Arquivo da tag: nesta

Intérprete para surdos-mudos da cerimônia de Mandela era um impostor

10_31_30_669_file

 

Publicado no R7

A cerimônia de homenagem a Nelson Mandela deixou indignados os surdos-mudos da África do Sul que, nesta quarta-feira (11), denunciaram o intérprete dos discursos como um impostor que não conhecia a linguagem dos sinais.

“A comunidade de surdos-mudos da África do Sul está ofendida”, afirmou o Delphin Hlungwane, intérprete oficial da Federação de Surdos da África do Sul.

— Ele gesticulava e movia suas mãos em todos os sentidos. Não tinha gramática, não utilizava qualquer estrutura. Não conhecia nenhuma regra da linguagem. Não traduziu nada.

“Não sabemos de quem se trata, ninguém o conhece. Ele apareceu nesta ocasião e não sabemos como”, disse Hlungwane.

O caso do falso intérprete provocou polêmica na África do Sul e inúmeras interrogações. Os serviços de comunicação prometeram dar uma resposta a respeito.

Depois de Dilma Bolada, Aécio Neves ganha versão ‘Boladasso’

Perfis no Facebook e no Twitter do senador Aécio Neves, pré-candidato à Presidência em 2014, foram criados nesta quinta-feira

Cássio Bruno no O Globo

Sátira do senador Aécio Neves no FacebookFoto: Reprodução

Sátira do senador Aécio Neves no FacebookFoto: Reprodução

RIO – Aécio Neves também está bolado. Quer dizer, “boladasso”, com dois S mesmo. Pré-candidato à Presidência em 2014, o senador mineiro ganhou um perfil fake na internet nesta quinta-feira nos moldes de Dilma Bolada, uma sátira da presidente Dilma Rousseff e sucesso nas redes sociais. A comunidade “Aécio Boladasso”, que derrapa no português, está no Facebook e no Twitter. Na apresentação, a mensagem para os seguidores e simpatizantes: “Sou lindo, sou tucano, sou futuro presidente dessa nação por um Brasil melhor!”

No Facebook, o único post até a tarde de hoje é “#AécioPresidente2014”, com publicação feita em Juiz de Fora (MG), e tem apenas uma curtida. No Twitter, Aécio Boladasso é seguido por apenas 25 pessoas. Nas duas redes sociais há fotos de Aécio Neves e, ao fundo, a bandeira do Brasil.
O perfil de Dilma Bolada, com 800 mil seguidores, é feito pelo estudante de publicidade Jeferson Monteiro, de 23 anos, que já recebeu prêmios e foi destaque na imprensa nacional e internacional. Há um mês, Monteiro se encontrou com a presidente Dilma Rousseff, a verdadeira, no Palácio do Planalto. No caso de Aécio, o criador, por enquanto, ainda não se identificou.

Não há qualquer informação sobre o autor dos perfis.- É estranho, parece campanha política. Eu nunca postei “Dilma, presidente em 2014”. Prefiro não fazer campanha eleitoral. Mas se for um personagem de humor e de ficção, é sempre bem-vindo. A internet é um espaço democrático para a Dilma, Aécio, Eduardo Campos e Marina Silva. Até prefiro que todos tenham um personagem – afirmou Jeferson Monteiro ao GLOBO.As assessorias de imprensa de Aécio Neves e do PSDB ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

“Foi um momento de profunda emoção”, diz Paulo Coelho sobre Springsteen ter tocado “Sociedade Alternativa”

Autor da letra do sucesso de Raul Seixas, o escritor se diz fã do norte-americano; assista ao vídeo com a execução da música em São Paulo

foto: Roberto Larroude

foto: Roberto Larroude

Publicado na Rolling Stone

A surpresa da plateia do Espaço das Américas, em São Paulo, na última quarta-feira, 18, era clara quando Bruce Springsteen e a E Street Band chegaram ao refrão de “Sociedade Alternativa”, lançada por Raul Seixas em Gita(1974) – cantada em português decorado e com um arranjo de metais.

O momento também surpreendeu o autor da letra da música, o escritor Paulo Coelho. “Foi um momento de profunda emoção”, contou à Rolling Stone Brasil por email. “Uma música que fizemos em 1974, e que é mais atual que nunca.”

Coelho também diz ser admirador não apenas da obra de Springsteen, que se apresenta nesta sábado, 21, no Rock in Rio. “Não apenas gosto, como admiro o ser humano que é, profundamente comprometido com o ser humano e o planeta.”

