E se Game of Thrones fosse desenhado criado pela Disney ?

publicado no Criatives

A Série Game of Thrones está em alta com a nova temporada, com isso, muitos ilustradores e designers utilizam esse hype para promover seus trabalhos na internet com alguns personagens.


Navegando pelo deviantart, vi um projeto que me chamou muita minha atenção, são os personagens do Game of Thrones com os traços e conceitos da Disney.
Eles foram criados pelo ilustrador Brasileiro Fernando Mendonça, que em seu deviantart publicou esses e outros projetos de ilustração que ele desenvolveu.

Leia Mais

Anatomia de um hoax: como e por que eu pus o Selton Mello em Game of Thrones e o que dá pra aprender com isso

Publicado por Felipe Venetiglio

Ontem à tarde eu descobri o Shrturl. É daqueles serviços tão simples e tão óbvios que te deixam com inveja de não ter pensado antes. Achei genial.

Na hora, lembrei de uma frase que li nesse (ótimo, por sinal) artigo sobre marketing de conteúdo no blog do Noah Kagan.

“Research has shown that there’s zero correlation between people reading and sharing content. Which means a good chunk of people share content without even reading it.”

Fazia todo sentido aproveitar que a ferramenta ainda era nova e brincar com isso. Pra maximizar isso eu queria explorar também o fato de que qualquer coisa que sai num site gringo ganha repercussão aqui. E que jeito melhor de explorar esse complexo de vira-latas do que colocar na jogada o meme do brasileiro que faz algo legal lá fora?

A ideia se escreveu sozinha: SELTON MELLO em Game of Thrones.

Pesquisei, achei um site tosco publicando os últimos rumores sobre a escalação de elenco e em 20 minutinhos tinha isso em mãos (o link expira 48 horas depois então tá o print aí abaixo).

fake-selton-rep2

Fiz um post no Facebook pouco antes das 19h. Meus amigos comentaram. Um ou outro sacou que era pilha, e eu atento apaguei e avisei que eu que tinha feito e queria ver até onde ia. Eles entraram na onda e compartilharam, assim como outros amigos que caíram (mal, galera).

Mandei um tweet. Só 3 retweets. Mas alguém pegou o link e jogou no twitter mesmo assim. A Dilma Bolada compartilhou (mas mesmo antes disso a velocidade já era bem grande). Aí começou a sair em blogs e logo tava no EGO. Tava feito o estrago.

No fim:

  • mais de 145.000 acessos na página (e contando);
  • 521 tweets com a url;
  • 4.500 tweets com “Selton Mello” nas últimas 24 horas (usei o Topsy);
  • 3717 compartilhamentos no Facebook (usei esse counter);
  • 13363 likes no Facebook;
  • Matérias no Ego, Bandeirantes, UOLO Dia e sei lá quantos sites (agora só tem link pras retratações);
  • Trending topic no Brasil durante quase o dia inteiro.

Depois que começaram os dementidos, surgiram as retratações, alguns tiraram mesmo do ar e a essa altura já tem até matéria sobre como rolou no Youpix e n’O Globo.

tumblr_inline_n6rsps29qy1qdfr9i

Mas a melhor parte? Tão até agora confirmando o Selton Mello em outras séries e paradas. O meme vai durar 3 dias, mas como pai tô orgulhoso.

Leia Mais

Ver muita pornografia pode ser prejudicial ao cérebro, sugere estudo

Pesquisadores alemães encontram relação entre passar muito tempo vendo pornografia e redução de matéria cinzenta

(foto: miguelb/Flickr/Creative Commons)
(foto: miguelb/Flickr/Creative Commons)

Publicado na Galileu

Homens que passam muito tempo vendo pornografia na internet parecem ter menos matéria cinzenta em certas partes do cérebro e sofrem redução de sua atividade cerebral, revelou um estudo alemão publicado nesta quinta-feira, 29, nos Estados Unidos.

“Encontramos um importante vínculo negativo entre o ato de ver pornografia durante várias horas por semana e o volume de matéria cinzenta no lóbulo direito do cérebro”, assim como a atividade do córtex pré-frontal, escrevem os cientistas do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano em Berlim.

