O cérebro dos elefantes em números

THE-AFRICAN-BUSH-ELEPHANT-Loxodonta-africana-838x582

Publicado no Hype Science

O elefante é um animal bastante inteligente. É capaz de utilizar de ferramentas, por exemplo, usar um galho para coçar onde a tromba não alcança, atravessar uma cerca eletrificada e proteger uma fonte de água para si.
Mas quando se compara isto com o que o homem faz, com um cérebro que é um terço do que o do elefante, a gente se pergunta: “por que tão pouco?” Por que a capacidade cognitiva do elefante não é o triplo da nossa?

Para tentar entender porque temos esta capacidade cognitiva tão desenvolvida em relação a animais com cérebro maior, com mais circunvoluções, é que a Dra. Suzana Herculano-Houzel e outros pesquisadores estão estudando o cérebro humano e também o do elefante.

O cérebro

O cérebro pode ser dividido em várias partes: o cerebelo, o córtex, que está dividido em dois hemisférios, e o corpo caloso, que une os dois hemisférios. O córtex tem a superfície cheia de “rugas”, as circunvoluções. Existem mais divisões, mas vamos ficar nessas.

O cerebelo está associado à neuromotricidade, a capacidade de controlar o corpo, obter informações dele e coordenar seus movimentos, entre outras coisas. Já o córtex está associado à cognição propriamente dita, ou seja, a compreensão das informações fornecidas pelos sentidos e a tomada de decisões.
Para explicar as diferenças cognitivas entre homens e outros mamíferos, várias hipóteses foram criadas. Para alguns, o número de circunvoluções indicaria a capacidade intelectual, para outros, a relação entre o corpo e o cérebro – animais com relação maior entre cérebro e corpo seriam mais inteligentes.

A Dra. Suzana Herculano-Houzel recentemente ganhou destaque com a nova técnica que criou para contar os neurônios de um cérebro, o “fracionador isotrópico”, também conhecido como “sopa de cérebro”.
O método pode ser descrito de maneira simples: as células do cérebro são destruídas de forma a liberar o núcleo com o DNA. A seguir, o núcleo é marcado com uma substâncias luminescentes e o número de núcleos é contado, uma técnica que pode demorar um mês no caso do cérebro humano.

O cérebro do elefante

Utilizando esta técnica, a Dra. Suzana analisou o cérebro do elefante e chegou a alguns números interessantes. O cérebro do elefante, três vezes maior que o humano, tem 257 bilhões de neurônios, praticamente o triplo de neurônios que o ser humano tem, que é
85 bilhões.
Mas estes neurônios estão distribuídos de forma surpreendente: 251 bilhões estão concentrados no cerebelo, o que torna o elefante único. Sobram para o córtex meros 5,6 bilhões de neurônios, um terço do que o ser humano tem em seu córtex, que tem metade da massa do córtex do elefante.

Dentro do córtex, o hipocampo do elefante tem 24,42 gramas e possui um volume levemente maior que o humano, mas possui apenas 36,63 milhões de neurônios bilateralmente, comparados com os aproximadamente 250 milhões de neurônios na estrutura que reúne o hipocampo e a amígdala no ser humano.
O resto das estruturas cerebrais, excluindo o córtex cerebral e o cerebelo, tem o mesmo número de neurônios em seres humanos e elefantes, 0,7 bilhões, apesar de ser 4 vezes maior no cérebro do elefante. A grande maioria dos neurônios do cérebro do elefante africano, 97,5%, está localizada no cerebelo.

Cerebro-Humano-e-Cerebro-de-Elefante-Africano-600x2191

Uma discrepância tão grande no número de neurônios no córtex pode ser a explicação para a diferença na capacidade cognitiva entre o elefante e o ser humano. No nosso cérebro, há muito mais neurônios e eles estão muito mais próximos, compactando-se em um cérebro menor.
O novo mistério que surgiu a partir dos dados é a razão por que o elefante tem tantos neurônios no cerebelo. Em outros mamíferos, para cada neurônio no córtex, há 4 no cerebelo, mas no elefante esta razão é de 45 neurônios no cerebelo para cada neurônio no córtex.

A resposta para esta diferença pode estar na cara. Do elefante, é claro. A tromba é um órgão fantástico nas suas capacidades motoras e sensoras e, com seu tamanho e quantidade de músculos, deve ser a razão pela qual o cerebelo do elefante é tão carregado de neurônios. [Frontiers in Neuroanatomy, Brainwaves, Nature (2001), Intelligence.org]

Leia Mais

Uma lista com os animais mais famosos (e fofos) de toda a internet

Publicado no Somente Coisas Legais

É difícil alguém que não goste, de jeito nenhum, de bicho. Este aqui,, por exemplo, é o Esqueminha, gato mascote do SCL. Ou seja, nós não fugimos à regra e também nos ligamos num animalzinho.

Sendo assim, e por conta da imensa quantidade de bichos famosos da internet, fizemos aqui uma lista com os que consideramos os mais engraçados, peculiares e, por que não dizer, fotos animais que apareceram por aí!

01. Booboo, a porquinha-da-índia modelo fotográfica

Porquinho-da-índia-3 worlds-cutest-guinea-pig-booboo-41

Megan van der Elst, uma jovem holandesa que adora fotografia, produziu um verdadeiro “book” para sua porquinha-da-índia Booboo. Foi ela publicar as imagens em seu site para que seu animal de estimação repercutisse. Era de se esperar, a internet adora um bichinho fofo.

