Arquivo da tag: baixo

Conheça sete truques ‘escondidos’ na internet

Dinossauro é um truque que pode ser habilitado a partir de comando na página da Vogue.com

Dinossauro é um truque que pode ser habilitado a partir de comando na página da Vogue.com

Há inúmeras informações escondidas em tudo o que consumimos na internet, muitos das quais inseridas ali por programadores e desenvolvedores.

Publicado na BBC Brasil

Esses segredos “invisíveis” são conhecidos como “Ovos de Páscoa” (do termo em inglês “Easter Eggs”, em alusão à tradição de esconder os chocolates das crianças durante o período festivo), e se proliferam em grande número na rede.

Andy Clarke, que é dono de uma agência de desenvolvimento web no País de Gales, tem sua própria definição para essas mensagens ocultas: “É algo que te faz rir inesperadamente”.

A BBC revela, abaixo, alguns dos melhores “Ovos de Páscoa” espalhados pela internet. Confira alguns.

Cima, Cima, baixo, baixo, esquerda, direita, esquerda, direita, b, a

A combinação acima está gravada no cérebro de gamers do mundo todo – trata-se do código Konami.

Usado para destravar truques especiais em muitos jogos feitos pela Konami – e outros não necessariamente produzidos pela empresa – o código é também utilizado para ativar os “Ovos de Páscoa”.

Com o teclado, digite a sequência no site Digg.com para ouvir uma música especial.

Faça o mesmo no site das revistas Vogue.com e da GQ.com para se deparar com os dinossauros “mais fashion” da Internet.

E se você tiver coragem, tente aplicar a mesma combinação no site do Buzzfeed (www.buzzfeed.com) e você terá o site de entretenimento se tornar uma página de fã-clube de um cantor pop americano.

Adentre o mundo da ficção

Incursionar por todos os cantos do mundo com o Google Street View pode ser divertido hoje em dia, mas seguramente não há nada mais interessante do que saber como seria viver em outra dimensão.

Situada a poucos metros da saída da estação Earls Court no metrô de Londres, desponta a cabine azul Tardis, a máquina que permite viajar no tempo na série Doctor Who.

Ainda no mesmo programa, encontre a equipe do Google que desenvolveu o protótipo, ouça uma música e dança fora da sede da companhia na capital britânica.

E, caso você seja um fã de Senhor dos Anéis, use a função “Como chegar” no Google Maps para obter instruções para caminhar do “Condado” (The Shire) a “Mordor”.

Deleite-se com códigos-fonte

Código-fonte de Kit Kat | Crédito: Reprodução - Internet

Páginas de produtos da Nestlé têm códigos-fonte com logo das marcas

Em vários sites controlados pela gigante de alimentos Nestlé, há alguns dos “Ovos de Páscoa” mais criativos.

Em sites de produtos da companhia, como kitkat.com ou skittles.com, ao clicar com o botão direito em “visualizar código fonte”, você se deparará com alguns dos logos mais famosos da empresa em maio ao código da página.

Atinja alvos no Youtube

O Youtube, como qualque outro produto do Google, está repleto de “Ovos de Páscoa”.

Por algum tempo, o clássico jogo da cobrinha poderia ser ativado ao pressionar sete para cima e seta para esquerda no teclado enquanto o clipe estava carregadando. Infelizmente, o truque parece não funcionar mais. Mas em seu lugar um jogo de mísseis pode ser ativado ao clicar fora da tela do vídeo e digitar “1980″ no teclado numérico do seu computador.

E enquanto estiver acessando o Youtube, tente buscar por “do the Harlem Shake” e “doge meme” e veja o que acontece!

Vire o Facebook de cabeça para baixo

Após logar no Facebook, vá até “Configurações”. Mude o seu idioma, escolha “English (upside down)” e, pronto, o seu facebook estará de cabeça de baixo – e o texto também.

E enquanto estiver lendo as atualizações de seus amigos, aproveite também para tentar o modo pirata – vá de novo até Configurações e altere o idioma para “English (Pirate)” – e seu botão “Curtir” mudará para “Arr!”.

