Cão adotado acompanha velório de idosa que recuperava presos no RS

Cachorro adotado pela idosa acompanhou velório da dona em Porto Alegre (Foto: Paulo Ledur/RBS TV)
Cachorro adotado pela idosa acompanhou velório da dona em Porto Alegre (Foto: Paulo Ledur/RBS TV)

Publicado no G1

Não foi só a tristeza de amigos e familiares que chamou a atenção durante o velório da assistente social Maria Ribeiro da Silva Tavares, de 102 anos, que há mais de sete décadas prestava apoio para a ressocialização de detentos do regime semiaberto em Porto Alegre. No funeral, o cachorro adotado pela idosa, Milke, de 5 anos, permaneceu a maior parte do tempo ao lado do caixão, encolhido no carpete.

A voluntária morreu no domingo (21). Ela apresentava problemas respiratórios e estava internada há uma semana no Hospital Ernesto Dornelles.

O cão foi abandonado na porta da entidade quando era filhote. A predisposição inata em ajudar de Maria Tavares não falhou: ela acolheu o cãozinho. Ele passou a ser o companheiro inseparável da idosa nos últimos anos. Agora, o animal ficará sob os cuidados dos ex-detentos.
No bairro Teresópolis, Zona Sul de Porto Alegre, fundou o Patronato Lima Drummond foi fundada em 1942, onde prestava ações voltadas à recuperação dos detentos. Atualmente, Maria também estava sob os cuidados de detentos. O sepultamento está previsto para a manhã desta segunda-feira (22) no Cemitério Jardim da Paz.

Leia Mais

Cão salta de paraquedas a mais de 3.950 metros de altitude nos EUA

gfcaf_sdd140912_07

publicado no G1

O cão chamado Riley saltou de paraquedas a mais de 3.950 metros de altitude nos EUA. O animal saltou com seu dono, o fotógrafo Nathan Batiste, de 38 anos, que mora em San Francisco, na Califórnia.

O cachorro da raça Dachshund saltou conectado a Batiste, mas equipado com seu próprio paraquedas. O fotógrafo destacou que Riley não ficou com medo e parecia ter gostado da experiência.
“Foi de longe o salto mais agradável que já fiz, e Riley parece ter amado também. Definitivamente, pretendo levá-lo novamente”, disse Batiste.
Segundo ele, Riley é um cão muito calmo e confiante quando está com ele. “Foi uma experiência mágica que nunca vou esquecer.”

Leia Mais

Cadelinha criada com gatos pensa que é um felino; veja fotos

cachorro-gato0

publicado na Veja São Paulo

A cachorrinha Tally da raça husky siberiano vive uma crise de identidade. Por ter crescido em uma casa com diversos gatos, ela tem absoluta certeza de que é um felino.

Tally está fazendo sucesso na internet depois que seu dono publicou algumas fotos suas fazendo movimentos comuns entre os bichanos como, por exemplo, sentar com as patas dobradas sob o corpo e se esconder em pequenos espaços como caixas.

“Ela não tem nenhum interesse em interagir com seus iguais. Eu a levo para parques de cães e é muito engraçado, pois ela anda por aí farejando coisas, enquanto um bando de cachorros a segue tentando socializar, mas ela sequer dá bola”, escreveu seu dono.

Confira as poses de Tally como um gatinho:

cachorro-gato1

cachorro-gato2

cachorro-gato3

cachorro-gato4

cachorro-gato5

cachorro-gato6

cachorro-gato7

cachorro-gato8

cachorro-gato9

 

Leia Mais

O melhor vídeo do ano: cachorro fantasiado de aranha gigante assusta geral

cachorroaranha

publicado na Veja SP

Em apenas um dia, o vídeo abaixo teve 4 milhões de visualizações. Não à toa, já que é a melhor coisa que você vai ver em muito tempo. Trata-se de um cachorro vestido de aranha gigante que apavora quem cruza seu caminho. A pegadinha criada por um polonês tem até página no Facebook, Chica the DogSpider. Dá uma olhada:

cachorroaranha2

Leia Mais

Hospital ganha prêmio após socorrer cachorro que comeu 43 meias

14247177

publicado na Folha de S. Paulo

Um dogue alemão de 3 anos estava muito mal e com ânsia de vômito quando seus donos o levaram às pressas para a emergência de um hospital de animais de Portland, nos Estados Unidos.

O raio-X mostrou que o animal comeu algo estranho.

Depois de quase duas horas de cirurgia, Dra. Ashley Magee descobriu a causa: o cachorro havia comido 43 meias e uma pela metade.

A representante do hospital DoveLewis, Shawna Harch, disse ao jornal “The Oregonian” que o caso pode ser o mais estranho que já passou pelo hospital.

O hospital participou de um concurso anual promovido pela revista “Veterinary Practice News” em fevereiro e ganhou um prêmio na categoria de raios-X.

O hospital disse que o dogue alemão retornou ao seu lar após a cirurgia e continua vivo. Não há relato sobre o que ele tem comido ultimamente.

14247173

Leia Mais