Marcha para Jesus leva 500 mil pessoas ao Centro do Rio de Janeiro

A Marcha para Jesus reuniu 500 mil pessoas, no Centro (foto: Extra / Fábio Guimarães)
A Marcha para Jesus reuniu 500 mil pessoas, no Centro (foto: Extra / Fábio Guimarães)

Priscila Belmonte, no Extra

Pela primeira vez na Marcha para Jesus, que reuniu cerca de 500 mil pessoas no Centro do Rio, a médica Jacqueline Fonseca, de 30 anos, não se conteve de tanta felicidade ao participar do evento religioso. Acompanhada por parentes, ela contou que só agora teve a chance de ir, porque trabalhava nos fins de semana.

- Desta vez, eu não podia faltar. Essa festa é maravilhosa. É a chance que nós, evangélicos, temos de mostrar que somos felizes, mesmo sem beber e fumar, como qualquer outra pessoa.

A estimativa de público, o mesmo do ano passado, é da Polícia Militar. A marcha começou às 15h e teve o apoio de oito carros de som, que seguiram da Avenida Passos até a Cinelândia, animando os fiéis, com o tema “Eu sou de Jesus, eu sou campeão”.

Num palco montado na Cinelândia, cantores de música gospel se revezavam. Andre Valadão e Bruna Karla foram alguns dos artistas mais ovacionados pela plateia, que contava com gente de todas as idades. Animada e com as letras na ponta da língua, a multidão, composta por frequentadores e pastores de diversas igrejas evangélicas de diferentes regiões do Estado do Rio de Janeiro, estava vestida com as cores verde e amarela por causa da Copa do Mundo.

Protesto contra investimentos na Copa

Um pequeno grupo de fiéis aproveitou a oportunidade para criticar a realização da Copa do Mundo no Brasil. Com cartazes nas mãos, eles mostravam seu descontentamento. O publicitário Nilton Nalin, de 53 anos, que frequenta a Igreja Pentecostal Mundial do Reino de Deus, era um deles.

- O governo deveria priorizar saúde e educação, em vez de fazer tanto estardalhaço por causa de um evento esportivo. Não sou contra a realização do Mundial, só acho que essa não deve ser a maior preocupação do governo num momento como esse – disse.

Leia Mais

Grupo de evangélicos assusta seguranças na chegada da seleção da Austrália em Vitória (ES)

Em Vitória, evangélicos levaram faixa de boas-vindas à primeira delegação estrangeira a chegar para o Mundial

Rafael, ao centro, faz parte do grupo de evangélicos que foi recepcionar a seleção australiana em Vitória (foto: Kleber Amorim)
Rafael, ao centro, faz parte do grupo de evangélicos que foi recepcionar a seleção australiana em Vitória (foto: Kleber Amorim)

Kleber Amorim, em O Globo

Em tempos de protestos no Brasil, uma cena inusitada marcou o desembarque da seleção australiana em Vitória, na noite desta quarta-feira. Entre os cerca de 200 torcedores que foram ao aeroporto Eurico Salles, estava um grupo de 20 evangélicos que carregava uma faixa, em inglês, saudando a primeira delegação estrangeira a chegar no país para a disputa da Copa do Mundo.

Os religiosos chegaram a provocar um princípio de alvoroço nas forças de segurança que estavam de prontidão, quando se aproximavam do aeroporto.

- Viemos fazer uma recepção de boas-vindas, dizer que os queremos no Brasil. E também queremos chamar atenção para o movimento que fazemos de evangelização – disse Felipe de Souza Ramos, de 19 anos, um dos integrantes do grupo.

Estreia no dia 13

Na Copa do Mundo, a Austrália está no grupo B, e a estreia será no dia 13 de junho, contra o Chile, na Arena Pantanal. Os outros jogos na primeira fase serão contra Holanda, no Beira-Rio, dia 18, e Espanha, na Arena da Baixada, dia 23.

Time de azarões

Antes do desembarque em Vitória, a delegação australiana fez uma escala em Curitiba, onde o meia Tommy Oar falou sobre as pretensões da seleção no Mundial:

- Somos os azarões. Será uma grande oportunidade para que a seleção australiana supreenda, e isso é muito animador. Estar no país do futebol é uma motivação a mais, com certeza – afirmou.

Leia Mais

Será que já podemos rir das religiões na TV?

Tony Goes, no F5

Assim como nas conversas de bom tom, dois assuntos eram proibidos nos humorísticos de antigamente: política e religião.

O primeiro, por razões óbvias. O Brasil vivia sob uma ditadura militar, e ninguém podia criticar o governo em público. A política só reapareceu nos programas de humor na virada dos anos 70 para os 80 do século passado, graças à abertura.

A religião permaneceu um tabu. Ou pelo menos o cristianismo, em suas muitas variantes; crenças minoritárias eram alvos permitidos. Judeus e “macumbeiros” (como ainda eram chamados os seguidores das religiões afro-brasileiras) sempre foram satirizados na TV.

