Dilma exige ter acesso antecipado aos capítulos de Império

Dilma ficou furiosa por não ter tido acesso prévio à barba de Edir Macedo
Dilma ficou furiosa por não ter tido acesso prévio à barba de Edir Macedo

Publicado impagavelmente no site da Piauí

RORAIMA – Satisfeita com o sucesso da operação que obteve acesso prévio às perguntas da CPI da Petrobras, Dilma Rousseff anunciou a criação do Ministério da Presciência. “Tive acesso às demandas prévias do PMDB e criei a nova pasta com 281 cargos comissionados, 99 conselhos e 3.400 órgãos colegiados”, antecipou a mandatária.

Como primeira medida, Dilma exigiu ter acesso prévio a todos os capítulos da novela Império. “Preciso me preparar para debater a atuação desse menino Chay Suede, o beijo gay do José Mayer e as maldades da Regina Duarte”, explicou, enquanto assistia à terceira temporada de House of Cards.

Em contrapartida, Aécio Neves entrou na Justiça exigindo ter acesso prévio às próximas denúncias. “Fiquei sabendo dessa história do aeroporto pela imprensa!”, reclamou.

Leia Mais

O humor como expressão de saúde psíquica e espiritual

smile-shewatchedtheskyPublicado por Leonardo Boff

Todos os seres vivos superiores possuem acentuado sentido lúdico. Basta observa os gatinhos e cachorros de nossas casas. Mas o humor é próprio só dos seres humanos. O humor nunca foi considerado tema “sério” pela reflexão teológica, sabendo-se que ele se encontra presente em todas as pessoas santas e místicas que são os únicos cristãos verdadeiramente sérios. Na filosofia e na psicanálise teve melhor sorte.

Humor não é sinônimo de chiste, pois pode haver chiste sem humor e e humor sem chiste. O chiste é irrepetível. Repetido, perde a graça. A historieta cheia de humor conserva sua permanente graça; e gostamos de ouvi-la repetidas vezes.

O humor só pode ser entendido a partir da profundidade do ser humano. Sua característica é ser um projeto infinito, portador de inesgotáveis desejos, utopias, sonhos e fantasias. Tal dado existencial faz com que haja sempre um descompasso entre o desejo e a realidade, entre o sonhado e sua concretização. Nenhuma instituição, religião, Estado e lei conseguem enquadrar totalmente o ser humano, embora existam exatamente para enquadrá-lo a um certo tipo de ordem. Mas ele desborda estas determinações. Daí a importância da violação do inédito para a vivência da liberdade e para que surjam coisas novas. Isso na arte, na literatura e também na religião.

Quando se dá conta desta diferença entre a lei e a realidade – veja-se por exemplo, a exdrúxula moral católica sobre a proibição do uso da camisinha em tempos em que grassa a AIDs – surge o sentido do humor. Dá vontade de rir, pois é tudo tão fora do bom senso, é tanto discurso proferido em pleno deserto que ninguém escuta nem observa que só podemos ter humor. Essas pessoas vivem na lua não na Terra.

No humor se vive o sentimento de alívio do peso das limitações e do prazer de vê-las relativas e sem a importância que elas mesmas se dão. Por um momento, a pessoa se sente livre dos superegos castradores, das injunções impostas pela situação e faz uma experiência de liberdade, como forma de plasmar seu tempo, dar sentido ao que está fazendo e construir algo novo. Por detrás do humor vigora a criatividade, própria do ser humano. Por mais que haja constrangimentos naturais e sociais, sempre há espaço para se criar algo novo. Se não fosse assim não haveria gênios na ciência, na arte e no pensamento. Inicialmente são tidos por “loucos”, excêntricos e anormais. Quando tudo passou, um novo olhar descobre a genialidade de um van Gogh, a criatividade fantástica de Bach, quase desapercebido no seu tempo. De Jesus se diz que “os seus saíram para agarrá-lo, pois diziam “ele está louco”(Mc 3,21). De São Francisco se disse a mesma coisa: ele é um “pazzus” um louco, coisa que ele aceitava como expressão da vontade de Deus. E era uma santo cheio de de humor e alegria a ponto de o chamaram”frade-sempre-alegre”.

Em palavras mais pedestres: o humor é sinal de que nos é impossível definir o ser humano dentro de um quadro estabelecido. Em seu ser mais profundo e verdadeiro é um criador e um livre.

Por isso, pode sorrir e ter humor sobre os sistemas que o querem aprisionar em categorias estabelecidas. E o ridículo que constatamos em senhores sérios (por exemplo, professores, juízes, diretores de escola e até monsenhores) que querem, solenemente e com ares de uma autoridade superior, quase divina, fazer dos outros cegos e submissos ou quais ovelhas terem que  obedecer às suas ordens. Isso também causa humor.

