Programa pode mostrar homem sendo comido por cobra gigante

eatenalive1
publicado no Terra

Acredite se quiser, mas o novo programa do Discovery Channel, Eaten Alive, quer colocar um homem dentro de uma Anaconda, a maior espécie de cobras do mundo. O responsável pelo feito seria o aventureiro Paul Rosolie, que tem até um traje especial para alcançar o seu objetivo: conhecer o réptil por dentro.

De acordo com a sinopse do programa, Paul consegue cumprir sua missão, mas não se sabe a que custo. Muito menos quais seriam as implicações para o próprio animal, o que preocupa ambientalistas. Ele próprio, um defensor da natureza, respondeu em seu Twitter recentemente: “Se vocês me conhecem, sabem que eu jamais machucaria um ser vivo. Mas vocês terão de assistir Eaten Alive para saber o que acontece!”

Pela internet, já existe uma corrente mais cética de telespectadores do trailer, que não acreditam que o experimento possa ser fisicamente possível, por isso o programa seria uma ficção ou até uma pegadinha. A estreia está prevista para o início de dezembro.

eatenalive3

eatenalive2

Comentários

Leia Mais

Pastor diz que Starbucks vende café com ‘sêmen de sodomitas’

publicado no page not found

Uma recente campanha da rede Starbucks, estrelada pelas drag queens Adore Delano e Bianca Del Rio, levou o pastor James David Manning, da ATLAH World Missionary Church, no Harlem, em Nova York (EUA), a disparar que a “Starbucks era o marco zero da disseminação do ebola”.

O comentário fez um grupo de defesa dos direitos dos gays distribuir café grátis na entrada da igreja de Manning. O pastor, então, foi ao contra-ataque, ainda mais feroz, de acordo com o site “Pink News”:

“Starbucks é um local onde muitos fluidos são trocados. Eles estão usando sêmen humano e o colocando nos cafés que vendem. A minha suspeita é que estejam pegando sêmen de sodomitas. O sêmen dá sabor ao café e faz você pensar que está curtindo um bom momento”.

102_69-blog-manning

Comentários

Leia Mais

Incrível! Vídeo mostra bola de boliche e penas brancas caindo na mesma velocidade

gravidade
publicado na Galileu

O que cai mais rápido, uma pena branca ou uma bola de boliche? Claro que a resposta imediata é bola de boliche. Mas e se alguém tivesse a ideia de fazer esse teste na maior câmara de vácuo do mundo, quem cairia mais rápido?

cjtnt3emezolvcw0xmva

Foi isso que o pessoal da BBC decidiu fazer na NASA’s Space Power, uma câmara capaz de sugar 30 toneladas de ar para tirar sua resistência e tentar imitar o espaço.

Comentários

Leia Mais

No escurinho da CPI, PSDB e PT se entendem

DialogoStockImages

Josias de Souza, no UOL

Sob refletores, Aécio Neves fez um pronunciamento de mostruário no plenário do Senado. Peito estufado, soou enfático: “Chamo a atenção desta Casa e dos brasileiros para o que vou dizer.” As frases saltavam-lhe dos lábios embebidas de sangue. “Qualquer diálogo tem que estar condicionado especialmente ao aprofundamento das investigações e exemplares punições daqueles que protagonizaram o maior escândalo de corrupção da história desse país, já conhecido como petrolão.”

Com loquacidade ensaiada, Aécio aproveitou os mais de 51 milhões de votos que recebeu dos brasileiros para elevar a estatura da oposição. Longe dos holofotes, no entanto, o PSDB dialogou com o PT para rebaixar o teto na CPI da Petrobras. A portas fechadas, tucanos, petistas e Cia. definiram o que não desejam investigar. No melhor estilo uma mão suja a outra, tiraram de cena políticos e operadores que estão pendurados de ponta-cabeça no noticiário sobre o escândalo da Petrobras.

