Arquivo da tag: pastores

Vídeo revela participação de pastores em negociatas políticas em Campo Grande

título original: Bomba: Vídeo prova golpe contra Alcides Bernal

Fabiano Portilho, no Portal I9

Está circulando pela internet vídeo com gravações de agosto de 2013, onde há diálogos comprovando a cooptação de membros do Poder Judiciário e de Vereadores para simularem um processo de cassação contra o Prefeito Alcides Bernal, que rompeu a hegemonia do PMDB em Mato Grosso do Sul e comprometeu o sistema de financiamento de campanha do PMDB.

O golpe teria sido financiado por empreiteiras e parceiros comerciais do Governador André Puccinelli e Nelson Trad, que estavam insatisfeitos com sindicâncias e auditorias abertas por Alcides Bernal para evitar que os cofres públicos fossem saqueados por contratos ilegais.

Um dos contratos, do lixo, que beneficia empreiteira de familiar do ex-Prefeito Nelson Trad, já havia sido declarado ilegal pelo Poder Judiciário e teve seus pagamentos suspensos por Bernal.

pastores2No dia seguinte ao golpe político em Campo Grande, todos os contratos sob suspeita foram pagos pelo atual Prefeito Gilmar Olarte, inclusive o da máfia do lixo, o que resultou em mais de R$ 180 milhões de reais em prejuízos aos cofres públicos em somente cinco dias de governo.

No dia seguinte ao golpe político, o Prefeito Gilmar Olarte entrou com recurso para manter os contratos do lixo e tentar adiar o cumprimento da decisão que os considerou fraudulentos.

Alcides Bernal, em apenas um ano, somente deixando de pagar contratos fraudulentos e suspeitos, economizou R$ 600 milhões de reais, que estavam no caixa da Prefeitura no dia do golpe e que estão sendo dissipados poucos dias pelo Prefeito Gilmar Olarte e seus parceiros.

No dia seguinte ao golpe, as secretarias e demais cargos do Poder Executivo de Campo Grande foram loteados entre os vereadores e autoridades, inclusive dois filhos de Desembargadores, que sustentaram o golpe através da simulação de um processo fraudulento de cassação.

O processo de cassação é tão fraudulento, que a mesma acusação foi apreciada e julgada pelo Poder Judiciário, que julgou não haver qualquer simples indício de irregularidade praticada.

O Prefeito Alcides Bernal acredita que o Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul irá rapidamente restabelecer a ordem democrática em Campo Grande e contém qualquer tipo de iniciativa mais drástica que poderia expor ou desprestigiar o Estado de Mato Grosso do Sul a nível nacional, em especial pela posição já demonstrada pelo TJMS de reconhecimento de flagrantes ilegalidades e nulidades no processo político simulada pelos Vereadores da Capital.

pastores3dica do Joserrí De Joana Darc

Segundo a IstoÉ, o vídeo acima foi produzido por Alcides Bernal,  prefeito cassado. No lugar dele, assumiu Gilmar Olarte, ex-vereador e pastor de uma igreja da cidade.

Guerra política a parte (a matéria acima nada tem de reportagem e apresenta uma visão parcial da história), dá engulhos ouvir a desfaçatez e a falta de escrúpulos do pastor ao relatar seu envolvimento no esquema. 

Pastores e impostores são investigados e presos por crimes que vão de estelionato a estupro

Religião é usada para ficar acima de qualquer suspeita

 ‘Missionária’ Maria de Fátima Silva, 58, pegou 16 anos de cadeia (foto:  Diário do Vale / Andressa Paganini)


‘Missionária’ Maria de Fátima Silva, 58, pegou 16 anos de cadeia (foto: Diário do Vale / Andressa Paganini)

Francisco Edson Alves, em O Dia

Lobos em pele de cordeiros. Recentes prisões de pastores ou falsos líderes religiosos alertaram a polícia e as congregações oficiais para criminosos que usam igrejas de diferentes denominações como fachada para cometer crimes. Em sete meses, pelo menos três homens foram presos, acusados de estupro, roubos, receptação e estelionato, usando a Bíblia para acobertar ações no estado. Outros suspeitos são investigados.

O delegado da 93ª DP (Volta Redonda), Antônio da Luz Furtado, diz já ter perdido a conta do número de pessoas que usam esse tipo de artifício. Recentemente, a polícia prendeu Edílson Ferreira de Sá, que comandava o rebanho de fiéis da Igreja Assembleia de Deus do Ministério Casa Família, em Volta Redonda, no Sul Fluminense.

