então, como o Bolsa Escola e Vale Gás e investiu no cadastro único.

Nem tantas creches

Dilma disse que entregou “mais de 2 mil creches”. No entanto, segundo dados do PAC-2, apenas 379 foram concluídas; 2,4 mil ainda estão em fase de licitação.

Comentários

Leia Mais