Conteúdo marcado como índios

Como uma imagem reacendeu um debate histórico sobre índios e religião

Como uma imagem reacendeu um debate histórico sobre índios e religião
Publicado na BBC Brasil Uma fotografia compartilhada pelo pastor evangélico Isac Santos, no Facebook, reacendeu uma discussão que perdura por séculos. Na publicação, feita em 22 de agosto, o religioso aparece acompanhado de diversos xavantes no município de Água Boa, em Mato Grosso, e comemora o fato de ter batizado 38 integrantes da aldeia, entre eles o cacique do grupo. Na imagem publicada na rede social há homens, mulheres e […]

Conheça a civilização que viveu por 700 anos sem guerras ou desigualdade

Conheça a civilização que viveu por 700 anos sem guerras ou desigualdade
publicado na Galileu Há mais de 5 mil anos, cerca de 35 mil pessoas se espalharam ao longo do Rio Indo, na Ásia. Dominaram toda a região do Paquistão, metade do Afeganistão e parte do oeste da Índia. E viveram bem por 700 anos. Aprenderam a desenhar e escrever, drenavam água do rio para os campos, criavam galinhas e ainda desenvolveram o primeiro sistema de saneamento básico da história — […]

Frei Betto: Como eliminar índios

Frei Betto: Como eliminar índios
Método atual é o descaso do poder público, também conhecido popularmente como vista grossa Frei Betto, em O Dia Há muitos modos de acabar com os índios, como querem aqueles que os consideram inúteis ou atrasados e acreditam que suas grandes extensões de terra seriam mais lucrativas em mãos do agronegócio, de mineradoras ou madeireiras. Um modo eficaz é divulgar, como se fez no passado, que são desprovidos de alma. […]

My name is Cunha

My name is Cunha
Gregorio Duvivier, na Folha de S.Paulo Você conhece. Você confia. Please allow me to introduce myself. My name is Cunha, mas pode me chamar de Cramunhão, de Sete-Pele, Coisa-Ruim, Cão-Tinhoso, Cabrunco, Gota-Serena, Caralho-de-Asa, Sinteco Gelado. Escrevo porque tem uma garotada por aí que está achando que eu vou cair. Mua-ha-há (difícil digitar risada malévola). Meninada, vamos ter uma a aula de história? Eba. Vamos! Sou muito, mas muito mais antigo […]

Depois de sancionar Dia do Milho, Dilma saúda a mandioca

Depois de sancionar Dia do Milho, Dilma saúda a mandioca
Publicado na Veja on-line Em um discurso durante a cerimônia de lançamento dos Primeiros Jogos Mundiais dos Povos Indígenas nesta terça-feira, a presidente Dilma Rousseff divertiu a plateia com seus improvisos. Cinco meses depois de sancionar o Dia do Milho, Dilma aproveitou para saudar a mandioca. “Nós temos a mandioca e estamos comungando a mandioca com o milho. Estou saudando a mandioca. Uma das maiores conquistas do Brasil”, afirmou a […]