Malafaia diz que Justin Bieber é um ‘mau exemplo’ para a juventude

Publicado no F5

Cresce cada vez mais o time de gente que não gosta de Justin Bieber.

O pastor Silas Malafaia, inimigo declarado da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transexuais (ABGLT), descascou o cantor teen em entrevista a Raul Gil que

“Ele é um mau exemplo para a juventude do Brasil e do mundo”, declarou Malafaia.

Sobre a briga com a associação gay, Malafaia se defendeu dizendo que “não é contra os gays, só contra a Associação”.

malafaia-justin-bieber

“Eles querem implantar uma ideologia no Brasil. Eles estão trabalhando para uma coisa que chama ideologia de gênero, é para destruição da família”, definiu o pastor.

Questionado sobre sua idoneidade financeira, Malafaia disse que “não deve nada a ninguém”.

“Dou um relatório de tudo o que acontece na minha igreja, falo tudo o que vamos fazer com o dinheiro”, conta.

A entrevista vai ao ar neste sábado (22), às 14h15, no “Programa Raul Gil” (SBT).

Leia Mais

Justin Bieber salva homem da morte durante ataque de urso

102_544-blog-justin-bieberFernando Moreira, no Page not Found

Justin Bieber tem milhões de fãs pelo mundo. Mas um russo tem reais motivos para idolatrar o cantor canadense.

Igor Vorozhbitsyn estava pescando em um rio quando foi atacado por um urso na República de Sakha (Rússia). O russo de 42 anos tinha poucas chances de sobrevivência, mas acabou escapando da forma mais inusitada. Durante a investida do animal, o celular de Igor caiu no chão, disparando a música “Baby”, de Justin Bieber.

Ao ouvir a música, o urso se assustou e foi se esconder em uma floresta, de acordo com reportagem do “Daily Mail”.

O russo não é fã do pop star, o toque havia sido baixado de brincadeira por uma neta de Igor.

Agora, ele se recupera de sérios ferimentos no rosto, no abdome e no peito. Graças a “Baby, baby, baby Ooohhh!”

Leia Mais

Justin Bieber e Selena frequentam, juntos, culto evangélico

O casal ioiô participou de um grupo de estudos da Bíblia em igreja em NY

Justin Bieber durante apresentação em São Paulo, na Arena Anhembi - (foto: Heitor Feitosa)
Justin Bieber durante apresentação em São Paulo, na Arena Anhembi – (foto: Heitor Feitosa)

Publicado na Veja on-line

Depois de ser batizado em uma cerimônia privada em uma igreja de Nova York, Justin Bieber resolveu investir em seu lado espiritual, talvez para agradecer ao fato de ter reatado o namoro com Selena Gomez – mais uma vez. Segundo o site E! Online, o casal problemático busca redenção. Depois de uma passagem de Bieber pela cadeia e de Selena pela reabilitação, os dois agora decidiram encarar programas mais leves e, nesta semana, integraram um grupo de estudos da Bíblia.

Bieber postou em seu perfil no Instagram uma foto do pastor Judah Smith, seu guia espiritual, pregando em um púlpito. “Estudos da Bíblia com Judah Smith”, escreveu o cantor na legenda. Segundo a fonte do E! Online, Bieber e Selena sentaram lado a lado no culto em questão e estavam carinhosos um com o outro.

O casal despertou suspeitas de que teria reatado o namoro depois que Bieber publicou na rede social uma foto em que aparecia junto com Selena, na última semana. O cantor, no entanto, logo apagou a imagem. Depois disso, eles foram vistos saindo juntos de um estúdio de gravação em Los Angeles.

Leia Mais

Após drogas e prisão, Justin Bieber vira fiel da Igreja Hillsong

Versículo bíblico tatuado nas costas do astro pop. (foto: Miami Beach Police Dept./AP)
Versículo bíblico tatuado nas costas do astro pop. (foto: Miami Beach Police Dept./AP)

Ricardo Feltrin, no UOL

O cantor canadense Justin Bieber está tentando mudar sua fama de bad boyzinho. Dessa vez parece ser sério. Desde que deixou a prisão, acusado de uso de drogas e vandalismo, o jovem astro passou a frequentar com assiduidade a Igreja Hillsong, nos Estados Unidos.

Em fevereiro, ele decidiu se batizar na Hillsong e no último final de semana também foi visto, novamente, na primeira fila de um culto da igreja em uma de suas unidades em Nova York. Estava com a estrela Vanessa Hudgens ao seu lado e parecia contrito, com as palmas em oração.

A Hillsong é uma igreja que surgiu na Austrália na primeira metade dos anos 80, fundada por dois pastores da Nova Zelândia, Brian e Bobbie Houston. Em 30 anos a igreja se espalhou pelo mundo e formou inúmeras bandas de gospel contemporâneo. Na verdade, se tornou a mais prolífica instituição religiosa-musical do planeta. A estimativa é que tenham vendido mais de 100 milhões de CDs e DVDs desde os anos 80. A Hillsong não tem sede no Brasil, mas suas bandas United e London já se apresentaram no país.

