Museum of Selfies transforma obras de arte em versões modernas de autorretratos

Capturar

Publicado no Brainstorm

Mesclar o antigo com o novo é algo que sempre traz resultados surpreendentes, e a simplicidade do projeto Museum of Selfies não tira nem um pouco a sua graça.

A ideia é da designer e profissional de marketing Olivia Muus, que fez o experimento em uma visita à uma galeria de Copenhagem e gostou do resultado. A brincadeira, que inclui um iPhone, uma mão e a pintura de um retrato rapidamente virou uma série, apelidada de Museum of Selfies.

tumblr_nehdoxnPuo1u2ktuio1_500

tumblr_nehdpiECFY1u2ktuio1_500

tumblr_nehdnuwfwk1u2ktuio1_500

tumblr_neithfwFeZ1u2ktuio1_500

“Eu tirei uma foto apenas por diversão, e gostei de ver como algo tão simples podia mudar a característica da imagem, dando um novo significado à expressão do rosto do retrato”, explica ela.

O bacana é que o projeto aceita colaborações de quem se dispuser a criar uma versão de selfie de museu – basta encaminhar a foto para musemofselfies@gmail.com

Leia Mais

Como ganhar dinheiro com blogs?

Você já sabe que é possível tirar sustento de um blog – saiba como os blogueiros profissionais trabalham

(foto: Thomas Hawk / flickr/ creative commons)
(foto: Thomas Hawk / flickr/ creative commons)

Ana Freitas, na Galileu

“Blogueiro profissional” deveria ser um termo usado com mais frequência para diferenciar aqueles que tiram o sustento do blog daqueles que escrevem por hobby. Acontece que é raro encontrar alguém, hoje, que entre nessa de ter um blog só pela paixão à escrita. A maioria das pessoas sonha com uma história parecida com a de algumas blogueiras de moda (que de acordo com algumas matérias, ganham mais de 100 mil reais por mês) ou com a do Não Salvo, um dos maiores blogs do Brasil.

Queira você ou não se tornar um blogueiro, ainda faz sentido que você entenda como um blog ganha dinheiro – afinal, você deve ler alguns. Mas se você quiser mesmo virar um, está aqui o principal segredo para produzir dinheiro com seu blog: a audiência. É preciso ter uma audiência muito grande ou pequena, mas bastante específica e qualificada em um determinado tema.

Veja as maneiras mais comuns de ganhar dinheiro com blogs:

- Anúncios de marcas
Você tem audiência e as “vende” para uma marca como público consumidor de um produto ou serviço. Falando desse jeito soa pior, verdade, mas é exatamente isso. Esses anúncios podem vir em forma de contato direto da marca para um anúncio de banner ou um publieditorial, ou seja, um texto que venda um produto, serviço ou ação da marca. Também pode vir por de Google Adsense, Boobox, programas de afiliados de sites como o Submarino e o Mercado Livre… esses últimos serviços agenciam anúncios de terceiros que tenham a ver com o tema do seu blog e você, geralmente, ganha por clique ou então uma porcentagem da compra, se ela for efetuada.

- Parcerias com marcas
Às vezes (muito mais frequentemente do que os blogueiros gostariam), as marcas não oferecem dinheiro, mas uma parceria que geralmente envolve brindes – ou o que chamamos, no jargão, de jabá. Te oferecem amostras de produtos, kits, convites para eventos, roupas e acessórios e coisas desse tipo. Não paga as contas, mas é um jeito de agregar capital social à marca do seu blog e se fazer conhecido para ações futuras que possam gerar dinheiro.

Atenção: para esses dois modelos, leve em conta que se você for trabalhar com marcas, é possível que haja exigências editoriais e você precisa avaliar se elas valem a pena. Pedidos como não mencionar a concorrência se você estiver trabalhando com determinada marca, alterações em publieditoriais e o sigilo sobre o teor publicitário do post são comuns, mas cada vez mais blogueiros se recusam e mantém a integridade de seu projeto de conteúdo e a honestidade com seus leitores.

