Facebook terá botão “Refazer amizade”

safe_image

Publicado impagavelmente no Sensacionalista

Passado o longo período eleitoral que causou o fim de amizades e separação de familiares, o Facebook resolveu dar uma mão no processo de pacificação e resolveu implementar o botão “Refazer amizade”.

A empresa fez um levantamento e percebeu que o clima de guerra entre amigos poderia fazer com que menos pessoas acessassem a rede social, provocando perda de faturamento.

A ideia é recuperar as amizades que foram bloqueadas por excesso de petralhagem ou overdose de coxismo. O usuário clicará no botão e enviará um convite para o ex-amigo. Quem receber o convite para refazer a amizade poderá responder com um “sim” ou com o bocão “socar”.

Leia Mais

Sinais de que a idade chegou para você

idoso_capa1-670x330

Publicado no Deixa que eu manjo

A idade chega para todos nós. Uma hora ou outra vamos ter que lidar com cabelos brancos, alguns deles caindo, umas rugas a mais, e de repente você está numa mesa jogando dominó com os amigos. Saber que você um dia ficará velho e aceitar isso é um passo enorme para envelhecer com qualidade. A partir de qual idade o homem começa a sentir a idade batendo na porta? Não existe uma idade específica para as coisas acontecerem, mas você já pode ir interpretando os sinais e ficar atento para quando a “experiência” vier cobrar sua fatura.

Você fica extremamente caseiro

idoso_caseiro

Ser caseiro não é uma qualidade inerente à idade, mas ela aumenta exponencialmente quando você envelhece. Ter apego às suas coisas, seus móveis, curtir mais ficar em casa. Ser caseiro e mais intimista é algo que você passa a dar mais valor com mais maturidade. Você passa a prezar mais pela limpeza e a cuidar do ambiente em que você está.

Seus eventos passam a ser com menos (e mais chegados) amigos

idoso_amigos

Sabe aquela viagem pra praia com 45 pessoas que você só conhece cinco? Aquela comitiva de gente que acaba espalhada em colchões de solteiro pela sala cheia de areia? Pois é, isso vai acabar quando você chegar a certa idade. Viajar com os amigos? Sim, mas com as condições mínimas de conforto e higiene para você não se sentir num poleiro. Os eventos casuais também passam a ficar mais seletivos. As baladas vão ficando mais raras, e os churrascos, jantares e eventos em casa de amigos ficam mais frequentes. Beber e dormir na rua passa a ser história para rir nesses eventos menores.

Você passa a ter prioridades com dinheiro

idoso_dinheiro

Sabe aquele carro que você adiou comprar? Aquele apartamento que você não juntou dinheiro para dar entrada? Planos como esse passam a entrar na sua pauta quando você atinge certa idade. Você sabe que precisa fazer planos a longo prazo e que o planejamento financeiro passa a ser essencial para que eles saiam do papel. Aquela época em que o que você ganhava dava para financiar apenas as cervejas passou, e os meios que você usa para gerenciar sua grana devem mudar também.

Você percebe que sua época de fazer bobagem passou

idoso_bobagem

Raspar o cabelo do lado e fazer um moicano? Fazer um look novo na barba? Vestir aquelas camisas sem passar que parece que foram mastigadas por um bode? Não mais depois de uma certa idade. Algumas bobagens têm data de validade para serem feitas (e você já sabe disso, não é?). Então o jeito é aproveitar enquanto dá tempo. Depois, é melhor respeitar a idade que você tem.

Ah, e tem os sinais físicos também!idoso_sinais

Já não aguenta mais dar aquele pique na pelada? Os cabelos estão ficando mais ralos? A barriguinha já insiste em não te abandonar mais? Pois é amigo, são os tempos de jovem indo embora. O mais importante é a consciência de ter vivido bem os anos de juventude, para poder rir do tempo bom que passou ao invés de reclamar aquilo que não conseguiu viver. E sobre a barriguinha, não se preocupe: as mulheres preferem assim.

Leia Mais

21 coisas que a total falta de coordenação motora te impediu de fazer

Publicado no Buzzfeed

1. Sua falta de coordenação motora começou já no maternal.

2. Quando você era simplesmente incapaz de desenhar uma casinha reta.

3. Ou cortar as figuras corretamente.

4. Vieram então as brincadeiras impossíveis, como barra manteiga e pular corda.

5. Que evoluíram para as pavorosas partidas de queimada.

anigif_enhanced-8863-1412908939-11

6. Você tinha uma vontade absurda de tocar algum instrumento musical.

7. Porém a flauta doce era humanamente impossível.

8. E as 1278278912 milhões de cordas do violão não te ajudaram na hora de se tornar um grande músico.

9. Quando você achou que tinha escapado das atividades que exigiam coordenação na escola, surgiram as aulas de geometria e geografia.

10. E você sofria para fazer um simples quadrado ou traçar um mapa.

enhanced-buzz-2657-1412909074-4

11. Você achou que a vida adulta seria mais fácil.

12. Mas coisas como andar e digitar no celular ao mesmo tempo, são aparentemente, um requisito básico para convivência humana.

13. E você simplesmente não consegue.

14. Dirigir é uma tarefa impossível.

15. Afinal, você mal consegue andar de bicicleta, quanto mais guiar um veículo motorizado.

anigif_enhanced-13331-1412909465-15

16. É um mistério pra você o fato das pessoas conseguirem ver um show e fazer um vídeo ao mesmo tempo.