Despiste seu chefe

Planilha | Crédito: Reprodução Skybet

Planilha é um dos truques para despitar chefes criado pela casa de apostas esportiva Skybet

Quem nunca foi flagrado pelo chefe navegando no facebook durante o horário de trabalho? Para quem esgotou toda a coleção de desculpas esfarrapadas, o site Skybet, de apostas esportivas online, bastante famoso na Inglaterra, criou um “Ovo de Páscoa” para livrar a barra de qualquer um.

Ao clicar em um pequeno ícone acima do botão de compartilhamento do facebook, no canto superior direito da página, uma página repleta de planilhas entra em cena – e você ainda poderá ser elogiado pela dedicação e profissionalismo.

Brinque com o Google

Do a barrel roll | Crédito: Reprodução Google

Google esconde vários truques criados por programadores

Digitar frases no Google pode produzir resultados minimamente interessantes.

Em primeiro lugar, tente “do a barrel roll”, e cuidado com a vertigem! Em seguida, que tal digitar “askew”?

No Google Images, ao buscar por “Atari Breakout”, tente se concentrar ao longo do dia. Assim como uma busca por “Zerg Rush”.

Há uma lista imensa de “Ovos de Páscoa” do Google Clique nessa página no Wikipédia. Confira!

Prefeito no interior de SP renuncia para ‘não roubar’

Márcio Faber (PV), que deixou a Prefeitura de Paranapanema, no interior de SP

Márcio Faber (PV), que deixou a Prefeitura de Paranapanema, no interior de SP

Natália Cancian, na Folha de S.Paulo

Menos de oito meses após assumir o cargo, um prefeito do interior de São Paulo decidiu abrir mão do mandato. O motivo: descobriu que o salário era baixo demais em relação ao que ganhava como médico.

“Tinha dois rumos a seguir: ou voltava a trabalhar e ganhava meu dinheiro honestamente ou tirava da prefeitura”, disse Márcio Faber (PV) à TV Globo, após deixar o cargo de prefeito em Paranapanema (a 261 km de São Paulo).

Faber afirmou que o salário de R$ 5.800 não chegava a 20% do que recebia como médico, R$ 30 mil. Por isso, afirma, estava em dificuldades financeiras.

A Folha tentou entrar em contato com Faber ontem, mas foi informada que ele já havia voltado a atuar como médico e não poderia atender à reportagem.

O vice-prefeito Antonio Nakagawa (PV) disse ter sido pego de surpresa pela decisão. “Não imaginava, embora ele já comentasse que a situação não estava fácil”, disse.

“Foi o maior exemplo de hombridade. É um caso inédito no Brasil, alguém renunciar para não roubar”, disse.
Apesar das críticas, o agora ex-vice diz acreditar que a saída do prefeito não tenha contrariado eleitores. Mário Faber havia sido eleito em outubro com 55% dos votos.

De acordo com a Constituição, é vedada a acumulação remunerada de cargos públicos. “Mas nada impede que ele exerça a profissão no seu consultório”, diz Eduardo Pereira, presidente da Associação Brasileira de Municípios.

O novo prefeito diz que irá aceitar o salário. “Sou contador e aposentado, para mim é suficiente”, diz.

Na manhã do dia da final, Felipão deixa carta para os jogadores: ‘Se você quer, você pode’

Luiz Felipe Scolari preparou carta com o título “Um dia num instante” (foto: Ivo Gonzalez / O Globo)

Luiz Felipe Scolari preparou carta com o título “Um dia num instante” (foto: Ivo Gonzalez / O Globo)

Marluci Martins, no Extra

A histórica vitória do Brasil sobre a Espanha na final da Copa das Confederações começou a ser desenhada pelo menos 10 horas antes da partida, na manhã de domingo, quando cada um dos 23 jogadores da seleção recebeu, por baixo da porta da concentração, uma carta de duas páginas. Quem assinava o emocionante texto era o técnico Luiz Felipe Scolari, mais motivador do que nunca, cobrando tão cedo, logo no despertar, a vitória na decisão.