“Estes efeitos poderiam incluir mudanças na plasticidade neuronal resultante de intensa estimulação no centro do prazer”, acrescentou o estudo, publicado na edição online da revista “Psychiatry”, da Associação Médica Americana.

Os autores, no entanto, não puderam provar que estes fenômenos sejam causados diretamente pelo consumo de pornografia e, por isso, afirmam que é necessário continuar com as pesquisas.

Mas, segundo eles, o estudo já fornece um primeiro indício da existência de uma relação entre o ato de assistir pornografia e a redução do tamanho e da atividade do cérebro como reação ao estímulo sexual.

Para realizar a pesquisa, os autores recrutaram 64 homens saudáveis com idades de 21 a 45 anos, aos quais pediram para responder a um questionário sobre o tempo que dedicavam a assistir a vídeos pornográficos. O resultado foi, em média, de quatro horas semanais.

Os voluntários também foram submetidos a tomografias computadorizadas (MRI) do cérebro para medir seu volume e observar como ele reagia às imagens pornográficas. Na maioria dos casos, quanto mais pornografia os indivíduos viam, mais diminuía o corpo estriado do cérebro, uma pequena estrutura nervosa bem abaixo do córtex cerebral.

Os cientistas também observaram que, quanto maior o consumo de imagens pornográficas, mais se deterioravam as conexões entre o corpo estriado e o córtex pré-frontal, que é a camada externa do cérebro encarregada do comportamento e da tomada de decisões.

Leia Mais

10 sinais de que você pode ser um “chato da internet”

Cometer um deslize aqui e outro acolá é normal. Mas quando a exceção começar a se tornar regra, tenha cuidado

publicado no Administradores

Na internet, como no mundo off-line, há certos padrões de conduta que, quando quebrados, geram grandes riscos à nossa imagem. Cometer um deslize aqui e outro acolá é normal. Novamente, assim como na vida real, também temos nossos dias ruins no virtual. Quem nunca perdeu a paciência (seja on ou off) pelo menos uma vez na vida que atire a primeira pedra. Mas quando a exceção começar a se tornar regra, tenha cuidado. Você poderá estar queimando seu próprio filme.

O especialista em redes sociais Ediney Giordani, CCO da kakoi Comunicação, elencou 10 sinais que podem contribuir para colocar você no cada vez maior grupo dos “chatos de internet”. Confira abaixo:



Curtir as próprias postagens

Segundo Giordani, é péssimo fazer isso. “É o mesmo que você chegar a reuniões imensas e gritar: ‘olha como sou legal, olha como sei escrever’. Por favor, deixe esse hábito horrível de lado”, afirma.

Discutir agressivamente com quem discorda de você

“Todos têm direito de opinar e, ao mesmo tempo, o dever de respeitar a opinião alheia. Se seu amigo postou que gosta da cor preta e você a detesta, ok. Não crie caso por isso. Não encha a postagem do amigo com comentários contrários ao gosto dele. Se quiser colocar a sua opinião, tudo bem, mas não tente convencê-lo de que a sua cor é melhor do que a dele. Cada um tem uma opinião sobre cores, times de futebol, política, relacionamentos e religião, ou seja, não crie uma confusão só porque discorda de alguma coisa”, lembra Ediney.

Compartilhamentos infinitos e ao mesmo tempo

“Calma, não saia compartilhando tudo o que vê pela frente. Se isso acontecer, as chances de ser excluído por seus amigos são grandes. Pegue leve, compartilhe um ou outro conteúdo. Moderação é tudo”, acrescenta o especialista.

Marcar amigos em propagandas

“Muito usado nos tempos de Orkut com colagens nos murais, no Facebook essa prática chegou à loucura generalizada. Empresas, cantores, bares e ativistas políticos, por exemplo, fazem aquela arte de gosto duvidoso e começam a marcar todo mundo como se não houvesse amanhã. Para isso, uma solução é fechar seu perfil para postagens sem sua autorização”, aconselha Giordani.

