Arquivo da tag: casamento

Pai recria com sua filha, fotos do casamento de sua esposa falecida

Publicado no HT Fashion

Ben e Ali se casaram em 2009 e tinham acabado de comprar uma casa nova. Para terem um belo registro sobre as grandes mudanças que estavam acontecendo em suas vidas, eles decidiram tirar suas fotos naquela que seria a futura residência do casal apaixonado.

No entanto, como o destino é, infelizmente, uma das coisas mais incertas que existem, em 2011, Ali veio a falecer de câncer, deixando seu marido com a pequena filha do casal, Olivia.

Dois anos e meio mais tarde, no entanto, Ben e Olivia tiveram que se mudar para uma nova casa juntos.Como uma forma singela e emocionante de dizer adeus, a irmã de Ali, Melanie Tracy Pace, se juntou a eles para fazer uma sessão de fotos, reproduzindo com pai e filha, os registros feitos no dia do casamento.

As imagens resultantes – algumas das quais estão acompanhadas com as fotos originais de casamento – são uma despedida comovente para Ali e sua antiga casa. Indagado sobre a sensação de ter feito algo do gênero, Ben disse:

“Muitas pessoas têm me perguntado o que eu senti ao fazer essa sessão de fotos. O que eu quero que elas saibam é que esta não é uma história sobre dor e perda. Sim, eu já passei por essas emoções e ainda passo, mas não é isso que eu quero que as pessoas vejam nestas fotos. Esta é uma história sobre o amor.”

moving-without-mom-ben-nunery-7 moving-without-mom-ben-nunery-8 moving-without-mom-ben-nunery-5 moving-without-mom-ben-nunery-3 moving-without-mom-ben-nunery-10 moving-without-mom-ben-nunery-2 moving-without-mom-ben-nunery-11

‘Mendigo gato’ volta para clínica para alta definitiva e anuncia casamento

Rafael Nunes esteve em Araçoiaba da Serra (SP) neste fim de semana.
Durante visita, o ex-dependente químico anunciou que vai se casar.

Rafael Nunes pretende se casar com a jornalista Clarice Couto em 31 de maio (Foto: Divulgação/Q!Notícia)

Rafael Nunes pretende se casar com a jornalista Clarice Couto em 31 de maio (Foto: Divulgação/Q!Notícia)

Publicado no G1

Rafael Nunes, de 31 anos, que ficou conhecido nacionalmente como ‘mendigo gato’, retornou neste fim de semana à clínica de reabilitação em que esteve internado por oito meses, em Araçoiaba da Serra (SP). De acordo com a assessoria de imprensa da clínica, o ex-dependente esteve no local para a último acompanhamento do tratamento contra as drogas. Ele recebeu alta no dia 10 de agosto, porém, ainda estava em acompanhamento médico periódico.

Neste fim de semana, ele fez a última avaliação e recebeu alta médica definitiva. De acordo com o diretor do Centro Terapêutico Araçoiaba, Valter Lattanzio, Rafael está em condições de manter os hábitos aprendidos dentro da clínica e, assim, continuar no caminho certo.

Durante visita na clínica, Rafael contou que voltou a estudar e está terminando o 3° ano do ensino médio, que interrompeu devido aos vícios que alimentou durante 16 anos. “Eu tinha me cansado de ser uma máquina e, por isso, busquei nas drogas e no álcool um refúgio. Me afastei da sociedade até que chegou uma hora que eu percebi que estava perdido, mas não conseguia voltar sozinho. Foi quando apareceu aquele anjo na minha vida”, disse Rafael referindo-se à fotógrafa Indy Zanardo, que o clicou em frente à Catedral Metropolitana de Curitiba e postou a imagem do ex-mendigo na internet.

Anúncio de casamento

Casal passou o fim de semana na clínica em Araçoiaba da Serra (Foto: Divulgação/Q!Notícia)

Casal passou o fim de semana na clínica em
Araçoiaba da Serra (Foto: Divulgação/Q!Notícia)

O ex-dependente esteve na clínica acompanhado da noiva, a jornalista Clarice Couto, de 27 anos. Rafael revelou que o dia 31 de maio do próximo ano foi o escolhido pelo casal para concretizar a união, que já dura três meses. Eles se conheceram logo depois que Rafael terminou o tratamento e, a convite dela, se mudou para Niterói, no Rio de Janeiro, onde retoma a vida e a carreira de modelo.

Clarissa está otimista com a recuperação do noivo, que parou com todos os vícios, inclusive o de cigarro. “Meus amigos, que agora são dele também, nos chamam para sair e, mesmo quando ‘rola’ alguma bebida, ele consegue trabalhar isso.” Ainda conforme a jornalista, Rafael acorda cedo, estuda e sai para correr pela orla de Niterói. “Ele está contratado por uma agência de modelos e aguarda ser chamado para realizar alguns trabalhos. Enquanto isso, ele está estudando e pretende fazer faculdade de Ciências Políticas”, conta.

