Arquivo da tag: esposa

Análises apontam que papiro que fala da esposa de Jesus não é falso

foto: Karen L. King/Harvard University/Reuters

foto: Karen L. King/Harvard University/Reuters

Publicado por AFP [via UOL]

Um pedaço de papiro antigo que contém uma menção à esposa de Jesus não é uma falsificação, de acordo com uma análise científica do controverso texto, declararam nesta quinta-feira (10) pesquisadores americanos.

Acredita-se que o fragmento seja proveniente do Egito e contém escritos na língua copta, que afirmam: “Jesus disse-lhes: ‘Minha esposa…’”. Outra parte diz ainda: “Ela poderá ser minha discípula”.

A descoberta do papiro, em 2012, provocou um rebuliço. Pelo fato de a tradição cristã afirmar que Jesus não era casado, o documento atiçou os debates sobre o celibato e o papel das mulheres na Igreja.

O jornal do Vaticano declarou que o papiro era uma farsa, juntamente com outros estudiosos, que duvidaram de sua autenticidade baseados em sua gramática pobre, texto borrado e origem incerta.

Nunca antes um evangelho se referiu a Jesus como casado, ou tendo mulheres como discípulos.

Mas uma nova análise científica do papiro e da tinta, bem como da escrita e da gramática, mostrou que o documento é antigo.

“Nenhuma evidência de fabricação moderna (‘falsificação’) foi encontrada”, declarou a Harvard Divinity School em um comunicado.

O fragmento provavelmente remonta a uma data entre os séculos 6 e 9, mas poderia ter sido escrito até mesmo no segundo século da Era Comum, segundo os resultados do estudo publicados na Harvard Theological Review.

A datação por radiocarbono do papiro e uma análise da tinta utilizando espectroscopia Micro-Raman foram realizadas por especialistas da Universidade de Columbia, da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

“A equipe concluiu que a composição química do papiro e os padrões de oxidação são consistentes com papiros antigos, ao comparar o fragmento do Evangelho da Esposa de Jesus (Gospel of Jesus’ Wife – GJW, em inglês) com um fragmento do Evangelho de João”, declarou o estudo.

“O teste atual suporta, assim, a conclusão de que o papiro e a tinta do GJW são antigos”, esclareceu.

Origem desconhecida

A origem do papiro é desconhecida. Karen King, historiadora da Harvard Divinity School, o recebeu de um colecionador – que pediu para permanecer anônimo – em 2012.

King, uma historiadora do cristianismo primitivo, declarou que a ciência mostrar que o papiro é antigo não prova que Jesus era casado.

“A questão principal do fragmento é afirmar que as mulheres que são mães e esposas podem ser discípulas de Jesus – um tema que foi muito debatido no início do cristianismo, num momento em que a virgindade celibatária se tornou cada vez mais valorizada”, explicou King em um comunicado.

“Este fragmento do evangelho fornece uma razão para reconsiderar o que pensávamos que sabíamos, ao se perguntar o papel que as declarações sobre o estado civil de Jesus desempenharam historicamente nas controvérsias cristãs sobre casamento, celibato e família”.

O fragmento mede quatro por oito centímetros.

King declarou que a data do documento – escrito séculos depois da morte de Jesus – significa que o autor não conhecia Jesus pessoalmente.

Sua aparência bruta e os erros gramaticais sugerem que o escritor tinha apenas uma educação elementar, acrescentou.

Leo Depuydt, professor de Egiptologia da Universidade Brown, escreveu um artigo, também publicado na Harvard Theological Review, descrevendo por que acredita que o documento é falso.

“O fragmento do papiro parece perfeito para um esquete do Monty Python” (famoso grupo de comediantes britânicos), declarou.

Ele apontou erros gramaticais e o fato de as palavras “minha esposa” parecerem ter sido enfatizadas em negrito, o que não é utilizado em outros textos coptas antigos.

“Como um estudante de copta convencido de que o fragmento é uma criação moderna, sou incapaz de fugir à impressão de que existe algo quase engraçado no uso das letras em negrito”, escreveu.

King publicou uma refutação às críticas de Depuydt, dizendo que o fato de a tinta estar borrada era comum e que as letras abaixo de “minha esposa” eram ainda mais escuras.

dica do Ailsom Heringer

Pastor da Universal espanca cachorrinha

shitzuPublicado por Rautenberg Protetor

Acabo de sair da Delegacia do Meio Ambiente de Santo André, onde o suspeito (Pastor), foi intimado a depor hoje as 13h.
Infelizmente, nem o advogado da Igreja que impediu a entrega da cachorrinha Mel, nem o suspeito (Pastor) compareceram para prestar depoimento.

Na fotografia, vocês podem notar a cachorrinha Mel em meus braços. Esta foto foi tirada dentro da delegacia, na semana passada, quando a esposa do pastor, após ver as imagens das agressões, voluntariamente foi até a delegacia nos entregar a guarda da cachorrinha Mel. Enquanto a esposa do pastor assinava o documento de transferencia de posse do animal, o advogado da Igreja interferiu, proibindo a esposa de nos entregar a Mel e assinar qualquer documento. Sendo assim, a cachorrinha voltou para as mãos do Pastor Caíque.

Hoje, continuando as investigações, fui novamente até o prédio onde o pastor Caíque morava, e consegui mais duas testemunhas. Uma dizendo que por várias vezes deixou recados e foi pessoalmente até o apartamento para informar a esposa dos crimes que aconteciam no prédio, envolvendo maus-tratos com seu animal de estimação. E apesar de ter sido avisada, em nenhum momento a esposa procurou ajuda ou mais informações,

Também temos uma nova testemunha, que em conversa com a esposa do Pastor, foi informada pela própria que a cachorrinha estaria com dores nos rins.

