Arquivo da tag: desmentido

Após rumores de crise financeira, Naldo se revolta: “Tenho até para emprestar”

Naldo nega dívida de quase R$ 6 milhões e se revolta com comentários sobre seu cachê para shows: “Liga lá no meu escritório e vê se por menos de R$ 120 mil eu vou”, afirmou

img-562683-naldo20131106111383743812Publicado na Caras

Naldo ficou bem aborrecido com os rumores que circulam na imprensa carioca sobre suas finanças. De acordo com um jornal carioca, o cachê do funkeiro teria despencado de R$ 120 mil para R$ 15 mil, e o cantor estaria com dívidas acumuladas de quase R$ 6 milhões, provenientes da gravação e produção de seu mais recente DVD.

Em seu Twitter, Naldo negou todos esses rumores em conversa com seus fãs. A um seguidor que lhe questionou sobre o assunto, o funkeiro foi direto.

Liga lá no meu escritório e vê se por menos de R$ 120 mil eu vou. Não devo nada a ninguém, tenho até pra emprestar ou dar,  esses caidinhos que inventam mentiras a meu respeito”, esbravejou.

Faço sucesso, tenho dinheiro, e ainda dou emprego para um monte de c… que quer vender jornal“, completou.

Pouco depois, Naldo voltou a falar sobre seu trabalho, reforçando seu sucesso também no exterior. “Vem aí minha nova música, Maluquinha, carreira internacional explodindo”, participação de Flo Rida“, afirmou.

Em seu Instagram,  o cantor voltou a comentar os rumores de crise quando questionado por um seguidor sobre a suposta baixa no cachê. “Não devo nada a ninguém, vocês que vivem de mentiras e escrevem mentiras a meu respeito, para alimentar o mundo de ilusão de vocês. Depois deixo vocês tirarem uma ondinha, andando nos meus carros importados, usando meus cordões de ouro, andando na minha moto. Óhhh inveja né. Kkkkkkkk! Eu deixo vocês se sentirem um pouquinho, se quiser até tiro o passaporte de vocês para dar um rolê na gringa e conhecer meu barraquinho lá, kkkkkkkkkkk“, completou.

O cantor também divulgou um comunicado negando que tenha se desvinculado da empresa Audiomix, que comercializa seus shows, e negou formalmente a redução de cachê e os débitos do DVD. “Não retratam a verdade as informações relativas ao valor do cachê e ao citado débito do artista“, afirmou.

Na BA, Zé Ramalho critica boato de morte na web: ‘Quanta maldade’

Músico está na cidade de Ilhéus, sul do estado, para realizar um show.
Após a apresentação na Bahia, o cantor retornará para o Rio de Janeiro.

Publicado originalmente no G1

Post feito pelo cantor Zé Ramalho no Facebook (Foto: Reprodução/Facebook)

Post feito pelo cantor Zé Ramalho no Facebook
(Foto: Reprodução/Facebook)

O músico paraibano Zé Ramalho criticou, na tarde deste sábado (8), boatos espalhados na internet sobre a sua suposta morte.

Em nota divulgada na página oficial do cantor no Facebook, Zé Ramalho afirma que há “maldade escondida sob o anonimato da internet”.

O cantor, que tem 63 anos, está no município de Ilhéus, sul da Bahia, para a realização de um show no centro de convenções da cidade. A assessoria de imprensa do artista disse ao G1 que Zé Ramalho está bem e trabalhando normalmente.

Os boatos da morte do cantor se espalharam por redes sociais durante a manhã deste sábado, diz a assessoria, que afirma ainda ter recebido diversos telefonemas sobre o ocorrido. Várias postagens de fãs e pessoas próximas ao cantor foram deixadas na página oficial dele na rede social.

“Ninguém faz matéria de jornal para dizer que você está ótimo, que está super bem de saúde após a cirurgia, que está cantando melhor do que nunca, que bateu todos os recordes e expectativas dos médicos… . Mas são capazes de inventar e espalhar, criminosamente, uma matéria mentirosa, alegando que você está no hospital, ou que se foi…”, diz a postagem no Facebook.

Após o show na cidade de Ilhéus, o cantor retornará para o Rio de Janeiro.

No dia 10 de março, Zé Ramalho deixou o Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, após ser internado no dia 4, com quadro de angina instável. Na ocasião, ele foi submetido a um cateterismo e a uma revascularização miocárdica.

reprodução

Printscreen de matéria postada no site do MSN em 8 de março. O post foi excluído somente hoje.

