Cão faz sucesso ao acompanhar dono cantando ‘Trololó’

Gravação mostra cachorro uivando enquanto dono canta.
Vídeo alcançou mais de 15 mil visualizações no YouTube.

Maximus fez sucesso ao acompanhar dono cantando 'Trololó' (foto: Reprodução/YouTube/Rumble Viral)
Maximus fez sucesso ao acompanhar dono cantando ‘Trololó’ (foto: Reprodução/YouTube/Rumble Viral)

Publicado no G1

O cão pastor alemão Maximus fez sucesso na internet ao acompanhar seu dono cantando a famosa canção “Trololó”, do russo Eduard Khil. A gravação mostra o cachorro uivando enquanto seu dono canta.

Leia Mais

Cão fica 11 dias sem comer deitado na cova do dono na Índia, diz socorrista

Tommy, deitado sobre a cova do dono, Bhaskar Shri, 18, morto em acidente de carro (Reprodução/NY Daily News)
Tommy, deitado sobre a cova do dono, Bhaskar Shri, 18, morto em acidente de carro (Reprodução/NY Daily News)

Publicado no UOL

Um cachorro mostrou sua lealdade em Chennai, no sul da Índia, mesmo após a morte do dono, um adolescente de 18 anos. O cão passou 11 dias junto à cova dele, sem comida ou água, segundo relato de uma mulher que o resgatou.

Bhaskar Shri, 18, morreu no último dia 2 de agosto em um acidente de carro. Shri, funcionário na construção civil, tinha adotado o cachorro, que batizou de Tommy, há dois anos, e o levava diariamente ao trabalho.

Tommy foi salvo por Dawn Williams, que trabalha na Cruz Azul, ONG que resgata animais. “Eu vi o cão marrom deitado em uma cova recente em uma tarde enquanto caminhava, isso na primeira semana de agosto. Naquela época, eu não fiz nada”, conta Dawn.

“Mas em 13 de agosto, estava no local de novo em uma missão de resgate diferente e o vi. Ele estava sentado no mesmo local e na mesma posição. É como se ele não tivesse se mexido durante semanas.”

Dawn encontrou o cão em péssimas condições. “Ele estava faminto e estou certa de que tinha lágrimas nos olhos. Dei a ele água e biscoitos, mas ele nem se mexia. Então, com meus colegas, passei pela vizinhança e perguntei se alguém conhecia o cão. Foi quando me disseram que se chamava Tommy e guardava o túmulo do dono”, lembra.

A funcionária da Cruz Azul encontrou a mãe de Bhaskar. Assim que viu a mulher, Tommy correu em sua direção. Ela contou que o cão havia desaparecido desde a morte do filho e ficou feliz em poder levá-lo para casa. “Ela disse que o cão era um amigo leal e que cuidaria dele para lembrar de seu próprio filho”, disse Dawn. (Com NY Daily News)

Leia Mais

Cães sentem ciúme do dono, diz estudo

Pesquisa constatou que os animais mostravam mais ciúme quando seus proprietários interagiam com algo que parecia ser um cachorro do que quando davam atenção a outros objetos

Cachorro: manifestação mais elementar do ciúme pode afetar cães (foto: Thinkstock)
Cachorro: manifestação mais elementar do ciúme pode afetar cães (foto: Thinkstock)

Publicado na Veja on-line

Uma pesquisa confirmou o que muitas pessoas que têm cachorros já sabem: os cães sentem ciúme de seus donos. Em um estudo publicado nesta quarta-feira no periódico Plos One, os peludos se mostraram mais ciumentos quando seus proprietários eram afetivos com algo que parecia ser outro cão do que quando faziam isso com objetos aleatórios.

No experimento, os autores aplicaram em 36 cães um teste que mede o ciúme em bebês de seis meses de idade. Eles analisaram como os animais reagiam quando seus donos os ignoravam para interagir com três objetos: um bicho de pelúcia igual a um cachorro — que latia e abanava o rabo —, uma abóbora de Halloween e um livro. Os cachorros demonstraram significativamente mais ciúme quando o dono dava atenção ao bicho de pelúcia do que quando se concentrava nas demais peças.

