Igreja americana comemora a morte de Cory Monteith e promete protesto em seu funeral

Reprodução
Reprodução

Publicado no Fica Quietinho

Pode parecer mentira, mas não é. A Igreja Batista de Westboro está feliz com a morte do ator Cory Monteith. E o motivo para tamanha “alegria” é pelo fato de o personagem Finn, em Glee, ser um estimulador da causa gay. Na série, ele se torna “irmão” de Kurt, papel de Chris Colfer, por conta do casamento de seus pais.

Quem nunca ouviu falar desta igreja, saiba que é uma das mais radicais presentes nos Estados Unidos. Eles são atuantes extremistas contra a homossexualidade e costumam fazer protestos em funerais de pessoas que apoiam aquilo que eles consideram ser um pecado.

No funeral de Cory, ainda sem data e local definidos, eles prometem armar um piquete para pregarem seu discurso de ódio contra a conduta do ator.

E se você pensa que a notícia é um simples boato, aconselhamos passar pelo perfil da igreja no Twitter e ver os absurdos que eles escrevem. Em um dos posts, publicado na noite de domingo (14), a igreja sugere que Lea Michele se suicide. Veja:

img-4548-igreja-batista-de-westboro

Será que Lea Michele também se matará? Assim o casamento pode acontecer como planejado no inferno! – convide todos os seus fãs!

Não é nosso papel fazer avaliações sobre quaisquer religiões e suas vertentes, mas dá para perceber que quem conduz e a segue são pessoas extremamente amarguradas com a vida. Uma pena existir gente assim.

Leia Mais

Famosos revelam empregos bizarros que tiveram antes da fama

Jamie McCarthy/WireImage.com
Jamie McCarthy/WireImage.com

Francis Whittaker, no MSN

Nicolas Cage

Nicolas Cage teve que traçar o próprio caminho para chegar ao topo de Hollywood. Seu primeiro emprego na indústria de filmes não foi nem um pouco glamuroso. Ele costumava vender pipocas nos cinemas.

Steve Granitz/Wireimage.com
Steve Granitz/Wireimage.com

Naya Rivera

Naya brilha nas cenas em que é líder de torcida, cantando e dançando no seriado Glee. Mas foi um tipo diferente de uniforme que ela usava no começo da carreira; ela era garçonete do famoso restaurante norte-americano chamado Hooters.

John Shearer/Wireimage.com
John Shearer/Wireimage.com

Rod Stewart

Rod Stewart passou a sua carreira injetando vida nas pistas de dança. O que pouca gente sabe é que ele foi coveiro por vários anos no Cemitério de Londres.

Steve Granitz/Wireimage.com
Steve Granitz/Wireimage.com

Cyndi Lauper

Uma das estrelas mais famosas da década de 1980, Cyndi Lauper construiu seu nome cantando músicas que dizem que as garotas só querem se divertir. Mas ela não se divertia tanto assim em seu primeiro emprego: dar banho em cachorros.

Steve Granitz/Wireimage.com
Steve Granitz/Wireimage.com

Warren Beatty

Warren Beatyy, a lenda do cinema (muito feliz casado com a atriz Annette Bening), teve um começo de carreira cheio de rumores de que ele seria um ‘rato’ em matéria de relacionamentos amorosos. Isso é muito irônico, pois seu primeiro emprego era como exterminador de ratos.

Kevin Mazur/Wireimage.com
Kevin Mazur/Wireimage.com

Whoopi Goldberg

Antes do sucesso estrondoso de filmes como ‘Ghost’ e de ter ganhado prêmios importantes como Emmy, Grammy, Oscar e Tony, Whoopi Goldberg era pedreira. (mais…)

Leia Mais

Estudante é expulso de universidade cristã por assistir a ‘Glee’

Fernando Moreira, no Page not Found

A conservadora universidade cristã Bob Jones, na Carolina do Sul (EUA), é conhecida pelo seu rígido código de conduta moral. Problemas com alunos não são raros, mesmo que eles saibam desde o início do curso que “precisam manter a mente longe da poluição e dos pecados da cultura pop”.

De acordo com as normas da Bob Jones, mesmo fora do campus os alunos são obrigados a seguir as normas de conduta, “evitando qualquer tipo de entretenimento que possa ser considerado sem vergonha ou que contenha profanação, realismo escatológico, perversão sexual, realismo erótico, violência assustadora, ocultismo e falsas ideias religiosas e filosóficas”.

Mas um estudante resolveu desafiar as regras religiosas e foi assistir a um episódio da série “Glee” em uma Starbucks fora do campus. Foi visto por um colega e denunciado! Não foi para a fogueira, mas acabou expulso da universidade por causa de “Glee”, contou o site “Jezebel” E Chris Peterman (foto acima), de 23 anos, estava para se formar em algumas semanas!

O pecado

O juiz

Leia Mais