Uma pessoa no mundo comete suicídio a cada 40 segundos, diz relatório inédito da OMS

Brasil é o 8º país com maior número de casos, mas taxa por 100 mil habitantes está abaixo da média mundial

sociedade-suicidios-1

Publicado em O Globo

A cada 40 segundos, uma pessoa comete suicídio em alguma parte do planeta. Cerca de 804 mil se mataram em 2012. Trata-se de uma proporção de 11,4 mortes por 100 mil pessoas (15 entre homens e 8 entre mulheres). O problema é muito mais grave nos países pobres e representa a segunda maior causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos. As informações constam de um relatório inédito sobre suicídio divulgado nesta quinta-feira pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O relatório “Prevenindo suicídios – um imperativo global” faz parte de uma campanha mundial da OMS para frear o problema. A entidade pretende reduzir as taxas de suicídio em 10% até 2020. Nos países ricos, três vezes mais homens se matam do que mulheres. Nos mais pobres, a proporção cai bastante. Uma mulher morre para cada 1,5 homem. Suicídios são 50% das mortes violentas de homens e 71% entre as mulheres.

75% DAS MORTES EM PAÍSES POBRES

O Brasil é o oitavo país com maior número de casos em números absolutos. Na taxa por 100 mil habitantes, o país é o 113º no ranking com uma taxa de 5,8 por 100 mil habitantes – menos da metade da média mundial, de 11,4. Em 2012, foram registradas 11.821 mortes no país, sendo 9.198 homens e 2.623 mulheres. Entre 2000 e 2012, houve um aumento de 10,4% na quantidade de mortes – alta de 17,8% entre mulheres e 8,2% entre os homens. O país com mais mortes é a Índia (258 mil óbitos), seguido de China (120,7 mil), EUA (43 mil), Rússia (31 mil), Japão (29 mil), Coreia do Sul (17 mil) e Paquistão (13 mil).

A agência de saúde da ONU afirma que 75% dos suicídios acontecem nos países mais pobres ou de renda média, e pede que sejam tomadas providências para reduzir o acesso aos meios mais comuns. Envenenamento por pesticidas, enforcamento e armas de fogo estão entre as principais formas de suicídio, e evidências de Austrália, Canadá, Japão, Nova Zelândia, EUA e Europa mostram que restringir o acesso a estes meios pode ajudar a impedir os suicídios.

O documento constata que os suicídios acontecem no mundo inteiro e em todas as idades. Globalmente, os índices de suicídio são maiores entre pessoas de 70 anos ou mais, mas em alguns países, este índice é maior entre os mais novos. No grupo de 15 a 29 anos, o suicídio é a segunda causa de morte do mundo.

DESCONSTRUÇÃO DE UM TABU

A diretora geral da OMS, Margaret Chan, disse que o relatório foi “um pedido de ação para um grande problema de saúde pública que tem sido encarado com tabu por muito tempo”.

Os governos deveriam fazer planos preventivos, aponta o relatório, que observa que esta medida já foi tomada por 28 países. Em geral, homens se matam mais que mulheres. Em países ricos, numa razão de três para um, com homens de mais de 50 anos sendo os mais vulneráveis.

Em países pobres e de renda média, pessoas jovens e mulheres mais velhas são os mais afetados. E mulheres de mais de 70 anos são mais de duas vezes mais vulneráveis a cometer suicídio que mulheres entre 15 e 29 anos.

Leia Mais

SILVA lança versão piano e voz de “2012″

Silva1

Por Marcos Xi, no Rock In Press

Invertendo as batidas fortes e contínuas da versão oficial do álbum, Lúcio Souza, o SILVA, refez uma de suas melhores canções para uma improvável versão piano e voz, registrada em áudio e vídeo pelas câmeras de Sergio Bittencourt e Diego Padilha.

O belíssimo resultado pode ser conferido no vídeo abaixo e baixado de forma gratuita neste link. Vale a pena só pela beleza da simplicidade contida na versão.

SILVA foi quase unanimidade nas listas de melhores discos e canções em 2012, em vários sites especializados. Para quem ainda não o conhece, o Lúcio é irmão do Lucas Souza, cantor gospel. Produziu discos do irmão e também o  primeiro disco – EP Vol. 1 –  da banda cristã de rock Palavrantiga.

Leia Mais

26 momentos que restauraram nossa fé na humanidade em 2012

Publicado por BuzzFeed [via Tá me zuando?]