Juntando os fatos, podemos concluir que as dores são decorrentes dos socos e chutes deferidos pelo pastor no animal. Onde a cachorrinha, precisa urgente ser internada em um Hospital Veterinário, pois corre risco de vida.

Sabemos que não podemos generalizar a ação de um indivíduo para o restante da Igreja, mas, foi graças ao advogado da Igreja que a cachorrinha voltou para as mãos desse monstro, sendo assim, temos TRÊS PESSOAS da Igreja envolvidas.

O meu apelo é para que a Igreja Universal do Reino de Deus interfira neste caso, puna os envolvidos, e nos entregue a guarda do animal para que receba os cuidados veterinários urgente!

Fotógrafo atravessa o mundo vestindo rosa para ajudar a esposa contra o câncer

Publicado no Pragmatismo Político

Uma autêntica história de amor, digna de arrancar lágrimas de qualquer um, se tornou um verdadeiro sucesso na internet. Ao saber que sua esposa estava com câncer, um homem transformou o momento mais difícil da vida dele em um projeto corajoso e genial.

Bob Carey resolveu atravessar o mundo registrando cenários primorosos com um pequeno detalhe: o próprio estava em todas as fotos vestindo um simpático vestidinho rosa – um tutu, a saia de bailarina. A ideia é um sucesso – apenas o vídeo sobre a ação já teve mais de 1,6 milhão de visualizações em menos de 15 dias.

Tudo começou em 2003, justamente quando a esposa de Bob, Linda, foi diagnosticada com câncer de mama. A descoberta ocorreu seis meses após o casal se mudar para a Costa Leste dos Estados Unidos – município de Scottsdale, no Arizona.

Desde então, Bob começou a se fotografar vestido com o tutu rosa – e descobriu que, não só era uma ótima forma de se expressar, como também de ajudar a esposa. “Quando a Linda ia para o tratamento, ela levava as imagens no seu celular. As outras mulheres olhavam e davam risada e isso fazia com que o tempo passasse mais rápido”, relata.

foto7 foto6 foto5 foto4 foto3 foto2 foto1

Pai recria com sua filha, fotos do casamento de sua esposa falecida

Publicado no HT Fashion

Ben e Ali se casaram em 2009 e tinham acabado de comprar uma casa nova. Para terem um belo registro sobre as grandes mudanças que estavam acontecendo em suas vidas, eles decidiram tirar suas fotos naquela que seria a futura residência do casal apaixonado.

No entanto, como o destino é, infelizmente, uma das coisas mais incertas que existem, em 2011, Ali veio a falecer de câncer, deixando seu marido com a pequena filha do casal, Olivia.

Dois anos e meio mais tarde, no entanto, Ben e Olivia tiveram que se mudar para uma nova casa juntos.Como uma forma singela e emocionante de dizer adeus, a irmã de Ali, Melanie Tracy Pace, se juntou a eles para fazer uma sessão de fotos, reproduzindo com pai e filha, os registros feitos no dia do casamento.

As imagens resultantes – algumas das quais estão acompanhadas com as fotos originais de casamento – são uma despedida comovente para Ali e sua antiga casa. Indagado sobre a sensação de ter feito algo do gênero, Ben disse:

“Muitas pessoas têm me perguntado o que eu senti ao fazer essa sessão de fotos. O que eu quero que elas saibam é que esta não é uma história sobre dor e perda. Sim, eu já passei por essas emoções e ainda passo, mas não é isso que eu quero que as pessoas vejam nestas fotos. Esta é uma história sobre o amor.”

moving-without-mom-ben-nunery-7 moving-without-mom-ben-nunery-8 moving-without-mom-ben-nunery-5 moving-without-mom-ben-nunery-3 moving-without-mom-ben-nunery-10 moving-without-mom-ben-nunery-2 moving-without-mom-ben-nunery-11

Fotógrafo que registrou ‘selfie’ de Obama diz que Michelle não estava irritada

obama

 

Publicado no UOL

Michelle Obama não estava incomodada com o autorretrato de Barack Obama ao lado do primeiro-ministro britânico, David Cameron, e da premiê dinamarquesa, Helle Thorning-Schmidt, durante o memorial a Nelson Mandela na terça-feira (10) em Johannesburgo. Quem afirma é Roberto Schmidt, o fotógrafo que registrou o momento.

Em post publicado no blog da agência France Presse, Schmidt conta que, segundos antes da foto, Michelle estava sorridente e brincando com Cameron e Thorning-Schmidt.

“Li nas redes sociais que Michelle Obama estava incomodada ao ver a premiê dinamarquesa tirando uma foto com Obama. Mas fotos podem mentir”, afirmou.

O fotógrafo revelou estar espantado com a repercussão de sua foto e ainda defendeu o ‘selfie’ -como os autorretratos são chamados na internet- de Obama, mesmo em um momento tão solene.

“Todos no estádio estavam dançando, cantando e rindo em honra ao líder morto. Era uma atmosfera de carnaval. Nada mórbido”, afirmou. “A atmosfera era de relaxamento. Não vi nada de chocante na foto.”

Segundo Schmidt, ninguém no estádio conseguiria ficar triste diante de milhares de pessoas que celebravam. Além disso, para ele, a foto humaniza Obama.

“É interessante ver os políticos de um ponto de vista humano, porque geralmente os vemos em ambientes controlados”, afirmou.