Nota Oficial Agita Vale Gospel: Promoção “Na Limousine com o Thalles”

Publicado no site Agita Vale Gospel

Em relação à nota divulgada pelo cantor Thalles Roberto sobre a Promoção:

O Portal Agita Vale Gospel informa que a promoção era sim de extrema veracidade e de conhecimento da assessoria do cantor.

A promoção, jamais teve a intenção de macular a imagem de quaisquer pessoas envolvidas, sejam elas das partes organizacionais do evento, assessoria do cantor ou do próprio cantor.

Toda a produção da promoção seria custeada através do nosso Portal. Não foi proporcionado nenhum custo ou cachê para a participação, tanto para os ganhadores quanto ao próprio cantor ou assessoria.

Porém, devido a imensa divulgação negativa por parte de alguns veículos que se dizem “cristãos”, que postaram matérias maliciosas e com isso impulsionaram uma repercussão muita negativa em relação à promoção, o Thalles decidiu não participar.

O cancelamento foi exatamente pelo fato de ter causado um boom por toda a rede de uma forma muito negativa.

Muitos comentários foram lançados, sem antes mesmo do resultado final da Promoção.

Salientamos que em nossas redes sociais, até o momento não havia sequer  comentários negativos e que as matérias postadas não expressam a opinião do nosso público. Sites postaram matérias através de uma visão isolada, como se fosse a opinião da unanimidade.

Agora, mediante a alguns comentários esdrúxulos, ressaltamos aqui:

Se o show fosse na época de Jesus, não seria alugado uma Limousine, seria sim alugado uma charrete ou um barco e aí seria: “Na charrete com o Thalles” que seria algo de mais moderno da época.

Impressionante!  O tempo muda, mas ainda existem “cristãos” com mente pequena.

Se Jesus viesse à terra nos dias de hoje, será que ele ainda usaria um jumentinho?

A ideia era proporcionar algo diferente e inovador, mas infelizmente, grande parte do nosso público cristão ainda possui pensamentos pequenos e às vezes mesquinhos.

Nosso lema sempre foi este: “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus” (1Co 10.31).

Nosso objetivo sempre foi proporcionar aos Levitas do Senhor ou entrevistados em geral, o melhor tratamento possível e entendemos que essa seria uma das grandes formas de honrar um servo de senhor.

Entendemos que, o Thalles sendo uma pessoa pública deva pensar primeiro em seu público. Só lamentamos pela falta de visão e entendimento de várias pessoas e até de alguns veículos de comunicação.

devagar com o andor que o santo é de barro:

alguns internautas opinaram que a notícia da promo foi “inventada”. no entanto, constava não apenas no site do Agita Vale Gospel (que já fez outras ações com artistas gospel), como tb no site Nossa Limousine. Imaginar que tudo foi feito sem o consentimento do cantor é quase insano.

o pior de tudo no episódio não foi a opinião da galera (ser contra ou a favor faz parte da liberdade do mundo virtual), mas a estúpida nota publicada no site do cantor. destaco 1 trecho:

“Nem todos que dizem Senhor, Senhor vão entrar no reino dos céus. Quando nos tornamos pessoas públicas esse tipo de informação se espalha sem tomarmos conhecimento. “Eu não sou artista, sou pastor. As pessoas que me acompanham não são fãs, são ovelhas. Tenho muito respeito e temor pelo chamado que o Senhor me confiou”, finaliza Thalles.

que papo é esse de “ñ sou artista, sou pastor”? cristão ou ñ, ser artista é uma profissão tão honrada quanto qq outra. curvar-se ao obscurantismo vigente em setores do rebanho mostra falta de convicção do chamado à carreira ou simples covardia.

no show de besteiras (sorry, elis!), o cantor disse ainda que “no dia que eu entrar em uma limusine com um fã para ir em um show, pode dizer que eu estou doido e jogar uma pedra na minha cabeça, jamais faria isso, sou pastor de ovelhas, não artista”.

a memória seletiva do cantor o fez esquecer a promo que protagonizou em maio no Canta Recife nal qual foi sorteado 1 passeio de helicóptero com ele. Tá tudo gravado neste vídeo aqui e no banner abaixo.

qual o problema de uma promo de charrete, limousine, helicóptero ou jumentinho? ruim mesmo é a subserviência ao que o povo diz. afinal, só é moldado pela opinião alheia quem ñ sabe de onde veio… ou para onde vai. 