17. Na verdade, fazer duas coisas ao mesmo tempo é algo que você nunca conseguiu.

18. Você só consegue cozinhar uma coisa por vez.

19. Isso, se você já deixou tudo picado e separado.

20. Coreografias e passinhos nunca foram executados por você.

21. E até algo simples, como andar é meio complicado e você vive tropeçando no seu próprio pé :(

anigif_enhanced-16625-1412907526-4

Leia Mais

Petrobras lança cartão fidelidade para a base aliada

Abasteça os cofres públicos com combustível aditivado e ganhe milhas para viajar em jatinhos de empresários
Abasteça os cofres públicos com combustível aditivado e ganhe milhas para viajar em jatinhos de empresários

Publicado impagavelmente no site da Piauí

POSTO IPIRANGA – Preocupada com a possível fuga de clientes VIP, a diretoria de abastecimentos ilícitos da Petrobras lançou um cartão de fidelidade para a base aliada. “Cada centavo desviado se transforma em pontos, que podem ser trocados por viagens a paraísos fiscais, jantares de luxo na Ilha de Caras, passeios de iate e ingressos para visitas guiadas ao Instituto Lula”, diz o texto publicitário.

Insatisfeito com as condições do programa, o PMDB enviou um lobista para negociar quilômetros de vantagem. “Queremos que 3% de cada contrato seja revertido para ações de caridade”, reiterou o partido.

A base aliada pleiteia ainda um sorteio mensal batizado de Fidelidade Premiada.

Leia Mais

Vídeo da Porta dos Fundos que cita Garotinho é retirado do ar pela Justiça

Cena do vídeo "Você me conhece" do Porta dos Fundos, que foi retirado do ar a pedido do TRE-RJ (Reprodução/Dailymotion)
Cena do vídeo “Você me conhece” do Porta dos Fundos, que foi retirado do ar a pedido do TRE-RJ (Reprodução/Dailymotion)

Bruno Fávero, no UOL

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro ordenou nesta segunda-feira (29) a retirada do YouTube de um esquete do grupo humorístico Porta dos Fundos que citava o nome do candidato a governador Anthony Garotinho (PR).

O vídeo foi retirado do ar pelo Google, proprietário do YouTube, que pagaria multa diária de R$ 100 mil em caso de descumprimento. A peça censurada, chamada “Você me conhece”, mostra uma paródia de propaganda eleitoral em que um candidato aponta uma arma para um homem e promete “soltá-lo sem sequelas” caso seja eleito. Por fim, diz “Para governador, [vote em Anthony] Garotinho”.

Em decisão, a juíza Daniela Barbosa Assumpção de Souza escreveu que o esquete “transmite clara propaganda negativa contra o candidato a governador Anthony Garotinho, ao relacioná-lo a pessoas ligadas à prática de crimes e a organizações criminosas” e que “poderá trazer consequências danosas ao candidato, maculando sua imagem junto à população”.

A denúncia analisada pela juíza –feita por um homem identificado como Mauro Henrique Alécio– citava o sócio da Porta dos Fundos e colunista da Folha Gregório Duvivier e apontava sua suposta filiação ao PSOL. No texto da decisão, a juíza escreve que Duvivier não é filiado ao PSOL, “apesar de ter manifestado apoio a candidatos do partido”.

À Folha, Duvivier disse ter contatado advogados para reverter a decisão judicial. “É uma censura nefasta à democracia. (…) Eu não tenho ligação com o PSOL e, mesmo que tivesse, isso não me desautorizaria a criticar Garotinho.” declarou por telefone. “Eu não escrevi nem atuei nesse vídeo, é perseguição política”, completou.

Para advogado especialista em direito eleitoral Alexandre Rollo, Conselheiro Estadual da OAB, a sentença foi precipitada. “A juíza tomou sua decisão reconhecendo prejuízo a um candidato que não acionou a Justiça Eleitoral [a denúncia foi feita por um cidadão]. E, ainda mais grave, já proferiu a decisão sem ouvir a parte contrária, o que fere os princípios constitucionais da ampla defesa, do contraditório e do devido processo legal.” disse.

“Teria sido mais prudente se tivesse encaminhado a denúncia ao Ministério Público Eleitoral do Rio de Janeiro, para a adoção de eventuais providências”, concluiu Rollo.

Procurado pela reportagem, o Google declarou que “recorrerá desta decisão por entender que ela viola o princípio constitucional da liberdade de expressão, que deveria ser observado especialmente em períodos eleitorais”, completou.

REMOÇÃO DE CONTEÚDO

Anthony Garotinho é o candidato que mais entrou com pedidos de remoção de conteúdo no Rio de Janeiro, segundo informações do site Eleição Transparente, da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), que monitora ações do gênero.

Desde o começo do processo eleitoral, foram ao menos quatro pedidos na Justiça – três para remover vídeos do YouTube e um para denunciar uma pesquisa do Ibope.

Em um dos vídeos removidos, captado do TV Câmara, o deputado Ronaldo Caiado (DEM) chama o candidato (então deputado federal em atividade) de “chefe de quadrilha”. O segundo vídeo censurado faz uma paródia de uma propaganda de TV para criticar o candidato. O terceiro é o do Porta dos Fundos.

Nos três casos, os pedidos do candidato foram atendidos pela Justiça.

Leia Mais