“Governo Padrão Felipão”

foto: Estadão
foto: Estadão

Eliane Cantanhêde, na Folha de S.Paulo

Da presidente e candidata Dilma Rousseff, tentando cutucar a Fifa depois dos 3 a 0 do Brasil sobre a Espanha e a vitória na Copa das Confederações: “Meu governo é padrão Felipão”.

E agora, depois dos 7 e o fim do sonho do hexa em pleno solo brasileiro? Dilma continua dando entrevistas sobre a Copa e, se já não comparava o padrão do seu governo à malfalada Fifa, não pode mais compará-lo ao do Felipão. Mas não vai faltar quem faça a comparação…

Política é curiosa, vai e vem, vem e vai, sempre sujeita aos humores da grande e difusa massa de eleitores. Dilma ganhou quatro pontos com a Copa, mas tende a estacionar agora.

O que ocorreria com a candidata Dilma se o Brasil fosse campeão e a presidente Dilma entregasse a taça para o capitão Thiago Silva? Imagem fortíssima, de imensa simbologia.

Mas o que ocorrerá com a candidata Dilma se a Argentina for campeã e a presidente Dilma for obrigada a entregar a taça para o capitão Messi em pleno Maracanã? Imagem igualmente fortíssima, de imensa simbologia, mas em sentido oposto.

Já que foi a própria Dilma quem fez o casamento entre o seu governo e o “padrão Felipão”, estão unidos na alegria e na tristeza. Já que ela certamente tiraria louros político-eleitorais se a taça fosse nossa, a premissa contrária é igualmente verdadeira: tem agora de dividir os prejuízos da derrota vexaminosa.

Com crescimento medíocre e indicadores destrambelhados, é óbvio que a oposição, em algum momento, mais ou menos subliminarmente, vai colar a tática, a estratégia e a preparação do governo ao “padrão Felipão”. Sobretudo na economia.

Eleição, porém, não é campeonato de futebol entre PT e PSDB. Se FHC dizia que a vitória do Brasil não impediria derrota de Dilma, a premissa contrária vale igualmente para ele: a derrota do Brasil também não impedirá a vitória da petista.

A Copa acabou para o Brasil, mas a eleição está apenas começando.

Leia Mais

Rede britânica dá hambúrguer grátis para brasileiros esquecerem trauma alemão

Quem levar o passaporte brasileiro a um dos mais de 50 restaurantes da rede no Reino Unido ganhará o sanduíche inspirado na Copa do Mundo e que tem influência brasileira

Fernando Nakagawa, no Estado de S.Paulo

Para curar a ressaca, alguns receitam água, outros sugerem chá e tem até quem prefira gengibre. Mas uma rede de lanchonetes britânica decidiu oferecer hambúrgueres para que brasileiros possam curar o trauma causado pelo vexame nas semifinais da Copa do Mundo. “Para acalmar as feridas deixadas pelos alemães”, brasileiros terão um hambúrguer grátis em qualquer uma das mais de 50 lojas da rede Gourmet Burger Kitchen.

Grátis. Para afogar as mágoas, brasileiros ganharão hambúrguer /Divulgação
Grátis. Para afogar as mágoas, brasileiros ganharão hambúrguer /Divulgação

A rede de hamburguerias conhecida pela sigla GBK anunciou a promoção no dia seguinte à derrota histórica contra a Alemanha. “Para você que é do Brasil, não foi fácil levar sete gols dos alemães. Então, vamos fazer a situação melhorar com hambúrgueres. Se você tem um passaporte brasileiro, vá a qualquer loja do GBK no Reino Unido e o mostre para o nosso pessoal. Você vai ter de graça um X Burger para acalmar essas feridas”. A promoção lançada pelo Facebook vale apenas nesta quarta-feira, 9 de julho.

Hoje. Promoção vale só em 9 de julho em mais de 50 endereços no Reino Unido
Hoje. Promoção vale só em 9 de julho em mais de 50 endereços no Reino Unido

O X Burger é uma criação da casa para a Copa do Mundo. Inspirado no Brasil, o hambúrguer tem 170 gramas de carne, queijo, bacon, pimentões, cebolas crocantes e ainda tem abacaxi grelhado e pedaços de caju.

Se você é brasileiro e está no Reino Unido, sofreu com a derrota e quer curar a ressaca com um hambúrguer grátis, clique aqui e veja qual a loja mais perto. Corra! Alguns restaurantes fecham perto da meia-noite.

