Igreja abre pub e vende cerveja no subsolo para atrair jovens

A cerveja é barata, os garçons são falantes e a música é o soul da Motown dos anos 1960.  Mas o pub novo que abriu suas portas nesta semana em uma cripta histórica no centro de Roma é diferente de todos os outros.

Para começar quem aluga o local é um padre católico. Além disso, há frases religiosas nas paredes e um grande crucifixo pendurado em uma de suas salas de teto alto. Veja  o nome do novo estabelecimento para beber em Roma: “Giovanni Paolo II”, ou “João Paulo II”. “Vodka não é permitida aqui”, diz o barman Marco Mincaglia, enquanto serve cerveja e petiscos a um grupo de jovens peregrinos alemães.

Massimo Camussi, o porteiro, que veste uma camiseta preta escrita “JP2″, declara: “É um local para beber, conhecer pessoas e falar sobre a Igreja Católica e ouvir música católica. Nós amamos João Paulo II.”

O “João Paulo II” não é apenas uma novidade no mundo dos bares – é parte de uma iniciativa católica chamado “Jesus no Centro”, cujo objetivo é alcançar grupos de jovens que reúnem-se no centro de Roma durante a noite.

A idéia é oferecer aos jovens de Roma… uma oportunidade de se expressarem, ouvirem, serem ouvidos, beberem alguma coisa, mas de maneira saudável e  agradável”, disse Maurizio Mirilli, padre e gerente. “O importante é que as pessoas que vêm aqui precisam saber que não podem embriagar-se. Existem regras. Para se divertir, você pode beber de forma saudável. Não há necessidade de ficar louco para se divertir”, disse ele.

O sinal na parede do bar atrás dele diz: “Dê-me de beber” – uma citação de Jesus Cristo na Bíblia (João 4); outra do Papa João Paulo II, que diz: “Não temais” e ainda uma de Santa Teresa do Menino Jesus: “Tudo é graça. ” (foto abaixo) (mais…)

Comentários

Leia Mais

Em entrevista, Jô Soares diz esperar que Marina seja presidente

.

Altino Machado
.
A senadora Marina Silva (PV-AC) foi ontem (18) a entrevistada do Programa do Jô, da Rede Globo. Ela falou basicamente das histórias narradas em Marina – A vida por uma causa, livro de reportagem biográfica escrito pela jornalista Marília de Camargo César.A entrevista, gravada no final da tarde desta segunda, aconteceu no mesmo dia em que completa 16 anos que Marina foi entrevistada pela primeira vez pelo apresentador, quando Jô ainda era do SBT.

Foi a quinta vez que Jô Soares entrevistou Marina Silva. Ela disse que havia gente tentando “folclorizar” o mandato dela quando foi eleita no Acre pela primeira vez, aos 36 anos, se tornando a na senadora mais jovem da história do País.

A senadora não citou o nome, mas o fato envolveu o jornalista Boris Casoy, que criticou na TV o fato de o povo acreano ter eleito uma ex-seringueira para o Senado. Marina disse que depois da primeira entrevista a Jô Soares o Brasil “passou a me ver com muito respeito”.

Embora o site do Programa do Jô tenha anunciado que a ex-candidata à presidência da República pelo PV iria falar sobre sua expressiva votação no primeiro turno e suas expectativas para o segundo, não se falou em política. O apresentador argumentou que se fizesse isso ficaria desigual para os dois candidatos que disputam o segundo turno.

“Espero que a próxima será quando você for eleita presidente da República”, afirmou Jô Soares no final do programa, ao corrigir que era a quinta e não a quarta vez que entrevistava Marina Silva.

fonte: Portal Terra

Comentários

Leia Mais