Jesus teria se casado com Maria Madalena e tido dois filhos

O chamado “Evangelho perdido” foi traduzido do aramaico em manuscrito de 1.500 anos, descoberto na Biblioteca Britânica

20141110-081504

De acordo com um manuscrito de quase 1.500 anos, descoberto na Biblioteca Britânica, Jesus teria se casado com Maria Madalena e tido dois filhos. O chamado “Evangelho perdido”, que foi traduzido do aramaico, supostamente traz novas alegações surpreendentes, de acordo com o “The Sunday Times”.

O professor Barrie Wilson e o escritor Simcha Jacobovic passaram meses traduzindo o texto.

Muitos especialistas minimizam a importância histórica da Bíblia, mas, de acordo com os tradutores do novo evangelho, ela tem mais importância do que se pensava anteriormente.

Maria Madalena já aparecia em evangelhos existentes e está presente em muitos dos momentos importantes registrados na vida de Jesus.

O “Evangelho perdido” não é o primeiro a afirmar que Jesus se casou com Maria Madalena.

Nikos Kazantzakis, em seu livro de 1953, “A última tentação de Cristo” e, mais recentemente, Dan Brown, em “O Código Da Vinci”, fizeram a mesma alegação.

As revelações do livro, incluindo os nomes dos filhos de Jesus, serão conhecidas no lançamento da obra nesta quarta-feira. A editora Pegasus confirmou a publicação.

Leia Mais

Cinco mitos sobre o Muro de Berlim

Publicado em O Globo

O Muro de Berlim era um muro único

20141108-223723

Na verdade eram dois muros, separados por cerca de 150 metros ocupados pela “faixa da morte”, repleta cães, torres de vigilância e guardas armados com ordens para atirar. Uma barreira de 150 quilômetros e outra com mais de 1.350 quilômetros separavam a Alemanha Ocidental, capitalista, da Alemanha Oriental, alinhada com o comunismo.

A construção do Muro foi uma manobra soviética na Guerra Fria

20141108144903670ap

O líder alemão Walter Ulbricht propôs que a fronteira de Berlim fosse fechada, mas os soviéticos alegaram que a manobra os faria parecer brutais aos olhos do mundo. Foram necessários oito anos de pressão (e a criação de um grupo que trabalhou secretamente no projeto) até que o líder soviético Nikita Kruschev aprovasse a ideia no verão de 1961.

Reagan derrubou o muro

Reagan_and_Gorbachev_hold_discussions

O Partido Comunista planejava facilitar os vistos para alemães orientais, mas num descuido, Gunter Schabowski, membro do partido, afirmou que as medidas entrariam em vigor imediatamente, o que levou a uma alta concentração de pessoas no muro. Os guardas se viram obrigados a liberarem a passagem, e a fronteira nunca mais foi totalmente recuperada.

O muro caiu em 9 de novembro de 1989

20141108-223650

É verdade que naquela noite vários pedaços do muro foram removidos com maretas e cinzéis. Mas a maior parte da barreira ficou de pé. A demolição oficial começou no verão de 1990, e durou quase quatro anos. Na verdade, até hoje quase um quilômetro de sobras do muro não foi retirado, embora a maior parte da barreira esteja exposta nos Estados Unidos.

Os alemães comemoram a queda do muro muito mais que o resto do mundo

20141108154802440rts

Além do muro ser associado a um período em que alemães atiravam contra seu próprio povo, e à desigualdade nos dois lados do país, o 9 de novembro também é a data da “Noite dos Cristais”, quando, em 1938, os nazistas atacaram lares, sinagogas e estabelecimentos judaicos, dando início ao período mais sombrio da História alemã

Leia Mais

PF investiga parceria entre grupo Hezbollah e PCC no Brasil

hezbollah-terror

Publicado no Terra

O jornal O Globo denunciou, neste domingo, que criminosos estrangeiros do grupo Hezbollah – movimento político e militar, xiita e libanês que se autodenomina “Partido de Deus” – construíram uma parceria com a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que atua nos presídios brasileiros, principalmente em São Paulo.

