Conteúdo marcado como democracia

Festa estranha, gente esquisita

Festa estranha, gente esquisita
Gregorio Duvivier, na Folha de S.Paulo Você também já deve ter se perguntado: “Por que o Congresso brasileiro é tão conservador?”. Eduardo Cunha costuma responder pra você e pra quem quiser ouvir que o Congresso foi eleito pelo povo, logo o conservadorismo do Congresso reflete o conservadorismo do povo. Imagino que ele só tenha enviado milhões não declarados para a Suíça porque é isso que todo brasileiro faz. A culpa […]

O certo, o justo e o imbecil

O certo, o justo e o imbecil
  Gregorio Duvivier, na Folha de S.Paulo Tem uma piada velha que começa assim: o advogado vai ao motel acompanhado da mulher do melhor amigo, também advogado. Chegando lá, encontra a própria mulher acompanhada do melhor amigo. Ao constrangimento inicial segue a dúvida. – E agora? O que é que a gente faz? – O certo seria a gente destrocar os casais e cada um voltar pra casa acompanhado do […]

Frei Betto: Ética pessoal ou social

Frei Betto: Ética pessoal ou social
A diversidade é a base da democracia Frei Betto, em O Dia Online A diversidade é a base da democracia. A rigor, democracia é o governo do povo pelo povo. Temos governo, temos povo, mas não dispomos de mecanismos que favoreçam a participação política. Nosso sistema democrático é viciado. Nós votamos, o poder econômico elege. A suposta democracia política tromba de frente com a falta de democracia econômica. Onde impera […]

Não era amor, era cilada

Não era amor, era cilada
Gregorio Duvivier, na Folha de S.Paulo Amor, Ordem e Progresso. O binômio positivista na verdade era uma tríade –assim como a Liberdade-Igualdade-Fraternidade dos franceses, só que sem rimar. Nosso trinômio era ainda mais chique, em verso livre. “O amor vem por princípio, a ordem por base/ O progresso é que deve vir por fim/ Desprezastes esta lei de Augusto Comte/ E fostes ser feliz longe de mim”, cantava Noel. O […]

A era da grosseria on-line

A era da grosseria on-line
Cresce a intolerância nas redes sociais, onde proliferam os “idiotas da aldeia” do escritor Umberto Eco. Como torná-las mais democráticas? Bruno Ferrari e Gabriela Varella, na Época Parece um duelo do Velho Oeste. No lugar da arma, é o dedo no mouse ou na tela do celular. Navegamos pelas redes sociais como se estivéssemos num filme de bangue-bangue. Aguardamos o adversário chegar armado para nos surpreender. Ao sinal de ameaça, […]