Às vezes precisamos de um lembrete de que as pessoas podem fazer coisas maravilhosas.

1. Os pais deste menino transformaram a cadeira de rodas dele na fantasia mais legal de Halloween.

1

2. Scott Wydak tem Síndrome de Down e sofre de hepatite.  Scott adora receber cartas e seu sobrinho Sean divulgou sua caixa postal no Reddit (uma mistura de rede social com fórum) e os usuários do site enviaram centenas de cartas, pacotes e presentes para Scott.

1

1

Via: mashable.com
Via: mashable.com

1

3. O gesto de bondade de uma pessoa desconhecida fez com este carro não fosse inundado em um dia de chuva.

Via: i.imgur.com
Via: i.imgur.com

4. O médico que ofereceu atendimento médico gratuito após o furacão Sandy.

Via: shortformblog.com
Via: shortformblog.com

5. E outas pessoas que ajudaram como puderam, como compartilhar a energia elétrica para que as outros pudessem recarregar os celulares e falar com seus familiares.

Via: facebook.com
Via: facebook.com

6. Pessoas que fizeram doações para quem foi atingido pelo furacão.

Via: reddit.com
Via: reddit.com

7. Ou que ajudaram a salvar vidas.

Via: @ andjustice4some
Via: @ andjustice4some

8. Empregados de um hospital fizeram uma corrente humana para passar galões de combustível por 13 lances de escadas até o gerador reserva do Hospital Bellevue em Nova York.

Via: facebook.com
Via: facebook.com

9. Um casal mais velho se colocando na lugar de um casal mais novo.

Tradução do bilhete: “Gostaria de me oferecer para cuidar do seu bebê para que vocês possam almoçar fora, mas meu marido disse que eu pareceria uma stalker (alguém que fica perseguindo, no caso, no intuito de roubar a criança). Então, eu comprei o almoço para vocês. Aproveitem este lindo bebê. Somos pais de adolescentes, então sabemos o que o futuro reserva para vocês. Aproveitem o máximo que puderem.”

Via: i.imgur.com
Via: i.imgur.com

10. Uma criança da Líbia que não acredita no ódio.

Via: facebook.com
Via: facebook.com

11. Pais que tatuaram uma bomba de insulina na barriga para que seu filho diabético não se sentisse diferente.

Via: 4.bp.blogspot.com
Via: 4.bp.blogspot.com

12. Um policial de Nova York que, em uma noite fria e chuvosa, ao ver um morador de rua de pés descalços, calça em seus pés um par de meias e botas.

Via: facebook.com
Via: facebook.com

13. Policiais que realizaram o sonho de Gage Hancock-Stevens, um menino de 13 anos e cego, de ser policial por um dia.

1

Via: millcreekmultimedia.com
Via: millcreekmultimedia.com
Via: millcreekmultimedia.com
Via: millcreekmultimedia.com

Eles ainda o presentearam com um bolo.

Via: millcreekmultimedia.com
Via: millcreekmultimedia.com

(mais…)

Leia Mais

Crimes que abalaram o Facebook em 2012

Camila Porto, no TechTudo

O Facebook foi vitrine para muitos crimes chocantes em 2012. Além das muitas novidades que surgiram na rede de Zuckerberg, os casos comoventes e as polêmicas envolvendo o site bombaram no ano que chega ao fim. Por isso, o TechTudo preparou uma retrospectiva dos temas que mais deram o que falar na rede social. Confira abaixo.

1. Jovens vão para cadeia após vídeo mostrar agressão à mulher de 48 anos

Agressão foi filmada e colocada na Internet (Foto: Reprodução)
Agressão foi filmada e colocada na Internet (Foto: Reprodução)

A cidade de Chester, nos EUA, foi palco para um crime revoltante. Quatro jovens invadiram a casa de uma senhora com problemas mentais e a agrediram.

Não bastasse toda a brutalidade, os rapazes filmaram toda a ação e publicaram no Facebook. O caso ocorreu em outubro e causou comoção e revolta, não só na cidade, mas em todo o mundo.

2. Jovens são acusados de matar idoso após postarem vídeo do crime no Facebook

Situação semelhante aconteceu em Chicago, também nos Estados Unidos. Três adolescentes assassinaram um idoso de 62 anos com pancadas. Malik Jones, de 16 anos, Nicholas Ayala, de 17, e Anthony Malcom, de 18, filmaram toda a ação e postaram tudo no Facebook.

