Arquivo da tag: Jesus

Quem é o meu inimigo

Aqueles a quem você trata mal são os inimigos que você é chamado a amar.

odio

Daniel Oudshoorn, no  Gospel Fragments [via A Bacia das Almas]

Certa vez, quando comia com os fariseus e publicanos, um dos anciãos sentado no lugar de honra à direita do anfitrião começou a perguntar a Jesus sobre as frases atribuídas a ele.

– Rabi – disse o ancião, – você nos disse para amar o próximo e nos disse quem é o nosso próximo. Ouvi dizer que você também disse para amarmos os nossos inimigos e orar pelos que nos perseguem, mas você não foi tão claro a respeito de quem são os nossos inimigos. Diga-me, rabi, quem é o meu inimigo, para que eu o ame? Quem é aquele que me persegue, para que eu ore por ele?

Em resposta à pergunta Jesus contou a seguinte história:

– Um certo homem, cuja esposa faleceu, foi deixado sozinho para criar uma única filha. A fim de criá-la e protegê-la, educá-la e economizar dinheiro para o seu dote, esse homem trabalhava longas horas fazendo trabalho exaustivo para um mestre ingrato. Ele porém sempre saudava o seu mestre com respeito, sorria e assentia e ria das piadas dele. Levantava-se quando o mestre se levantava e só sentava quando ele o convidava a fazê-lo. Nunca reclamava quando era espancado, não interrompia e agradecia sempre ao mestre pelo salário e pela oportunidade de trabalhar para ele. Certas vezes, quando o mestre lhe batia no ombro ou lhe dava um cumprimento de mão depois de um trabalho bem feito, ele expressava um deleite particularmente grande. O trabalho, no entanto, era árduo, e o homem com frequência chegava em casa cansado e aborrecido. Se sua filha não tinha preparado o jantar ele perdia a paciência com ela. Se suas roupas de trabalho não estavam bem levadas e dobradas no lugar certo na manhã seguinte, ele gritava com ela. Certas vezes, quando estava particularmente cansado ou aborrecido, ou tinha sido espancado pelo mestre, ele batia na filha. Foi assim por um determinado tempo até que o homem teve um acidente no trabalho. Ficou incapacitado de executar suas tarefas mas esperava que, depois de anos de serviço, o mestre se sentisse inclinado a lhe dar uma outra função. Infelizmente não foi assim, e o mestre o mandou embora. Sem poder achar emprego, o homem teve de recorrer à mendicância. O pouco dinheiro que conseguia mendigando com a filha – ela agora o acompanhava nisso – não bastava para que sobrevivessem. Com muitas lágrimas, o homem fez o que muitos outros fizeram antes e depois dele: vendeu a menina como escrava, e aquela foi a última vez que ele viu sua única filha.

Houve um grave silêncio à mesa quando Jesus terminou a história. Ele então perguntou:

– Digam-me: quem era o inimigo daquele homem?

Sem hesitar, o ancião que havia dado início à conversa respondeu:

– Certamente o mestre rigoroso é o inimigo! Certamente é a ele que o homem é convidado a amar!

– Ah, cego e insensato! – Jesus respondeu. – Não é de admirar que você esteja sentado a esta mesa no lugar em que está. O mestre rigoroso não é o inimigo daquele homem. Você não vê que o homem tratava sempre o mestre como amigo, que era sempre respeitoso na sua presença e mostrava sempre deleite na sua companhia? Não: o homem tratava o mestre como amigo e portanto seu amigo ele era, não importa como o tratava o mestre. O verdadeiro inimigo – aquele que o homem tratava como inimigo – era a filha. Era com ela que ele perdia a paciência, com ela que ele gritava; era nela que ele batia e foi ela que ele por fim vendeu como escrava, não importando seus sentimentos por ela. Aqueles a quem você trata mal são os inimigos que você é chamado a amar em palavras e atos, pois amor é mais fazer do que sentir. O mestre, no entanto, era aquele que perseguia o homem. Não digo que você deva obrigatoriamente amar uma pessoa dessas – ele já não foi tratado como amigo até mesmo por quem explorava? – mas pode valer à pena orar por ela. Quem sabe meu Pai que está nos céus ouvirá as suas orações e fará dele um bom mestre em vez de um mestre cruel; se isso se mostrar muito difícil, meu Pai que está nos céus ouvirá as suas orações e o fará cair morto.