Segundo o jornal, relatórios produzidos pela Polícia Federal mostram que traficantes do grupo libanês abriram canais para o contrabando de armas destinadas ao PCC e ainda ajudou-os a intermediar uma negociação de explosivos. Em troca, os brasileiros prometeram dar proteção a integrantes dessa quadrilha que já estão detidos no Brasil.

A aliança teria começado a ser montada em 2006, mas as primeiras provas só foram descobertas dois anos depois. A notícia da associação criminosa surgiu de um informante da PF e a veracidade da informação foi confirmada pela área de inteligência, que monitorou alguns suspeitos em São Paulo e no Paraná.

O trabalho de monitoramento feito pela PF inclui ainda missões para vigiar estrangeiros de origem libanesa que circulavam pelas cidades de Foz, Ciudad del Leste e Porto Iguazu, na Argentina. Os documentos reúnem desde listas de nomes e períodos de hospedagens em hotéis até registros de um suposto risco de atentado terrorista no Brasil.

No dia 28 de agosto de 2008, o relatório de inteligência assegura que recebeu informe de “fonte não comprovada” de que um estrangeiro “integrante de uma organização terrorista” estaria viajando para Brasília para executar plano de assassinato. Há ainda a descrição de ações na Ponte da Amizade, na fronteira entre Brasil e Paraguai.

Para as autoridades americanas, a região de fronteira que separa Brasil Argentina e Paraguai sempre foi palco de atuação de grupos ligados ao terrorismo. Ainda segundo os EUA, o dinheiro do tráfico de drogas é uma das principais fontes de financiamento de entidades terroristas.

Leia Mais

10 ideias equivocadas sobre Satanás

Qual a posição de Satanás no Inferno? Quem foi Lúcifer? Há muitas coisas que as pessoas acreditam, mas que não encontram apoio nos cânones cristãos ou mesmo na Bíblia.

Publicado no Hypescience

Mesmo entre quem acredita no diabo, não há muito consenso sobre o que ou quem ele é. Diferentes fontes e diferentes traduções apresentam inúmeras inconsistências, boatos e presunções sobre o Príncipe das Trevas.
Qual a posição de Satanás no Inferno? Quem foi Lúcifer? Há muitas coisas que as pessoas acreditam, mas que não encontram apoio nos cânones cristãos ou mesmo na Bíblia.

10. A Igreja Satanista não adora Satanás

10-ideias-equivocadas-sobre-satanas-2-600x338

Pode ser um choque para muitos, mas a ideia de rituais de adoração a Satanás não acontecem nas igrejas satanistas. Nestas igrejas, Satanás é uma metáfora para representar a crença no poder da fantasia, que os satanistas dizem compartilhar com outras religiões.
É como uma oposição a ficção e fantasia da presença de seres sobrenaturais, como Cristo. Em vez de adorar outra figura que eles têm como ficção, os satanistas fazem o contrário, colocando sua fé em coisas tangíveis. A figura de Satanás é só uma lembrança de que eles se devotam a coisas terrenas, e a crença que eles têm é de que devem reverenciar as outras pessoas com a mesma devoção que outras religiões dão às deidades delas.

9. 666 não é o Número da Besta

10-ideias-equivocadas-sobre-satanas-1-600x429

No livro de Apocalipse (ou Revelação, dependendo de quem imprimiu sua Bíblia), o número 666 é associado ao “Anti-Cristo”. Mas qual o real significado disso? E afinal de contas, o número é mesmo 666? Segundo alguns estudiosos, em pelo menos um pergaminho, o mais antigo, o número é 616, e não 666.
Outros estudiosos apontam que se trata de numerologia: o número 666 não é propriedade do tinhoso, mas uma maneira cifrada de se referir a César Nero. Na época que estes pergaminhos foram feitos, escrever algo era perigoso, principalmente quando você associava o imperador com uma figura do Mal, o Anti-Cristo.

8. Lúcifer não é outro nome de Satanás

10-ideias-equivocadas-sobre-satanas-7-600x399

Sabe aquela estorinha de que Satanás era um anjo chamado Lúcifer que se rebelou contra Deus e foi expulso do Céu? Não existe na Bíblia. A única ocorrência do nome Lúcifer na Bíblia é em Isaías 14:12, e parece que se trata de mais um caso de erro de interpretação e de tradução. A história original, em hebreu, fala de um rei babilônio que foi destronado enquanto perseguia os israelitas.
Quando os cristãos fizeram a tradução, um rei virou um anjo, e o nome do rei, Helal, que significa “estrela do dia” ou “filho da alvorada” virou Lúcifer, a estrela da manhã (Vênus) dos romanos.

