Orkut ainda é rede social mais popular do Brasil

O Orkut continua a liderar a audiência das redes sociais no Brasil, enquanto o Facebook conseguiu aumentar em seis vezes o número de usuários brasileiros. Já o Twitter alcançou 23% da audiência online no país. O tráfego total em redes sociais teve um aumento de 51% no último ano. Os dados foram divulgados nesta quinta (7) pela comScore, especializada em estatísticas do mundo digital.

A rede social Orkut alcançou 36 milhões de visitantes únicos desde a última pesquisa, realizada há um ano.

Já o Facebook deu um salto de 1,5 milhão de visitantes únicos para 9 milhões em 2010. O Twitter também marca forte presença, com 8,6 milhões de visitantes.

“As mídias sociais representam 20% do tempo online gasto pelos brasileiros, fazendo com que seja uma das atividades mais populares no país”, afirmou Alex Banks, diretor da comScore no Brasil.

Em agosto de 2010, mais de 36 milhões de internautas com mais de 15 anos visitaram redes sociais de casa ou do trabalho no Brasil.

O tempo médio gasto por mês nesses sites é de quatro horas, com cerca de 585 páginas visualizadas.

Segundo a comScore, o Orkut lidera com folga o tempo gasto pela audiência na navegação do site, que chega a cerca de 4,6 horas por mês, com 657 páginas de conteúdo acessadas em média.

O Orkut também é o destino mais procurado como rede social, com 29,4 milhões de visitantes, seguido de perfis no Windows Live, com 12,5 milhões. O Facebook assegurou o terceiro lugar, com 9 milhões de visitantes, enquanto o Twitter teve 8,6 milhões. (mais…)

Comentários

Leia Mais

Pressão de evangélicos não é por fé, mas por poder

.

Dayanne Sousa

A pressão de setores religiosos – principalmente evangélicos – sobre uma definição contra o aborto da campanha da presidenciável Dilma Rousseff (PT) não tem motivação religiosa, mas é uma forma de barganhar por poder, avalia a cientista Maria das Dores Campos Machado. Ela destaca que, neste segundo turno presidencial – nem Dilma, nem José Serra (PSDB) têm perfil religioso. Para ela, qualquer um dos dois tem chances de ganhar o apoio desses grupos por negociação.

- Eu percebo que existe um pragmatismo muito grande nos grupos religiosos. Eles sabem que estão lidando com dois candidatos que não são religiosos.

Para a pesquisadora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), os pastores viram na polêmica uma chance de se estabelecerem na política.

- É um jogo e o que estas lideranças querem mostrar é que estão sendo reconhecidas.

Autora dos livros “Os Votos de Deus” e “Política e Religião”, Maria das Dores é diretora de um núcleo de estudos sobre religião e política. Em entrevista a Terra Magazine, ela critica o uso da discussão em torno da descriminalização do aborto nas eleições. “O fato de isso aparecer na eleição, mostra como o debate na sociedade é incipiente”. “Esse tema está sendo usado na eleição porque a sociedade não tem uma posição clara”.

Leia a entrevista na íntegra.

Terra Magazine – O que a senhora está achando do fato de os votos dos religiosos entrarem no centro dessa disputa pelo segundo turno? A questão do aborto, principalmente, está se tornando crucial para os presidenciáveis.
Maria das Dores Campos Machado -
A religião sempre teve uma dimensão muito importante na cultura brasileira e aparece sempre em momentos importantes das eleições. Nos últimos anos, o movimento feminista conquistou alguns avanços junto ao Poder Executivo, há a questão do Plano Nacional de Direitos Humanos. Isso expressava um certo avanço dos setores mais progressistas do governo. O que há é uma reação dos grupos conservadores. Você não tem nenhum grupo religioso com uma única posição com relação às candidaturas que estão representadas agora. Tanto os evangélicos como os católicos estão divididos. Eles também percebem que a própria candidatura de José Serra também tem mais afinidade com posturas mais liberais. Ele já foi ministro da Saúde, tem medidas que facilitaram a contracepção de emergência. (mais…)

Comentários

Leia Mais

Google Brasil é acusado pela Igreja Católica de sacrilégio e recebe penitência de 40 pais-nossos

O Vaticano anunciou hoje, por sua assessoria de imprensa, acusação formal de sacrilégio de nível médio ao Google, gigante da internet. Segundo a nota enviada, existem quase quatro vezes mais ocorrências de resultado em português brasileiro para Jesus Luz do que para Jesus Cristo. São cerca de 3 milhões de resultados do Messias da Bíblia contra 11 milhões do modelo brasileiro, namorado de Madonna.

Os advogados da empresa estão trabalhando desde o início da noite na resposta formal ao Vaticano, que será enviada até amanhã.

Em conversa rápida via Google Talk, os advogados explicaram aos Ogros da Internet que a estratégia é mostrar ao Vaticano que o volume dos resultados dependem do conteúdo que é gerado na internet e não do algoritmo de pesquisa.

Caso o Vaticano não aceite a explicação, todos os funcionários da Google – exceto estagiários – terão 5 dias úteis para rezar 40 pais-nossos na presença de um padre católico ou um coroinha com, no mínimo, 300 missas no currículo.

Quero acompanhar este caso de perto. NOT!

Via Ogros da Internet

Comentários

Leia Mais

Empresário do RS cria computador de papelão que economiza energia

Um empresário do Rio Grande do Sul criou um computador ecológico com estrutura feita de papelão reciclado e componentes que consomem menos energia. André Ruschel, da cidade de Santo Ângelo, desenolveu o “ThinEco”, como foi chamado, para mostrar como é possível produzir uma máquina utilizando os conceitos “verdes” de tecnologia da informação.

A máquina, que pesa cerca de 1,2 quilo, foi descoberta durante duas palestras de Ruschel no evento “Microsoft TechEd Brasil 2010″, em setembro.

“Eu fui fazer palestras sobre assuntos não relacionados ao computador. Usei o equipamento para me ajudar nas apresentações, como se fosse um notebook, mas ele acabou chamando muito a atenção. A ideia não era fazer a sua divulgação”, disse Ruschel.

Para criar o gabinete ecológico, Ruschel precisou ir atrás do material mais resistente. A melhor opção foi o papelão usado para embalar peças automotivas, por causa da sua espessura e rigidez.

O segundo passo foi criar o desenho de computador, pensando principalmente na parte interna do equipamento. O desenho foi, então, enviado para uma máquina de corte onde foram feitas as chapas de papelão, que foram, em seguida, coladas umas nas outras. Cerca de 70 chapas foram usadas. “Por isso, a estrutura é bem rígida, podendo suportar uma pessoa sentada em cima sem amassar”, explicou Ruschel. (mais…)

Comentários

Leia Mais