– O seu inimigo não é quem maltrata você, mas quem você trata mal. Portanto eu lhes digo: não tratem mal a ninguém. Quanto aos que os perseguem, deixe-os nas mãos de Deus. Roma está oprimindo vocês – Roma que vocês tratam como amiga – e vocês oprimem o povo – a quem vocês tratam como inimigos embora sejam carne da sua carne e sangue do seu sangue. Vocês não podem parar Roma, mas Roma será parada. Se vocês mesmos serão ou não parados naquela ocasião depende de se vocês cessarão ou não de fazer violência contra os que estão abaixo de vocês. Se vocês não aprenderem a amar ativamente os seus inimigos, quando o juízo sobrevir a Roma aqueles que vocês trataram como inimigos podem decidir aceitar o título e levantar-se contra vocês. Eles cantarão canções de liberdade enquanto transformam arados em espadas; vocês serão ceifados como a sega, e nenhum de vocês será poupado.

Quando Jesus terminou de falar, muitos dos que estavam reunidos à mesa entenderam que era hora de levar a sério a ideia de uma conspiração para matá-lo.

‘Jesus seria a favor do casamento gay’, diz Elton John

Cantor planeja se casar com seu companheiro, David Furnish, no próximo ano

Elton John e seu companheiro, David Furnish, em foto de 2010 (foto: Evan Agostini / AP)

Elton John e seu companheiro, David Furnish, em foto de 2010 (foto: Evan Agostini / AP)

Publicado em O Globo

Em entrevista para um programa da “Sky News”, o cantor inglês Elton John, de 67 anos, afirmou que Jesus defenderia o casamento gay caso fosse vivo nos dias de hoje.

O músico, que irá se casar em 2015 com seu companheiro, David Furnish, também afirmou que leis como a do celibato para integrantes do clero da Igreja Católica e a que proíbe o casamento de membros gays da Igreja da Inglaterra, eram “velhas e estúpidas”.

— “(Jesus) acreditava no amor, na compaixão, no perdão e na tentativa de unir as pessoas. As igrejas deveriam se preocupar com isso — disse o astro.

Sir Elton John também comentou sobre o atual arcebispo de Canterbury, Justin Welby, líder da igreja da Inglaterra, e o Papa Francisco, a quem chamou de “maravilhoso”.

— Ele resumiu tudo à humildade da fé e disse basicamente que apenas o amor e a inclusão importam. Isto também deve ser encorajado pela Igreja da Inglaterra.

O cantor aproveitou para falar sobre a sua intenção de apresentar membros da comunidade gay a Vladimir Putin, presidente da Rússia, para mostrar o impacto de uma legislação “profundamente divisionista”.

— Não é positivo quando dizem que eu não devo falar com esse tipo de gente. A única maneira de resolver problemas é conversando com as pessoas.

Elton John também afirmou que seu casamento será “bastante discreto”, já que houve uma grande festa quando o casal celebrou sua união civil, em 2005.

