Arquivo da tag: casamento

Feliciano compara-se ao Papa, se declara discriminado e ataca a Globo

feliciano e papa

Publicado no Blue Bus

Diz o Radar da revista Veja na web que “Marco Feliciano está enciumado com a receptividade que o papa Francisco vem recebendo no Brasil. Agora resolveu comparar-se ao pontífice”.

Segundo reporta o blog, Feliciano declarou que “o papa é político, eu também. Assim como eu, o papa condena casamento de pessoas do mesmo sexo, a descriminalização das drogas e o aborto. Mas, no caso dele, a mídia aplaude”. Pergunta – “Por que o papa é tratado como popstar, ovacionado, e eu, tão atacado?” E sai também contra a Rede Globo – “Onde estava a TV Globo, que não mostrou as manifestações contrárias ao papa, o beijaço e etc? Isso é discriminação religiosa contra mim, contra o pastor Silas Malafaia e outros”.

Para mudar o destino, japoneses fazem plástica nas linhas das mãos

leituramaos

Charlie Nisz, no Vi na Internet

A leitura das linhas das mãos, ou quiromancia, é uma prática milenar da humanidade. Tentar prever o futuro com essa prática é algo comum em várias culturas, mas foi popularizada pelos ciganos. No Japão, apesar de todo o desenvolvimento econômico e tecnológico, a previsão do futuro pela leitura das mãos ainda é bastante popular.

Muita gente achou uma maneira de dar uma “força” ao destino: estão fazendo cirurgias plásticas nas linhas das mãos. A ideia básica por trás desse procedimento é mudar as mãos, mudar a leitura, e assim, mudar o destino. Em apenas 2 anos, o consultório do doutor Matsuoka, em Shinjuku, realizou 37 dessas intervenções.

Tudo o que você precisa é de um cirurgião plástico com conhecimentos básicos de leitura das mãos. Outros preferem “desenhar” com caneta as linhas desejadas e o cirurgião “escreve” o destino preferido pela pessoa. Essas cirurgias surgiram na Coreia do Sul, mas ficaram populares no Japão. Elas custam cerca de R$ 2.220 e duram 15 minutos.

O cirurgião que levou a técnica para o Japão explica que a cirurgia não funciona se for feita a laser: “precisamos usar um bisturi elétrico. Ele cria uma cicatriz semipermanente ao queimar a pele”. “Fica parecendo o cheiro de hot-dog queimado”, brinca o doutor Matsuoka.

Antes de realizar esse tipo de plástica, Matsuoka não sabia nada sobre leitura das mãos. Ele estudou bastante o tema antes de começar a fazer as cirurgias. Os homens pedem reforço na linha da riqueza. As moças, querem casamento, conta o médico. Você acredita em destino? Opine nos comentários! (vi no Daily Beast)

‘Mulher: é um ser vivo que prejudica os outros’ – e outras definições de crianças

Raquel Cozer, na Folha de S.Paulo

casa-de-las-estrellas Citei no Painel das Letras do último sábado o “Casa de Las Estrellas”, do colombiano Javier Naranjo, que bombou na última Feira do Livro de Bogotá e sairá no final do ano pela Foz, da Isa Pessoa. É um dicionário com 500 definições de crianças para 133 palavras, uma fofura. Aqui, uma mostra (com Deus, mulheres e casamento em baixa, e a melhor definição do mundo para paz):

Adulto
Pessoa que, em tudo o que fala, fala primeiro dela

Assassinato
É tirar o melhor de alguém

Carinho
É algo que amarra as pessoas

Colômbia
É uma partida de futebol

Corpo
É parte da cabeça

Deus
É uma pessoa que nos maneja com controle remoto como se fôssemos seus escravos

Distância
É algo que nunca se pode unir

Igreja
Onde uma pessoa vai para perdoar Deus

Matrimônio
É a pior coisa do mundo

Mulher
É um ser vivo que prejudica os outros

Paz
Quando alguém se perdoa

Pensamento
É uma forma de agir antes de falar

Violência
É a parte ruim da paz

Australiana se casa com ponte da França e tem aval do prefeito da cidade

“Ele me dá um porto seguro, me traz de volta a mim mesma, sem tentar me manter amarrada ou escrava de suas necessidades ou desejos”

australiana-se-casa-com-ponte-da-franca-e-tem-aval-do-prefeito-da-cidade-1194344827

Publicado no Virgula

Dizem que o amor é cego, não vê diferenças e não tem preconceitos, certo? Para Jodi Rose essa máxima é levada a sério, e ela nem se importa se o “amado” for uma ponte de concreto. Pois é, ela se casou com uma linda ponte erguida no século XIV na cidade de Ceret, no sul da França. Além do vestido, 14 convidados e fotógrafo, a celebração teve a benção do prefeito local.

A australiana, que passou a última década viajando pelo mundo e gravando as vibrações de pontes com cabos e microfones, para usá-las em música experimental, decidiu se casar com a construção, além de lançar o projeto “Singing Bridges”.

Conforme o “Daily Mail”, apesar da dificuldade do novo marido expressar seus sentimentos, a recém-casada disse que “ele é um ser muito presente, me sinto em paz e sendo fortemente abraçada”. “Ele me faz sentir ligada à terra e me chama para descansar das minhas intermináveis andanças nômades. Ele é fixo, estável, enraizado no chão, enquanto eu sou nômade, transitória, sempre na estrada”, explicou.

Apaixonada, Jodi ainda disse que o marido é seu porto seguro. “Ele me dá um porto seguro, me traz de volta a mim mesma, sem tentar me manter amarrada ou escrava de suas necessidades ou desejos”, declara-se.

O casamento entre Jodi e Le Point du Diable (que pode ser traduzida, ironicamente, como Ponte do Diabo), teve até o momento em que os noivos recitam seus votos, além de anéis de compromisso feitos especialmente para os pombinhos. “Ele sabe que eu amo outras pontes – e homens -, a nossa relação é um amor que abraça os caprichos da vida”, escreveu a noiva em seu site.

“A Le Point du Diable é tudo o que eu poderia desejar em um marido – resistente, confiável, sensual e linda. Nós realmente trazemos alegria um para o outro”, disse. Ela ainda declarou que está completamente ‘devotada’ ao seu novo marido, e ainda tentou explicar como será o sexo com a ponte, mas essa parte é melhor deixar para lá…

A união do casal, no entanto, não é reconhecida legalmente na França.

jodi-rose-se-casou-com-le-point-du-diable-na-franca australiana-se-casa-com-ponte-da-franca-e-tem-aval-do-prefeito-da-cidade-1464312600