Depois de ser compartilhado por centenas de pessoas, o vídeo chegou a um colega de trabalho de Delfino Mora, idoso morto. O homem chamou a polícia e os jovens foram presos. Jones, um dos acusados, pagou fiança e foi liberado.

3. Jovem é preso por ofender pelo Facebook criança de 5 anos assassinada

April Jones, de 5 anos, que foi sequestrada eassassinada (Foto: Reprodução)
April Jones, de 5 anos, que foi sequestrada e
assassinada (Foto: Reprodução)

A rede social também se tornou um lugar repleto de opiniões controversas. Matthew Woods, de 19 anos, usou sua conta no Facebook para fazer piadas de mau gosto sobre o sequestro de uma menina de 5 anos.

Woods brincou com o nome da menina sequestrada, April Jones, fazendo relação entre a data April Fools, dia da mentira, nos Estados Unidos. Depois das piadas, dezenas de pessoas foram até a casa do jovem, a polícia foi acionada e o prendeu. O jovem passou três meses na prisão.

4. Mãe usa conta falsa no Facebook para expor pedófilo para sua filha

O Facebook também utilizado para prevenir crimes. É o que Julie Myfors fez para salvar sua filha de um pedófilo. Ela criou uma conta falsa no Facebook e no Yahoo! e adicionou William Elms, de 19 anos. Afirmando ser uma jovem de 15 anos, Myfors conseguiu reunir conversas e imagens de Elms se exibindo. Após juntar todas as provas, ela levou o conteúdo à polícia, que prendeu o jovem. O rapaz já havia sido preso por violar a condicional ao ser acusado de abuso infantil.

5. Homem faz piada no Facebook no dia que é preso por matar adolescente

Rapaz estava drogado no dia do acidente (Foto:Reprodução/Facebook)
Rapaz estava drogado no dia do acidente (Foto:
Reprodução/Facebook)

Infelizmente, casos de assassinatos são comuns no Facebook e há quem não se importe em contar a todos. É o caso de Matthew Norcott, de 27 anos. Norcott foi acusado pelo assassinato de sua amiga, Lara Smith. Ambos estavam em um carro em direção à Hertfordshire, na Inglaterra.

Sob o efeito de drogas, o homem dormiu ao volante, causando o acidente que matou a jovem de 17 anos. Além disso, Norcott portava 13 comprimidos de ecstasy. Não bastasse o ocorrido, o homem usou o Facebook para fazer piada sobre a situação e contar vantagem aos seus amigos. Norcott publicou em seu mural que a data do julgamente seria “o dia mais rei de todos” e que sempre conseguia se livrar de situações difíceis. Neste caso, porém, o rapaz não teve a mesma sorte e foi condenado à sete anos de prisão.

6. Justiça condena jovens que mandaram matar menina por post no Facebook

Menina de 15 anos foi esfaqueada por conta de briga no Facebook (Foto: Reprodução) (Foto: Menina de 15 anos foi esfaqueada por conta de briga no Facebook (Foto: Reprodução))Menina de 15 anos foi esfaqueada por conta de briga no Facebook (Foto: Reprodução)

Discussões tolas no Facebook podem acabar em tragédia. É o caso da jovem Joyce Winsie, de apenas 15 anos, que ficou conhecido como “Assassinato do Facebook”. Depois de discutir na rede social com a colega de escola, Polly W., de 16 anos, Joyce foi assassinada em um plano arquitetado pela menina e Wesley C, namorado dela, de 18 anos.

O rapaz contratou outro jovem, de 14 anos, que por R$ 400 teria assassinado a jovem. O crime gerou muita comoção na Holanda pela frieza com que foi executado. O assassino chegou à casa de Joyce, a chamou e disse que tinha uma encomenda para ela. Ao abrir a porta, a jovem foi esfaqueada. O adolescente foi julgado e pegou um ano de detenção mais três anos em uma clínica psiquiátrica.

7. Pai mata filhos depois que ex-mulher trocou status no Facebook

Mais um crime bárbaro foi motivado por atualizações no Facebook. Depois de se separar da esposa, Graham Anderson passava alguns dias com os filhos de 11 e 3 anos. Um dia, após acessar a rede social, conferir o perfil da ex-mulher e perceber que ela mudou o status do Facebook para um relacionamento sério, o homem assassinou os dois filhos e se suicidou em seguida. O crime ocorreu em Wiltshire, na Inglaterra.

