Arquivo da tag: entrevista

Em entrevista à Playboy, Feliciano confessa ter usado drogas e diz que quem faz sexo anal ‘não volta mais’

O pastor evangélico e deputado federal Marco Feliciano (foto: Joédson Alves/Playboy)

O pastor evangélico e deputado federal Marco Feliciano (foto: Joédson Alves/Playboy)

Publicado por F5

O pastor evangélico e deputado federal Marco Feliciano, 41, deu uma entrevista polêmica para a revista “Playboy”.

Ele respondeu se considerava possível para um homem sentir prazer com sexo anal.

“Com certeza, tem homens que têm tara por ânus, sim”, avaliou. “Eu não entendo muito dessa área porque nunca fiz, graças a Deus.

“E espero nunca fazer, porque pa­rece que quem faz não volta mais”, riu. “Deve ser uma coisa tão estranha…”

Em outro ponto controverso do bate-papo, Feliciano confessou ter experimentado cocaína na adolescência.

“Conheci a cocaína nos bailinhos, no fim dos 12 anos”, afirmou. “Só a cocaína. Eu tentei a maconha, mas engasguei, nunca conse­gui fumar nem cigarro. Não conseguia tragar. Com a cocaína era fácil.”

dica do Luiz Manoel Noronha

Papa Francisco: ‘sou feliz porque não sou desempregado’

Em conversa com jovens belgas, pontífice disse, ainda, ter muita paz interior

Pontífice recebeu jovens em encontro informal (foto: AP / Gregorio Borgia)

Pontífice recebeu jovens em encontro informal (foto: AP / Gregorio Borgia)

Publicado em O Globo

O papa Francisco disse, durante uma entrevista informal divulgada neste sábado (5), que está feliz pelo fato de “ter um trabalho” e por ser alguém com “paz interior”, sentimento que, segundo ele, vem com a idade. A conversa informal aconteceu no início da semana, entre o religioso e jovens belgas, e acabou sendo divulgada pelo Vaticano.

Na entrevista Francisco foi questionado por um de seus interlocutores se estaria feliz. O pontífice respondeu positivamente e ainda afirmou que se sentia assim, possivelmente, porque “eu tenho um trabalho, eu não sou desempregado”.

Francisco afirmou aos jovens, também, que sua felicidade não é a mesma coisa que os jovens sentem. Ele diz que aos 77 anos, é possuidor de “uma certa paz interior, uma grande paz, uma felicidade que vem bem com a idade.” Em tom pastoral, disse ainda que encontrou seu caminho na vida e que este caminho é o que lhe faz feliz.

Os jovens belgas ainda quiseram tirar uma curiosidade sobre como o Papa Francisco faz suas orações. “Sentado, porque sinto dor se me ajoelhar”.

Paulo Coelho defende Justin Bieber: “nossa sociedade se tornou mais careta”

Escritor conversou com o empresário e sócio da Casa do Saber

coelho2Diego Falcão, no Na Telinha

O escritor Paulo Coelho concedeu uma entrevista ao empresário Celso Loducca, sócio da Casa do Saber, e entre vários assuntos saiu em defesa do cantor teen Justin Bieber.

“Eu respeito o Justin Bieber. Ele conseguiu uma legião de fãs e depois se transformou em um bad boy. E aí chega uma geração como a minha, cujos ídolos eram drogados, assassinos e esse tipo de coisa, e começa a criticar Bieber. O problema é a nossa sociedade que, infelizmente, se tornou mais careta”, afirmou Coelho.

Ainda na entrevista, Paulo Coelho conta que resolveu acertar suas contas com o passado e pediu perdão a todas as pessoas que considerava ter magoado.

A conversa completa vai ao ar nos dias 31 de março e 7 de abril na Rádio Eldorado.

Em tempo

Justin Bieber e Selena Gomez voltaram a namorar. Uma pessoa próxima ao casal contou que apesar da reconciliação, o cantor não está disposto a deixar sua fama de bad boy. A informação é do site “HollywoodLife”.

Ao site, a fonte afirmou: “Ele sabe que tem Selena na palma de sua mão e que deve enganá-la novamente. Justin Bieber pensa que é um grande cafetão”. O informante contou ainda que o cantor trata a amada de forma diferente quando está entre seus amigos: “Aí ele não a trata bem, mas ela aceita porque é obcecada por ele. Não é de se admirar que todos seus amigos estivessem deixando ela de lado”.

‘Tentei suicídio, mas Deus não permitiu’, diz goleiro Bruno a revista

foto: Alex de Jesus/ O Tempo/ AE

foto: Alex de Jesus/ O Tempo/ AE

Publicado no UOL

O goleiro Bruno Fernandes admitiu que tentou se matar na cadeia de Contagem, em Minas Gerais, onde cumpre pena de 22 anos pelo assassinato da modelo Eliza Samúdio. “Amarrei o lençol na ventana, que é alta, coloquei no pescoço e saltei”, disse o goleiro em entrevista à revista Placar.

“Mas a corda arrebentou e eu caí no chão. Foi Deus que não permitiu que eu me matasse”, detalhou o goleiro. Na entrevista, ele afirmou desejar voltar ao futebol.

No mês passado, ele assinou contrato com o clube Montes Claros, também de Minas, mas seus advogados ainda tentam conseguir uma liberação da Justiça para ele atuar.

Para voltar a jogar, ele teria que pedir para cumprir sua pena em regime semi-aberto, ou seja, quando o preso pode sair da cadeia para trabalhar.

Atualmente, o atleta está em regime fechado, quando não pode sair da penitenciária para nada.

Na entrevista à Placar, o jogador afirmou que sua vida na cadeia é difícil e que ele “paga um preço alto pela fama”.

Outro ponto tocado pelo jogador é sua situação financeira. Depois de ter convivido por anos com um alto padrão salarial, ele diz agora que terá viver com pouco dinheiro. Mas agora, de acordo com ele, sua conta bancária não vai lhe permitir ter uma vida confortável quando sair da prisão.

“Sobrou muito pouco do meu dinheiro”, disse ele, que também deu detalhes sobre seu cotidiano na prisão. “Já costurei bola aqui dentro. Tem muito jogador que gosta de colocar a culpa na bola. Mas agora eu conheço cada ponto da bola. Sei quando o cara está dando migué.”

A entrevista será publicada na próxima edição da Placar, que começa a circular em São Paulo e no Rio na terça-feira.