Final nunca lançado do desenho Caverna do Dragão vira história em quadrinhos

final-caverna-do-dragão

Publicado no Virgula

Os fãs do desenho Caverna do Dragão que ainda esperam pelo desfecho da trama poderão saber, finalmente, o que acontece com Mestre dos Magos, Vingador e as seis crianças perdidas em um mundo paralelo. O roteiro de Requiem, episódio final da série cancelada pela rede norte-americana CBS em 1986, à época em sua terceira temporada, foi transportado para um HQ idealizado e ilustrado pelo brasileiro Reinaldo Rocha.

Escrito por Michael Reaves, um dos 12 roteiristas originais do desenho, o roteiro foi revelado em 1999 pela revista Herói e, desde então, circula na internet em diferentes versões. À época, Reaves desmentiu um dos rumores mais populares a respeito do episódio: “Os garotos não ficaram presos no inferno, nem o Mestre dos Magos é o demônio ou coisa parecida. Essa história toda é absurda”, disse. No Brasil, Caverna do Dragão foi exibido pela primeira vez em 1986 no Xou da Xuxa, e atualmente é transmitido pelo canal a cabo Gloob.

Veja a história final em sua versão original na galeria e faça o download do PDF clicando aqui.

Leia Mais

Mentiras sociais

mentiras-sociais

Por Pedro Doria, no O Globo

Nos últimos dois meses, por conta das manifestações, os brasileiros começaram a prestar mais atenção na informação que vem das mídias sociais. Em blogs, via Twitter, sites de vídeo ou Facebook, muita notícia circulou. As fontes, inúmeras. Imprensa tradicional, blogueiros com maior ou menor grau de influência, grupos ativistas e, até mesmo, informação sem procedência definida. Numa redação como a do GLOBO, parte de nosso trabalho é acompanhar toda pista que pode gerar notícia. O grande furo pode vir de qualquer parte: tanto de um telefonema anônimo quanto de uma ligação da presidente da República. Mas é impressionante o quanto daquilo que circula nas redes é, simplesmente, falso.

Dois exemplos claros. O primeiro, muito fácil de confirmar. O governador do Rio, Sérgio Cabral Filho, seria casado com a filha de um dos principais empresários de ônibus do Rio. Não haveria qualquer crime aí. Uma das benesses de viver numa democracia ocidental no século XXI é que, cada vez mais, podemos realmente casar com quem quisermos. Só que é mentira. A história já circula há mais de ano, às vezes mais, outras menos. Não morre. É inteiramente falsa. Outra envolve o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa. Ele teria recebido uma imensa quantia de dinheiro como professor da Uerj, embora há muito licenciado para presidir o STF. Em algumas versões, a história vem até com documentos anexos. É mentira.

Não importa qual a simpatia ou a antipatia que possamos ter por uma ou outra figura pública. A essência do jornalismo é partir de fatos cuidadosamente comprovados. Não é um diploma que faz o jornalista. Não é o lugar onde trabalha. É o rigor.

Quando a comparação entre dois vídeos tentou comprovar que um policial militar infiltrado teria lançado um coquetel molotov durante uma das manifestações no Rio, passamos mais de um dia debruçados sobre ambos os filmes. Quadro a quadro, consultando peritos, tentando identificar junto à PM os homens em roupas civis que pareciam membros da corporação, traçando seu comportamento. No fim, os vídeos mostravam duas pessoas diferentes.

Não é um fenômeno único ao Brasil. Quando bombas explodiram durante a Maratona de Boston, circularam inúmeras histórias falsas. Entre elas, uma tentava, comparando foto a foto, relacionar pessoas inocentes com os terroristas. Algo assim pode fazer um estrago grande na vida de uma pessoa.

Quando se discute uma guerra entre a nova e a velha mídia, o argumento está deslocado. Esta é uma discussão de todo irrelevante. Tenta trazer, para o centro da conversa, a tecnologia na qual cada um se baseia. Para o jornalismo, o que importa não é o meio utilizado para veicular informação, não é a idade de quem o pratica, ou mesmo a origem profissional. O que importa é apenas o jornalismo. E jornalismo dá trabalho de fazer além de, infelizmente, custar muito tempo e dinheiro.

No início do século, havia uma forte discussão a respeito de blogueiros. Blogs independentes, um exército de profissionais liberais que, à noite, de pijamas, apurariam e contariam nova informação, talvez substituíssem o papel da imprensa tradicional. Não aconteceu. Grupos que nasceram deste processo, dos quais o mais conhecido é o Huffington Post, acabaram se organizando como a imprensa tradicional. Reuniram redações, com editores experientes, repórteres que passam parte do dia pendurados no telefone, a outra parte na rua com gravador ou câmera na mão. O produto final que fazem tem um sabor diferente do jornalismo tradicional. Talvez sejam até mais íntimos do mundo digital. Mas o método de fazer jornalismo, de levantar informação, confirmar, pacientemente averiguar, é o mesmo, bom e velho.