Renato Aragão nega que fará novo filme com tema cristão

Publicado originalmente em Os Trapalhões

Nos últimos dias, o comediante Renato Aragão foi, mais uma vez, vítima de boatos em sites da internet.

Dessa vez, foi divulgado que ele lançará um filme, intitulado “O Segundo Filho de Deus”, onde o personagem Didi viverá um suposto filho de Deus enviado à Terra com o objetivo de cumprir uma missão que Jesus Cristo não foi capaz de terminar.

Como nenhum site oficial de Renato Aragão noticiou a informação, o site OsTrapalhões.com resolveu confirmá-la entrando em contato com a filha do comediante, Lívian Aragão.

Por meio dela, o comediante negou todas as informações que foram publicadas nas matérias e disse que nunca cogitou lançar esse tipo de filme. Tudo não passou de boatos inventados na internet para denegrir a imagem de Renato Aragão, assim como fazem com outros artistas.

“Normalmente eu não respondo a esse tipo de boato, mas sempre que vai ao ar um programa de sucesso como o ‘Criança Esperança’ surgem os invejosos de plantão”, comentou Renato Aragão ao site UOL – que também o procurou para falar sobre uma suposta demissão de um funcionário que o teria chamado de “Seu Didi”.

Atualização 16h50

Carta publicada no Blog do Renato Aragão

Antes de qualquer coisa, gostaria de agradecer o carinho, apoio e envolvimento do povo brasileiro na Campanha Criança Esperança 2012 – uma parceria da TV Globo e UNESCO. Nestes 27 anos, o engajamento do público que assiste ao programa tem provado que somos um povo sensível às carências e necessidades dos nossos semelhantes.

Infelizmente, meu coração tem se entristecido ao ler e ouvir tantas mentiras que estão circulando na mídia com respeito a minha pessoa e minha família. Só posso creditar este comportamento à inveja. Fico triste, pois minha família é uma família de bem, com defeitos sim, como qualquer família, mas que veste a camisa em prol de uma causa na qual acreditamos – o programa Criança Esperança.

Em minha casa e minha empresa, meus funcionários são tratados com respeito e os direitos humanos e trabalhistas de todos são garantidos. Embora não precise expor isto, a maioria dos meus funcionários tem mais de 10 anos de convivência conosco.

Jamais demiti, demitiria qualquer motorista ou funcionário por ter me chamado de Did. Absurdo tão grande, uma vez que nem eu mesmo consigo mais separar o Didi do Renato Aragão. Afinal, já são 50 anos de convivência entre os dois… Isto e as demais notas, boatos e afirmações, não passam de lendas urbanas que sempre são trazidas à tona na época do Criança Esperança, o que realmente me faz crer que são apenas frutos da inveja.

Minha empresa já produziu mais de 45 filmes, todos voltados para o entretenimento da família brasileira, respeitando nossos valores e nossa cultura. Sou católico e temente a Deus. Jamais abriria mão de minha fé incondicional em Jesus, o Filho Único de Deus. Gostaria, entretanto de relembrar que fé e ficção são áreas completamente distintas, mas que sempre despertaram polêmicas, desde Milton, em “Paraíso Perdido” até José Saramago em seu “Evangelho Segundo Jesus Cristo”. Mesmo estes gênios literários e suas polêmicas obras não foram capazes de rebaixar a Bíblia e as histórias de vida ali contidas a meros personagens de obras literárias ou de ficção. Por que digo isto, porque realmente escrevi um roteiro provisoriamente intitulado “O Segundo Filho de Deus”, obra de ficção com registro público na Biblioteca Nacional, a qual vem sendo deturpada, dizendo inclusive que eu teria a pretensão de ser o “novo” Jesus!, ABSURDO. O Didi é um grande atrapalhado, e em todos os filmes essa será sempre sua característica. Só para esclarecer, este roteiro inclusive já teve o título alterado para “O Segredo da Luz” e não há previsão para sua realização. Acredito que estas pessoas, que nem sequer tiveram acesso à obra, querem apenas incitar os incautos a juntarem-se a eles nesta invejosa empreitada de denegrir meu nome e desacreditar uma campanha séria que já comprovou sua atuação e eficácia em 27 anos de resultados positivos. Registro que nestes 27 anos isso sempre acontece… infelizmente.

Amigos, desculpem-me pelo desabafo. Mas há horas em que precisamos alçar a voz e proclamar a verdade, principalmente quando o alvo das mentiras passa a ser aquilo que mais prezamos: nossa família e nossa fé.

Mais uma vez, obrigado pelo apoio.

Renato (Didi) Aragão