 Pastor Reginaldo Sena dos Santos, condenado a 78 anos de prisão (foto:  Diário do Vale / Andressa Paganini)


Pastor Reginaldo Sena dos Santos, condenado a 78 anos de prisão (foto: Diário do Vale / Andressa Paganini)

No dia seguinte, fiéis acordaram estarrecidos com a notícia: foram encontrados na casa do pastor equipamentos avaliados em R$ 3 milhões, roubados de um estaleiro. O que mais surpreendeu, no entanto, foi a constatação de que o ‘religioso’ tinha uma ficha criminal robusta: 14 passagens pela polícia por crimes diversos, incluindo roubo, receptação e estelionato.

Com experiência na investigação de casos semelhantes, o delegado Antônio Furtado está criando uma cartilha com cuidados que as pessoas devem tomar para evitar cair na lábia de falsos líderes religiosos. “Indivíduos inescrupulosos estudam oratória e até psicologia para ganhar a confiança das vítimas e lesá-las”, ressalta o policial.

 Em meados de 2012, uma força-tarefa da polícia e do Ministério Público prendeu 10 pessoas, entre elas, um pastor de igreja da Zona Oeste (foto:  Osvaldo Praddo / Agência O Dia)


Em meados de 2012, uma força-tarefa da polícia e do Ministério Público prendeu 10 pessoas, entre elas, um pastor de igreja da Zona Oeste (foto: Osvaldo Praddo / Agência O Dia)

As dicas do delegado poderiam ter evitado, por exemplo, o abuso sexual de 14 meninas também em Volta Redonda. Pelo crime, o pastor Reginaldo Sena dos Santos, de 59 anos, conhecido como Ungido, e que estava fundando uma igreja no bairro Retiro, foi condenado a 78 anos de prisão. Para agir, ele contava com a ‘missionária’ Maria de Fátima Costa da Silva, 58 anos, condenada a 16 de cadeia.

No dia 7 de janeiro, o pastor Salvador Moreira, 49, foi preso em São João da Barra, no litoral norte fluminense, por estuprar sua enteada de 7 anos. Na casa dele foram encontrados vídeos pornográficos. Em agosto de 2013, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, outro pastor, de 33 anos, foi para atrás das grades pelo estupro de uma criança de 12 anos na própria igreja. Em todos os casos, os suspeitos negam os crimes.

 Marcos Pereira foi condenado a 15 anos de prisão por estupro. Ele nega acusação (foto:  Alexandre Brum / Agência O Dia)


Marcos Pereira foi condenado a 15 anos de prisão por estupro. Ele nega acusação (foto: Alexandre Brum / Agência O Dia)

Continue lendo

Funkeiro ataca Edir Macedo no “Cidade Alerta”

Keila Jimenez, na Folha de S.Paulo

O programa “Cidade Alerta” do Espírito Santo causou um enorme desconforto na Record na última sexta-feira (7).

O noticiário policialesco recebeu o funkeiro MC Jefinho Faraó como convidado especial em homenagem ao Dia da Mulher.

O rapaz, famoso por seus funks de conteúdo erótico, cantou vários de seus sucessos no programa, tudo com direito a coreografia e gracinhas do apresentador de plantão, Ricardo Martins. O problema é que um dos sucessos é um ataque direto ao dono da emissora, Edir Macedo, Líder da Igreja Universal do Reino de Deus.

A confusão ocorreu quase no final do programa, quando o âncora do noticiário, que falou durante vários momentos que estava com “dor de barriga”, deixou o programa na mão do funkeiro, que seguiu cantando no ar.

Em uma dessas escapadas do apresentador para ir ao banheiro, Mc Jefinho cantou no “Cidade Alerta” um funk com rimas pesadas contra os pastores evangélicos.

O refrão da música : “Oooo Pastor Marginal, da Igreja… foi quem pegou nosso dinheiro, pega ele e dá um pau”

E seguiu: “Lembro dele no Maracanã, à toa ele sorria, ele ficou rico da noite para o dia”.

Na música original, Jefinho fala claramente sobre o líder da Igreja Universal, Edir Macedo.

Nos bastidores da Record, o ocorrido gerou uma enorme confusão, que pode acarretar em demissões.

Segue a participação de Mc Jefinho no “Cidade Alerta”. A música “Pastor Marginal” surge aos 9 minutos do vídeo.

Lindbergh Farias envia carta para pastores

lindbergh1Lauro Jardim, na Veja on-line

A fixação de Lindbergh Farias pelos evangélicos teve mais um exemplo na semana passada. O petista enviou cartas para 8 000 pastores saudando o ano de 2014. A lista foi organizada pelo pastor Sóstenes Cavalcante, indicado para trabalhar com o senador por Silas Malafaia.

Além do blá blá blá sobre o mandato no Congresso, Lindbergh fecha a carta com uma mensagem:

- Feliz Natal e que Deus abençoe a sua familia. Peço oração para a minha família.