Arquivo da tag: pavarini

Andar de montanha-russa deixa as pessoas mais fáceis

Publicado originalmente na Superinteressante

Quem está de paquera e tem vergonha de dizer, aproveita e tenta a sorte… Na saída da montanha-russa. Pesquisadores da Universidade do Texas (EUA) abordaram 300 homens e mulheres em um parque de diversões — metade enquanto esperavam na fila para entrar e os outros logo após saírem do passeio na montanha-russa.

teste era simples: os participantes viam uma foto de uma pessoa do sexo oposto e tinham que dizer o quão atraente achavam que ela era. Alguns avaliavam também o sex appeal da pessoa que iria ou tinha acabado de ir no brinquedo ao seu lado.

E, segundo os pesquisadores, o pessoal saía da montanha-russa muito mais facinho: eles tendiam a achar os modelos das fotos (e também os parceiros de carrinho) consideravelmentemais bonitos do que quem ainda estava na fila para entrar.

A explicação, diz o estudo, está em algo que os cientistas chamam de teoria da transferência de excitação — a ideia de que resíduos da empolgação causada por um estímulo amplificam a empolgação causada por um outro estímulo que vem logo em seguida.

foto: flickr.com/michaelpatrick

Prefeito mobiliza cidade gaúcha para ‘fim do mundo’

Prefeito de São francisco de Paula: Décio Antônio Colla (PT) (Foto: Cleiton Thiele, Especial)Prefeito de São Francisco de Paula (RS) estuda o futuro do planeta

Vinicius Rebello, no G1

Localizada 907 metros acima do nível do mar, a cidade de São Francisco de Paula, a 112 quilômetros de Porto Alegre, pode atrair mais do que os turistas que visitam a região para curtir o frio e as belas paisagens. Para o prefeito Décio Colla, pela altitude a cidade está preparada para receber pessoas que tentam se proteger de possíveis desastres naturais relacionados ao dia 21 de dezembro de 2012. De acordo com o calendário Maia, a data marca o fim de um ciclo de 5.125 anos. Para os mais catastrofistas, o encerramento do período poderia significar o “fim do mundo”, com terremotos, tsunamis e enchentes por todo o planeta.

Há dois anos, Colla se aprofunda em teorias da geofísica e da astrofísica, além de estudos encontrados na internet. Ele afirma que países de primeiro mundo estão se preparando para possíveis catástrofes, enquanto o Brasil ficou de fora. “Não podemos ficar sentados chupando sorvete e esperando acontecer alguma coisa. Temos de agir”, disse o prefeito, que tem 67 anos, ao G1.

Segundo ele, o município já recebe novos moradores que temem ver confirmada a profecia dos maias, apesar de ainda não saber informar o número de pessoas. Se pudesse, o homem que administra o município garante que já teria adotado medidas prevenindo a população. “Como homem público, fica difícil fazer alguma coisa no momento. Não posso nem estocar a merenda escolar, pois tenho que apresentar as contas zeradas no final de cada mês.”"Mesmo quem não acredita, deve estar preparado. Há  inúmeros fatores que levam a gente a pensar que isto pode se confirmar. Em outros países já existe esta preocupação, menos no Brasil. Não estamos nem aí sobre estas explosões solares que atingem nosso planeta”, alertou.

Apesar de não ser uma postura oficial do município, a orientação que o prefeito passa aos moradores é que mantenham em casa sempre uma reserva considerável de sal, arroz, feijão e água. Ele lembra que, em grandes desastres, produtos e serviços desaparecem, deixando a população sem condições de sobrevivência. “Na minha casa, vou estar preparado para ficar de dois a três meses sem serviço nenhum. Pelo menos um mingauzinho eu vou ter para comer”, garantiu.

Comerciante estoca mantimentos
Comerciante no município, Luiz Henrique Valim é um exemplo de morador que já toma medidas caso alguma catástrofe realmente aconteça. Em casa, ele afirma ter um estoque capaz de alimentar 50 pessoas por um ano. Segundo ele, são 108 quilos de arroz, 40 de feijão, 108 metros de tecido, entre outras coisas.

