Limpar a casa pode fazer mal para a saúde

casa1

publicado no Ciência Maluca

Da série “a ciência em prol dos seus vícios e preguiça”. Agora você já pode bater o pé quando insistirem para você limpar a casa, depois daquele dia exaustivo de trabalho. Afinal, preocupação com a saúde nunca é demais, né?
E, claro, a prova vem da ciência. Pesquisadores da Universidade da Califórnia, Los Angeles (UCLA), nos Estados Unidos, acompanharam 30 casais, que trabalhavam fora de casa e tinham pelo menos um filho na faixa etária entre 1 e 10 anos. Eles avaliaram as atividades pós-expediente e os níveis de cortisol (hormônio do estresse) em cada um dos casais. E, olha só, quem fazia faxina na casa depois do trabalho, ao invés de relaxar, não conseguia diminuir o estresse acumulado do dia inteiro. Pior: na manhã seguinte, tinham menos energia e disposição do que os outros casais.

A pesquisa ainda enfatiza: “nosso corpo não responde bem quando tem uma produção alta de cortisol o tempo todo; depois de altos níveis durante o dia, espera-se que ele caía durante a noite”. E se continuar assim, segundo a pesquisa, seu organismo vai ficar mais fraco e você pode até morrer antes da hora.
E aí, se convenceu? Eu acho melhor não arriscar…

Leia Mais

Brastemp vai lançar máquina com cápsulas para preparar vários tipos de bebida

No rastro do sucesso da Nespresso, B.blend chega às lojas até o fim do ano. É possível fazer chás, cafés, refrigerantes e energéticos, entre outras opções

B.blend, a máquina de cápsulas da Brastemp (foto: Renata Honorato/VEJA)
B.blend, a máquina de cápsulas da Brastemp (foto: Renata Honorato/VEJA)

Renata Honorato, na Veja on-line

A Brastemp apresentou nesta terça-feira a B.blend, eletrodoméstico que usa cápsulas (nos moldes da cafeteira Nespresso) para preparar vários tipos de bebidas. O equipamento chega às lojas até o fim do ano. O preço não foi revelado pela empresa.

Assim que a máquina chegar ao mercado, haverá cápsulas para preparar chás, energéticos, refrigerantes, cafés e sucos naturais — são 24 tipos, por ora. A B.blend vai oferecer ainda opções de água em temperatura ambiente, quente, gelada e com gás.

A Brastemp continua negociando com outras empresas a produção de mais opções de bebidas e não descarta a possibilidade de montar uma fábrica para desenvolver novos itens. Segundo a empresa, a máquina é a primeira solução do mercado que atua em todos os segmentos de bebidas.

A venda das cápsulas será feita pela internet ou telefone: os consumidores poderão recorrer a um call center para fazer pedidos dos produtos, que serão entregues em domicílio no dia seguinte. Em setembro, funcionários e assinantes do serviço de filtro de água por aluguel da companhia começam a testar a B.blend. Até dezembro, os interessados poderão adquirir o equipamento em lojas de eletrodomésticos.

O anúncio é estratégico para a Brastemp, que busca repetir o mesmo sucesso da Nespresso — que promoveu uma grande transformação no segmento de cafés com a popularização das cápsulas. Ainda de acordo com a companhia, o mercado de bebidas não alcoólicas no Brasil movimenta mais de 30 bilhões de dólares ao ano: é em um pedacinho desse nicho que a Brastemp quer controlar a partir de 2015.

A B.blend foi desenvolvida a partir da aplicação de treze patentes registradas em nome da Brastemp, além de outras três que pertencem a um parceiro europeu. A fabricação é feita na cidade de Joinville, em Santa Catarina.