Enquanto a maioria dos estudiosos se refere ao ciúme como uma emoção de complexa cognição, os autores da pesquisa sugerem que pode haver uma manifestação mais elementar do sentimento, que envolve a proteção de suas relações afetivas. Para eles, essa manifestação básica do ciúme afetou os cachorros.

“Muitas pessoas presumem que o ciúme é uma construção social humana ou uma emoção exclusiva das relações sexuais e românticas”, afirma a coautora do estudo, Christine Harris, professora do departamento de psicologia da Universidade da Califórnia em San Diego, nos Estados Unidos. “Nossos resultados desafiam essas ideias, mostrando que outros animais além de nós mesmos exibem uma forte angústia quando um rival adquire o afeto de um ente querido.”

Leia Mais

Cão salva seu dono pedindo socorro pelo iPhone

Veterano-fuzileiro-americano-McGleid-e-seu-cao-Major-que-o-salvouPublicado em O Globo

O cão Major, um retriever mistura de Pitbull com Labrador, salvou a vida de seu dono Terry McGlade, um fuzileiro naval dos EUA que sofre de transtorno de estresse pós-traumático e convulsões depois de ser ferido por um artefato explosivo improvisado (IED, na sigla em inglês) no Iraque e no Afeganistão.

Segundo o site da emissora “WSYX ABC 6”, quando McGlade teve uma convulsão no início deste mês, Major, sabia exatamente o que fazer: Ele pediu ajuda. Mas não choramingando ou latindo, mas sim dando patadas no iPhone de McGlade.

“Ele era realmente capaz de tirar meu celular de dentro do meu bolso”, lembrou McGlade à emissora, de Ohio. “Só que eu não tenho mais o telefone, pois há marcas de dentes nele”.

Major ligou para o serviço 911 pisando repetidamente na tela do telefone por alguns segundos, alertando assim atendentes interessados, que escutaram nos sons de fundo McGlade tendo uma convulsão.

McGlade diz que seu cão ligou para o 911 um total de dez vezes. “Os atendentes desligaram seguidamente por terem achado tratar-se de um trote”, disse ele.

Com a ajuda finalmente a caminho, Major estava esperando na frente da casa pela chegada dos médicos, levando-os a McGlade, que estava no quintal. “Acho que não estaria vivo hoje se não fosse Major”, acrescentou.

“Antes de ter o Major eu estava realmente muito só. Quase fui mais uma daquelas estatísticas de suicídio. Minha doença era muito grave, o transtorno de estresse pós-traumático. A organização da qual eu recebi o Major — Stiggy’s Dogs —, na verdade o salvou de uma situação também difícil, e, basicamente, agora ele é uma extensão de mim. Ele trouxe a minha confiança de volta”.

Terry McGlade inscreveu seu amigo cão em um concurso de melhor cachorro: http://www.herodogawards.org/

Leia Mais

Ao ver dono sendo preso, cão entra em viatura da polícia e vai junto

Caso foi registrado em Rio Branco, no estado do Acre

Cão não abandona dono preso e surpreende policiais  (foto: Davi Sahid/ac24horas)
Cão não abandona dono preso e surpreende policiais (foto: Davi Sahid/ac24horas)

Publicado no Planeta Bicho

A atitude de um cachorro surpreendeu policiais militares que trabalham no 2º Distrito de Rio Branco, na Rua 17 de novembro, no Acre. Eles foram avisados por moradores de que havia um cidadão portando uma faca nas proximidades da Gameleira, praça mais conhecida da região.

No local, eles prenderam Antônio Mariano. O homem foi colocado na viatura da polícia para que, na delegacia, esclarecesse o porte da faca. Foi quando um cão da raça poodle pulou no veículo para ficar com o dono.

O cachorro permaneceu o tempo todo ao lado de Mariano, comovendo policiais e o delegado responsável pelo caso.

Horas mais tarde, após depoimento, o homem foi liberado.

Leia Mais