Assista ao vídeo de “Sociedade Alternativa” executado por Bruce Springsteen em São Paulo, na quarta-feira, 18:

Ministério da Cultura indica ‘O Som ao Redor’ para disputar vaga no Oscar

o-som-ao-redorcena-piscina

Publicado no Terra

O Ministério da Cultura anunciou, nesta sexta-feira (20), que o longa O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho, representará o Brasil na disputa por uma vaga ao prêmio de melhor filme em língua estrangeira na 86ª Premiação Anual da Academy of Motion Picture Arts and Sciences, o Oscar 2014. A escolha foi divulgada em Brasília pelo secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura (SAv/MinC), Leopoldo Nunes.

Segundo a nota oficial, a Comissão Especial de Seleção se reuniu no Gabinete da SAv/MinC no fim desta manhã, com o intuito de escolher uma das 14 obras inscritas para a disputa nacional. Além do filme vencedor, a lista foi composta por Cine Holliúdy, Colegas, Cores, Elena, Faroeste Caboclo, Gonzaga de Pai para Filho, Meu Pé de Laranja Lima, O Dia que Durou 21 Anos, O que se Move, O Tempo e o Vento, Porto dos Mortos, Uma História de Amor e Fúria e Xico Stockinger.

“Os filmes foram admitidos para a seleção nacional a partir dos critérios da Academia Norte Americana de predominância de diálogos em língua não inglesa e de exibição pública com fins comerciais pela primeira vez no Brasil, por pelo menos sete dias consecutivos no período entre 1º de outubro de 2012 a 30 de setembro de 2013, em sala de cinema comercial”, explicou a nota.

O filme

Dirigido por Kléber Mendonça, O Som ao Redor retrata a vida em uma rua de classe média na zona sul do Recife, que toma um rumo inesperado após a chegada de uma milícia que oferece a paz de espírito da segurança particular. A presença desses homens traz tranquilidade para alguns, mas tensão para outros, em uma comunidade que parece temer muita coisa. Enquanto isso, Bia, casada e mãe de duas crianças, precisa achar uma maneira de lidar com os latidos constantes do cão de seu vizinho.

Anúncio que mostra a morte de Hitler criança ganha prêmio em Berlim

Os membros do juri justificaram a escolha ao dizer que o comercial obriga o espectador a formar uma opinião

Mercedes considerou propaganda "inadequada" por incluir a morte de uma criança (Reprodução)

Mercedes considerou propaganda “inadequada” por incluir a morte de uma criança (Reprodução)

Publicado na Veja on-line

Um falso anúncio da Mercedes-Benz divulgado nas redes sociais em agosto causa furor não só por se tratar de uma peça fictícia (sem patrocínio da montadora), mas também pelo tema: mostra a morte de Adolf Hitler, ainda criança, ao ser atropelado por um carro da marca. Nesta terça, a propaganda venceu o prêmio cinematográfico de novos talentos First Steps Awards, em Berlim (Alemanha), na modalidade publicidade. (Confira o vídeo).

O anúncio, do qual a Mercedes-Benz - um dos patrocinadores do prêmio - procurou se desvincular desde que foi divulgado, mostra um moderno automóvel circulando por uma cidade na zona rural austríaca e que, subitamente, freia para evitar o atropelamento de duas meninas. Pouco depois, aparece um menino correndo com uma pipa, mas o painel do carro não alerta o motorista sobre a presença da criança.

Com o forte golpe do atropelamento, ao fundo, por um instante, aparece uma imagem do ditador que provocou a Segunda Guerra Mundial e liderou a morte de milhões de judeus, enquanto uma mãe grita: “Adolf!”. O veículo então sai da cidade onde estava. Em uma placa é possível ler o nome Braunau am Inn, local onde o líder nazista nasceu na Áustria. Depois, a tela fica negra e aparece a mensagem: “Reconhece os perigos antes que eles apareçam”.

O júri do prêmio considerou que o controverso vídeo – parte de um trabalho para a Escola Cinematográfica de Baden-Würtemberg, em Ludwigsburg - merecia o prêmio avaliado em 10.000 euros (13.300 dólares) por “obrigar o espectador a formar uma opinião”. Os jurados afirmaram em sua decisão que “diante da perspectiva das críticas, o diretor do filme, Tobias Haase, permanece fiel aos seus ideais artísticos. O setor criativo necessita de tal defensor das ideias”.

Quando o anúncio se tornou público e virou sucesso na redes sociais, a Daimler, proprietária da marca Mercedes, divulgou um comunicado criticando a publicidade e considerando “inadequado incluir a morte de uma criança como conteúdo relacionado ao nazismo em um anúncio, mesmo sendo fictício”.