Arquivo da tag: noivo

Incríveis reações de noivos vendo suas futuras esposas pela primeira vez

Publicado originalmente no Idea Fixa

Casamento, aquela instituição falida. Mas essas fotos dos noivos vendo suas futuras esposas pela primeira vez podem até te emocionar.

A mulherzinha dentro de mim se emocionou com quem toma a decisão acreditando que pode dar certo.


Fonte: www.andrialindquistblog.com


Fonte: www.sarahculver.com


Fonte: www.kylehepp.com


Fonte: www.featherandstone.com.au


Fonte: www.jennydemarco.com


Fonte: www.blog.thebecker.com Continue lendo

Facebook permitirá que o namorado tenha acesso a conta da namorada e vice-versa

Recurso chamado de transparência no relacionamento evitará traições virtuais

publicado impagavelmente no G17

Para evitar traições virtuais o Facebook decidiu lançar o recurso “Transparência no Relacionamento”, permitindo que o usuário acesse a contra no Facebook de outra pessoa, desde que ambos estejam em relacionamento sério como namorando, noivo(a) ou casado(a).

Para o Facebook, permitir que o namorado acesse a conta da namorada, ou vice-versa, evitará que um cometa ato de infidelidade com o outro. Com o mesmo login será possível acessar as duas contas, exceto se o relacionamento terminar.

A novidade será inserida na próxima semana. A única coisa que o namorado não poderá fazer na conta da namorada – ou vice-versa – será excluir informações, fotos ou alterar dados. O internauta só poderá acessar a conta para visualizar o que ela faz, escreve ou conversa com as outras pessoas.

Casamento sem site já é como festa sem bolo

Mariana Desidério, na Folha.com

Guardadas as exceções, todo casamento tem vestido de noiva, aliança, bem-casado, música, presentes, flores e bolo. Agora, outro item se consolidou nesta lista: o site.

Cada vez mais popular, o endereço na internet é usado pelos casais para compartilhar desde informações úteis -como dicas de hotéis para os convidados de fora- até a história do namoro, perfil dos padrinhos, músicas e fotos.

Os convidados podem fazer comentários e o site se torna uma rede social.

Casados em novembro de 2011, Adelci, 41, e Robison Taffarel Fernandes, 39, aderiram à ideia após verem a experiência de outros casais.

Além de facilitar a vida de quem era de fora da cidade (o casamento foi em Paraíso, interior de SC), o casal se empenhou em publicar os preparativos. “É uma forma de dizer para as pessoas: ‘olha, estou feliz’”, diz Adelci.

Uma das empresas que oferecem o serviço no Brasil nasceu justamente depois que os donos juntaram as escovas de dentes. Luís e Priscila Machado, donos do iCasei, casaram-se em 2005.

A festa foi no interior de São Paulo e, como muitos convidados precisariam viajar, os noivos fizeram um site. Deu tão certo que, em 2007, nasceu o iCasei.

Serviços como esse oferecem, por até R$ 240, diversos layouts, upload de músicas e fotos, e itens como o “save the date” (lembrete aos convidados sobre a festa) e as listas virtuais de presentes.

Para quem gosta de ibope, existe ainda um ranking dos sites mais acessados.

O casal Luis e Priscila Machado, proprietário do site iCasei
O casal Luis e Priscila Machado, proprietário do site iCasei

PRESENTE VIRTUAL

A fórmula tem dado certo. Luís conta que o iCasei cresceu 200% de 2010 para 2011.

Paula Albuquerque, do Zankyou, que também oferece o serviço, comemora. “Em seis meses superamos as expectativas em mais de 50%.”

Um dos serviços de maior sucesso é a lista virtual de presentes. Os convidados pagam por itens que não existem, e os noivos resgatam o valor em dinheiro.

Foi o que interessou Ariadne, 28, e Kaic Reis da Silveira, 28, casados em 2009. “A gente já morava junto, então queríamos ganhar em dinheiro”, afirma a bancária.

Além de ajudar a pagar a festa, o site lhes deu uma boa recordação. “Todo mundo deixava mensagem e guardamos um CD de lembrança.”

foto: Marisa Cauduro/Folhapress

“Nunca vou a festas porque sou evangélica e quero casar virgem”

Texto de Betty Milan publicado originalmente na Veja.com

Sou filha única e tenho um pai muito ciumento. Desde pequena ele me fez acreditar que homem não presta. Todo dia, depois da escola, ele me perguntava se algum menino tinha vindo falar comigo e achava graça quando eu respondia que bateria no menino. Comecei a namorar e beijei com 21 anos. Quando meu namorado foi pedir permissão para o namoro, meu pai foi educado com ele, porém ficou uma semana sem falar comigo. Eu me senti como se o estivesse traindo. Estou com 25 anos agora. Noivei, e as coisas pioraram. Não posso sair sozinha com o noivo. Com meus irmãos, meu pai não é assim, e a diferença de tratamento me revolta: “Solto meus bodes, mas prendo minha cabrita”.

Nunca vou a festas porque sou evangélica e quero casar virgem. Ou seja, não dou motivo algum para desconfiança. Às vezes, tenho vontade de morar sozinha e eu só não faço isso para não desapontar meu pai. Por outro lado, não quero casar só para sair de casa. Não pode ser assim. Estou sofrendo por causa do apego a meu pai. Gostaria que ele me levasse ao altar, mas não consigo visualizar a cena. Minha mãe, que deveria me ajudar, só atrapalha, dizendo que, se acontecer alguma coisa comigo, ele vai tirar satisfação com ela. Por causa disso tudo, eu me pergunto se vale a pena casar e só fico adiando a data.

Na infância, seu pai a ensinava a desconfiar do sexo oposto, ou seja, metade da humanidade. Pai nenhum tem o direito de fazer isso. Quando você ficou noiva, ele a tratou como uma traidora e depois a impediu de sair sozinha. Isso em pleno século XXI. E ele toma os seres humanos por animais, comparando os filhos aos bodes e a filha a uma cabrita. O ciúme não justifica a violência. Leia Otello, de Shakespeare, para entender o ciúme, um mal que se autoengendra e é mortífero.

Acho que só lhe resta renunciar à aprovação de um pai que não aceita sua liberdade. Procure um analista para encontrar uma maneira de se separar, e, se possível, sem romper. Quando uma situação não tem remédio, remediada está. E, se você de fato gosta de seu noivo, deve poupá-lo. Ele hoje está em uma situação particularmente difícil e pode não aguentar. O que seu pai, consciente ou inconscientemente, quer é isso.

como sempre, a área de comentários é uma atração à parte. ou não.