- Se transforme em um especialista
Se de blogueiro você se transformar em alguém que seja reconhecido, na verdade, por entender muito sobre aquilo que fala, pode ser convidado para falar em congressos e eventos relacionados e, claro, receber para isso. O jeito mais eficiente de se tornar alguém que é considerado especialista em um assunto: estude e escreva muito sobre ele. Convide leitores e outros especialistas para a discussão. Interaja. Escreva textos de qualidade. Não é uma fórmula mágica ou desconhecida, mas dá trabalho sim.

- Crie conteúdo exclusivo e venda-o
Alguns blogueiros desenvolveram um modelo de negócio bastante interessante. Eles oferecem parte do conteúdo de graça, como qualquer outro blog. Mas se o usuário quiser ter acesso a um outro tipo de conteúdo, mais aprofundado e exclusivo, precisa pagar, através da compra de um e-book ou de uma mensalidade para participar de um grupo de conteúdo exclusivo. Esse modelo exige que você convença o usuário de que tem realmente algo a mais a oferecer, que o preço seja justo e que você, claro, de fato produza conteúdo diferente do que é oferecido de graça pela internet. Um dos meus exemplos favoritos é o www.ducsamsterdam.com, que tem dicas de viagem incríveis sobre a Holanda mas também vende um guia de viagem que vale o preço.

- Convide seus leitores a te patrocinarem
Um botão do Paypal ou uma conta no Patreon: é assim que alguns blogueiros tentam se manter. Eles pedem doações dos leitores. O botão do Paypal é um pouco mais arriscado, já que só doa (e geralmente, em micro quantias) quem se sentir muito bom naquele dia. O modelo do Patron, uma espécie de Catarse que financia produtores de conteúdo em um modelo de contribuição mensal e não única, foi uma saída para Izzy Nobre, o blogueiro do www.hbdia.com, que passou a produzir vídeos com o tempo que emprega neles todo financiado por seu público.

Leia Mais

Preta Gil se indigna com Photoshop em revista: “não sou eu”

preta gil

publicado no Terra

A cantora Preta Gil dividiu com o público sua indignação sobre o uso do Photoshop que fizeram em sua foto na capa da revista Moda Moldes. Na última quarta-feira (10), ela publicou no Facebook uma montagem com a imagem original e se disse “em estado de choque” com a publicação. “Infelizmente essa que está na capa da revista não sou eu!”, escreveu.

E completou: “não tem como não me indignar, pois fiz essas fotos para capa dessa revista e a mesma foi publicada sem minha aprovação e do fotógrafo. O Photoshop foi feito por conta própria. Aí está o resultado!!”.

Ela disse ainda que a foto original está “linda, nem precisava de grandes ajustes”. A cantora questionou também o uso indevido de sua imagem e dos recursos tecnológicos.

“Para que isso? Que vergonha!!! O trabalho de todos os profissionais envolvidos foi comprometido. Infelizmente essa que está na capa da Revista não sou eu!!”, escreveu na rede social.

Na comparação das imagens (a original está à esquerda), é possível perceber que até o tom da pele de Preta foi modificado, ficando vários tons mais claros e até amarelado. O rosto ganhou novos contornos, o sorriso também ficou mais “engessado”, a maquiagem dos olhos bem mais marcada e o cabelo mais loiro.

Leia Mais

Igreja publica cartilha com dicas de moda para orientar evangélicos

Larissa Oliveira aposta em terno e salto para levantar a produção (foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
Larissa Oliveira aposta em terno e salto para levantar a produção (foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

Pedro Diniz, na Folha de S.Paulo

“Minha mãe quase me levou para a Febem. Eu usava drogas, namorava um traficante e sempre estava com roupas muito curtas, vulgares. Hoje o Espírito Santo me toca quando me visto.”

Esse é o testemunho que Ana Carolina Xavier, 18, dá quando quer evangelizar as amigas que não entendem seu look atual: uma blusa branca abotoada até o colo e uma calça jeans que pouco delineia o corpo.

Com peças apropriadas “para adorar a Deus”, ela frequenta o Templo de Salomão, espaço de proporções faraônicas para 10 mil pessoas construído pela Igreja Universal, aberto há um mês no Brás, zona leste de SP.

Como a maioria das 33 pessoas entrevistadas pela Folha na saída de três encontros religiosos no templo, Ana Carolina não lê revistas de moda. Mas está atenta às instruções de sites evangélicos e às de Flavia Francellino, uma jovem repórter de comportamento do jornal institucional da igreja, a “Folha Universal”.

