Conteúdo marcado como ansiedade

Terminou um relacionamento? A ciência te ajuda a se recuperar

Terminou um relacionamento? A ciência te ajuda a se recuperar
Jéssica Maes, no Hypescience Terminar um relacionamento pode parecer o fim do mundo. Quase todo mundo passa por estas transições dissonantes em algum momento de suas vidas românticas, experimentando a perda insuportável, a confusão e o desespero tão característicos desses momentos. Felizmente, um número crescente de estratégias baseadas em evidências científicas pode ajudá-lo a lidar com esse momento de crise. A verdade é que as nossas reações individuais ao fim […]

Medo de perder alguma coisa

Medo de perder alguma coisa
Ronaldo Lemos, na Folha de S.Paulo Janeiro é o momento em que muita gente decide tirar férias. Com o período, vem junto um convidado nada bem-vindo: a ansiedade. Férias são não apenas o momento de descansar, mas também de praticar a arte de gerir as diversas modalidades de ansiedade que assombram o nosso tempo, como o “Fomo”, o “Fobo” e o “Foda” (muita calma nesta hora, já explico abaixo o […]

Faça novo o teu ano

Faça novo o teu ano
Frei Betto [via site do Leonardo Boff] Neste ano-novo, se faça novo, reduza a ansiedade, regue de ternura os sentimentos mais profundos, imprima a seus passos o ritmo das tartarugas e a leveza das garças. Não se mire nos outros; a inveja mina a autoestima, fomenta o ressentimento e abre, no centro do coração, o buraco no qual se precipita o próprio invejoso. Espelhe-se em si mesmo, assuma seus talentos, […]

Por que sentimos um aperto no peito quando estamos tristes?

Por que sentimos um aperto no peito quando estamos tristes?
  Julian Renzulli, na Galileu O responsável por esse efeito é a adrenalina. Quando passamos por situações de estresse, como tristeza ou ansiedade, o cérebro envia uma mensagem para o corpo liberar uma dose extra desse hormônio, produzido pelas glândulas suprarrenais. A adrenalina nos deixa em alerta e produz reações físicas: tonifica os músculos, acelera os batimentos cardíacos e dilata as pupilas. Os músculos intercostais superiores, aqueles que ficam na […]

Tristeza dura mais tempo do que qualquer outra emoção

Tristeza dura mais tempo do que qualquer outra emoção
Carol Castro, no Ciência Maluca Tom Jobim e Vinicius de Moraes estavam certos: tristeza não tem fim, felicidade sim. Essa tal alegria é breve. Dura apenas 35 horas no seu peito. Já a tristeza… ah, a tristeza, amigo. Essa vai te pentelhar por cinco looooongos dias. A constatação vem de uma pesquisa encabeçada por dois cientistas da Universidade de Leuven, na Bélgica. Eles pediram a 233 pessoas para rememorar episódios recentes […]