dica do Gerson Caceres Martins

30 coisas muito legais que Jesus faz em um videoclipe

Publicado no Buzzfeed

1. Pula do caminhão de lixo com os garis.

anigif_enhanced-24353-1403644867-28

2. Anda com os garis.

anigif_enhanced-25853-1403644837-7

3. Leva o lixo com os garis.

anigif_enhanced-17216-1403644859-28

4. Joga o lixo no caminhão de lixo com os garis.

anigif_enhanced-13338-1403644897-1

5. Vai embora com os garis.

anigif_enhanced-17205-1403644922-16

6. Observa a faxineira.

anigif_enhanced-20006-1403644787-15

7. Elogia a faxineira.

anigif_enhanced-17226-1403644789-28

8. Observa o parto.

anigif_enhanced-24259-1403644958-13

9. Sorri para o recém-nascido.

anigif_enhanced-19986-1403644945-33

10. Acaricia o cachorro.

anigif_enhanced-10049-1403645177-27

11. Anda com o casal e com o cachorro.

anigif_enhanced-24359-1403644991-15

12. Analisa o ponto da massa do bolo.

anigif_enhanced-17228-1403645122-5

13. Aceita um pedacinho do bolo.

anigif_enhanced-17212-1403645119-41

14. Anda de táxi.

anigif_enhanced-25760-1403645070-59

15. Observa os skatistas.

anigif_enhanced-10053-1403645006-18

16. Socorre o skatista caído.

anigif_enhanced-30399-1403645028-23

17. Vai embora com os skatistas.

anigif_enhanced-19996-1403645053-16

18. Celebra casamento.

anigif_enhanced-13378-1403645171-38

19. Diz coisas bonitas para a moça triste.

anigif_enhanced-19990-1403644779-18

20. Contempla o mundo na chuva com a moça triste.

anigif_enhanced-31860-1403644820-10

21. Corre com a mulher.

anigif_enhanced-31929-1403645220-21

22. Corre com o homem.

anigif_enhanced-17218-1403645219-17

23. Corre com o homem e com a criança.

anigif_enhanced-24029-1403645246-26

24. Empurra a criança no balanço.

anigif_enhanced-13360-1403645121-23

25. Cochicha no ouvido da criança.

anigif_enhanced-30399-1403645292-27

26. Joga Mario Kart com a criança.

anigif_enhanced-19999-1403644906-22

27. Ajuda a criança na escola.

anigif_enhanced-19990-1403645275-23

28. Dá uma ideia na ‘sôra.

anigif_enhanced-10048-1403645301-6

29. Encera o carro.

anigif_enhanced-10065-1403645168-15

30. Vigia o vigia.

anigif_enhanced-19948-1403645064-27

 

Obrigado, Senhor.

Gustavo Mendes, a Dilma da internet, é retirado do palco durante show em Búzios (RJ) por causa de piada “religiosa”

Comediante foi retirado do palco durante um show em Búzios (RJ), neste domingo, (15) e alega ter sido agredido verbalmente

Gustavo Mendes como Dilma Rousseff

Gustavo Mendes como Dilma Rousseff

Gabriel Marchi, no Virgula

Gustavo Mendes, comediante conhecido pela sátira da presidenta Dilma Rousseff, foi retirado do palco durante um show em Búzios, Rio de Janeiro, neste domingo (15). O humorista se apresentou com o espetáculo de stand-up Mais que Dilmais no festival Búzios Love, que comemorava o Dia dos Namorados.

Ele alega ter sido agredido verbalmente nos bastidores por Robson Motta, Secretário Adjunto de Governo do prefeito André Granado (PSC), e fisicamente por um funcionário não identificado do staff da prefeitura.

De acordo com Gustavo, foi uma piada envolvendo religião que motivou as agressões. Na brincadeira em questão, Gustavo brincava com o fato de uma antiga proibição de venda de bebidas alcoólicas em festas religiosas, dizendo que “foi Jesus quem transformou água em vinho”.

Neste momento, o empresário de Gustavo foi notificado por funcionários da prefeitura que ele deveria deixar o palco. Nos bastidores, houve discussão e Robson o teria xingado. Na sequência, um funcionário da prefeitura, não identificado, deu um chute no humorista.

Sob vaias da plateia, Robson discursou contra o conteúdo do espetáculo de Gustavo. “Quero pedir desculpas aos familiares aqui presentes a intenção nossa era trazer cultura, mas de forma respeitosa para a família da cidade. O povo de Búzios não pode compactuar com essa sacanagem, temos que respeitar a comunidade católica”, disse, sob protestos e gritos de “censura!” de presentes.

Em nota, a Prefeitura de Búzios alega que pediu ao artista, previamente, “cuidado especial com o texto teatral para que fosse apresentado em praça pública”, por “se tratar de um show inserido em um evento de uma comunidade religiosa”.