Leia Mais

Jovem paranaense crava 7 a 1 e ganha sozinho bolão com 148 mil apostas

Publicado no Globo Esporte

Ninguém imaginava que a seleção brasileira seria tão duramente massacrada pela Alemanha em uma semifinal de Copa do Mundo. Ninguém? O jovem Elton Sato, de Maringá, no norte do Paraná, imaginou, sim, que os brasileiros teriam a maior derrota de sua história em mundiais, justamente naquele disputada dentro de casa: ele cravou a derrota por 7 a 1 e venceu, sozinho, um bolão com 148 mil apostas, organizado pelo canal SporTV.

ganhador_1_1

– Eu estava apostando em resultados comuns e não tinha ganhado nada. Aí vi a Seleção com o Fred, o Felipão desorientado e resolvi chutar alto, apostar em um placar que eu sabia que ninguém apostaria. Brasileiro nunca arrisca contra o próprio time. Nem eu acreditava, antes do jogo, que poderia acontecer -, diz

O estudante de direito conta que reuniu os amigos para torcer para o Brasil, mas, depois do quinto gol alemão, todos deixaram o patriotismo de lado e passaram a desejar a vitória no bolão a cada lance. Ele ganhou uma TV com a aposta inesperada.
– Depois do 5 a 0, vimos que não dava mais e passamos a torcer pela vitória no bolão. A cada gol, todos meus amigos vibravam e viam que eu estava mais perto de ganhar. Graças ao Oscar, posso comemorar. Quando ele fez o gol, foi uma loucura geral.
Sato não havia acertado nenhum resultado dos jogos do Brasil nesta Copa do Mundo, mas, garante, já tinha previsto que a Costa Rica venceria os campeões mundiais Itália e Uruguai, na primeira fase da competição.
– Me considero um cara sortudo. Fico triste com a derrota do Brasil, mas muito feliz com a minha vitória. Nunca tinha ganhado nada grande. Por esta, nem eu esperava.

Leia Mais

12 motivos para acreditar que o Brasil pode vencer a Alemanha sem Neymar

Publicado no UOL

Comoção nacional: Neymar está fora da Copa. A Copa do Mundo que o Brasil esperou para ver Neymar conquistar agora está carente de seu protagonista. A joelhada de autoria do lateral colombiano Camilo Zuñiga não só tirou o camisa 10 da seleção brasileira da competição, mas também todas as esperanças de título de boa parte da torcida brasileira. Mas o Brasil não é só Neymar. E a Alemanha, adversário da semifinal na terça-feira, já mostrou contra Gana e Argélia que não é todo esse enorme obstáculo. Veja alguns motivos para acreditar na vitória mesmo sem o craque:

1. Neymar não vai voltar

ney1Para começar, é bom pontuar: Neymar não fará tratamento com infiltrações de antinflamatório ou à base de placenta de égua para jogar uma possível final. A Copa do Mundo acabou para ele. O Brasil, agora, pensa APENAS com os outros 22 jogadores.

2. Neymar não jogou bem contra Chile e Colômbia

ney2Camisa 10, excelente jogador, próximo melhor do mundo. Neymar decidiu a Copa para o Brasil na fase de grupos. Dois gols contra a Croácia, dois gols contra Camarões, boa atuação contra o México. Não fosse ele, a história provavelmente teria sido outra. Mas foram os zagueiros – David Luiz, principalmente – que decidiram as partidas contra Chile e Colômbia, nas oitavas e quartas de final. Neymar teve até atuação apagada.

3. A Argélia quase tirou a Alemanha das quartas de final

ney3A seleção da Argélia certamente não foi uma das favoritas nos bolões por todo o Brasil. Mas surpreendeu. Comandada pelo técnico bósnio Vahid Halilhodzic – o mais irritado e um dos mais competentes dessa Copa –, superou o favoritismo da Rússia e se classificou para as oitavas na segunda posição do Grupo H. Pegou a Alemanha e obrigou a melhor atuação do time de Joachim Löw na Copa. Segurou o 0 a 0, levou o jogo para a prorrogação e ofereceu perigo antes de acabar derrotada. E a Argélia passou longe de ter um craque como Neymar.

4. Gana EMPATOU com a Alemanha

ney4Gana também não tem Neymar. Não tem Oscar, não tem David Luiz, não tem Júlio César. Não tem ninguém. Tem briga de jogador com membro da comissão técnica, dinheiro do bicho chegando na concentração, jogador fumando no alojamento… e EMPATOU com a Alemanha. Sim, durante a fase de grupos. E não, a Alemanha não estava classificada ainda. Gana.

5. A Alemanha também não tem um de seus protagonistas

ney5Ele não é tão importante para a Alemanha quanto Neymar é para o Brasil, mas foi um dos melhores – senão o melhor – jogadores da última temporada alemã: o meia Marco Reus, do Borussia Dortmund, sofreu uma lesão no joelho em um amistoso às vésperas da Copa do Mundo, e teve de ser cortado.