Acertado estava aquele filósofo (Th. Lersch Philosophie des Humors, Munique 1953, 26) que escreveu: “A essência secreta do humor reside na força da atitude religiosa. Pois o humor vê as coisas humanas e divinas na sua insuficiência diante de Deus”. A partir da seriedade de Deus, o ser humano sorri das seriedades humanas com a pretensão de serem absolutamente verdadeiras e sérias. Elas são um nada diante de Deus. E existe ainda toda uma tradição teológica que nos vem dos Padres da Igreja Ortodoxa que falam do Deus ludens, (do Deus lúdico) pois criou o mundo como um jogo para o seu próprio entretenimento. E o fazia, sabiamente, unindo humor com seriedade.

Quem vive centrado em Deus tem motivos de cultivar o humor. Relativiza as seriedades terrenas, até os próprios defeitos e é um livre de preocupações. São Thomas Morus, condenado à guilhotina, cultivou o humor até o fim: pedia aos algozes que lhe cortassem o pescoço mas lhe poupassem a longa barba branca. São Lourenço sorria com humor dos algozes que o assavam na grelha e os incitava a virá-lo do outro lado porque de um lado estava vem cozido ou do Santo Inácio de Antioquia, bispo, ancião e referência de toda a Igreja dos primórdios, que suplicava aos leões que viessem devorá-lo para passar mais rapidamente à felicidade eterna.

Conservar esta serenidade, viver em estado de humor e compreendê-lo a partir das insuficiências humanas é uma graça que todos devemos buscar e pedir a Deus.

Leia Mais

Deus e a Copa

t_58273_o-experiente-thiago-silva-agradeceu-a-deus-pelo-seu-primeiro-gol-com-a-camisa-da-selecao-brasileira

Por Gregório Duvivier, na Folha de S. Paulo

Caros atletas da seleção brasileira, aqui quem fala é Deus. Em primeiro lugar, gostaria de pedir que parassem de me mencionar nas entrevistas. Não tive nada a ver com a derrota de vocês.

Não sei se vocês repararam, mas a seleção alemã fez sete gols -e não dedicou nenhum deles a mim. Era de se esperar. Nunca frequentei um treino. Eu não tive nada a ver com aquilo. Os caras estão treinando há 10 anos. Não mereço crédito -e nem estou interessado nisso.

Esse negócio de agradecer a mim pega supermal pro meu lado. As pessoas veem as cagadas que estão acontecendo pelo mundo e acham que eu estava num jogo de futebol ao invés de estar resolvendo cagadas. No jogo contra a Croácia, soube que o juiz marcou um pênalti inexistente e vocês agradeceram a mim. Pessoal, eu tenho mais o que fazer do que ficar subornando juiz. Meu nome é Deus, não é Eurico Miranda.

Nunca uma seleção brasileira foi tão temente a mim. E nunca um seleção tomou um sacode tão grande. Perceberam o quão pouco eu me importo com a Copa do Mundo?

Pra vocês terem uma ideia, no momento estou num planeta paradisíaco, torrando royalties. Não adianta me chamar que eu não volto. Mesmo que eu me importasse com futebol: vocês acham que eu ia ajudar um time só porque acredita mais em mim? Vocês acham que eu ia prejudicar outro time só porque o pessoal não acredita tanto em mim? Vocês acham mesmo que eu sou carente nesse nível?

Fiz mil anos de análise, pessoal. Vocês não vão me comprar com um pouco de afeto e 10% do salário. A propósito: esse povo pra quem vocês doam o dízimo não está me repassando o valor. Ninguém até hoje sequer me pediu minha conta pessoal.

Se eu fosse vocês, não me preocuparia tanto com essa goleada. Me preocuparia com outros sacodes: no prêmio Nobel, a Alemanha está ganhando de vocês de 102 a zero (tampouco tive nada a ver com isso).

Também não me preocuparia tanto em não transar antes do casamento, David Luiz. Não quer transar, não transa. Mas não diga que sou eu que não quero que você transe. Eu quero mais é que todo o mundo transe, com quem quiser, da maneira que quiser, na posição que bem entender. Transa pra mim.

Despeço-me com uma dica: eu não valho nada, mas o diabo vale muito menos. Não adianta apelar pra Deus enquanto o demônio for presidente da CBF. Vocês têm José Maria Marin, Marco Polo Del Nero, Aldo Rebelo e acham que a culpa é minha?

Leia Mais

Facebook faz estudo ‘secreto’ para entender emoções de usuários

Pesquisa modificou modo como 600.000 pessoas visualizam conteúdo na rede. Resultado: humor varia de acordo com textos, fotos e vídeos compartilhados

Pesquisa indica que emoções demonstradas por outras pessoas na rede podem influenciar nossas opiniões (foto: Dado Ruvic/Reuters)
Pesquisa indica que emoções demonstradas por outras pessoas na rede podem influenciar nossas opiniões (foto: Dado Ruvic/Reuters)

Publicado na Veja on-line

Os textos, fotos e vídeos compartilhados por seus amigos no Facebook podem mudar seu humor. Essa é a constatação de um estudo “secreto” realizado com mais de 600.000 pessoas selecionadas aleatoriamente que acessam a rede social em inglês. A pesquisa, feita em parceria entre funcionários da equipe de dados da rede social e pesquisadores das Universidades da Califórnia e Cornell, nos Estados Unidos, chamou a atenção neste domingo de usuários da internet: seria ético manipular informações para compreender reações dos seres humanos? A discussão está na rede —, mas é importante observar: a criação de pesquisas acadêmicas com usuários da maior rede social do planeta é uma prática comum e legal, de acordo com os termos de privacidade do serviço.