“Esqueça legging”, “observe se algo está marcando” e “não se maquie como se fosse para a São Paulo Fashion Week” estão entre as recomendações de Flavia, que publicou neste mês um texto chamado “O que vestir para ir ao Templo de Salomão”, reproduzido nas redes sociais. Ela não quis dar entrevista para esta reportagem.

“Me vestia como uma qualquer, com shorts curtos para chamar a atenção”, conta a auxiliar de enfermagem Tatiane Cardoso, 34.

“Perdi meu amor antes de entrar para a igreja porque usava tudo de forma vulgar. Hoje, se for para usar renda, que seja com uma blusa por baixo”, diz a manicure e cabeleireira Aline de Jesus, 24.

VIRTUOSA ELEGANTE

As fieis afirmam que, independentemente da roupa, a mulher tem de estar “virtuosa”. Isto é, “andar na moda, elegante, mas não mostrar tanto o corpo num lugar que é para você se reportar a Deus”, explica a secretária curitibana Fernanda Martins, 21.

Ela, que usava um vestido estampado em tons de azul, diz escolher também as roupas do namorado, o eletricista Felipe José, 24. O casal se conheceu num programa de reuniões da igreja para aproximar jovens.

“Gosto de vesti-lo no estilo esporte fino”, conta ela, enquanto ele, tímido, concorda com tudo. “Mas tem que estar com todos os botões fechados, né? Não gosto se ele sai com a camisa aberta.”

À RISCA

Por meio de sua assessoria, a Igreja Universal afirma que não há regras de vestimenta para frequentar o Templo de Salomão e que as informações publicadas são pontos de vista dos profissionais do jornal.

A diarista Maria Helena Soares, 43, porém, gosta de seguir à risca as orientações dos pastores para não usar “regatas, bermudas, maquiagem pesada e bonés dentro do Templo.” Ela usava uma saia até os pés combinada com blusa lilás e cachecol.

Dona de casa, Cleide Santos, 55, diz que “Deus vem mudando a visão do povo, evangelizando o mundo e fazendo as pessoas perceberem que o que importa é o caráter e a integridade. Amém?”.

Dicas de moda da ‘Folha Universal’

  • Jeans são megaconfortáveis, mas para esta ocasião não devem sair do armário
  • Estampas chamativas, como animal print, devem ficar aposentadas
  • Esqueça legging, faça isso um mantra na sua vida
  • Blusas transparentes usadas com segunda peça por baixo propõem um visual contemporâneo
  • Saia mídi [na altura do joelho] deixa a composição para lá de elegante, enquanto a combinação com pantalona a deixa despretensiosa

Leia depoimentos de fieis sobre moda no blog Peça Única.

Jenifer Almeida usa meia grossa para não mostrar as pernas (foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
Jenifer Almeida usa meia grossa para não mostrar as pernas (foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
Maria Helena Soares arremata a saia longa com um cachecol (foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
Maria Helena Soares arremata a saia longa com um cachecol (foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
Felipe e Fernanda Martins em looks escolhidos por ela (foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
Felipe e Fernanda Martins em looks escolhidos por ela (foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
A cabeleireira Fabrícia Almeida, 25 (foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
A cabeleireira Fabrícia Almeida, 25 (foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

 

Leia Mais

No Japão, loja permite que clientes usem roupas por um dia antes de pagar

gufitting3-450x337

Publicado na Catraca Livre

A loja japonesa GU está oferecendo um serviço inovador para aquelas pessoas que tem dificuldades ou dúvidas na hora de comprar roupas.

Os clientes podem usar as roupas da loja por um dia e decidir se vão comprá-las ou devolvê-las quando retornarem à loja.

Regras

É possível experimentar até três peças de roupa e só é preciso deixar o nome e telefone.

O serviço é limitado para 30 clientes por dia e só abrange as peças mais baratas da loja, que já conhecida por vender roupas por preços baixos.

gufitting2-450x109

A loja foi inaugurada em junho e está testando o serviço nos primeiros meses de funcionamento.

Leia Mais