6. O Brasil venceu a Copa de 1962 sem um tal de Pelé

ney6“Ah, mas aquele time tinha o Garrincha!”. É, tinha mesmo. Mas era o desfalque de Pelé. Mesmo sem o Rei, a seleção venceu times como a Espanha do húngaro Ferenc Puskás, a Inglaterra e a Tchecoslováquia. Foi campeã do mundo mesmo após o baque de ter de competir sem o melhor jogador de futebol de todos os tempos.

7. E a Costa Rica?

A seleção da Costa Rica, aquela que tomou de 5 do Brasil na Copa de 2002, desbancou Uruguai, Itália, Inglaterra, Grécia e quase mandou a Holanda de volta para casa há alguns dias. E só por causa do desfalque de Neymar o Brasil não pode vencer?

8. Felipão já conseguiu anular o melhor jogador da Copa

A Copa é repleta de imprevisibilidades. Zebras à parte, há também duelos individuais em campo que surpreendem. Um deles foi visto no jogo entre Brasil e Colômbia, da última sexta-feira. Luiz Felipe Scolari teve que exigir de Fernandinho – um volante técnico, de passe – uma atuação nos moldes do suspenso Luiz Gustavo – de marcação forte e desarme preciso – para parar o camisa 10 James Rodríguez, até então o melhor jogador da Copa do Mundo. E assim aconteceu. Fernandinho jogou os primeiros minutos como um Sandro Goiano, bateu muito, e na marcação, depois, fez James ter a atuação mais apagada da Copa. Por que não daria certo com os alemães?

9. O jogador mais regular do Brasil volta ao time agora

E Luiz Gustavo volta. O volante foi mais regular nesta Copa do Mundo do que Neymar e David Luiz. Jogou muito bem nas quatro partidas antes da Colômbia. Contra a Alemanha, volta à equipe para reforçar o meio de campo. Tudo leva a crer que seja na vaga de Paulinho.

10. Willian, provável substituto, joga com Oscar

Felipão testou Willian em diferentes funções no treino deste domingo, na Granja Comary. Tudo leva a crer que ele será o substituto de Neymar contra a Alemanha. E o entrosamento no campo ofensivo está garantido. No Chelsea (ING), ele é companheiro de Oscar, que estará imediatamente ao lado.

11. Willian, provável substituto, joga TANTO QUANTO Oscar

ney11Willian pode ser desconhecido da maior parte da torcida brasileira por ter saído muito cedo do Corinthians. Jogou no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e no Anzhi Makhachkala, da Rússia, antes de se transferir para o Chelsea. Apesar de não ser tão famoso, tem muito futebol: joga tanto quanto Oscar no time treinado pelo português José Mourinho. No ano, ambos fizeram mais de 40 partidas, e Willian foi até mais participativo que o camisa 11 da seleção na campanha do Chelsea na Liga dos Campeões.

12. A Copa é no Brasil

O Brasil disputa a Copa em casa. E, se falta um jogador em campo, sobra apoio nos estádios. Do hino a capela à vaia aos adversários.

Leia Mais

Jornal alemão lista 7 motivos para Brasil não ganhar a Copa

Neste domingo, o jornal alemão Bild providenciou sua cornetada e afirmou que o Brasil não será campeão neste mundial

Sobraram críticas ao desempenho limitado da seleção, principalmente no meio de campo (foto: Getty Images/Scott Heavey)
Sobraram críticas ao desempenho limitado da seleção, principalmente no meio de campo (foto: Getty Images/Scott Heavey)

Marcelo Poli, na Exame

O dramático jogo entre Brasil e Chile no último sábado levantou discussões sobre até onde a equipe de Felipão pode chegar nesta Copa do Mundo.

Júlio César salvou a seleção na última partida, ao se mostrar decisivo na disputa de pênaltis que selou a classificação às quartas de final. Sobraram críticas ao desempenho limitado da equipe, principalmente no meio de campo.

Neste domingo, o jornal alemão Bild providenciou sua cornetada e afirmou que o Brasil não será campeão nesta Copa.

Com uma dose de irreverência, a publicação listou sete motivos para não acreditar na seleção brasileira neste mundial.

Aqui estão eles:

1 – Uma equipe não pode ser formada apenas por Neymar

2 – O Brasil não vão dar sorte nos pênaltis duas vezes

3 – Alemanha será campeã do mundo e eliminará o Brasil nas semifinais, caso o país sede chegue tão longe

4 – Nunca uma equipe foi campeã do mundo precisando de decisão por pênaltis para avançar às quartas de final

5 – Hulk joga como um personagem de desenho animado

6 – James Rodriguez e a Colômbia vêm ai, nas quartas de final

7 – A Alemanha será campeã mundial, como anteciparam os Simpsons (trata-se de um episódio do famoso desenho americano em que a Alemanha conquista a Copa do Mundo).

Leia Mais