Meninas-boneca: a história de superação de algumas das menores pessoas do mundo

Mulherboneca_interna

publicado no Hypeness

O mundo é cheio de mistérios e possibilidades e, por vezes, nem nos damos conta de como estamos rodeado por acontecimentos difíceis de processar. Esse é um deles: uma condição rara chamada nanismo primordial.

É uma subcategoria do nanismo, só que muito mais rara, em que o tamanho do corpo é sempre menor em qualquer estágio de vida da pessoa. O crescimento é proporcional, mas muito menor que o normal: cabeça, membros, tronco e órgãos. Ao nascer, uma pessoa com essa condição pesa cerca de 1kg (quando a média é 3) e, quando adulta, raramente ultrapassa um metro de altura. Calcula-se que existam apenas 100 indivíduos no mundo com este distúrbio, 40 dos quais nos Estados Unidos.

Diferente do anão com acondroplasia (mais comum), que tem causa genética, no caso do nanismo primordial acontece por uma disfunção na glândula pituitária, que provoca insuficiência na produção de hormônio do crescimento, ou seja, tratamento para o crescimento não funcionaria para estas pessoas.

O site Diário de Biologia reuniu alguns casos impressionantes de pessoas com essa doença:

Charlotte Garside: 6 anos, mede 68 cm e pesa 4kg

Apesar de ter 6 anos, Charlotte mede pouco mais que um bebê recém-nascido e possui idade de aprendizagem de uma crianças com 3 anos. Ela nasceu medindo apenas 20 cm, passou 14 semanas no hospital, mas somente com um ano de vida foi diagnosticada com nanismo primordial. Charlotte tem sido tratada como a menor criança do mundo e usa roupas de recém nascidos. Os pais garantem que ela é geniosa, inteligente e tem personalidade.

charlotte

charlotte12

 

 

nanismo_pr

Kenadie Jourdin-Bromley: aos 8 anos media 83 cm e pesava 7,5kg

Conhecida como “pequeno anjo”, Kenadie Jourdin-Bromley nasceu no dia 13 de Fevereiro de 2003 no Canadá, pesando pouco mais de 1kg e com 22 cm de altura. Frequenta uma escola normal, seus colegas, da mesma idade, medem o dobro do seu tamanho e pesam três vezes mais. Ela também é muito menor que seu irmão de 5 anos. Os médicos acreditam que ela não chegará a medir mais que 95 cm, se chegar à fase adulta. Kenadie sofre de envelhecimento precoce e tem ossos muito finos que aumentam os riscos de fraturas. Não encontramos sua medida e peso atuais, agora que completou 11 anos.

Kenadie-Jourdin-Bromley2

Kenadie-Jourdin-Bromleypai1

GaryParker3765813381

Kristin Riley: 31 anos completados em 2013, mede 91cm

Ela é considerada a anã primordial mais velha de que se tem notícia. Teve muitas dificuldades por causa do atraso no desenvolvimento, só começou a falar depois dos 3 anos de idade. Hoje, já adulta, dirige um carro adaptado e já concluiu o curso superior. Em 2011, Kristin atuou como atriz no filme “Oz, o Grande e Poderoso”.

01-Kristin-in-room_MG_4683-2

13-Kristin-driving-01_L7M9447

6

gary

 

Leia Mais

Plantas aumentam produtividade no ambiente de trabalho

size_590_planta-mesa-de-trabalho

publicado no EXAME

Esqueça os móveis caros e equipamentos cheios de funções: aumentar a produtividade no ambiente de trabalho é mais barato do que se imagina. Basta decorá-lo com plantas.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Queensland descobriu que um escritório decorado com plantas pode aumentar em até 15% a produtividade dos funcionários.

Este é o primeiro estudo nesse sentido para analisar os efeitos das plantas em um ambiente de trabalho em longo prazo, e ele também descobriu que essa medida melhorou a satisfação e a qualidade de vida dos empregados.

De acordo com o professor da Universidade de Queensland e co-autor da pesquisa, Alex Haslam, um escritório mais “verde” ajuda o profissional a ficar fisicamente, mentalmente e até emocionalmente mais envolvido em seu trabalho.

Realizado em parceria com as universidades de Cardiff, Exeter e Groningen, o estudo analisou o impacto de um ambiente enxuto e um com plantas nos funcionários em grandes escritórios comerciais no Reino Unido e na Holanda.

Os pesquisadores monitoraram os níveis de produtividade dos empregados por dois meses e também entrevistaram as pessoas para saber suas percepções sobre a qualidade do ar, concentração e satisfação no ambiente de trabalho.

Como resultado, eles se mostraram mais satisfeitos e afirmaram ter percebido melhor qualidade no ar nos ambientes em que haviam plantas.

Segundo Haslam, o retorno que uma empresa tem ao investir no paisagismo é uma equipe de trabalho mais satisfeita, com qualidade de vida, e também mais produtiva – algo que leva a melhores resultados para a companhia.

Ainda de acordo com o professor, as descobertas feitas na pesquisa desafiam filosofias empresariais modernas que sugerem que um ambiente enxuto traz mais produtividade.

Ao site UQ News, da Universidade de Queensland, Haslam afirma: “Os escritórios modernos ficaram mais enxutos para criar ambientes mais espaçosos. Nossas descobertas questionam essa teoria difundida de que menos é mais. Às vezes, menos é apenas menos”.

Leia Mais

Vinte anos depois, elenco de ‘Os Batutinhas’ recria cenas do filme

batutinhas

publicado no EGO

Vai ter muita gente que foi adolescente nos anos 1990 dando suspiros de nostalgia ao ver as fotos abaixo. A produtora 22 Vision, de Los Angeles, reuniu o elenco de “Os Batutinhas”, sucesso em 1994, para recriar o pôster e algumas cenas do filme. A produção das imagens, feitas por Bradford Rogne, foi assinada por Brian Pocrass, com co-produção de Joey Lauren Koch.O figurino é de Erin Micklow.

batutinhas2 batutinhas3 batutinhas4

batutinhas5

 

Leia Mais