Também em nota oficial, Gustavo argumenta que não foi informado de que o espetáculo estaria inserido em uma comunidade religiosa, e que a prefeitura tampouco pediu alterações no texto. Ele acrescenta ainda que quaisquer alterações caracterizariam “censura prévia” e que o ator “não aceitaria” participar do show nestas condições. Gustavo não registrou Boletim de Ocorrência – de acordo com sua assessoria de imprensa, ele e sua equipe deixaram a cidade com medo de maiores retaliações.

Assista ao vídeo do momento:

Você ainda acredita na instituição igreja?

UN GOSPEL W ASSAFAriovaldo Ramos

Há muitas críticas sobre a dimensão institucional da Igreja Evangélica. Você ainda acredita na instituição igreja? Se sim, como salvá-la?

A igreja é criação de Jesus. Em Mt 16.18, Jesus disse que edificaria a sua Igreja. Naquele tempo, Igreja significava um grupo de pessoas em torno de alguém, ou de ideias, ou de ambas.

Jesus falava de um grupo de pessoas que cressem ser ele Deus, que viera em carne e osso, para libertar a humanidade. Disse que trabalharia nessa Igreja, de tal maneira, que esta atacaria as portas da morte, libertando seres humanos que, por ele, seriam ressuscitados no último dia.

Estas pessoas, membros da Igreja, seriam trazidos ao Filho pelo Pai, por meio de uma revelação sobre a natureza divina e libertadora do Filho. Portanto, gente que adoraria ao Filho como Deus.

A Igreja é a consolidação desse grupo de Jesus, pelo Espírito Santo, por seu batismo e habitação, desde o Pentecostes.

O Espírito Santo disse que a Igreja é o corpo do Senhor, por meio do qual Jesus exerce a seu governo sobre todas as coisas. Que a Igreja é a casa de Deus, e o santuário onde Deus é adorado.

Nas palavras de Jesus, a Igreja assume um perfil relacional: onde dois ou três estiverem reunidos em nome de Jesus, ele estará entre eles; e sacerdotal: se dois concordarem na terra será feito no céu.

Na ação do Espírito Santo, a Igreja assume um perfil operacional: todos os seus membros são cumulados de dons, de capacidades especiais para operar prodígios, assim, há, também, membros dessa comunidade que são destacados pelo Espírito Santo para prestar serviço para a Igreja, sem, com isso, ganhar qualquer posição hierárquica; todos continuariam a se ver e a se tratar, apenas, como irmãos.

Na voz do Cristo, essa Igreja assume uma característica missional, ela tem de levar o conhecimento do Cristo e dos seus ensinos a todos os povos, tem de batizar os que, a exemplo do que aconteceu com os primeiros, forem recebendo a mesma revelação sobre Jesus de Nazaré.

E, nessa missionalidade, a Igreja tem de manifestar a presença do Reino, na história, por meio do serviço aos demais, através de obras boas, que provoquem transformações nas circunstâncias, e dêem direção para a sociedade.

Na perspectiva dos apóstolos, a Igreja passa a necessitar de estrutura mínima, que garanta as condições para que está se organize em função de sua missão. Daí, presbíteros, para que as pessoas, no exercício de seus dons, não percam o foco missiológico, transformando as capacidades que receberam em fim em si mesmas.

Não pode, outrossim, a Igreja se permitir a ser uma confraria fechada, um refúgio. Ela tem de se manter uma comunidade para a humanidade, sonhando com o dia em que toda humanidade seja Igreja. Daí, diáconos que garantam a igualdade entre irmãos e que promovam o senso de comunidade pela partilha e pelo acolhimento.

E como essa comunidade é um contingente geográfico, para além de ser uma comunidade virtual pelo Espírito Santo, ela tem de se reunir, e essas reuniões precisam manter-se relacionadas umas às outras.

Com o passar dos séculos esta estrutura deixou de ser mínima, e de manter a igualdade, passando á privilegiar a hierarquia, e a reconhecer apenas poucos como sacerdotes, embora, o sacerdócio seja universal. E a estrutura acabou por sequestrar a Igreja.

Nossa tarefa, hoje, é fazer que a estrutura volte aos moldes originais, que volte a ser o mínimo necessário para que a Igreja, a comunidade, seja o máximo possível.

fonte: Facebook