As manifestações que encheram as ruas brasileiras foram produto das mídias sociais. Quem apenas se informou a respeito delas pelas redes, porém, recebeu um misto de suposições, verdades, mentiras. Quem filtra o todo? Não é uma pergunta que tenha resposta. Minha suposição é bem mais simples. O jornalismo tradicional não morrerá. Porque sem rigor informativo nenhuma democracia se sustenta.

dica do Ailsom Heringer

Leia Mais

Em novo vídeo, Feliciano insinua que Caetano Veloso fez pacto com diabo

Deputado e pastor também diz que ‘o diabo tem a cantora Lady Gaga’

Publicado em O Globo

Em um novo vídeo que circula na internet, o deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) insinua, durante uma de suas pregações, que os cantores Caetano Veloso e Lady Gaga têm pacto com o diabo. Nesta quarta-feira, manifestantes escreveram no gramado da Esplanada dos Ministérios “intolerância não”, em protesto contra a permanência de Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

O vídeo está disponível no Youtube. O deputado diz que o cantor Caetano Veloso, quando gravou e fez sucesso com a música “Sozinho”, teria dito que o segredo do sucesso é a mãe de santo, já falecida, Mãe Menininha do Gantois.

- Alguns anos atrás, um cidadão sentado num banquinho, fazendo show com uma viola, cantou uma música chamada “Sozinho” e vendeu, em uma semana e meia, 1 milhão de cópias. Aí perguntaram para Caetano Veloso, qual era o seu segredo. E ele disse: meu segredo é Mãe Menininha do Patuá (sic). Antes de cantar, eu levo para ela que, possuída pelos orixás, diz “pode gravar porque eu abençoo. Não subestime o diabo, porque ele tem poder – diz Feliciano, no vídeo.

O deputado ainda se refere à cantora Lady Gaga.

— O diabo tem uma Lady Gaga que canta e encanta.

Feliciano foi denunciado pelo crime de discriminação pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um ofício pedindo que o plenário da Corte aceite a denúncia. Se os ministros do tribunal concordarem com Gurgel, o inquérito será transformado em ação penal e Feliciano passará a ser réu em mais um processo.

Na terça-feira, após reunião com líderes de partido da Câmara, Feliciano não cedeu e decidiu continuar na presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Segundo o deputado Ivan Valente (PSOL-SP), Feliciano até propôs deixar a presidência da comissão, desde que os petistas João Paulo Cunha (SP) e José Genoíno (SP) deixassem a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Marco Feliciano também é acusado de estelionato, homofobia e racismo por ter postado nas redes sociais comentários considerados ofensivos a homossexuais e negros. Ele nega as acusações.

Leia Mais

Doceira não entende pedido de cliente e enfeita bolo com foto de pendrive

bolo
Bolo com foto de pen drive já teve quase 4.500 compartilhamentos no Facebook Foto: Reprodução / Facebook

publicado no Extra

O erro de uma doceira está fazendo sucesso no Facebook. Um cliente pediu para a confeiteira fazer um bolo de aniversário especial com uma foto decorativa. A pessoa mandou um pendrive para a mulher e explicou que a imagem estava dentro do objeto. No entanto, a boleira entendeu errado e, ao invés de colocar a foto pedida, ela reproduziu uma imagem do próprio pendrive em cima do bolo.

Uma bizarra foto do bolo circula na rede social deste a quinta-feira e já tem quase 4.500 compartilhamentos. Muitos usuários brincaram com o erro e até compartilharam outros bolos que não deram tão certo…

 

Outro bolo que foi enfeitado com desenho de um pendrive e não com a foto que estava dentro do objeto
Outro bolo que foi enfeitado com desenho de um pendrive e não com a foto que estava dentro do objeto Foto: Reprodução / Facebook

Leia Mais

Garnier lança campanha com ilusão de óptica e anúncio vira mania na web

Entenda mais sobre a campanha da marca promovendo sua linha de xampus Fructis

garnier

publicado no Administradores

Olhe para a imagem dessa notícia. O que você vê: um homem com uma barba diferente? Então observe novamente e mais atentamente a imagem. Conseguiu notar a mulher na foto?

A imagem de uma ilusão de óptica gerada pela confusão entre cabelo e barba de dois modelos circula nas redes sociais e foi revelada, na verdade, ser uma campanha da marca Garnier. Nele, uma garota e um homem com exatamente a mesma cor de cabelo são colocados frente à frente, à altura do queixo do modelo.

O anúncio foi criado pela agência Publicis para consumidores suíços, promovendo a linha de xampus Fructis. A ideia da campanha, explicou a agência, é mostrar que os produtos da marca se encaixam nos dois públicos, masculino e feminino.

Veja outras peças da campanha:

cabelo

cabelo1

Leia Mais