A escolha pelo curso, de acordo com Rafael, foi com base em sua experiência de vida. “Quero inserir na sociedade o conhecimento que adquiri enquanto morei nas ruas.” A faculdade é mais um dos planos do casal para o próximo ano.

Casamento inspirado na série Breaking Bad!

geek-breaking

 

Publicado no Geek Cafe

Igreja? Vestido branco? Nããão! Casais nerds sempre resolvem colocar suas séries, filmes ou jogos preferidos em seus casamentos – personalidade gente! E claro, que um casal resolveu homenagear Breaking Bad, a série preferida deles (minha também, seus lindos, seus apaixonados), em sua cerimônia a lá metanfetamina.

Os dois se vestiram como Mr. White e Jesse Pinkman – naquelas roupas amarelas – ,  num lugar inóspito e óbvio, com o trailer. Lá eles produziram as fotos para o seu álbum matrimonial (é isso gente?) e fizeram os votos, sem padre, nem nada. E aah, o amor é um vício e as alianças tinham que estar onde? num pacotinho cheio de metanfetamina azul.

geek-casamento-13_thumb geek-casamento-00_thumb geek-casamento-11_thumb geek-casamento-9_thumb geek-casamento-6_thumb geek-casamento-2_thumb geek-casamento-8_thumb geek-casament0-oo_thumb

Qual é a sua graça?

Igreja Assembleia de Deus Pavio que Fumega, em Belfort Roxo-RJ (foto: Adilson Santos/Divulgação)

Igreja Assembleia de Deus Pavio que Fumega, em Belfort Roxo-RJ (foto: Adilson Santos/Divulgação)

Anna Virginia Balloussier, no Religiosamente

Igreja A Serpente de Moisés Aquela Que Engoliu As Outras (Salvador)

Igreja Pentecostal Jesus Vem Você Fica (São Paulo)

Cruzada Evangélica do Pastor Waldevino Coelho, a Sumidade (Rio de Janeiro)

A depender dos nomes, o filão de igrejas evangélicas pode ser tão variado quanto um self-service que mistura bobó de camarão e yakissoba de frutas vermelhas. Em 2014, a exposição “Sabe o Nome da Igreja?” vai reunir algumas das nomenclaturas mais curiosas –vide os casos acima. “Com todo respeito eclesiástico, claro”, diz a curadora Luciana Mazza, 38, ela própria fiel da Igreja Batista de Itanhaém.

A criatividade com as filiações religiosas dará o ar da sua graça no Salão Internacional Gospel, feira de negócios voltada à música e à literatura marcada para setembro do ano que vem.

Aqui pertinho da redação da Folha, no centro de São Paulo, fica uma das igrejas selecionadas: a Cruzada Profética do Pai das Luzes (uma portinha de vidro próxima ao Minhocão, com um cavalete convidativo: “Marque aqui sua consulta espiritual gratuitamente”).

Outros favoritos:

Igreja Do Sétimo Gole (Goiânia)

Igreja Evangélica de Abominação à Vida Torta  (São Paulo)

Igreja Batista Incêndio de Bênçãos (São Paulo)

Associação Evangélica Fiel Até Debaixo D’água (Recife)

Igreja ‘A’ de Amor (Paraná)

Igreja E.T.Q.B – Eu Também Quero a Bênção (Lumiar-RJ)

Igreja Evangélica Florzinha de Jesus (Londrina)

Igreja Cristo é Show (Belo Horizonte)

Igreja Evangélica Pentecostal

A última Embarcação Para Cristo (São Paulo)

FEIRA LIVRE

No mercado de feirões focado no público gospel, o rodízio de nomes valeria um post à parte. A ExpoCristã, feira veterana que cancelou sua edição neste ano após “ventos não favoráveis” (foi desalojada por falta de pagamento), vai voltar em 2014, sob nova direção.

Foi lá que tomei, em 2011, um gole do “Beijo de Judas”. O copão a R$ 4, vendido no estande “Cocktail Gospel”, misturava caju, maracujá, grenadine e leite condensado (sem álcool).

No segmento, ninguém leva fé numa segunda edição da FIC (Feira Internacional Cristã), que neste ano marcou a estreia das Organizações Globo nesse nicho. A empresa global responsável, Geo Eventos, que já cuidou e depois abriu mão de eventos como o festival Lollapalooza, afirma que o calendário de 2014 ainda está “em planejamento”.

Em julho, vi gente literalmente vestindo a camisa na FIC: à venda, baby looks com estampas que imitavam a Coca-Cola (“Pecado Zero: viva o lado santificado da vida”) e o chocolate Prestígio (“Jesus Cristo: quem anda com ele tem prestígio”).