 

Cápsulas da B.blend
Cápsulas da B.blend

Leia Mais

Artista israelense destrói Templo de Salomão em vídeo

01270219_6h1g8a6g4f

publicado na Veja SP

Antes do Templo de Salomão, construído pela Igreja Universal do Reino de Deus no Brás, existiram outros dois em Jerusalém. O primeiro foi destruído em 584 a.C. e o segundo, em 64 d. C, dando origem ao atual Muro das Lamentações. Quando soube que um terceiro templo seria erguido no Brasil, a artista israelense Yael Bartana decidiu fazer um filme que simulasse a demolição dele, como se fosse uma repetição profética do passado.

A diretora visitou as obras no ano passado e, no galpão de uma escola de samba, reproduziu seu interior em detalhes. Com efeitos visuais feitos em computador, finalizou sua história. O resultado é a ficção Inferno, de 22 minutos, na qual se vê o templo pegando fogo, desmoronando completamente e dando lugar – tal como o original – a um grande paredão onde as pessoas vão rezar, no meio da cidade.

O vídeo fará parte da 31ª Bienal de São Paulo que abre 6 de setembro. A exposição terá como tema a influência da arte sobre o mundo. Foram realizadas diversas residências artísticas no país e o resultado é que a capital paulista aparecerá em muitos trabalhos.

Assista a um trecho da obra:

Leia Mais

Após pesquisas, PT fala pela primeira vez em risco de derrota

pesqui2

Valdo Cruz e Andréia Sadi, na Folha de S.Paulo

O resultado da pesquisa Ibope e de levantamentos informais, que mostraram queda nas intenções de voto de Dilma Rousseff (PT) e uma possível derrota no segundo turno para Marina Silva (PSB), acenderam o sinal amarelo na cúpula da campanha dilmista.

Pela primeira vez, o governo fala em risco de derrota na eleição presidencial deste ano, o que até a entrada de Marina na disputa era visto como improvável.

Segundo um interlocutor da presidente Dilma, a campanha está alerta porque a expectativa inicial era que apenas Aécio Neves (PSDB) caísse, mas os levantamentos indicaram que a petista também perdeu votos.

Dilma oscilou no Ibope de 38% para 34%. Aécio, de 23% para 19%. Marina teve 29%.

Agora, petistas avaliam a melhor estratégia para desconstruir a imagem de Marina, visando principalmente a disputa de um segundo turno com a candidata do PSB. No Ibope, Marina vence a petista na reta final, com 45% contra 36%.

Integrantes da cúpula petista, ministros e secretários executivos foram convocados para uma reunião nesta terça-feira (26) à noite no comitê petista para discutir os rumos da campanha.

A queda das intenções de voto de Dilma e a subida de Marina levaram lulistas a defender, nos últimos dias, mais uma vez, a troca de candidatura no PT, hipótese rechaçada pelo ex-presidente Lula.

Defensores do movimento “volta, Lula” dizem que a opção pelo ex-presidente teria sido mais “segura”, diante do novo cenário eleitoral. Admitem, porém, que a esta altura dificilmente o petista toparia o desafio.

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) minimizou o crescimento de Marina.

“Qualquer pesquisa nesse momento tem que ser tomada como uma coisa muito provisória. Não é por causa desses números, mas eu já tenho dito há alguns dias que lá pelos dias 7 a 10 de setembro nós teremos uma fotografia mais aproximada do embate eleitoral. Porque nós estamos sob a influência, o lançamento da novidade e da exposição enorme que a Marina teve”, disse.

EUFORIA

A campanha de Marina esperava um cenário semelhante ao que foi apontado pelo Ibope. Pessebistas dizem que a ordem agora é não deixar a euforia tomar conta do entorno da candidata. “O clima de já ganhou’ nunca é favorável, mas estamos animados, é claro”, avalia um aliado.

Assessores de Aécio afirmaram que a pesquisa não surpreendeu a campanha, que já aguardava um crescimento de Marina.

Para os aliados do tucano, esta era “a semana” da ex-senadora. Alguns chegaram a manifestar alívio pelo fato de Aécio ter se mantido no patamar de 20% das intenções de voto. Algumas pesquisas internas apontavam um índice menor para o candidato.

 

Leia Mais