Em parceria com a Marvel, Audi cria webcomic interativa do “Homem de Ferro”

Leitor poderá definir o destino do super-herói na campanha

noticia_75157

publicado no Administradores

Uma campanha da Audi em parceria com a Marvel Entertainment LCC irá lançar uma série especial os quadrinhos do Homem de Ferro: Steer the Story (“assuma o volante da história”, em tradução livre). Na ação cruzada, Tony Stark e Pepper Potts passam dirigem um veículo Audi R8.

A HQ pode ser lida na web, em um storyline vertical. Alguns dos elementos ganham movimento quando o cursos do mouse passa por cima e têm um leve efeito 3D – como estilhaços saltando da tela, por exemplo. Mas a maior sacada é a interatividade: ao final de cada ‘capítulo’, o leitor decide o que o herói vai fazer ou como ele vai reagir. Com isso ele decide o destino do Homem de Ferro.

Para decidir, o leitor deve votar em uma das duas decisões através de uma ferramenta de redes sociais. Com isso, a coisa vai sendo publicada no Facebook, G+ e Twitter. Até o momento, apenas 2 capítulos estão no ar; o próximo deve ser publicado em dois dias.

O que você achou da ação?

Leia Mais

E se uniformes de super-heróis fossem concebidos como os de super-heroínas?

superhero-costumes-sexism-01-PT-BRCansada de caras que não entendem as meninas que acham as fantasias de super-heroínas meio sexistas, Fernacular fez uma série de desenhos com três objetivos:

1. Fazer com que a primeira coisa que você pense ao olhar para eles seja sexo, quer você queira ou não.

2. Fazer com que qualquer homem que olhe para eles se sinta desconfortável.

3. Torná-los engraçados, porque, bem, é realmente meio que ridículo.

É bom lembrar que as super-heroínas, na maioria esmagadora das vezes, sempre foram concebidas com uniformes nada práticos, fetichistas e muito, mas muito sexys. E isso não é nada novo – veja as tirinhas feitas por Kate Beaton retratando como são criadas personagens femininas poderosas.

Kevin Bolk fez uma versão alternativa parodiando o poster d’Os Vingadores depois de notar que na maioria do material de divulgação do filme, os caras estão em poses heróicas, mas a Viúva Negra está quase sempre numa pose de look at my ass ataque impraticável, com a silhueta curvada e bumbum empinado.

Esse tema também passou – embora sem pretensão moral – pela cabeça do artista Michael Lee Lunsford que andou imaginando como seria a indumentária das super-heroínas sem aquele tom fetichista e extremamente sexy!

Well, eu prefiro as super-heroínas do jeito de sempre, thanks! :P

Quer ver mais alguns exemplos de super-heróis provando do drama das super-heroínas? Clique aqui!

Dica da Fabiana Zardo

Leia Mais

Super-heroínas totalmente vestidas

A Mulher-Maravilha andou passando por mudanças em seu uniforme. Assim como a recém perdida cueca do Super-Homem, seu traje datado já vinha causando estranheza para os dias atuais!

Imagine lutar contra super-vilões usando apenas uma calcinha ou shortinho e uma blusinha tomara que caia? Acredito que não seja muito confortável e nem prático. Principalmente com os “super pulmões” da Princesa Diana! Claro, se eu fosse um vilão não reclamaria de ter que entrar num embate físico e caloroso contra ela! (pausa pra imaginar você lutando pra pegar sabonete numa banheira com uma princesa amazona, ao som de Dream Waters – Oê, oê, oê)

Então… o artista Michael Lee Lunsford andou imaginando como seria a indumentária das super-heroínas sem aquele tom fetichista e extremamente sexy! Mas, ele ressalta que o objetivo do redesenho não é impor algum tipo de código moral. É um exercício para imaginar como as super-heroínas se vestiriam com roupas “comuns” e mantendo o ícone de cada uma.

O que as meninas acharam? Porque eu penso que os meninos preferem do outro jeito… :P

Super-Moça comportadinha

Fully-Dressed-Supergirl

 

Poderosa sem decotão

Fully-Dressed-Power-Girl

 

Mulher-Maravilha sem nada para cair

Fully-Dressed-Wonder-Woman

(mais…)

Leia Mais

HQ conta como seria o nascimento de Cristo em tempos de internet

Publicado originalmente no Correio Braziliense

Como seria se o filho de Deus nascesse em 25 de dezembro de 2012? Em um mundo repleto de computadores, celulares e tablets, a história de Cristo transcende gerações e, hoje, se reflete na internet, usada por 2,4 bilhões de pessoas.

Nesta época do ano, os ensinamentos de fé e amor ao próximo se espalham por redes sociais, cultos e missas on-line, vídeos e nos 140 caracteres do Twitter, utilizado até pelo líder do catolicismo, o Papa Bento 16, que aderiu à rede este mês.

Criador da maior religião do planeta e profeta no islamismo e no judaísmo, Cristo foi tão importante que a contagem do tempo se divide em A.C. e D.C. Confira abaixo o que o Diario de Pernambuco/Correio Braziliense preparou para você vivenciar essa data relevante. Portanto, compartilhe solidariedade, retuíte esperança e curta a paz. Feliz Natal!

 (Kleber Sales/CB/DA Press)

Leia Mais