Arquivo da tag: facebook

Abin monta rede para monitorar internet

O governo destacou oficiais de inteligência para acompanhar, por meio do Facebook, Twitter, Instagram e WhatsApp, a movimentação dos manifestantes.

abin-monitorar-redes-sociais

Publicado no Estadão

Sem detectar as manifestações combinadas pelas redes sociais e que hoje terão como alvo o Palácio do Planalto, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) montou às pressas uma operação para monitorar a internet. O governo destacou oficiais de inteligência para acompanhar, por meio do Facebook, Twitter, Instagram e WhatsApp, a movimentação dos manifestantes. A agência avalia que as tradicionais pastas do governo que tratavam de articulação com a sociedade civil perderam a interlocução com as lideranças sociais.

A decisão foi tomada após uma crise entre assessores civis da presidente Dilma Rousseff e o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que não teriam alertado o Planalto das manifestações da semana passada em São Paulo, que desencadearam em uma onda de protestos no Brasil. Nos últimos dois meses, os agentes da Abin e de outros órgãos de inteligência foram deslocados para a segurança da Copa das Confederações, negligenciando outras áreas.

Com a eclosão da crise, o potencial das manifestações passou a ser medido e analisado diariamente pelo Mosaico, sistema online de acompanhamento de cerca de 700 temas definidos pelo ministro-chefe do GSI, general José Elito. Nos relatórios, os oficiais da agência tentam antecipar o roteiro e o tamanho dos protestos, infiltrações de grupos políticos e até supostos financiamento dos eventos.

O GSI colocou grades duplas em torno do Palácio para reforçar a segurança para o protesto marcado para hoje. Em dias de manifestações, as instalações presidenciais são protegidas na parte interna pelos seguranças do GSI e pela Polícia do Exército e na parte externa pela Polícia Militar do Distrito Federal.

O secretário nacional de Articulação Social da Secretaria-Geral da Presidência da República, Paulo Maldos, disse que a redução de tarifas em diversas cidades, principalmente São Paulo e Rio, “não vão interromper o processo”. Para Maldos, o fato “atende apenas” à reivindicação dos 20 centavos, mas há muitas outras apresentadas e que precisam ser atendidas.

Voz. No Planalto, segundo interlocutores de Dilma, a ideia é que, diante das demandas apresentadas, algumas tinham de começar a ser atendidas para que os manifestantes entendessem que sua voz, de fato, começa a ser ouvida. A redução da tarifas seria a primeira e isso ajudaria a arrefecer os ânimos, mas não a parar os protestos.

Esses mesmos auxiliares reconhecem que, como há muitos pleitos a serem atendidos, é preciso ampliar os canais de comunicação. Para esses interlocutores, o erro que levou o protesto a tomar grande proporção foi não ter havido negociação no início das manifestações.

Maldos afirmou “este grito” tem a ver com a inclusão social dos últimos dez anos, em referência ao período em que o País é governado pelo PT. “São setores que foram incluídos socialmente e estão cobrando mais coisas. Entraram no sistema, receberam um serviço e estão reclamando porque acham que ele não está bom. Eles têm todo o direito de achar que não está bom”, comentou o secretário.

Na tentativa de reiterar a contribuição do governo, o Planalto distribuiu na quarta-feira uma nota em que lista as sete medidas já adotadas, entre elas desoneração da folha de pagamentos.

Festa junina de Caruaru não terá noite gospel este ano

Segundo organizador, Prefeitura não vai repassar verba necessária para promover evento gospel

foto: Diogenes Barbosa

foto: Diogenes Barbosa

Jénerson Alves, especial para o Pavablog

Mesmo estando na programação oficial, o Chama Viva (‘noite gospel’) no Pátio de Eventos poderá não acontecer este ano. O evento, que já foi realizado nos últimos dois anos e reuniu cerca de 40 mil pessoas em cada edição, deve ser cancelado em 2013.

A informação foi publicada no site evangélico ‘Presentia On Line’. Segundo o organizador do evento, Jaelcio Tenório, a prefeitura não irá repassar neste ano a verba necessária para a apresentação de grupos evangélicos.

A princípio, a noite gospel aconteceria em 19 de junho. A banda local Brasas no Altar, uma das que se apresentariam, já contava com ampla publicidade promovida por fãs nas redes sociais.

Conhecida por utilizar ritmos juninos na proclamação do Evangelho, a Banda Som e Louvor seria a atração principal deste ano. No site da banda ainda consta a apresentação em Caruaru.

Com essa decisão, a Prefeitura ‘jogou um balde de água fria’ no Chama Viva. A notícia provocou protestos entre os internautas. Neide Oliveira afirmou no Facebook estar revoltada diante da possibilidade de cancelamento da festa. “Estou sem palavras para expressar minha indignação com o possível  cancelamento do evento”.

A internauta Letícia Alves também demonstrou descontentamento: “Era só o que faltava, a prefeitura pode investir um valor altíssimo para trazer à cidade outras bandas e um evento gospel com o custo mínimo não pode? Revoltante!”, lamentou.

Por conta do fenômeno de expansão do estilo gospel, festas e eventos oficiais de vários estados, capitais e municípios estão incluindo artistas do segmento na programação, atraindo novo público para as apresentações.

Nas edições anteriores em Caruaru, cantores e grupos regionais – a exemplo de Erasmo Miguel e Brasas no Altar – gravaram DVDs das apresentações ao vivo no Pátio de Eventos. No ano passado, a grande atração foi o cantor Mattos Nascimento, que aproveitou o show para contar sua experiência com as drogas e relatar como abandonou o vício.