Goleiro Bruno é nomeado presidente da Comissão dos Direitos da Mulher

69224_524095014300037_1396342620_n

Publicado impagavelmente no Sensacionalista

Após a eleição do pastor racista e homofóbico Marco Feliciano para a Comissão de Direitos Humanos, Brasília já prepara uma ampla reforma também em outras comissões. Veja os futuros presidentes:

Direitos dos Animais – Dhomini
Direitos da Mulher – Bruno
Educação – Carla Perez
Ética – Renan Calheiros
Segurança – Fernandinho Beira-Mar
Diversidade religiosa – Silas Malafaia
Direitos autorais – Latino

dica do Nietzsche Ribeiro Robson

ps1: o dia de humor foi ontem, mas ñ resisti. :-)

ps2: esqueceram de mencionar na lista o “motoserra de ouro” Blairo Maggi à frente da Comissão de Meio Ambiente. isso ñ tem nenhuma graça. :-(

Leia Mais

Carla Perez se irrita com piada em que confunde Niemeyer com Neymar: ‘Sem noção’

Publicado originalmente no Extra

Uma brincadeira de mau gosto deixou a ex-dançarina do É o Tchan Carla Perez indignada. Numa montagem, que circula na internet, a loira se confunde e lamenta a morte do jogador do Santos, Neymar: “O futebol brasileiro nunca mais será o mesmo sem você, descanse em paz Neymar”, diz o primeiro comentário postado no dia que o arquiteto Oscar Niemeyer morreu, na última quinta-feira. “Eu adorava ver ele jogando no Santos, tão jovem, menino de ouro”, diz o segundo comentário.

Procurada pela coluna, a apresentadora se recusou a comentar o assunto, mas desabafou no seu Instagram. “Meus amores, por favor não deem atenção a essa bobagem não! Isso é mais uma brincadeira de mau gosto no pior momento, pois o país ainda está se refazendo da grande perda do nosso querido Oscar Niemeyer. A pessoa que cria uma coisa assim é insensível, sem noção e sarcástica. Não é tudo que se pode fazer piada!!! Ainda tem pessoas inocentes, ludibriadas que acabam acreditando num absurdo desse. Deus abençoe a todos”, escreveu Carla.

l-u-d-i-b-r-i-a-d-a-s, carla?

o mundo já pode acabar. #bye

Leia Mais

É o Tchan volta em 2013 com formação original

Publicado originalmente no Diário de S.Paulo

Scheila Carvalho e Carla Perez mantiveram a amizade

O grupo É o Tchan promete sacudir a Bahia e o restante do Brasil em 2013. Beto Jamaica, vocalista da banda, contou à coluna que em 2013 eles vão gravar um novo DVD. E na produção ele vai retomar os sucessos do Gera Samba e também reunirá as meninas que fizeram a história do grupo. “Vamos juntar a Carla (Perez), a Scheila (Carvalho) e também a Débora (Brasil)”, contou. Ainda entre os planos, ele pode chamar pessoas de peso como Ivete Sangalo, Claudia Leitte e Daniela Mercury para fazerem uma pontinha.

A gravação do DVD será transmitida por um canal do país. Por enquanto, porém, ele só pode confirmar os nomes de Xandy, marido de Carla Perez, e do grupo Parangolé.  “O Tchan sempre será um sucesso”, diz ele. O DVD terá entre 15 e 20 músicas. “Todo mundo vai colocar a mão no joelho (risos). E segurar o tchan”, brincou ele, que garante: “Alguns perguntam onde está o grupo, mas nunca terminamos”. Ultimamente, inclusive, eles têm se apresentado em algumas casas GLS. “Não fechamos num público só”, explica.

Entre os planos, está uma turnê internacional. “Nós vamos cantar na Itália, na Espanha, naqueles lugares lá da Europa.”. E, obviamente, com muito samba. “Todo mundo conhece o produto brasileiro. Isso é muito bom.”

Depois do Carnaval, eles devem começar os ensaios para essa produção do DVD especial.

dica do Rogério Moreira

Leia +:

Leia Mais

Primeira morena do É o Tchan, Débora Brasil agora é missionária e cantora gospel

Com Carla Perez e Jacaré, na época do É o tchan e atualmente, com 41 anos
x
Publicado originalmente no Extra

Depois que largou o É o tchan, no auge do sucesso, em 1996, e fracassou na carreira como cantora de axé, Débora Brasil está de volta aos palcos. As roupas curtas deram lugar as saias longas e ternos, e a dança cheia de insinuações virou uma performance contida, em clima de “adoração”. Assim como algumas outras personalidades midiáticas, a ex-dançarina teve a música gospel como destino, ou “missão”, como ela mesmo afirma. Há 8 anos, convertida à igreja Missão Mundial do Trono de Deus, Débora diz ter preenchido o vazio existente. “Durante um certo tempo, senti falta de algo que me preenchesse e acabei entrando em depressão por isso. Até conhecer Jesus”, diz a ex-morena do É o tchan.

