Arquivo da tag: China

Pais deixam filha deficiente mental amarrada em árvore há mais de 20 anos

publicado no TecMestre

Zhang Yanrong, uma mulher de 26 anos de idade de Shaanxi, na China, foi amarrada a uma árvore do lado de fora de sua casa há mais de 20 anos.

Seus pais a amarraram quando ela era pequena, para evitar que se ferisse, depois de um acidente na infância que a deixou com deficiência mental.

Deficiente mental e lesionada, ela não podia reconhecer o caminho de casa. Seus pais a levaram para muitos médicos, mas não podiam pagar as despesas. E assim foi decidido que amarrá-la a uma árvore era a única solução.

Zhang Yanrong sofreu um acidente na infância e ficou com deficiência mental, Jovem acabou sendo amarrada por pais em árvore há mais de 20 anos para evitar que se machucasse.

Criança chinesa teria desenhado no passaporte do pai – e agora os dois estariam presos na Coreia do Sul

Luciana Galastri, na Galileu

Da próxima vez em que for viajar para o exterior, deixe seu passaporte fora do alcance de seus filhos. Um homem chinês teria aprendido essa lição da forma difícil, quando seu filho de quatro anos resolveu ~embelezar~ o seu documento. O resultado? Os dois, que estavam na Coreia do Sul, não podem voltar à China.

Confira a obra de arte:

 

E aí, você consegue identificar o significado por trás dessa obra de arte? (Foto: reprodução)

Vídeo mostra homem segurando bebê que cai de prédio na China

Criança de pouco mais de um ano se assustou com tempestade e escalou janela

Publicado em O Globo

Um vídeo disponibilizado nesta quinta-feira no YouTube mostra o momento em que um homem agarra um bebê de pouco mais de um ano que cai de uma janela no segundo andar. As imagens do resgate — que aconteceu em Xiaolan, subúrbio de Zhongshan, na província chinesa de Guangdong —rapidamente se espalharam pelas redes sociais.

Assustado com uma tempestade, o bebê escalou uma das janelas de sua casa, possivelmente procurando sua mãe. Um vizinho viu o bebê na janela, e rapidamente saiu, na chuva, e estendeu os braços, preparando-se para aparar sua queda.

As imagens, captadas por uma câmera de segurança, mostram outro vizinho se aproximando para ajudar, além de pessoas que colocam pedaços de papelão e uma almofada no chão, na tentativa de salvar o bebê.

O homem que segurou a criança, identificado apenas como sr. Li, afirmou que não pensou muito durante o resgate:

— Só temia não conseguir segurá-lo. Não foi nada além de puro instinto — afirmou Li.

Chineses tingem cães para que fiquem parecidos com pandas

nova-moda-na-china-caes-coloridos-artificialmente-para-que-fiquem-parecidos-com-pandas-1399933147521_615x300

Publicado no UOL

A classe média na China está comprando cães que se parecem com pandas. Donos de pet shops estão tingindo os bichos para que eles tenham esse novo visual.

A febre já chegou a pet shops de todo o país. Na cidade de Chengdu (província de Sichuan), por exemplo, o proprietário Hsin Ch’en reclama que não está conseguindo atender à alta demanda pelos cães modificados.

Além da queixa aos problemas de logística, Hsin Ch’en se disse surpreso com a novidade, que indica uma mudança cultural significativa. “Dez anos atrás, o instinto natural dos chineses era o de comer um cachorro”, disse em entrevista ao tabloide britânico “Daily Mail“.

“Agora nós somos como os ocidentais e queremos um cão como um companheiro. Buldogues e labradores já foram os favoritos, mas agora a moda é o ‘cachorro-panda’”, continuou.

Hsin Ch’en afirma que foi ele quem “aperfeiçou” a técnica que agora se espalhou pelo país. “Com um pouco de cuidado e coloração é fácil transformar um cão em um cachorro-panda em cerca de duas horas”, disse. “Não há química, nem crueldade.”

O problema, no entanto, é que a tinta precisa ser retocada a cada seis semanas, aproximadamente. Além disso, todo esse tratamento estético acaba encarecendo o valor do animal.

“Mas as pessoas não se importam em pagar essa taxa extra. Elas gostam de poder dizer aos seus amigos: ‘eu tenho um cachorro-panda’”, concluiu.

Chinês vende pote com ar puro por cerca de R$ 1.800

publicado no Extra

Cansado da péssima qualidade do ar de Pequim, onde mora, o chinês Liang Kegang resolveu armazenar o que ele chamou de ar fresco num pote durante uma viagem ao Sul da França, segundo o site “Metro”.

Agora, ele vendeu o produto por 5.250 yuans (moeda chinesa), o equivalente a R$ 1.860. Ele colocou o pote à venda no leilão como um ato de protesto, segundo explicou.

- O ar deve ser o bem mais sem valor, para ser respirado por qualquer morador de rua. Esta é a minha maneira de questionar a falta de ar limpo da China e expressar minha insatisfação – disse.

Segundo o site “Metro”, muitas cidades da China têm os níveis de poluentes mais elevados do que os recomendados pela Organização Mundial de Saúde.