Arquivo da tag: design inteligente

Reino Unido proíbe ensino do criacionismo como teoria científica em escolas públicas

A Criação de Adão, de Michelangelo Buonarotti.

A Criação de Adão, de Michelangelo Buonarotti.

Colégios também terão que seguir currículo nacional que prevê ensino da Teoria da Evolução nas séries iniciais

Publicado em O Globo

RIO – O governo do Reino Unido proibiu o ensino do criacionismo como teoria científica em escolas e universidades públicas. A decisão faz parte de um documento oficial que estabelece novas diretrizes para unidades de ensino vinculadas às igrejas, em prol de um “currículo mais amplo e equilibrado”. Colégios também terão que começar a ensinar a Teoria da Evolução nas séries iniciais.

As cláusula referente ao criacionismo diz que essas teorias são rejeitadas pelas próprias igrejas, assim como por pesquisadores. Além disso, como não estão de acordo com as evidências e consensos científicos, “não devem ser apresentadas aos alunos como uma teoria científica”.

O documento considera como criacionismo “qualquer doutrina ou teoria que sustenta que os processos biológicos naturais não podem explicar a história, a diversidade e a complexidade da vida na Terra e, portanto, rejeita a teoria científica da evolução”.

A crença religiosa segundo a qual a vida e o planeta Terra teriam sido criados por Deus em seis dias vem alimentando polêmica em diversos países nos últimos anos. Em alguns casos, a teoria chegou a ganhar novas roupagens, como o chamado “design inteligente”. Em resposta, cientistas passaram a defender que a Teoria da Evolução, de Charles Darwin, fosse ensinada às crianças a partir dos cinco anos.

TEORIA DA EVOLUÇÃO NAS SÉRIES INICIAIS

O diretor de assuntos públicos da Associação Humanista Britânica, Pavan Dhaliwal disse ao site britânico “Politcs”, que “juntamente com esta medida, as escolas devem seguir o currículo nacional, que a partir de Setembro irá incluir um módulo sobre a Teoria da Evolução no nível primário”.

O assunto também tem sido amplamente discutido nos Estados Unidos, onde, de acordo com jornal “Huffington Post”, milhares de escolas que recebem financiamento público ainda ensinam o criacionismo como uma “alternativa” à Teoria da Evolução.