Além de prefeito de São Francisco de Paula, Décio Colla também é médico e trabalha em hospitais da região serrana do estado. Para ele, estas explosões solares que atingem a Terra podem ser um indício de que o planeta está entrando em uma nova fase. “Os biofísicos sabem que todo nosso sistema planetário está se transformando. Com estas mudanças, é possível sim que ocorram estes desastres naturais.”

Por estar muito acima do nível do mar, é muito difícil que um tsunami alcance a Serra do Rio Grande do Sul. Mesmo assim, o prefeito diz que a região não está livre do perigo. “O que pode atingir a Serra são tremores, tempestades, coisas desta natureza. De qualquer forma, temos de estar preparados”, afirma. “É claro que cada um toma a sua decisão. O que eu quero é ter a consciência tranquila, porque se eu tenho uma série de informações, tenho que repassá-las”, completou.

foto: Cleiton Thiele/Agência RBS

Oito milhões de marcas aderem ao perfil timeline do Facebook

Uma das mudanças foi a chegada da foto de capa às páginas corporativas. Foto: Reprodução

Publicado originalmente no Terra

Oito milhões de marcas, de montadoras de carros a bandas de rock, fizeram a mudança para o novo formato de página do Facebook dez dias após a mudança ter sido apresentada em um evento de lançamento em Nova York no mês passado, disse a rede social.

Alguns executivos dizem que as novas ofertas de anúncios que fazem uso das novas capacidades do website os estão auxiliando a alcançar novos públicos por meio da rede social de 845 milhões de membros. “Se há uma mensagem específica que queremos transmitir, sabemos que isso garante que ela chegará a eles”, disse o diretor de estratégia Steve Baer, da agência de marketing digital de Nova York Code and Theory, que recentemente organizou uma campanha paga para o refrigerante Dr. Pepper que fazia uso dos novos anúncios do Facebook.

As manobras da rede social para se aproximar das grandes marcas de consumo são parte importante de seus esforços para elevar sua receita enquanto a empresa se prepara para uma oferta pública inicial (IPO) que pode valorar a empresa, que já existe há oito anos, em até 100 bilhões de dólares.

Um dos desafios mais importantes do Facebook é convencer empresários a gastar dinheiro anunciando em seu serviço ao invés de usar a rede social como uma ferramenta de promoção gratuita, dizem analistas e observadores do mercado.

O Facebook está mirando seus novos serviços de anúncios em direção a marcas conhecidas como o Dr. Pepper, que conseguiu mais de 11 milhões de “fãs” em sua página, mas que não promoveu muitos anúncios na rede social, de acordo com Baer.

Outdoor avisa: cachorro-quente dá câncer no bumbum

Publicado originalmente no Pop

O Comitê de Médicos pela Medicina Responsável dos EUA tem irritado a indústria de salsichas e gerado polêmica no país. Isso porque a organização sem fins lucrativos espalhou pelas principais cidades norte-americanas outdoors com avisos sobre os supostos danos que a ingestão de cachorro-quente pode causar à saúde.

Para combater o hábito de ingerir salsichas, recheio do tradicional lanche americano, o anúncio colocado em Chicago diz: “Cachorro-quente dá câncer na bunda. Carne processada aumenta o risco de câncer colorretal”. Outro outdoor, exposto em Miami, traz a frase “Cachorros-quentes podem te tirar do jogo”, ao lado da figura da morte.

O Conselho Nacional de Cachorro-quente e Salsicha imediatamente repudiou a ação da organização, definindo a campanha como “ultrajante e difamatória” e chamando os integrantes da ONG de “pseudomédicos” que querem transformar todos os americanos em vegetarianos.

A porta-voz do Conselho saiu em defesa dos cachorros-quentes. Ela disse que eles devem fazer parte de uma dieta saudável e balanceada. Do outro lado, os médicos, nutricionistas e especialistas que fazem parte do comitê lutam para banir as comidas processadas da alimentação dos americanos. Mais uma polêmica no país em que o molho de pizza foi considerado um vegetal, para que o lanche continue a ser vendido nas escolas.