Hospital ganha prêmio após socorrer cachorro que comeu 43 meias

14247177

publicado na Folha de S. Paulo

Um dogue alemão de 3 anos estava muito mal e com ânsia de vômito quando seus donos o levaram às pressas para a emergência de um hospital de animais de Portland, nos Estados Unidos.

O raio-X mostrou que o animal comeu algo estranho.

Depois de quase duas horas de cirurgia, Dra. Ashley Magee descobriu a causa: o cachorro havia comido 43 meias e uma pela metade.

A representante do hospital DoveLewis, Shawna Harch, disse ao jornal “The Oregonian” que o caso pode ser o mais estranho que já passou pelo hospital.

O hospital participou de um concurso anual promovido pela revista “Veterinary Practice News” em fevereiro e ganhou um prêmio na categoria de raios-X.

O hospital disse que o dogue alemão retornou ao seu lar após a cirurgia e continua vivo. Não há relato sobre o que ele tem comido ultimamente.

14247173

Comentários

Leia Mais

Marina afirma não se sentir pressionada por Malafaia

Stefânia Akel, no Estadão [via A Tarde]

"Nenhum setor teve seu documento publicado ipsis litteris", disse Marina
“Nenhum setor teve seu documento publicado ipsis litteris”, disse Marina

A candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, afirmou, em entrevista à Rádio Gaúcha, que não se sente pressionada pelo pastor Silas Malafaia “nem por ninguém”. Segundo ela, as mudanças feitas em seu programa de governo no trecho que trata do casamento gay se deu para cumprir o que foi acordado com os representantes da comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais).

Marina afirmou que os coordenadores do programa publicaram a contribuição do movimento LGBT da forma em que ela foi enviada. “Nenhum setor, nem o agronegócio, nem ambientalistas, nem movimento indígena, teve seu documento publicado ipsis litteris“, disse, acrescentando que, em seu programa, os direitos da comunidade LGBT estão melhor contemplados do que nos de Dilma Rousseff (PT), Luciana Genro (PSOL) e Aécio Neves (PSDB).

“O que aconteceu foi uma mudança porque não era o que havia sido acordado. Para ser sincera, eu nem li os tweets do Silas Malafaia”, acrescentou. No último sábado (30), Malafaia usou o microblog Twitter para criticar a proposta de Marina. “Aguardo até segunda uma posição de Marina. Se isso não acontecer, na terça será a mais dura fala que já dei até hoje sobre um presidenciável”, publicou.

Segundo Marina, as pessoas acreditam que foi ela quem fez a mudança no texto, por ser evangélica. “Eu não me sinto pressionada por ele e nem por ninguém. Vou agir de acordo com a Constituição e com o princípio do Estado laico”, garantiu.

Durante a entrevista, Marina defendeu uma reforma tributária e a ampliação de fontes renováveis de energia. A ex-senadora também criticou a reeleição, “porque não se governa para resolver os problemas, mas para garantir mais quatro anos de poder”.

Em relação à política externa, a candidata afirmou que vai priorizar os interesses estratégicos do Brasil e que seu compromisso com a democracia e os direitos humanos será “inarredável”. “Não se coloca o interesse econômico e o interesse ideológico acima dos princípios”, disse.

Comentários

Leia Mais

Ibope: Quase 80% são contra legalizar maconha e aborto

BwsakwMIEAA3amT

Publicado no Estadão

A pesquisa Ibope/Estado/TV Globo revela que 79% dos eleitores brasileiros são contra a descriminalização da maconha, e apenas 17% a favor. Um placar semelhante envolve a questão do aborto: 79% são contrários à legalização e 16%, favoráveis. A maioria – ainda que por margem não tão larga – também rejeita o casamento gay: 53% a 40%.

A população está dividida em relação à pena de morte: 46% defendem a medida, e 49% a rejeitam. Já a redução da maioridade penal tem o apoio de oito em cada dez brasileiros.

A pesquisa mostra ainda apoio significativo ao Bolsa Família, principal programa social do governo federal: 75% favoráveis e 22% contrários. Entre os que têm renda mensal de até um salário mínimo, a taxa de apoio chega a 90%.
A privatização da Petrobrás, bandeira levantada pelo candidato Pastor Everaldo (PSC), é rejeitada por 59% e aprovada por 22%.

Os homens são os que mais rejeitam o casamento entre pessoas do mesmo sexo: 58% deles são contra. Já entre as mulheres, são 49% contra e 44% a favor. Há faixas do eleitorado que são majoritariamente favoráveis à bandeira da comunidade gay: 51% entre os mais jovens, com idade entre 16 e 24 anos, e 55% entre os mais escolarizados, com curso superior.

Já a legalização da maconha e do aborto não é defendida nem pelos mais jovens: 74% e 77%, respectivamente, são contrários. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários

Leia Mais

Ex-patroa de Marina torce por candidata nas eleições presidenciais

Patroa-marina

Publicado em O Globo

Aos 82 anos, Terezinha Lopes vive um situação peculiar. Está convicta de que sua ex-empregada doméstica será a futura presidente do Brasil. Dona Terezinha e seu marido, Dagmar, foram os primeiros patrões da candidata do PSB à Presidência, Marina Silva. A residência simples e espaçosa em Rio Branco que, em 1976, Marina costumava limpar foi convertida em uma Casa de Marina, comitê eleitoral voluntário da candidata. Só está faltando um detalhe:

— Você trouxe algum material de campanha aí pra eu distribuir? — perguntou dona Terezinha ao GLOBO.