Ficar perguntando: viu minha postagem?

“Se vi e não falei nada é porque não me chamou a atenção. Pronto”, resume.

Acreditar e compartilhar bobagens

“Fotos inéditas da morte dos Mamonas? O Bolsa Família vai acabar? Não compartilhe bobagens expressando sua indignada opinião. Pesquise, sempre”, recomenda.

Perfil 1, Perfil 2, Perfil 3…

“Se você tem 164 mil perfis, você está usando a internet e as suas redes sociais de maneira errada. Se você é tão popular assim, por que não abrir uma página? Tudo ficará mais fácil para você e para seus seguidores”, avalia.

Sua vida inteira nas redes

“As redes sociais não são um diário. Frases como ‘Bom dia, esse é meu café’; ‘Olha minha cama’, ‘#partiu tomar banho’, ‘#partiu almoço’, ‘estou cansado’, e assim vai são inúteis. As redes sociais servem para outras coisas, não para mostrar a vida inteira nelas. Claro que você pode postar coisas pessoais, mas não precisa dar um passo a passo da sua vida. Tudo deve ser feito com moderação”, alerta o especialista.

As famosas hashtags

Ah, essas “#pessoas #que #escrevem #tudo #com #o #uso #da #hashtag… Usem essa ferramenta de busca com moderação. “Usando desta maneira, não irá funcionar, seus colegas não vão conseguir ler e você perdeu o maior tempão com esse número de #”,  recorda Ediney.

Convite para joguinhos no Facebook

“Esse item pode ser polêmico, mas pense: você pode, sim, convidar a pessoa uma vez para que ela passe a jogar com você um determinado joguinho, mas nunca mais de uma vez. É chato e ninguém aguenta. Você acabará bloqueado”, finaliza o especialista.

Leia Mais

Site de pornografia plantará árvore a cada 100 vídeos vistos

Projeto, batizado de “Gives America Wood”, visa apoiar o Dia da Árvore, comemorado nos Estados Unidos no último dia 25 de abril

Árvore com biquíni pendurado

Gustavo Gusmão, na EXAME.com

Um dos maiores sites de conteúdo adulto (ou pornográfico, se preferir) do mundo, o Pornhub iniciou nesta semana mais uma de suas curiosas campanhas. Batizada de “Gives America Wood” (ou “Dando madeira à América”, em uma tradução livre de duplo-sentido), o projeto visa apoiar o Dia da Árvore, comemorado nos Estados Unidos no último dia 25 de abril.

Para isso, a página promete plantar uma árvore para cada cem vídeos assistidos dentro de uma determinada categoria. Só para você ter uma ideia do tamanho do Pornhub dentro da web, o endereço já contabiliza mais de 11.600 mudas até o momento – e a contagem seguirá crescendo até esta próxima sexta-feira, 2 de maio. Dá para acompanhá-la por aqui (o link não leva a nada explícito).

Mas como bem ressalta o DailyDot, não dá para saber se esse número é realmente verdadeiro ou mesmo se o site realmente cumprirá a promessa. Por ora, segundo afirmou a assessoria do Pornhub ao portal, a companhia por trás da rede de pornografia está definindo, entre três possíveis, o parceiro que ajudará na plantação das árvores.

Histórico de campanhas

O Pornhub já é bem conhecido lá fora por suas campanhas, comunicados e homenagens a feriados. Neste ano mesmo, por exemplo, o site deu acesso ilimitado a todo seu conteúdo no dia dos namorados norte-americano (14 de fevereiro). No ano passado, por sua vez, ofereceu ajuda a Obama para manter o healthcare.gov, e em 2012, iniciou uma campanha para incentivar a pesquisa de tratamentos contra o câncer de mama.

A popular rede de pornografia também fez seu nome com pesquisas, como a anual que traz os termos mais buscados divididos por país. No caso de 2013, a análise revelou que “teen” (“jovem” ou “adolescente”) foi o item mais procurado na página, enquanto “novinha” foi o segundo mais popular no Brasil. Vale conferir a notícia com mais dados – incluindo meses de mais atividade – aqui.

Leia Mais