“Um dia num instante” foi o título escolhido por Felipão, que digitou 76 linhas, fazendo citações ao produtor Walt Disney e ao líder americano Martin Luther King. Da luta pelo sonho ao ideal de igualdade racial, tudo virou letra na carta do treinador. Para quem foi bom entendedor, o verbo vencer — escrito oito vezes, nas variadas conjugações — bastou.

“Se não puder voar, corra. Se não puder correr, ande. Se não puder andar, rasteje. Mas continue em frente de qualquer jeito”, escreveu Felipão, citando o líder negro Martin Luther King.

Ele lembrou ainda a importância que o título teria para o futuro:

“Vencer a Copa das Confederações possibilitará sermos vistos dentro de uma perspectiva diferente para a disputa e conquista da Copa do Mundo em 2014”, destacou o treinador.

Antes da assinatura de Felipão, um poético agradecimento àquela “gente que sorri, que se emociona, e que com um simples olhar irradia vida e luz”.

A Família Scolari estava fechada. Horas mais tarde, foi dada na bola a resposta esperada: uma vitória com o timbre de três gols e, como remetente, o país pentacampeão.

A história, escrita sobre a seleção espanhola sem rascunho, foi cópia fiel da sugestão de Walt Disney citada na carta de Felipão:

“Nossos sonhos podem se transformar em realidade se os desejarmos a ponto de correr atrás deles”.

carta

Muçulmana vira guitarrista de banda de heavy metal em São Paulo

Neta de alemães católicos, Gisele Marie se converteu ao Islã em 2009.
Coberta pelo niqab, ela ensaia 6 horas por dia para lançar CD.

Gisele Marie em sua casa, ensaiando em sua guitarra customizada (Foto: Giovana Sanchez/G1)

Gisele Marie em sua casa, ensaiando em sua guitarra customizada (Foto: Giovana Sanchez/G1)

Giovana Sanchez, no G1

“Isso é muito confortável, nunca mais na vida vou usar calça!”, diz Gisele Marie Rocha ao mostrar com os braços abertos a largura de seu niqab, “vestido” muçulmano que deixa apenas os olhos aparecendo. “Eu coloco a bolsa aqui dentro e o ladrão nem vê”, brinca a paulistana de 42 anos, enquanto ajeita as partes do véu. Gisele diz que se encontrou no Islã, religião para a qual se converteu em 2009. Mas, muito antes disso, outra paixão a arrebatou: o heavy metal.

“Minha família inteira toca, nasci cercada de instrumentos. Comecei a estudar música no conservatório, com o piano clássico, e toco também bateria. O heavy metal surgiu quando meus irmãos e primos começaram a ouvir”, conta Gisele.

No ano passado, ela foi convidada por amigos para ser guitarrista de uma banda de rock pesado – uma nova composição da antiga Spectrus, formada por seus irmãos na década de 1980 e que terminou em 2001. “Quando me convidaram eu disse: ‘tudo bem, mas minha condição para qualquer coisa na vida é ser muçulmana. E uma munaqaba [mulher que veste o niqab]. Vou tocar assim’. E eles gostaram da ideia. [...] A banda é um caldo de religiões: tem umbandista, espírita, católico e muçulmana.”

Nova formação da Spectrus (da esquerda): Danilo Paulus (vocal), Yago Magalhães (bateria), Gisele Marie (guitarra) e Edu Melo (baixo) (Foto: Divulgação)

Nova formação da Spectrus (da esquerda): Danilo
Paulus (vocal), Yago Magalhães (bateria), Gisele
Marie (guitarra) e Edu Melo (baixo) (Foto: Divulgação)

Agora Gisele levou a atividade para o lado profissional – antes ela chegou a trabalhar como musicista, em estúdio, e com promoção de eventos e marketing, mas ainda não era muçulmana. Após a conversão, ela foi estagiária de psicologia. “Foi sempre super tranquilo, nunca tive muito problemas com isto, mas depois, quando eu entrei para a banda, estava procurando emprego e não encontrei. Preconceito religioso no mercado de trabalho é algo que toda mulher muçulmana enfrenta no Brasil, mesmo as que usam apenas o véu de cabeça, o hijab.”

