Globo volta a postar links no Facebook

facebPublicado no Olhar Digital

A Globo reviu sua posição de não publicar links no Facebook e, desde segunda-feira, 30, vem postando conteúdo com URLs que levem a seus sites. A novidade já está valendo na página do jornal O Globo e, em breve, deve ser estendida aos demais veículos do grupo.

As Organizações Globo vetaram a postagem de links no Facebook em abril do ano passado, quando todos os funcionários receberam um e-mail informando sobre a decisão. Entraram G1, as diversas revistas da Editora Globo, o jornal O Globo etc.

No mês seguinte, a empresa aumentou a polêmica ao afirmar que a maior rede social do mundo é irrelevante para a Globo. Juarez Queiroz, CEO da Globo.com, declarou que algo entre 1% e 2% da audiência dos sites vinham de lá.

Em junho, a emissora foi mais longe ao proibir que programas da casa citem o Facebook ou o Twitter. Sempre que houver necessidade de se falar dos sites, o primeiro deverá ser substituído por “uma grande rede social” e o segundo, por “rede social de mensagens curtas”. Na época, a emissora explicou ao Olhar Digital que, “por política comercial da Globo, marcas quando citadas são entendidas como merchandising”.

Agora, pelo menos no Facebook, as coisas estão como eram para a página do jornal do grupo. E, de acordo com o Meio&Mensagem, as do G1, da Rede Globo, entre outros, devem voltar a postar links novamente em breve.

Leia Mais

Igreja diz que Jesus foi o 1º tuiteiro da história

jesustuiteiroPublicado no Olhar Digital

Há cerca de 2 mil anos, antes de criada a internet – ou mesmo a telefonia -, já existia um tuiteiro célebre. Jesus, na opinião de um cardeal italiano, foi o primeiro tuiteiro do mundo.

Gianfranco Ravasi, que preside o Conselho Pontifício, deu o título a Jesus devido “às frases breves e brilhantes” que ele teria proferido.

Para o cardeal, “ame ao próximo” é um exemplo de mensagem que, embora tenha menos de 140 caracteres, podia ser bem entendida e causar impacto aos receptores.

As declarações foram feitas durante Átrio dos Gentios, fórum que reúne intelectuais, religiosos e o público em geral, na intenção de estimular a aproximação entre fiéis e não fiéis.

Com: O Globo.

dica do Ailsom Heringer

Leia Mais

Facebook vira sabor de sorvete na Croácia

foto: Mashable
foto: Mashable

Publicado no Olhar Digital

Qual será o sabor de uma rede social? Uma sorveteria na Croácia diz ter conseguido encontrar o sabor do Facebook e já comercializa sorvete com a marca da página de Mark Zuckerberg.

A Valentino Ice Cream, localizada em Tisno, na ilha de Murter, passou a oferecer aos seus clientes um tipo de sorvete azulado, lembrando as cores da rede social.

Segundo um de seus donos, Admir Adil, a ideia surgiu quando ele viu sua filha de 15 anos viciada na rede social. Então ele pensou em criar um sabor de sorvete para atingir o público obcecado por acessar o Facebook.

O sabor não é nada realmente muito especial, já que é apenas xarope azul sobre um sorvete de baunilha com uma plaquinha com o logotipo do Facebook em cima. Uma porção custa 1 euro (R$ 3,01) e tem gosto de chiclete.

Contudo, mesmo com tanta simplicidade e sem autorização oficial da empresa, o sorvete tem sido um sucesso entre os transeuntes que percebem imediatamente o logotipo da rede social e se interessam no produto.

Via Mashable

dica do Jarbas Aragão

Leia Mais

Instagram é apontado como rede social que mais causa depressão

(foto: Addiction blog)
(foto: Addiction blog)

Publicado originalmente no Olhar Digital

Análise publicada pelo site Slate concluiu que o Instagram é a rede social que mais causa depressão nos usuários devido a comparações entre os perfis que podem afetar a auto-estima.

Para Hanna Krasnova, pesquisadora da Universidade Homboldt de Berlin, uma foto apresenta indícios mais explícitos de pessoas sendo felizes, ricas e bem-sucedidas do que uma simples atualização de status. “Você não inveja um simples post”, defende.

Krasnova alerta para um efeito espiral: sempre que inveja a foto de alguém, o usuário tende a tirar outra na qual aparente estar mais feliz… e a competição se prolonga. Além disso, a pesquisa indica que as pessoas passam tanto tempo montando uma imagem bonita e escolhendo o melhor filtro que não percebem o tempo investido na rede.

Há uma série de estudos que avaliam o impacto que as redes sociais têm para efeitos de depressão. A pesquisa utilizada para esta notícia é: “Eles São Mais Felizes e Têm Vidas Melhores do que Eu: O Impacto do Uso do Facebook na Percepção de Outras Vidas”.

Leia Mais

3G só cobre metade do Brasil

Lançada em 2008, tecnologia está presente em 2.827 municípios

Marcelo Gripa, no Olhar Digital

Enquanto as operadoras promovem amplamente o 4G, a tecnologia antecessora demora a se espalhar por todo o território brasileiro. Cinco anos depois de lançado, o 3G chega atualmente a 2.827 municípios, pouco mais da metade dos 5.570.

Levantamento feito pela Agência Nacional de Telecomunicações a pedido doOlhar Digital aponta que nenhum Estado ainda é inteiramente coberto pela terceira geração de telefonia, incluindo São Paulo e Rio de Janeiro. Minas Gerais é a região com o maior número de locais descobertos (362).

Quando assinaram os contratos para operar o 3G, em abril de 2008, as operadoras se comprometeram a levar a tecnologia a todas as cidades com até 100 mil habitantes em cinco anos, prazo já expirado. Uma localidade é considerada atendida quando a área de cobertura contenha, pelo menos, 80% da área urbana.

Confira no mapa onde o 3G ainda não chegou:

Reprodução

Para garantir a extensão da banda larga móvel à totalidade dos municípios, houve contrapartida na concessão das licenças do 4G. Ao concordarem com os termos de autorização para operar a tecnologia, as telefônicas garantiram à Anatel que toda a população — incluive nas áreas rurais — terá acesso à internet móvel até 2015.

A exploração vem sendo feita por meio de radiofrequências que ficam entre 451 MHz e 458 MHz e entre 461 MHz e 468 MHz. As faixas menores foram destinadas para oferta de serviços de voz e dados em regiões que ficam até 30 km afastadas das sedes municipais (as áreas urbanas), inclusive dentro das chamadas escolas rurais.

De acordo com o cronograma da agência, até 30 de junho de 2014 30% das sedes municipais precisam contar com serviços de banda larga com taxa de transmissão de 256 kbps de download e 128 kbps de upload, sujeitos a uma franquia mínima de 250 MB por mês.

O percentual de locais atendidos subirá gradativamente, indo para 60% das cidades em 31 de dezembro de 2014 e 100% em 31 de dezembro de 2015. Até 31 de dezembro de 2017, a velocidade terá de dar um salto para 1 Mbps de download e 256 kbps de upload, mantendo a franquia mensal de 500 MB.

Se não cumprirem as metas, as operadoras estão sujeitas a punições. Entre penalidades de naturezas variadas, a Anatel pode aplicar multa de até R$ 50 milhões caso considere que a infração em questão prejudica o setor.

Clique aqui para ver a lista completa dos municípios brasileiros que ainda não possuem acesso ao 3G.

Leia Mais