Participando do cd do pastor Ivan Dias

A nova fase veio acompanhada de novas oportunidades. Débora hoje é cantora gospel (ela se prepara para gravar seu próprio CD) e viaja pelo brasil “pregando a palavra”. Hoje, ao se considerar uma “pessoa melhor”, diz não se arrepender do tempo em que dividiu os palcos com Beto Jamaica (com quem teve um relacionamento conturbado de cinco anos), Cumpadre Whashington, Jacaré e Carla Perez (a única com quem mantém contato). “Não fiz nada que prejudicasse a minha integridade, mas foi um círculo que se fechou e que não sinto falta”, explica.

Morando em Salvador e “aguardando a providência divina” quando o assunto é amor, recentemente, Débora gravou um DVD ao lado de outros cantores gospel, que, por sinal, também são proveniente da música “profana” baiana, como Ivan Dias (ex-vocalista da banda Laranja mecânica). Da época do Tchan, um único aprendizado: “O dinheiro, a fama e o sucesso passam. O que fica é a glória divina. Hoje sou completa”, conclui.

Assista ao vídeo de Débora cantando na igreja.

Com Carla Perez, na época do É o Tchan

Leia Mais

O passado que os famosos gostariam de esconder

Publicado originalmente no Extra

Vai, confessa! Todo mundo tem um passado que gostaria de varrer para sempre para debaixo do tapete. Teresa Cristina (Christiane Torloni), em “Fina estampa”, tem o dela muito bem escondido. “Um dos méritos da personagem é ser imprevisível. Imagino que será surpreendente”, diz a atriz. No mundo das celebridades, não é diferente. Tem ator, hoje cultuado até por diretores estrangeiros, por exemplo, que já contracenou com Carla Perez no cinema.

Fernanda Vasconcellos tem feito bonito na novela “A vida da gente”, mas já atraía olhares, há oito anos, como uma das dançarinas do “Domingo legal”, no SBT. A atriz chegou a desfilar, mais de uma vez, de biquíni pelo palco do Gugu.

Sim, é isso mesmo que você está vendo. No início da carreira como ator, Lázaro Ramos dividiu a cena com a dançarina Carla Perez, que estava no auge, no filme “Cinderela Baiana”. Um clássico do cinema brasileiro! Detalhe: o longa ficou uma semana em cartaz. Por que será?

Antes de fazer novela (e namorar Claudia Jimenez), Rodrigo Phavanello posou na “G magazine” por causa de seu, digamos, talento no grupo Dominó.

O mico de Claudia Raia não foi ter casado com Alexandre Frota, que depois viraria ator de filme pornô. A verdade é que ele era um promissor galã da Globo na época. O problema foi o casamento de gosto duvidoso, na Candelária, em 1986. A atriz surgiu na igreja com um cabelo no melhor estilo pantera e com um vestido com uma cauda de 20 metros. Mais anos 80 impossível, não é?

Wagner Moura pode até fugir agora dos repórteres de celebridades, mas parece que esqueceu que já esteve do outro lado. De microfone na mão, e antes de ficar famoso, o ator entrevistava personalidades de Salvador como repórter do programa “Michele Marie entrevista”, na TV Bahia.

Cristiana Oliveira e Rafael Ilha

Tem foto que vale mais do mil palavras. É o caso do chamego de Cristiana Oliveira e Rafael Ilha, quando eram namorados. Ela estava no auge da carreira como a Juma do “Pantanal”, e ele, com quase dez anos a menos, era líder do Polegar.

O filme “Espelho de carne” (1984) já é um passado a ser esquecido só pela sinopse: executivo compra espelho para o quarto que desperta desejos sexuais nos moradores. Para piorar, Daniel Filho e Dennis Carvalho protagonizam uma cena de sexo. Outro clássico! No elenco também estão Maria Zilda, Joana Fomm e Hileana Menezes.

Se pudesse, Mara Maravilha mandava sumir com todas os exemplares da “Playboy” que fez em 1990. “Não cuspo no prato que comi, eu vomito”, já disse a ex-apresentadora, hoje evangélica.

A musa Ellen Roche é uma gracinha, mas engraçado mesmo era vê-la como dubladora, com direito a pintura no rosto, do programa “Qual é a música?”. Na foto, ela cantorola ao lado de Felipe, outro dublador. Quantas notas, Silvio?

Leia Mais