Enquanto isso, no mês passado, a Flic (Feira Literária Internacional Cristã) e Salão Internacional Gospel anunciaram a fusão para 2014. No material de divulgação, ressaltaram números como os R$ 15 bilhões que o segmento evangélico movimentaria por ano e os 73 assentos (de 594) que evangélicos detêm no Congresso, “a maior bancada em sua história”.

Um mês antes, na feira literária, folheei um exemplar de “Celebração do Sexo”, do americano Douglas Rosenau, que se identifica como terapeuta sexual cristão. O guia seria um “presente de Deus no casamento: o prazer sexual”, com um capítulo inteiramente dedicado ao sexo feito “sem tirar a roupa”.

foto: Adilson Santos/Divulgação

foto: Adilson Santos/Divulgação

dica do Ed Brito

sério que acreditam que a segunda foto é verdadeira?

‘É um mérito’, diz casal que optou por ficar virgem até o casamento, em RR

Movimento defende castidade e sexo somente depois do casamento.
Mais de mil jovens participam do evento “Eu Escolhi Esperar”, em Roraima.

Valéria Oliveira no G1

Daniel Lineke e Ammila Ayã namoram há três e dizem que com orgulho que escolheram esperar (Foto: Valéria Oliveira/ G1)

Daniel Lineke e Ammila Ayã namoram há três e dizem que com orgulho que escolheram esperar (Foto: Valéria Oliveira/ G1)

Vida sexual somente depois do casamento. Este é o objetivo de vida dos mais de mil jovens que participam do seminário “Eu Escolhi Esperar”, realizado neste sábado (2), em Boa Vista. O evento reúne pessoas virgens e aquelas que já não são mais, mas se arrependeram e optaram por se resguardar até o matrimônio.

Seguidores do movimento que prega o início da vida sexual somente após o casamento, o publicitário Daniel Lineke, de 21 anos, e a universitária Ammila Ayã, de 19 anos, que namoram há três anos, afirmam que são virgens e consideram que a virgindade é um mérito, além disso, eles alegam que é uma prova de amor que está acima do relacionamento do casal.

“É uma prova de amor, principalmente a Deus, quando a gente admite e faz um voto desse a ele. Uma vez que nós tomamos uma atitude dessa, conseguimos olhar um ao outro e dizer: eu te quero da forma correta, da forma que Deus determinou”, declarou Lineke.

A namorada de Lineke, Ammila, acrescentou que ter relação sexual somente após o casamento é a forma correta de seguir os princípios bíblicos. “Há tempo para tudo, há tempo para ser solteiro e tempo para casar. Por isso escolhi esperar, e o momento certo será depois do casamento”, explicou.

Com relação ao preconceito, o casal de namorados afirma que leva com ‘total facilidade’ e que não sente vergonha da escolha, pelo contrário, segundo eles, é decisão e uma atitude relacionadas à maturidade.

Jorge e Lucélia Rodrigues afirmam que ter feito relação sexual somente após o casamento fortificou a união (Foto: Valéria Oliveira/ G1)

Jorge e Lucélia Rodrigues afirmam que ter feito relação sexual somente após o casamento fortificou a união (Foto: Valéria Oliveira/ G1)

Outro casal
Casados há cinco anos, Jorge e Lucélia Rodrigues, que escolheram praticar a relação sexual somente após o matrimônio, relatam que a decisão foi a melhor escolha que eles poderiam ter tomado.

“Durante nosso casamento percebemos que isso fortaleceu mais nossa união, pois não gerou dúvidas ao nosso relacionamento”, disse Rodrigues.

Movimento
Criador e líder do movimento “Eu Escolhi Esperar”, o pastor Nelson Júnior explicou que a ideia do grupo é atingir jovens cristãos. De acordo com ele, em três anos, a campanha conseguiu a adesão de 250 mil jovens pela causa em todo país.

O pastor defende que a decisão de se guardar para depois do casamento é baseada em princípios bíblicos. “Hoje, o alto índice de divórcio está relacionado à infidelidade conjugal. Isso acontece porque as pessoas buscam o sexo, pois as pessoas tiveram uma vida sexualmente ativa antes de casar. Assim, há um desejo contínuo. Com quem tem apenas um parceiro, isso ocorre, mas é mais fácil de controlar, tendo em vista que a pessoa conseguiu se controlar antes do matrimônio”, defendeu o pastor.

Evento 'Eu Escolhi Esperar' é realizado em Boa Vista (Foto: Valéria Oliveira/ G1)

Evento ‘Eu Escolhi Esperar’ é realizado em Boa Vista (Foto: Valéria Oliveira/ G1)