A internet estilhaçou essa proibição implícita. Grupos como o Porta dos Fundos lançaram diversos vídeos tirando sarro de figuras e dogmas religiosos. Tiveram milhões de acessos, mas também enfrentaram processos na Justiça.

Agora esta irreverência chegou à TV aberta. “Tá no Ar” (Globo), a sensação do momento, já mostrou comerciais da Galinha Preta Pintadinha e um clipe de Jesus cantando rap (mas sem distorcer um único de seus ensinamentos).

Semana passada, o programa avançou mais um sinal: exibiu “Crentes”, uma suposta versão evangélica do seriado “Friends”.

No dia seguinte, a internet bem que tentou criar um escândalo. Vários sites e portais publicaram notas do tipo “evangélicos se revoltam com humorístico da Globo”. E postaram os mesmos seis tuítes de fiéis ultrajados.

Vou repetir o número: seis. Meia dúzia. Não duvido que existam mais, assim como o número de ofendidos deve ser maior. Mas o escândalo pretendido pela rede simplesmente não aconteceu.

Talvez porque o quadro exibido no final do “Tá no Ar” de quinta-feira (22) não tenha nada de mais. Não insulta a fé de ninguém nem pega pesado. É preciso ser muito ingênuo (para não dizer burro) para se incomodar com ele.

O curioso é que a imprensa não foi perguntar aos babalorixás se eles estavam furiosos com a Galinha Preta Pintadinha. Afinal, sempre se pôde rir da umbanda e candomblé —eles devem estar mais do que acostumados.

Mas os evangélicos têm fama de esquentados, como se fossem crianças mimadas com quem não se deve brincar. Pois não teve até crente que encontrou mensagem demoníaca em rótulo de maionese?

Só que a mínima reação ao esquete “Crents” mostrou que alguma coisa está mudando. O próprio Marcius Melhem, um dos criadores e protagonistas do “Tá no Ar”, disse ao jornalista Mauricio Stycer que a repercussão negativa ao quadro não é representativa dos evangélicos. E não me parece mesmo que seja.

Será que finalmente estamos maduros o suficiente para rirmos até mesmo da religião? Qualquer religião?

Deus queira.

Leia Mais

Luciana Gimenez diz que desmaio no “Superpop” foi alerta para cuidar mais da saúde

“Mentira, é um absurdo”, disse a apresentadora sobre os boatos de que tivesse sido “possuída” por algum espírito no programa de ontem

Luciana Gimenez no "Superpop"
Luciana Gimenez no “Superpop”

Beatriz Amendola, no UOL

Em repouso após ter sofrido um desmaio no “Superpop” ao vivo da última segunda-feira (26), Luciana Gimenez afirmou em entrevista ao UOL que o ocorrido serve como um aviso para ter mais cuidado com a saúde.

“Acho que puxei meu corpo além do que deveria”, afirmou a apresentadora nesta terça-feira. “Quando você está fazendo um programa ao vivo – e eu já tinha feito um outro gravado – você tem que estar bem, com a energia para cima, e minha energia talvez não estivesse. Aí acho que realmente tive um momento de cair dura, de passar mal, de pressão baixa. Não foi nada demais. Ou melhor, foi realmente um alerta de que eu tenho que prestar mais atenção à minha saúde”.

Luciana contou que, em virtude de uma gripe, já estava se sentindo mal antes do início do programa: “Eu estava me sentindo mal, com dor no corpo, mas eu tenho vários compromissos profissionais e sou dura na queda. Não dá para falar não para um monte de coisa, porque não tenho ninguém para fazer por mim. Talvez eu teria que falar mais não, mas como é que não vou fazer? Tem pessoas que dependem de mim, tem equipe me esperando. Não tem ninguém lá para apresentar o ‘Superpop’ no meu lugar. Não tem ninguém para ficar com meu filho no meu lugar”.

De acordo com a apresentadora, a queda de pressão e o desmaio vieram por conta de um acúmulo de compromissos. “Acho que ontem eu estava realmente muito cansada, estava bem gripada, estafada. Estou com um pouco de estafa, até profissional mesmo, porque estou me esforçando muito, eu gosto do que eu faço, faço muitas coisas ao mesmo tempo”, disse ela, acrescentando que também não para nos finais de semana por conta dos cuidados com os filhos, Lucas e Lorenzo.

“No fim de semana, faço questão de ficar com meus filhos. Tenho uma criança de três anos que é muito ativa, corre pra lá, corre pra cá, não dá para deixar a peteca cair. Aí no domingo, em vez de ficar em repouso, eu levei meu filho ao teatro. Juntou muita coisa”, afirmou.

