Ministério da Justiça oferece até R$ 70 mil em 10 meses para jornalista de mídias sociais

Publicado originalmente no Comunique-se

A Secretaria de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça lança edital para jornalista consultor de mídias sociais. O profissional vai atuar na elaboração da linha editorial do Portal ‘Pensando o Direito’, com temas jurídicos.  O trabalho será realizado em Brasília, de fevereiro a novembro. A remuneração total pelo serviço pode chegar até a  R$ 70 mil.

É necessário ter experiência mínima de dois anos em atividades de jornalismo ou comunicação online. A prática na edição de blogs deve ser comprovada pelo profissional, que irá organizar os conteúdos já produzidos, divulgar o projeto nas redes sociais e desenvolver ações de melhoria para o site.

Familiaridade com atividades jurídicas, e-participação, webcidadania ou Governo 2.0 são bem-vindas pela secretaria. Para participar é preciso enviar o formulário de seleção preenchido para sal@mj.gov.br, indicando no assunto da mensagem “Projeto BRA/07004 – Consultor Redes Sociais”. As candidaturas serão recebidas até o próximo dia 27.

Projeto Pensando o Direito
Desde 2007, o projeto Pensando o Direito financia pesquisas jurídicas do país e busca para o desenvolvimento de estudos que estão em debate na sociedade, com a finalidade de qualificar o trabalho da secretaria.

pensandoodireito

Entre as atribuições do cargo, o jornalista deverá divulgar o projeto nas redes sociais
(Imagem: Reprodução/ Facebook)

Leia Mais

De joelhos, Cachoeira beija os pés de Andressa após se casar em Goiás

Casamento Cachoeira e Andressa em Goiás (Foto: Carolina Simiema/ G1)Andressa e Cachoeira após se casarem na noite desta sexta-feira (Foto: Carolina Simiema/ G1)

Publicado originalmente no G1

O contraventor Carlinhos Cachoeira se casou com a companheira, a empresária Andressa Mendonça, na noite desta sexta-feira (28), no condomínio de luxo onde o casal mora, em Goiânia. Após a cerimônia, o casal saiu da residência para conversar com os jornalistas, quando o bicheiro se ajoelhou e beijou os pés da mulher (veja vídeo).

“Estou repetindo uma cena que fiz durante o casamento. Este foi o pior ano da minha vida, mas vocês não sabem a força que essa mulher tem”, disse. As imagens são do cinegrafista da TV Anhanguera Hebert Bruno.

O casamento foi restrito a cerca de 50 familiares e amigos mais próximos. A imprensa não foi autorizada a acompanhar a cerimônia. “Estamos muito felizes”, afirmou Andressa, que se casou com um vestido branco, de manga longa, de renda com pedrarias.

O cartorário Antônio do Prado conduziu o casamento civil, que durou cerca de 15 minutos. “Foi tudo tranquilo, na própria casa deles. Tinham poucos convidados”, contou aos jornalistas, ao deixar o local por volta das 20h50.

Em seguida, aconteceu a bênção religiosa, comandada pelo pastor Vitor Hugo Queiroz, da igreja evangélica que Andressa frequenta. Os convidados começaram a chegar por volta das 19h40. Poucos minutos depois, já havia fila de carros na portaria de visitantes do condomínio, na região sul da capital.

Inicialmente, o casamento aconteceria no último dia 22, mas foi adiado. Segundo um amigo do casal, que preferiu não se identificar, o cartório cancelou o casamento porque o edital de proclamas não foi publicado a tempo. O G1 entrou em contato com o cartório, que disse que não se pronunciaria sobre o assunto.

Cachoeira prometeu se casar com a companheira, ainda em dezembro deste ano, após receber alta médica no dia 30 de novembro. Ele esteve internado por cinco dias no Instituto de Neurologia de Goiânia com diarreia, náuseas, insônia e estresse.

A primeira vez que Cachoeira falou publicamente sobre se casar com a mulhere oficializar a relação foi em 25 de julho deste ano, durante uma das audiências do processo Monte Carlo na Justiça Federal em Goiânia. Ele havia prometido se casar com ela no primeiro dia em que estivesse fora da prisão. A declaração foi dada na frente do Juiz Alderico Rocha Santos, dos réus, dos advogados e dos presentes à sessão.

Andressa Mendonça tem dois filhos, um de 4 e outro de 6 anos, com o ex-marido, Wilder Pedro de Morais (DEM-GO), que assumiu a vaga do senador cassado Demóstenes Torres (Sem partido-GO).

Além dos dois filhos de Andressa, Cachoeira também tem outros três filhos – dois meninos de 14 e 9 anos e uma menina de 6 – com a ex-mulher, Andréa Aprígio.

Hugo Queiroz é pastor da Igreja Evangélica Videira, de Anápolis. De acordo com o Diário da Manhã, Cachoeira se converteu após ter sido preso.

Leia Mais