Atualmente ela ensaia seis horas por dia para a gravação do CD, com previsão de lançamento para setembro. “Tem irmãs [muçulmanas] que vão aos ensaios, inclusive um sheik egípcio me pediu para avisar quando tiver show”, conta ela sobre a reação da comunidade muçulmana à sua nova profissão.

“Em todo ajuntamento humano sempre existem os extremistas, pessoas fanáticas. No Islã há os wahabistas e salafistas e eles me detestam. [...] Para eles, até sorrir é pecado. Não há um consenso sobre a música dentro do Islã, e quando não há consenso, você segue o que tem a ver com você. Existem aqueles que dizem que música é pecado e existem aqueles que dizem que pecado é dizer que música é pecado. Eu sigo a orientação de que música é uma coisa natural, faz parte da minha vida e não é pecado.”

Gisele Marie com sua identidade islâmica, expedida por uma mesquita em São Paulo (Foto: Giovana Sanchez/G1)

Gisele Marie com sua identidade islâmica,
expedida por uma mesquita em
São Paulo (Foto: Giovana Sanchez/G1)

Da bruxaria para o Islã
“A primeira vez que minha mãe me olhou vestida assim ela disse: ‘você está muito bonita!’”. Gisele conta que a família, de advogados descendentes de alemães católicos, apoiou sua conversão. “Na verdade minha mãe não gostava da minha religião anterior. Eu era uma bruxa.”

Gisele foi da religião Wicca por seis anos. “Na verdade, o que me move [na busca religiosa] é a paixão pela vida e a necessidade de ser eu mesma”. Após perder o pai, de quem era muito próxima, em 2009, ela encontrou um site que ensinava árabe. “Em dois meses eu comecei a ler em árabe. Aí achei um site que disponibilizava o Alcorão na íntegra. Comecei a ler e o resultado está aqui. Mudou a minha vida, nunca tinha lido nada tão simples e profundo.”

Dois meses depois de se converter, ela começou a usar o niqab. “Foi uma decisão muito consciente, muito pensada. Comecei porque estava ajudando uma amiga que tinha acabado de voltar do Egito e queria usar o niqab, mas estava tímida. Como eu estudei psicologia, me propus a ajudá-la a vencer o medo. Começamos a fazer pequenos passeios pelas redondezas [ela mora no bairro de Santana] e eu comecei a me sentir muito bem.”

Gisele explica que, para ela, o niqab representa uma lembrança constante de Alá (Deus muçulmano). “É uma marca muito específica de que eu sou uma mulher religiosa. E me fez ser um pouco mais reflexiva, exigiu de mim uma maior compreensão ao meu redor. É um exercício de diálogo com o mundo.”

A primeira coisa que fez quando decidiu usar o niqab foi contar para as quatro filhas que tem. “Elas sempre são as primeiras a saber da minha vida”. Gisele é solteira pela lei brasileira, mas foi casada, pela lei islâmica, com um libanês que tinha, além dela, outra mulher.

Gisele conta que aprendeu a se expressar apenas com os seus grandes olhos verdes. Ela diz que já sofreu preconceito (uma vez um homem puxou seu véu e ela chamou a polícia), mas que há uma curiosidade muito grande e positiva em relação à religião. “Não consigo ficar na rua sem falar com alguém. É muito raro eu sair de casa e nenhuma pessoa me parar para falar ou tirar foto. Eu passei da linha do preconceito e virei atração turística.”

Segundo ela, a primeira vez que a banda foi ensaiar num estúdio, pessoas começaram a entrar na sala e tirar fotos. “Fiquei muito assustada com aquilo”. Mas Gisele diz que tocar de niqab é normal. “Estou tão acostumada a usar que acho que hoje faço até alpinismo usando o niqab e não vou nem reparar. A grande diferença está no olhar da outra pessoa.”

Polka: uma guitarra especial
Gisele tem ao todo quatro guitarras, compradas ao longo da vida. Mas uma delas é preferida. Preta de bolinhas rosa, a flying V chamada Polka foi confeccionada exclusivamente para ela. “Foi inspirada na guitarra do meu guitarrista preferido, Randy Rhoads [que já tocou com Ozzy Osbourne e Quiet Riot]. Ele tinha uma preta com bolinhas brancas”.