Os cultos inauguraram a chamada “Contemporary Worship”, o louvor e adoração a Deus e a Jesus por meio da música. Poderia ser chamada de religião musical, literalmente.

Esta coluna apurou que, nos últimos meses, emissários da sede da igreja na Austrália também vêm consultando eventuais parceiros brasileiros que possam ajudar sua entrada também no país até 2015.

Hillsong evita se instalar em países em conflito aberto ou que mantenham políticas de intolerância religiosa. Dá preferência,  obviamente, àqueles governos que oferecem subsídios e isenções às atividades da igreja. Na Austrália, Reino Unido e outros continentes, a Hillsong mantém escolas infantis, obras sociais, conservatórios para formação de cantores e músicos, além de produzir aplicativos religiosos para smathphones –de GPS a apps de namoro online.

Bieber sempre se declarou cristão, porém com falhas: “Sou cristão, mas não sou perfeito”, afirmou ele quando confrontado entre sua fé e algumas de suas atitudes cabeçudas e temerárias. No início do ano, um teste de sangue feito pela polícia dos EUA confirmou que o cantor havia misturado medicação controlada e maconha.

Ele também já frequentou outras denominações religiosas, como a Church City e a Igreja Batista. Desde o ano passado ele vinha ocasionalmente visitando cultos da Hillsong. Numa das vezes revelou ter chorado durante uma cerimônia.

Até a primeira-dama dos EUA, Michelle Obama, já manifestou sua preocupação com o jovem, dizendo que Bieber é uma alma que precisa “ser resgatada”, e não punida.

Leia Mais

Baterista do Black Keys renova ódio a Justin Bieber: “Um idiota irresponsável de merda”

img-1013594-black-keys

Publicado na Rolling Stone

Em fevereiro de 2013, Patrick Carney acidentalmente deu início à maior briga (virtual) de sua vida, inflamando beliebers – os muitos e devotados seguidores de Justin Bieber – quando um câmera do site TMZ perguntou, do lado de fora do hotel Chateau Marmont (em Los Angeles) se o pop star deveria se sentir mal por não ter tido uma indicação ao Grammy. A esposa do baterista do Black Keys implorou para que ele fosse embora, mas, ao mesmo tempo, ele respondeu: “Os [prêmios do] Grammy são dados pela música, não pelo dinheiro, e ele está fazendo muito dinheiro. Ele deveria estar feliz”.

Um comentário inofensivo, mas o tuíte de Bieber no dia seguinte – “o baterista do Black Keys deveria tomar uns tapas por aí haha” – declarou guerra. “Eu realmente quero te matar AGORA”, disse um belieber. “Você é um cara qualquer que tem apenas um hit. Justin Bieber vem fazendo isso há ANOS”, escreveu outro. Carney: “Verdade”.

“Justin Bieber, como um idiota irresponsável, colocou 40 milhões de seguidores no Twitter contra mim porque dei a ele um elogio que ele não entendeu”, diz Carney à Rolling Stone EUA. Como exatamente foi o elogio? “Disse que ele deveria se sentir bem porque tem uma carreira na música. E ele não deveria estar dizendo a porra dos seguidores dele para me baterem, e depois ainda fazer essa merda anti-bullying. É totalmente irresponsável.”

Carney ainda atacou dúzias de fãs de Bieber durante semanas seguidas. “Eu basicamente comecei a ser chamado de gay, sabe? Todos esses jovens, que não sabem o que estão dizendo, dizendo essas coisas totalmente inapropriadas. E esses jovens são apenas estúpidos.”

“Quero dizer, Justin Bieber é um retardado de merda”, continua Carney. “E isso é o fundamento do que eu estava dizendo. Daí ele vai e diz que eu deveria tomar uns tapas? Honestamente, me sinto mal por ele. Toda pessoa que trabalha com ele deveria sentir vergonha por não sentir… Ninguém está fazendo nenhum favor para ele, sabe? E, honestamente, eu não desgosto da música dele. Não escuto a música dele, mas ele precisa parar de fazer isso. Tipo, realmente, você ganha milhões de dólares tocando música, você deveria se considerar muito sortudo.”

A situação fez com que Carney pensasse sobre o poder da mente (seu amigo Harmony Korine sugeriu que ele assistisse ao estranho filme The Peanut Butter Solution (1985), de Michael Rubbo, sobre um professor que rapta crianças e usa o controle da mente para forçá-los a fazer poções mágicas).

“Se você é um perdedor com 34 anos de idade como eu, e vai à conta do Justin Bieber no Twitter como um pervertido total toda vez que ele se mete em encrenca, você deveria olhar os tuítes dele no dia seguinte. É sempre: ‘Eu amo muito vocês, sempre acredite, nunca pare de acreditar’”, ele diz. “É muito manipulador! E qualquer um que diga a ele que tudo bem, qualquer um que esteja vendo isso e pensando ‘essa manipulação é aceitável’, deveria realmente sentir vergonha de si mesmo”.

Leia Mais