8. Após 25 anos, homens são libertados graças a post no Facebook

Irmãos comemoram chance de serem liberados dacadeia (Foto: Reprodução)
Irmãos comemoram chance de serem liberados da
cadeia (Foto: Reprodução)

Felizmente o Facebook também é usado para fazer justiça. É o caso dos irmãos Raymond e Thomas Highers. Ambos estiveram presos por 25 anos por um crime que não cometeram, em Ohio, nos Estados Unidos. Os dois foram condenados por homicídio, mas uma ex-vizinha usou o Facebook para abrir o jogo e falar que havia algo não esclarecido no caso, além de mais testemunhas.

As informações levaram a um ex-colega do homem assassinado, que afirmou que os reais responsáveis eram quatro homens negros, ao contrário dos irmãos. Após pagamento de fiança de R$ 40 mil, ambos puderam deixar a cadeia.

Leia Mais

Uma em cada sete pessoas acredita que fim do mundo está próximo, diz pesquisa

Foto: Reuters

Publicado na BBC.

Um estudo realizado pela Ipsos Global Public Affairs, com sede em Nova York, revela que quase 15% da população mundial acredita que o fim do mundo ocorrerá durante sua vida, e 10% dos entrevistados acham que o calendário maia pode significar que vai acontecer em 2012.

Mas seriam os mais pessimistas os únicos que esperam testemunhar o fim do mundo? Como consequência da exposição na mídia da chamada profecia maia, que para alguns significa fixar a data do fim do mundo em 21 de dezembro 2012, era de se esperar análises e reflexões sobre este assunto – mas necessariamente não os impactos na pesquisa.

Embora acadêmicos e especialistas tenham dito que não é verdade que os Maias previram o fim do mundo, a ideia ressoou e foi a inspiração para exposições, livros, documentários e até mesmo para um filme.
Na pesquisa, um em dez acredita que “o calendário maia, que alguns afirmam terminar em 2012, marca o fim do mundo”, e outros 8% admitem ter sentido “ansiedade e medo de que o mundo vai acabar em 2012″.

Razões desconhecidas

Keren Gottfried, pesquisadora-chefe da Ipsos, disse à BBC que a própria agência foi surpreendida com as respostas das 16.262 pessoas, em mais de 20 países, que participaram no estudo.
“Pela primeira vez fizemos esta pergunta e, portanto, não se pode fazer uma comparação ao longo do tempo”, explica ela. “Uma em cada sete pessoas acredita que o mundo vai acabar no curso de sua vida. É um número bastante elevado e acreditamos que devemos continuar pesquisando”, acrescentou.

Para este estudo, os pesquisadores não perguntaram aos entrevistados quais eram suas razões para acreditar que o mundo poderia acabar porque, diz Gottfried, ninguém sabia quantas pessoas iriam dizer acreditar no fim iminente do mundo.
“Se fosse uma percentagem muito pequena, teríamos obtido uma mostra de pouco valor. Agora sabemos que há número suficiente de pessoas que acreditam no fim do mundo e podemos nos aprofundar nos acontecimentos que podem provocá-lo”, acrescenta.
Além disso, um em cada dez pessoas sentem ansiosos ou com medo reconhecido por acreditar que o fim do mundo ocorrerá em dezembro deste ano.

Mais velho, menos temeroso

Os chineses, turcos, russos, mexicanos e sul-coreanos são os mais creem na aproximação do fim do mundo, com 20% dos entrevistados, contra 7% na Bélgica e 8% no Reino Unido.
As pessoas com menor escolaridade ou renda, e aqueles com menos de 35 anos, são mais propensos a acreditar que o “Apocalipse” vai ocorrer durante a sua vida ou até mesmo em dezembro de 2012, e são mais propensos a sofrer de ansiedade ou medo com a perspectiva.
A tranquilidade dos mais velhos é explicada pelos anos já vividos ou talvez seja uma questão de sabedoria com certos tons de ceticismo? “Talvez aqueles que são idosos viveram o suficiente para não se preocupar com o que acontece no futuro”, diz Gottfried, que se diz atraída pela pela ideia de que os mais velhos são mais céticos por terem superado outras crises, o que poderá motivar estudo futuro.

Leia Mais