Pelo lado do PT, foi à gaveta o requerimento de convocação do tesoureiro João Vaccari Neto, acusado de fazer o traslado da propina da Petrobras até as arcas do petismo. Enfurnaram-se também as convocatórias da senadora Gleisi Hoffmann e do seu marido, o ministro Paulo Bernardo (Comunicações). Ela foi delatado como beneficiária de uma youssefiana de R$ 1 milhão para a campanha de 2010. Ele foi apontado como uma espécie de agenciador.

No jogo de proteção mútua, o tucanato tirou de cena um potencial depoente chamado Leonardo Meirelles. Trata-se do empresário que, investido da autoridade de laranja do doleiro Alberto Youssef, declarou à Justiça Federal ter repassado propinas extraídas de negócios da Petrobras para o deputado pernambucano Sérgio Guerra, ex-presidente do PSDB federal, já morto.

Os acertos que transformaram o discurso de Aécio em palavras cenográficas foram feitos numa reunião a portas fechadas, antes do início da sessão da CPI. O repórter Gabriel Mascarenhas conta que o deputado petista Marco Maia, relator da comissão, achou tudo normalíssimo: “Gente, foi um acordo político, feito por todos os presentes, que se resolveu, em função da falta de densidade das denúncias, não produzir nenhum tipo de oitiva neste momento.”

O deputado tucano Carlos Sampaio dançou conforme a música, um chorinho bem brasileiro: “Decidimos excluir os agentes políticos e os citados nas delações premiadas. Abrimos mão de ouvir Gleisi e Vaccari. Todo mundo concordou.” Repita-se, por eloquente, a última frase: “Todo mundo concordou”. Espanto! De novo: “Todo mundo concordou”. Pasmo! Mais uma vez: “Todo mundo concordou”. Estupefação.”

No escurinho da CPI, tucanos, petistas e toda a banda muda do Congresso desistiram também de quebrar os sigilos bancários, fiscais e telefônicos das empreiteiras acusadas de fraudar contratos na Petrobras. Optou-se, veja você, por requerer explicações por escrito. Estipulou-se um prazo: dez dias. A CPI ameaça torcer o nariz de quem desobedecer.

Sempre se soube que empreiteiras enxergam na testa dos políticos apenas o código de barras. E, de tempos em tempos, surge uma CPI para revelar os atalhos que levam os congressistas para proveitosos diálogos com potenciais financiadores.

Horas antes de Aécio discursar sobre suas condições para o diálogo, Dilma Rousseff dissera no Planalto que, passada a eleição, é hora de “desmontar os palanques”. Na CPI, as “condições” e o “palanque” já sumiram. Ali, tucanos e petistas estreitam a inimizade e exercem seu último privilégio, que é o de poder escolher seus próprios caminhos para a desmoralização. Por sorte, sempre que a Polícia Federal e o Ministério Público entram numa jogada, como na Operação Lava Jato, a promiscuidade pode acabar na cadeia.

Comentários

Leia Mais

Emojis terão cores diferentes em nome da diversidade

emoji-diversidade1
publicado no LINK

O Unicode Consortium, entidade responsável pela padronização de emojis no mundo, determinou que a partir do meio do ano que vem, os emojis (ou emoticons) passarão a contemplar outras cores de “pele”. Tudo em nome da diversidade.
“Pessoas de todo o mundo querem ter emojis que reflitam a diversidade humana, especialmente as diferentes cor de pele”, diz o relatório publicado nesta segunda, 3.

A entidade, da qual fazem parte representantes de empresas como Google e Apple, diz ainda que as figurinhas originalmente foram pensadas para representarem expressões com cores mais genéricas, embora por seguirem as origens japonesas sigam “tons de pele levemente mais claros”.

emoji-diversidade2

O padrão Unicode 8.0 acrescentará, portanto seis tons de pele aos emojis com aparências humanas, seguindo a escala de cores de Fitzpatrick, que inclui branca, morena clara, morena moderada, morena escura e negra.

Vale notar que os padrões da Unicode não são necessariamente adotados quando publicados; a adoção depende das empresas que usam os símbolos em aplicações de mensagens – o que envolve fabricantes de celular, sistemas operacionais, serviços de internet (como Google e Bing) e apps.

emojis-cores-bonecos

Comentários

Leia Mais