Conteúdo marcado como esperança

Quem educa quem

Quem educa quem
Marina Silva Os indícios preocupantes que já anunciavam um segundo mandato da presidente Dilma ainda mais divorciado das necessidades reais do Brasil e do povo brasileiro, infelizmente, já estão se confirmando – e por suas próprias palavras e ações. O discurso de posse, a escolha de alguns ministros, as primeiras medidas tomadas ou anunciadas, tudo transmite contradição, ausência de sentido e a noção de um grande equívoco. Quem esperava o […]

Em 2014 deu tudo errado, por isso deu tudo certo

Em 2014 deu tudo errado, por isso deu tudo certo
Mariliz Pereira Jorge, na Folha de S.Paulo Faço o mesmo que milhões ao me preparar para a virada do ano. Compro roupa nova, calcinha da cor do meu maior desespero. Deixo mentalmente a vida ruim para trás e visualizo um futuro cheio de motivos para comemorar. Pulo as sete ondas, brindo, passo a noite celebrando um presente novinho em folha. Como se o futuro finalmente tivesse vindo ao meu encontro. […]

Você quer perder o essencial da vida?

Você quer perder o essencial da vida?
Julia Michaels, na Época online Muita gente vai embora do Brasil. Não tenho números, mas ouço, cada vez mais, pessoas a meu redor dizendo que não aguentam mais morar aqui. Os que podem ir embora, é claro. Estão fartos da duplicidade, da falta de educação, da burocracia e da incapacidade de pensar no conjunto – na comunidade ou nação. Um filho meu foi embora em 2008. “Mamãe, gosto de tecnologia. […]

Mesmo quando dói

Mesmo quando dói
Ricardo Gondim Há momentos em que o dia a dia perde sentido. O acesso aos sonhos fica comprometido. Entupimos as frestas por onde pode soprar a brisa do espírito. Nossos olhos, feito janelas cerradas, não deixam entrar colorido na alma. Nesses hiatos, substituímos confiança com decepção. Nossa tristeza apaga o ímpeto de seguir adiante. Nossa infelicidade nos abate. O calor de pelejar nos sucumbe à inação. Não sobra no peito […]

Nunca se roubou tão pouco

Nunca se roubou tão pouco
Ricardo Semler, na Folha de S.Paulo Nossa empresa deixou de vender equipamentos para a Petrobras nos anos 70. Era impossível vender diretamente sem propina. Tentamos de novo nos anos 80, 90 e até recentemente. Em 40 anos de persistentes tentativas, nada feito. Não há no mundo dos negócios quem não saiba disso. Nem qualquer um dos 86 mil honrados funcionários que nada ganham com a bandalheira da cúpula. Os porcentuais […]