Uma garrafa plástica no cenário de “Downton Abbey”? Sim, você não viu errado

downtonabbeyerro

publicado no Pop! Pop! Pop!

Veja a foto acima. Ok. Agora veja novamente. Reparou um detalhe no canto direito da imagem? Pois é: esta foto, usada pelos produtores de Downton Abbey para divulgar a nova temporada da série, ambientada na década de 20 do século passado, virou motivo de risos na internet por causa de um detalhe: uma garrafinha de plástico foi “esquecida” pela equipe de um programa de TV.
bottle

Um erro bobo, certo? Sim. Mas que virou assunto por ter aparecido justamente numa atração que, exibida no Brasil pelo GNT, impressiona pelo rigor da recriação do passado. Na imagem, a garrafa intrusa rouba a cena dos personagens da trama, o conde de Grantham (Hugh Bonneville) e sua filha Edith Crawley (Laura Carmichael).

BvAZ-j6IUAAPDdo

BvBoLOMCIAA5Fpu

Leia Mais

Atriz de Adventure Time confirma: Princesa Jujuba e Marceline já foram um casal

timthumb

publicado no Garotas Geeks

Está confirmado que a Princesa Jujuba e a Marceline já foram um casal é notícia quente, QUENTÍSSIMA, e se você é um fã da série, esse é um motivo para ser mais fã ainda. Sem exageros, vou dizer por que.

marceline-e-princesa-jujuba-5-600x337

 

Em um noite de autógrafos do livro The Adventure Time Encyclopedia em Los Angeles, houve um encontro entre fãs e atores/dubladores da série animada Hora de Aventura. Uma das perguntas foi sobre Bubbline (junção dos nomes Princess Bubblegum e Marceline, coisa que estadunidenses gostam muito de fazer) e Olivia Olson, que faz a voz de Marceline, respondeu que foi perguntar algo parecido para Pendleton Ward, o autor do desenho, e ele disse na lata: “você sabe que elas já namoraram, né?” “imaginei pelas fan arts bizarras que eu vi”, disse Olivia (e a plateia vai a loucuuura).

marceline-e-princesa-jujuba

 

Olson ainda perguntou se essa informação entraria no livro, Ward respondeu que no livro ainda não tinha certeza, mas que na série ele não colocaria, pois relação homossexual na TV ainda é algo proibido em muitos países em que Adventure Time é exibido. Tom Kenny (o Rei Gelado) comentou logo em seguida “It was illegal here until 2013, for god’s sake!” (“Isso foi ilegal aqui até 2013, pelo amor de Deus”).

marceline-e-princesa-jujuba-2

Bom, a esse ponto, já deve ter tido alguém aí do outro lado que pensou “Ah, mas isso é notícia? Relacionamentos gays deveriam ser tratados como algo normal”. Sim, deveriam. Mas ainda não são (pelo menos não por muita gente). Se já não é algo muito comum de ser visto em filmes, novelas e séries live action, o que dirá de desenhos? Eu, sinceramente, consigo pensar em pouquíssimos desenhos em que um dos personagens tenha algum indício de ser homossexual/bissexual (o único que me veio à cabeça foi o Bundefora da Vaca e o Frango, desenhos feitos para adultos como Os Simpsons, Uma família da Pesada e American Dad não contam). Então, sim! É uma grande coisa! Essa notícia só me faz amar ainda mais Hora de Aventura.

marceline-e-princesa-jujuba-3

marceline-e-princesa-jujuba-4

Leia Mais

Avião com 280 pessoas cai por 1,5 km enquanto piloto dormia e copiloto usava iPad

15ago2014---a-companhia-aerea-indiana-jet-airways-e-a-segunda-maior-do-pais-1408138921463_300x300

publicado no UOL

Um avião da Jet Airways, que ia de Mumbai a Bruxelas com 280 pessoas, despencou bruscamente por 1,5 km enquanto o piloto dormia e a copiloto checava informações do voo no iPad. Apesar do susto, o controle do avião foi retomado a tempo de evitar um acidente.

O voo 9W-228 estava a uma altitude de 34 mil pés quando subitamente diminui para 29 mil pés, no último dia 8 de agosto. Isso fez com que uma mensagem de alerta fosse emitida pelo controle de tráfego aéreo de Ancara, na Turquia, por onde o Boeing 777 passava naquele momento.

O piloto do avião tirava o chamado “descanso controlado” (cochilo de até 40 minutos, previsto pela Organização de Aviação Civil Internacional para evitar a fadiga dos comandantes). Enquanto isso, a copiloto checava dados no iPad de trabalho e não notou a perda de altitude, informou o “Times of India”.