Segundo o estudo, publicado na última edição da revista da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, o Facebook mudou propositalmente, entre os dias 11 e 18 de janeiro de 2012, os conteúdos que seriam exibidos na linha do tempo do universo de pesquisa selecionado. Para tanto, formaram-se dois grupos: uma parte só iria acompanhar conteúdos considerados positivos e, a outra metade, assuntos negativos. Ao todo, mais de 3 milhões de conteúdos e 122 milhões de palavras foram analisadas.

O experimento apontou que pessoas são contagiadas emocionalmente ao conferir o status de seus amigos na rede social: posts considerados positivos produzem felicidade, enquanto os negativos induzem sentimentos depressivos. “Há uma espécie de contágio emocional”, diz o estudo. “O resultado indica que as emoções demonstradas por outras pessoas podem influenciar nossas opiniões”, finaliza.

A pesquisa, disponível na rede há mais de três meses, ganhou a atenção de muitos usuários da rede social depois dos questionamentos das publicações americanas Slate e The Atlantic. Apesar de a produção de artigos acadêmicos relacionados à rede social ser uma prática comum da empresa, houve o questionamento ético: “devemos manipular informações para compreender as reações dos seres humanos?”, questiona a The Atlantic.

Susan Fiske, professora da Universidade de Princeton que editou o artigo para publicação, admitiu preocupação ao aprovar o conteúdo. “Entramos em contato com os autores, mas o conselho aceitou pelo simples fato de que o Facebook faz muitas modificações em seu algoritmo para aprimorar a experiência do usuário na rede social”, finalizou. Procurado pela reportagem de VEJA.com, o Facebook ainda não se pronunciou sobre o assunto.

 

Leia Mais

30 coisas muito legais que Jesus faz em um videoclipe

Publicado no Buzzfeed

1. Pula do caminhão de lixo com os garis.

anigif_enhanced-24353-1403644867-28

2. Anda com os garis.

anigif_enhanced-25853-1403644837-7

3. Leva o lixo com os garis.

anigif_enhanced-17216-1403644859-28

4. Joga o lixo no caminhão de lixo com os garis.

anigif_enhanced-13338-1403644897-1

5. Vai embora com os garis.

anigif_enhanced-17205-1403644922-16

6. Observa a faxineira.

anigif_enhanced-20006-1403644787-15

7. Elogia a faxineira.

anigif_enhanced-17226-1403644789-28

8. Observa o parto.

anigif_enhanced-24259-1403644958-13

9. Sorri para o recém-nascido.

anigif_enhanced-19986-1403644945-33

10. Acaricia o cachorro.

anigif_enhanced-10049-1403645177-27

11. Anda com o casal e com o cachorro.

anigif_enhanced-24359-1403644991-15

12. Analisa o ponto da massa do bolo.

anigif_enhanced-17228-1403645122-5

13. Aceita um pedacinho do bolo.

anigif_enhanced-17212-1403645119-41

14. Anda de táxi.

anigif_enhanced-25760-1403645070-59

15. Observa os skatistas.

anigif_enhanced-10053-1403645006-18

16. Socorre o skatista caído.

anigif_enhanced-30399-1403645028-23

17. Vai embora com os skatistas.

anigif_enhanced-19996-1403645053-16

18. Celebra casamento.

anigif_enhanced-13378-1403645171-38

19. Diz coisas bonitas para a moça triste.

anigif_enhanced-19990-1403644779-18

20. Contempla o mundo na chuva com a moça triste.

anigif_enhanced-31860-1403644820-10

21. Corre com a mulher.

anigif_enhanced-31929-1403645220-21

22. Corre com o homem.

anigif_enhanced-17218-1403645219-17

23. Corre com o homem e com a criança.

anigif_enhanced-24029-1403645246-26

24. Empurra a criança no balanço.

anigif_enhanced-13360-1403645121-23

25. Cochicha no ouvido da criança.

anigif_enhanced-30399-1403645292-27

26. Joga Mario Kart com a criança.

anigif_enhanced-19999-1403644906-22

27. Ajuda a criança na escola.

anigif_enhanced-19990-1403645275-23

28. Dá uma ideia na ‘sôra.

anigif_enhanced-10048-1403645301-6

29. Encera o carro.

anigif_enhanced-10065-1403645168-15

30. Vigia o vigia.

anigif_enhanced-19948-1403645064-27

 

Obrigado, Senhor.

Leia Mais