Polka tem o corpo e o braço feitos em mogno, a escala de jacarandá e marcações da escala em “gravatinhas borboleta fofas de madrepérola”. É com ela que Gisele vai subir ao palco para tocar com a Spectrus. “Não vejo a hora de ver as pessoas enlouquecerem com a nossa música.”

dica da Anamaria Modesto Vieira

10 dicas para seu tempo render

Profissionais de todos os segmentos e de escalões, de alto a baixo, lamentam não ter mais tempo para realizar todas as tarefas do dia, inclusive as pessoais

noticia_75662

publicado no Administradores

A falta de tempo é um problema crônico e motivo de muitas queixas no mundo corportativo.

Profissionais de todos os segmentos e de escalões, de alto a baixo, lamentam não ter mais tempo para realizar todas as tarefas do dia, inclusive as pessoais.

Segundo o consultor empresarial Maurício Seriacopi, a síndrome da falta de tempo cada vez mais se faz percebida pelos profissionais em função da exigência cada vez maior por metas e resultados e também pela velocidade da informação.

“A tendência é que a pressão por desempenho e o bombardeio de informações cresça sempre mais. Portanto, não adianta reclamar da falta de tempo. O importante é saber como administrá-lo. Enquanto a maioria vive correndo atrás de tempo, os profissionais bem-sucedidos correm a favor e aprenderam como controlá-lo”, explica Seriacopi.

Na opinião do especialista, o uso inadequado das ferramentas de comunicação, como, por exemplo, o email, força o profissional a realizar diversas tarefas simultaneamente, aumentando assim o seu desgaste e a probabilidade de erros e, consequentemente, retrabalhos. “Quanto mais desorganizada, mais a pessoa tende a desperdiçar o tempo. E em tempos onde ele anda escasso, qualquer desperdício faz muita diferença”, lembra o consultor.

Para quem deseja fugir dessa ciranda, há algumas atitudes práticas que podem ajudar a administrar melhor o tempo, segundo Maurício Seriacopi. Confira as dicas:

10 dicas para seu tempo render

01. Altere a configuração do seu programa de email para que as mensagens sejam baixadas em maior tempo. Por exemplo, a cada 30 minutos. Essa medida evita que, cada vez que você receba uma mensagem, pare o que está fazendo para ler o e-mail.

02. Contenha-se a não abrir programas de comunicação ou sites que possam interromper suas atividades ou gerar dispersão.

03. Utilize o tempo de espera em uma recepção para ler um bom livro para seu lazer ou uma literatura específica que contribua com seu desenvolvimento profissional.

04. Mantenha sempre próximo e com fácil acesso, um bloco e caneta, ou equipamento com esse recurso, para anotações de insights, lembretes de atividades e compromissos.

04. Durante deslocamentos, seja dirigindo ou em transporte coletivo, faça uso de recursos auditivos para aprimorar seu idioma ou ouvir um audiobook sobre um assunto que tenha interessa.

06. Se você tem uma certa compulsão em ficar navegando na internet, especialmente nas redes sociais além do tempo, desconecte a fonte de energia do seu notebook e assim, quando terminar a carga da bateria, automaticamente você irá parar.

07. É necessário, principalmente no mundo corporativo, estar cercado de pessoas competentes e comprometidas. Ter bons pares ou boa equipe de trabalho, permite compartilhar e delegar mais as tarefas e propicia a possibilidade de fazer outras coisas, inclusive voltadas ao cuidado com sua saúde ou aprimoramento profissional.

08. Nenhuma ferramenta te ajudará se você não definir onde quer chegar. O planejamento é a arma mais importante para quem quer se organizar. Portanto, prepare-se!

09. Tentar abraçar o mundo pode ser tentador, mas para alcançar resultados satisfatórios sem se matar de trabalhar, é preciso escolher com inteligência e racionalidade. Tenha foco e faça uma coisa de cada vez.

10. Resolva os problemas até o fim. Jamais esqueça que, direta ou indiratemante, pessoas dependem de você. Se referência e mostre-se organizado e com disposição. Disciplina é fundamental.