O alerta do mergulho do Boeing 777 fez a co-piloto acordar seu comandante, que imediatamente retornou ao posto e corrigiu a trajetória do voo. Eles não fizeram o relatório obrigatório de segurança previsto em casos como esse e acabaram suspensos pela Jet Airways, que recebeu uma denúncia anônima.

A Direção Geral de Aviação Civil da Índia considerou o incidente “grave” e vai analisar dados da caixa-preta do avião para apurar a responsabilidade dos pilotos. Uma investigação interna da Jet Airways também está em curso, segundo a companhia.

Leia Mais

Brasileiro está comprando todos os discos de vinil do mundo

zero-freitas

publicado no Tenho mais Discos que amigos

O jornal nova-iorquino The New York Times publicou esse fim de semana o perfil de um brasileiro que merece ser conhecido:

Zero Freitas, que fez fortuna através da empresa de ônibus da família, tem investido todo o seu dinheiro na compra de discos de vinil – de todos os gêneros e nacionalidades.
O brasileiro estima que sua coleção seja o equivalente hoje a cerca de “vários milhões de álbuns”.

Freitas tem uma extensa operação de compra e catalogação, contratando pessoas de todo o mundo na missão de caçar coleções de discos à venda, além de uma dúzia de estagiários para manter o controle de todos os registros em sua posse. Seu objetivo é digitalizar a maior parte de sua coleção para que nenhuma música em vinil desapareça com o tempo.

O artigo completo sobre o colecionador de discos – e sua gigante contribuição para a preservação da música – pode ser lido aqui.

zero-freitas-estante-portuguesa

Leia Mais

Cientistas descobrem como os egípcios moveram pedras gigantes para formar as pirâmides

Os-egípcios-moveram-pedras-gigantes-para-formar-as-pirâmides-700x394

publicado no Universo Racionalista

Como já havíamos comentado anteriormente, a hipótese (não científica) dos “Alienígenas no Passado” nunca passou de pseudociência, isto é, através de premissas falhas, manipulação de dados e evidências, os pseudocientistas fundamentavam suas hipóteses (veja aqui e aqui).

Comumente nos deparávamos com alegações absurdas, tais como:

“Naquela época, os seres humanos não tinham ‘tecnologia’ o suficiente para construir pirâmides, e nos hieróglifos, por exemplo, haviam representações de supostos deuses, mas na verdade eram alienígenas, logo a explicação mais lógica é a de que os aliens construiram as pirâmides.”

Mas afinal, como uma civilização antiga, sem a ajuda de tecnologia moderna, conseguiu mover pedras de 2,5 toneladas para compor suas famosas pirâmides?

A pergunta afligia egiptólogos e engenheiros mecânicos há séculos. Mas agora, uma equipe da University of Amsterdam acredita ter descoberto o segredo.

Tudo se resume ao atrito. Os antigos egípcios transportavam sua carga rochosa através das areias do deserto: dezenas de escravos colocavam as pedras em grandes “trenós”, e as transportavam até o local de construção. Na verdade, os trenós eram basicamente grandes superfícies planas com bordas viradas para cima.

Quando você tenta puxar um trenó desses com uma carga de 2,5 toneladas, ele tende a afundar na areia à frente dele, criando uma elevação que precisa ser removida regularmente antes que possa se ​​tornar um obstáculo ainda maior.

A areia molhada, no entanto, não faz isso. Em areia com a quantidade certa de umidade, formam-se pontes capilares – microgotas de água que fazem os grãos de areia se ligarem uns aos outros – o que dobra a rigidez relativa do material. Isso impede que a areia forme elevações na frente do trenó, e reduz pela metade a força necessária para arrastar o trenó. Pela metade.

thesetupinth
De acordo com o estudo:

Os físicos colocaram, em uma bandeja de areia, uma versão de laboratório do trenó egípcio. Eles determinaram tanto a força de tração necessária e a rigidez da areia como uma função da quantidade de água na areia. Para determinar a rigidez, eles usaram um reômetro, que mostra quanta força é necessária para deformar um certo volume de areia.

Os experimentos revelaram que a força de tração exigida diminui proporcionalmente com a rigidez da areia. Um trenó desliza muito mais facilmente sobre a areia firme e úmida do deserto, simplesmente porque a areia não se acumula na frente do trenó, como faz no caso da areia seca.

Wandtekening-tombe-Djehoetihotep

Estas experiências servem para confirmar o que os egípcios claramente já sabiam, e o que nós provavelmente já deveríamos saber. Com isso, colocamos um ponto final nas hipóteses pseudocientíficas dos “Alienígenas do Passado”.

Leia Mais