7. O pentagrama satânico é uma coisa moderna

10-ideias-equivocadas-sobre-satanas-9-600x422

Da mesma forma que a suástica passou de símbolo de boa sorte para ser o símbolo do Terceiro Reich, o pentagrama também sofreu metamorfose recente. Antigamente, ele representava as Cinco Chagas de Cristo, os ferimentos que ele teria sofrido na crucificação.
O pentagrama invertido, com a representação de um bode, só foi usado recentemente, com a fundação da Igreja Satanista. A referência mais antiga encontrada é de um livro de 1897, La Clef de la Magia Noire (“A Chave da Magia Negra” em francês), escrito pelo ocultista francês Stanislas de Guaita, que queria separar o satanismo do ocultismo.
Em 1924, o livro Science Occulte et Magie Pratique (“Magia Prática e Ciência Oculta”, também em francês) apresentou a cabeça de bode dentro do pentagrama, e a adoção da imagem pela Igreja Satanista também contribuiu para a associação.

6. Satanás com cabeça de bode também é invenção recente

10-ideias-equivocadas-sobre-satanas-4-600x399

Não há descrição na Bíblia dizendo que Satanás tem cabeça de bode, então de onde veio esta imagem? Segundo a história, quando o Papa voltou-se contra os Cavaleiros Templários, uma das acusações inventadas contra eles era de que os cavaleiros adoravam um demônio chamado Baphomet. Dos 231 cavaleiros que foram interrogados, apenas 12 admitiram, sob tortura, que tinham alguma coisa a ver com uma figura de bode.
600 anos depois, Eliphas Levi, outro ocultista francês, associou ao demônio com cabeça de bode o nome Baphomet, relacionando-o de alguma forma a uma deidade egípcia de cabeça de bode chamada Banebdjedet. A imagem do bode dentro do pentagrama veio da adoção da imagem do Bode de Mendes, associada a outra deidade de cabeça de bode egípcia, Amon.

5. O Satanás cristão não deriva do deus Pã

10-ideias-equivocadas-sobre-satanas-8-600x393

Parece meio óbvia a relação entre Pã, o sátiro de pernas de bode, e o hábito dos cristãos (e não só deles) de adotar os deuses dos outros povos como seus demônios, mas não é o caso entre Pã e Satanás. Pelo contrário, Pã era associado a Cristo.
Na mitologia grega, Pã era filho do deus velhaco Hermes, e era protetor dos fazendeiros e pastores, assim como São Bartolomeu dos cristãos. Uma história apócrifa cristã diz que quando Cristo nasceu, o pastor Thamus ouviu uma voz dizendo que ele deveria falar Magnus Pan mortuus est (“O Grande Pã morreu!”) quando fosse contar a notícia do nascimento de Cristo.
A associação de Pã com Satanás deve ter surgido de outro papel daquela divindade, como deus da fertilidade. Os ritos de homenagem a esta face do deus-sátiro envolviam sexo.

4. A Cruz Invertida é um símbolo de respeito

10-ideias-equivocadas-sobre-satanas-6-600x398

A Cruz Invertida é tida por alguns como um símbolo de Satanás, como se fosse uma reversão do sacrifício de Cristo, mas na verdade é um símbolo de humildade.
Segundo contam alguns cristãos antigos, Pedro, o discípulo que recebera as chaves do Paraíso, teria sido condenado a crucificação, mas, julgando-se indigno de morrer da mesma forma que o Mestre, ele teria pedido para ser crucificado de cabeça para baixo.