A apresentadora ainda negou os rumores que surgiram na internet dizendo que ela tivesse sido “possuída” por algum espírito, já que o programa tinha como tema diferentes religiões. “Mentira. Se eu tivesse sido possuída, eu lembraria. Não sei, nunca fui possuída. É um absurdo”, concluiu. Ela ainda não sabe se voltará à rotina de gravações nesta terça-feira.

vídeo do momento exato em que o programa foi interrompido:

vídeo gravado durante o socorro à apresentadora:

post no Instagram que acirrou as especulações da ~possessão~:
possuída3momento vergonha alheia gospel: alguns dos comentários postados em sites e redes sociais:

  • Acho que ela precisa aceitar JESUS…se o debate era sobre religião
  • Foi um pastor que fez a Lu voltar ao normal.
  • É A CORDA QUEBRA PROS MAIS FRACOS ESPIRITUAL
  • isso é o tipico de pessoas que deixam de acreditar em Deus e passam a viverem suas vidas da forma que bem intendem.
  • Pegou espírito mesmo. Quem sabe agora Luciana deixa os crentes em paz e foca só nos gays
  • pessoas fracas de espirito não podem debater contra o diabo, ninguém pode debochar da palavra de Deus,
  • Tem que se benzer antes de fazer um programa que aborda esse tema. Muitas vibrações obscuras por trás
  • È ela fica brincando com Deus e com o diabo, isso é uma pessoa manifestada com dêmonio
  • a luciana recebeu em O SANTO DE CABEÇA DELA quando a pastora falava da pessoa de JESUS CRISTO

 

ps: precisamos exorcizar o espírito das polêmicas falsas e, de quebra, o exu tranca-semântica.

 

Leia Mais

Xuxa comenta polêmica em Brasília: ‘Nem Jesus Cristo agradou todo mundo’

Após receber críticas do deputado Pastor Eurico, a apresentadora Xuxa Meneghel pede ajuda dos fãs e diz: ‘Ele já teve o seu momento de fama, não vamos dar mais força a ele’

Xuxa Meneghel (Blad Meneghel)
Xuxa Meneghel (Blad Meneghel)

Publicado na Caras

Xuxa Meneghel fez um desabafo no Facebook, nesta sexta-feira, 23, sobre a polêmica com o deputado Pastor Eurico, que a criticou durante a última sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. A apresentadora pediu para que os fãs não culpassem os evangélicos pelo episódio.

“Gente, estava lendo o desabafo e a opinião de vocês sobre o acontecido no Congresso. Por favor, não culpem os evangélicos. Minha mãe é evangélica e me ensinou que nem Jesus Cristo agradou todo mundo, por que eu iria? Sei que minha mãe ficou muito triste com esse senhor. Mas ele já teve o seu momento de fama, não vamos dar mais força a ele”, disse Xuxa. “Mais uma vez obrigada pelas lindas palavras de carinho e respeito com meu trabalho, vou precisar de vocês e muito, e sei que vou poder contar sempre. Vejo isso lendo cada palavra de amor de vocês por mim, obrigada, obrigada, obrigada, obrigada”, publicou.

O ator e cantor Junno Andrade, namorado de Xuxa, já tinha se manifestado sobre a polêmica. Em seu texto publicado também na rede social, ele defendeu sua amada, que recebeu críticas do deputado durante a votação da lei que tem o objetivo de coibir a violência contra a criança, agora chamada de Lei Menino Bernardo. Além disso, Junno festejou o sucesso da votação, que levará a lei para ser aprovada pelo senado. “Falta muito pouco… Tem pessoas que vieram pra esse mundo a passeio, outras, nem deveriam ter vindo, pois usam essa passagem apenas para benefício próprio, e pior, na maioria das vezes tirando de quem não tem, se aproveitando da carência, esperança e inocência dos menos favorecidos, alguns hipócritas tem o desplante e a coragem de agir “EM NOME DE DEUS” e ainda se sentem à vontade e no direito de apontar seus dedos sujos, cheios de culpa e preconceito para julgar alguém!!! Por outro lado, tem “GENTE” que veio nesse planeta pra fazer a diferença, pra realizar, pra nos encher de admiração e nos dar exemplo! Hoje creio eu, podemos marcar um “X” nessa data, pois se deu um passo de imensurável tamanho, onde as crianças e adolecentes terão os mesmos direitos de um Ser Humano. Parabéns à todos os envolvidos nesse caminho pra aprovar a “Lei da Palmada”, hoje Lei Bernardo, principalmente pra uma pessoa que poderia estar tirando onda numa praia qualquer, e no entando passa a vida se preocupando com razões sociais! Parabéns Xuxa (Xuxuca), hoje você demonstrou um pouco mais da sua linda missão nesse planeta! Posso imaginar o tamanho do seu sorriso nesse momento! Que HONRA poder caminhar ao seu lado!!!”, falou.

A emenda pretende alterar a Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, que dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, para estabelecer o direito da criança e do adolescente de serem educados e cuidados sem o uso de castigos corporais ou de tratamento cruel ou degradante.

Leia Mais