Arquivo da tag: detalhes

Veja SP: Detalhes exclusivos do Templo de Salomão, nova sede da Igreja Universal

O bispo Edir Macedo investiu 685 milhões de reais e comprou quarenta imóveis no Brás para pôr de pé a igreja que terá capacidade para 10 000 pessoas e área construída quatro vezes maior que a do Santuário de Aparecida

João Batista Jr., na Veja SP

Em 1977, o pastor Edir Macedo começou sua carreira de pregador em cima de um coreto no subúrbio do Rio de Janeiro. Só algum tempo depois conseguiu dinheiro suficiente para alugar o primeiro imóvel da Universal do Reino de Deus, um ponto vago deixado por uma funerária, com capacidade para apenas 100 pessoas. Passadas quase quatro décadas desde esse início modesto, o autointitulado bispo, dono de uma fortuna pessoal estimada em 1,1 bilhão de dólares, segundo a revista americana Forbes, controla a maior igreja evangélica neopentecostal do país, com 6 500 endereços no Brasil (1 010 dos quais no Estado de São Paulo e 246 na capital), além de outros negócios, a exemplo da TV Record e de uma participação de 49% no Banco Renner. O grande símbolo desse crescimento vem sendo erguido desde 2010 em um trecho da Avenida Celso Garcia, no Brás. Trata-se do Templo de Salomão, concebido nos mínimos detalhes para ser um novo cartão-postal religioso.

Imagem aérea do suntuoso templo do bispo Edir Macedo (foto: Mario Rodrigues)

Imagem aérea do suntuoso templo do bispo Edir Macedo
(foto: Mario Rodrigues)

Estima-se que a obra tenha consumido 685 milhões de reais em investimentos. Ela possui 100 000 metros quadrados de área construída e é quatro vezes maior que o Santuário Nacional de Aparecida, que perderá nesse quesito o posto de maior espaço religioso do país para a nova sede da Universal. Os detalhes de acabamento do templo incluem cadeiras trazidas da Espanha para acomodar um público de 10 000 pessoas, mármore rosa italiano e oliveiras importadas de Israel, sem falar da tecnologia embutida. Entre outras engenhocas, o local terá uma esteira rolante destinada a carregar o dízimo dos fiéis do altar direto para uma sala-cofre, um telão de mais de 20 metros de comprimento e 10 000 lâmpadas de LED instaladas no teto do salão principal, que tem pé-direito de 18 metros. Quando estiverem funcionando, as luzes formarão desenhos variados, como estrelas. De tão potentes, elas conseguirão iluminar a Bíblia de cada um dos visitantes. As paredes são decoradas por imensas menorás, candelabros de sete braços comuns em sinagogas.

(foto: Mario Rodrigues)

(foto: Mario Rodrigues)

O projeto, que já contou com cerca de 1 800 operários no auge da construção, encontra-se em fase de acabamento. A área construída tem espaço ainda para mais de cinquenta apartamentos, que serão ocupados por pastores, incluindo o que foi preparado para ser a nova residência de Edir Macedo. O bispo fez no ano passado a promessa de só cortar a barba quando tudo estiver pronto, em 31 de julho, data em que ocorrerá a festa de inauguração com a presença da presidente Dilma Rousseff, do seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, do governador Geraldo Alckmin e do prefeito Fernando Haddad, entre outras autoridades. Até lá, a política é manter o maior segredo possível. Nos últimos meses, funcionários da Universal circulavam pelo local usando capacete com o logo da igreja, a fim de fiscalizar qualquer tentativa de vazamento de informações. Os mais de cinquenta fornecedores de materiais e serviços da construção assinaram um contrato de confidencialidade. Nele consta que o acordo seria rompido em caso de divulgação de detalhes do interior do projeto. “Conheço gente que postou foto numa rede social e foi demitida”, conta um dos empresários envolvidos no trabalho. Apesar de todos os cuidados, alguns registros acabaram circulando, como os reproduzidos nesta reportagem.

(foto: Reprodução)

(foto: Reprodução)

Continue lendo

Fotos no mesmo quintal marcam passagem de ’30 verões’ na vida de amigos

Publicado por BBC Brasil

Cinco amigos que completaram o ensino secundário juntos em uma escola da Califórnia reproduzem a cada cinco anos uma foto tirada em julho de 1982.

Acima, da esquerda para a direita, John Wardlaw, Mark Rumer, Dallas Burney, John Molony e John Dickson fizeram a primeira foto quando tinham apenas 19 anos. Acima, a foto de julho de 1987.

Wardlaw convidou os melhores amigos da escola para a casa dos dos avós de Wardlaw no Lago Copco, norte da Califórnia. Durante o tempo que passaram no local, os cinco tiraram uma foto juntos. Acima, julho de 1992.

Os amigos prometeram voltar a cada cinco anos no mesmo local e reproduzir a primeira foto nos mínimos detalhes. Acima, foto de setembro de 1997.

Além da aparência diferente, em alguns anos o céu estava nublado, em outro, o pote de vidro ficou maior. Mas, eles tentam manter até as mesmas expressões faciais. Acima, junho de 2002.

Dois dos amigos não moram mais na região de Santa Barbara. No entanto, todos concordam em viajar para reencontrar os amigos. Acima, foto de setembro de 2007.

Eles afirmam que pretendem continuar com as fotos. E, caso algo aconteça com um deles, os amigos contam que apenas vão deixar um espaço vazio na foto. Acima, a foto de 2012.

Cinco amigos que completaram o ensino secundário juntos em uma escola na Califórnia tiram, a cada cinco anos, uma foto igual à tirada pela primeira vez há 30 anos.

John Wardlaw, Mark Rumer, Dallas Burney, John Molony e John Dickson posaram para a foto original em julho de 1982, quando tinham apenas 19 anos.

Tudo começou com o convite de Wardlaw aos melhores amigos da escola em Santa Bárbara para passar um mês na casa de seus avós no Lago Copco, no norte da Califórnia.

A foto foi tirada nessa ocasião. Um deles usa chapéu, outro segura um pote de vidro na mão e ao fundo podem ser vistas as montanhas da região.

Os amigos então prometeram voltar a se encontrar a cada cinco anos no mesmo local para reproduzir a primeira foto nos mínimos detalhes.

Mas apesar de os amigos manterem a mesma expressão facial, as fotos mostram diferenças, como a ação da passagem do tempo sobre os rapazes, que agora já estão mais próximos dos 50 anos, e o céu, mais ou menos nublado, dependendo da ocasião.

Com a chegada da digitalização das fotos, os amigos agora postam os reencontros a cada cinco anos em uma página criada no Facebook – http://www.facebook.com/fiveyearphoto.

O registro inusitado da amizade do grupo chamou a atenção da mídia americana e história já foi transmitida por redes como a CNN e sites como o Huffington Post.

Dois dos amigos não moram mais na região de Santa Barbara, e um deles se mudou para Nova Orleans. No entanto, todos concordam em viajar para se reencontrar e fazer a foto.

Perguntados o que pretendem fazer caso algo aconteça com um deles, eles disseram que vão deixar um espaço vazio na foto.

Fotos: Cortesia John Wardlaw