3. Os Demônios de Satanás não são tão maus

10-ideias-equivocadas-sobre-satanas-3-600x399

Pelo menos é o que garante “A Chave Menor do Rei Salomão”, um grimório anônimo. Segundo ele, Salomão podia falar com qualquer criatura, seja homem, besta, demônio ou anjo, e só com a ajuda de Asmodeus e outros demônios ele teria conseguido construir o Templo de Salomão. Apesar de suas tendências a mentir, manipular e enganar, eles não eram as criaturas irracionais e problemáticas de hoje.
Não se sabe quando “Magia Goétia: A Chave Menor do Rei Salomão” foi organizado pela primeira vez, mas ele teria toda a informação necessária para convocar 72 demônios, os que Salomão teria usado para construir seu Templo. Alguns deles, como Buer, ensina as propriedades curativas das plantas, Eligos aparece como um cavaleiro que pode ver o futuro e revelar segredos, e Naberius pode dar o dom da retórica e recuperar posições e honras perdidas.

2. Satanás não é o governador do Inferno

10-ideias-equivocadas-sobre-satanas-5-600x418

Para quem leu a Bíblia, esta parte é clara: o inferno é a prisão de Satanás, é onde ele será castigado por toda a eternidade. Entre os trechos que deixam isto claro estão Hebreus 2:14 e Apocalipse (ou Revelação) 20:10.
Além disso, Satanás não faria acordos por almas, nem baniria as almas para o sofrimento eterno no inferno – isto seria consequência das escolhas de cada um, entre o bem e o mal. Todos que escolhessem o Mal sofreriam a mesma punição, inclusive Satanás.

1. Satanás não vive no Inferno, e sim na Turquia

10-ideias-equivocadas-sobre-satanas-10-600x399

Segundo a Bíblia, Satanás não governa o inferno nem vive lá, mas na Terra. O livro de Apocalipse vai mais longe e afirma que o trono de Satanás é em Pérgamo, antiga cidade turca. As palavra de João ao povo de Pérgamo são uma expressão de gratidão pela fé que eles demonstraram enquanto parte da igreja de lá estava sendo morta de formas horríveis.
Antipas, um dos cristãos de Pérgamo, foi condenado a ser assado vivo dentro de um touro de bronze, por não ter abandonado a fé cristã e jurado fidelidade a Roma.

Curiosamente, um engenheiro alemão visitou as ruínas de Pérgamo no meio do século 19, e levou artefatos para a Alemanha. O Museu de Pérgamo foi aberto em 1930 em Berlim, e uma das atrações era o Grande Altar de Zeus. Albert Speer apareceu por ali alguns anos depois para buscar inspiração para os desfiles do Partido Nazista, a pedido de Hitler. Ele copiou o Templo de Pérgamo, e trocou o touro de bronze por um pódio para Hitler, onde alguns anos mais tarde seriam anunciadas as Leis de Nuremberg pelo próprio Hitler. [Listverse]

Leia Mais

Tristeza é emoção que demora mais tempo para passar, diz estudo

Por Jairo Bouer, no UOL

Uma pesquisa revela que a tristeza é a emoção que demora mais tempo para passar. A sensação que temos após o rompimento de um namoro ou a perda de um ente querido dura 240 vezes mais do que a vergonha, a surpresa ou o tédio, segundo pesquisadores da Universidade de Leuven, na Bélgica.

Para chegar à conclusão, eles coletaram depoimentos de 233 estudantes universitários sobre episódios recentes que resultaram em emoções. Os resultados foram publicados na revista Motivation and Emotion.

De acordo com o levantamento, que avaliou 27 emoções, a tristeza leva uma média de 120 horas para passar. Já o ódio tem uma duração média de 60 horas e a alegria, de apenas 35 horas. O desespero costuma durar 24 horas e o ciúme, 15 horas.

No fim da lista, as emoções que passam mais rápido são a vergonha e o nojo – que desaparecem, em média, depois de meia hora.

Segundo os pesquisadores Philippe Verduyn e Saskia Layrijsen, o tédio também está entre as emoções mais fugazes – costuma durar duas horas – ainda que as pessoas tenham a sensação de que o tempo passa mais devagar ao ficar entediadas.

O estudo ressalta que emoções mais curtas têm relação com eventos que têm importância menor para as pessoas. No entanto, quando acontece algo de maior impacto na vida de uma pessoa, ela tende a repensar o acontecimento continuamente. Essa mania de “ruminar” faz com que certas pessoas sintam ansiedade e culpa, por exemplo, por longos períodos.

Leia Mais