Diante da negativa, reclamou de que desejava fazer mais campanha. O adesivo que ostenta na porta de entrada da casa é de 2010. Dona Terezinha tem tentado acompanhar todas as aparições de Marina na televisão, ainda que, para isso, tenha que ficar acordada até depois de meia-noite, algo totalmente fora de seus hábitos. Também se esforça para lembrar, ao lado do filho Heimar, um técnico agrícola de 63 anos, dos detalhes dos período em que conviveram com Marina.

Assim que veio do Seringal Bagaço para Rio Branco, capital acriana, com o objetivo de se tratar de uma hepatite, Marina se hospedou junto a dois tios. As casas eram simples e estavam sempre lotadas de parentes. Então, Marina tomou a decisão de procurar um outro abrigo.

— A gente precisava de uma empregada doméstica, mas não tinha condição de pagar. Daí a Marina surgiu, e, em troca do trabalho dela, tinha onde morar. Mas o velho (Dagmar) sempre dava uns trocadinhos para ela — conta dona Terezinha.

Com os “trocadinhos” acumulados, Marina comprou um pequeno enxoval com o qual se mudaria, mais tarde, para o Convento das Servas de Maria Reparadora. O emprego de Marina, que durou um ano, segundo a patroa, era totalmente informal, e fere as leis trabalhistas atuais, mas era um arranjo comum à época.

— Eu não puxava demais pro serviço, não, porque a bichinha era fraquinha e podia quebrar. Ela devia ter 16 anos, mas era tão pequena que dava a impressão de que era mais nova.

Embora ainda não tenha visto o plano de governo de Marina, dona Terezinha está convicta de seu voto. Ela não sabia, por exemplo, que havia uma posição diferente de Marina em relação ao casamento gay:

— Eu não estou nem aí, para mim pode homem com homem e mulher com mulher. Eu sou uma antiga com cabeça moderna — disse, rindo.

Confrontada com o fato de que a Bíblia condena uniões entre homossexuais, o que motivaria Marina a ser pessoalmente contra o casamento gay, uma das grandes polêmicas da campanha, dona Terezinha disparou:

— A Bíblia foi o homem que escreveu, não foi Deus. Para mim cada um faz o que quer.

A divergência com a candidata, no entanto, não a abalou. Dona Terezinha acredita que a humildade e a honestidade que viu na adolescente continuam presentes em Marina. Para a ex-patroa, isso sim é uma característica importante para o chefe do Executivo.

Comentários

Leia Mais

Jovem é ameaçada após fazer vídeo com gato sendo jogado pela janela

Caso ocorreu no dia 19 de agosto em Diadema, no ABC.
‘Vai, Alice! Vai, Alice! Tchau!’, diz adolescente, ao empurrar o animal.

Página no Facebook com ameaças à adolescente foi criada (foto: Reprodução/Facebook)
Página no Facebook com ameaças à adolescente foi criada (foto: Reprodução/Facebook)

Publicado no G1

Uma adolescente de Diadema, no ABC, está recebendo ameaças de internautas depois de supostamente ter postado vídeo nas redes sociais no qual aparece empurrando um gato da janela de um apartamento no 14º andar de um edifício. O caso teria ocorrido em 19 de agosto, quando o vídeo começou a ser distribuído por meio do WhatsApp e caiu na internet.

Na imagem, a jovem filma a gata, chamada Alice, antes de empurrá-la pela janela. Em seguida, ela diz: “Vai, Alice! Vai, Alice! Tchau!”. Depois, empurra o bichano, mas não consegue filmar a queda nem o impacto do animal no chão.

Horas antes, a adolescente teria escrito na conta dela do WhatsApp: “Amo mortadela, enquanto você lia, um gato saiu voando pela janela”. No dia seguinte, a jovem abriu um perfil no Twitter e passou a retuitar os comentários sobre o vídeo. Posteriormente, ela postou: “NINGUÉM sabe o que eu passei”. Na última mensagem, ela diz apenas “ADEUS”.

Revoltados com o vídeo, um grupo criou uma página no Facebook com uma comunidade intitulada “Não adianta se esconder, vamos te jogar pela janela”, com uma foto da adolescente. Até a noite desta quarta-feira, a página havia recebido 2.719 curtidas.

O perfil da jovem no Facebook foi deletado. O G1 tentou contato por telefone com a adolescente, mas ela não atendeu as ligações nem retornou os recados deixados na caixa postal.

Vídeo mostra gata chamada Alice sendo jogada de prédio em Diadema, no ABC (foto: Reprodução/internet)
Vídeo mostra gata chamada Alice sendo jogada de prédio em Diadema, no ABC (foto: Reprodução/internet)

Comentários

Leia Mais