02. Biddy, o porco-espinho que viaja mais do que você

porco-espinho-do-instagram-1porco-espinho-do-instagram-3

Eu não sei se Biddy, o porco-espinho, sabe disso, mas ele viaja muito mais do que eu! Seus donos estão sempre o levando para passeios e registrando tudo em fotos no Instagram. Claro que Biddy já é sucesso por lá!

03. Dash e Jumpy, dois cães skatistas

Cachorro-skatista

Clique aqui  e veja vídeos desses dois sobre skates, emendando algumas manobras inacreditáveis – especialmente se considerarmos que eles são cachorros!

Cachorro-skatista-2

04. A cadelinha que pensa ser um gato

Cão-que-parece-gato-6
Tally é uma cadela da raça husky siberiano que tem certeza absoluta de que é um gato. Criada em uma casa com vários felinos, ela gosta de fazer coisas que pensamos ser tipicamente reservadas para gatos, como se esconder em pequenos espaços e sentar com as perninhas dobradas sob o corpo. Veja mais sobre ela aqui.

05. Shyba, o cão que dorme com seu amigo Theo todas as tarde

theoandbeau10
Não falha uma, esses dois dormem juntos todas as tardes. A mãe do garoto, fotógrafa, começou a registrar a sesta dos dois e o resultado fez muito sucesso na internet. Veja mais fotos aqui.

06. A coruja que empoleira na mão de seu dono mesmo quando ele está desenhando

Untitled-91
Ele movimenta a mão para lá e para cá, mas a coruja não faz nem menção de abandonar o posto. Assista ao vídeo aqui.

07. Harlow e Sage, os amigos inseparáveis

harlowindi2
Conheça o fotogênico Harlow e o seu grande amigo canino Sage. Os dois cães são estrelas do Instagram. Lá eles aparecem fazendo brincadeiras no sofá, poses no carpete e até mesmo na mesa de jantar esperando para devorar um delicioso frango. Veja várias outras fotos da dupla aqui.

08. O cão que tira fotos com acessórios de moda

tumblr_n3isy1VQN11tw6rhwo1_r1_1280

Uma lista com os animais mais famosos (e fofos) de toda a internet
Zoey, o cão, usa os mesmos acessórios que Jasper, o garotinho, em inúmeras fotografias divertidas. Veja mais aqui.
09. Daisy, a gatinha fotogênica

Bowl Cat
Prepare-se para uma explosão de fofura – mais uma, né, considerando o teor desse post! As fotos que Ben Torode tirou de sua gatinha bem legais. Veja algumas delas aqui!
10. Koda, o minicavalo

article-1205022-05FC04C8000005DC-589_634x4681
Ele é tão pequeno que algumas pessoas acreditam se tratar de um brinquedo. Com 59 cm, Koda é uma miniatura viva de cavalo que leva uma vida de animal de estimação nos EUA, como um cão ou gato. Veja mais fotos.
11. Sam, o gatinho com “sobrancelhas de dó”

Sam-gato-com-sobrancelha-11 Sam-gato-com-sobrancelha-3

Sam não está triste ou deprimido, ele apenas nasceu com duas manchas pretas em seu pelo branco exatamente no local e no formato de sobrancelhas – e tristes. Além das fotos que selecionamos na galeria acima, há várias outras nesta conta do Instagram.

12. Estopinha, a cadela popstar

10003478_779739535392923_243557059_n1 1012085_775250635841813_2046938449_n1

Da internet brasileira, a Estopinha talvez seja a cadelinha mais famosa. Seu dono é Alexandre Rossi, que ficou conhecido pelo programa Dr. Pet, que era transmitido pela TV Record. Atualmente ele continua apresentando ou participando de diversos programas de rádio e televisão – e a Estopinha não perde a oportunidade de uma aparição.

13. O urso, o leão e o tigre que são praticamente uma família

leão-tigre-urso-amigos-1
Apesar de parecer improvável, esses três mantêm uma forte ligação desde filhotes. Já crescidos, essa “família” é uma das principais atrações do Zoológico que habitam. Veja mais aqui.

Leia Mais

A graça das coisas

alegria

Publicado por Piero Barbacovi

Elienai Cabral Jr. uma vez falou: Se você não for salvo pela graça, será por ela escandalizado.

Jesus sentava-se à mesa com qualquer um que queria estar presente, inclusive os que eram banidos das decentes casas. Compartilhando da refeição, eles recebiam consideração em vez da esperada condenação. Um perdão misericordioso em vez de um apressado veredicto de culpa. Graça admirável em vez de desgraça universal. Eis aqui uma demonstração muito prática da lei da graça – uma nova chance na vida.

Jesus afirma, com efeito, que o Reino de seu pai não é uma subdivisão para os justos nem para os que sentem possuir o segredo de Estado da salvação. O Reino não é um condomínio fechado elegante com regras esnobes a respeito de quem pode viver ali dentro. Não; ele é para um elenco mais numeroso de pessoas, mais rústico e menos exigente, que compreendem que são pecadores porque já experimentaram o efeito nauseante da lua moral. Homens e mulheres que são verdadeiramente preenchidos com a luz são aqueles que fitaram profundamente as trevas da sua existência imperfeita.

O problema é que a maioria aceita a graça na teoria, mas a nega na prática. Dobrando-se aos poderes deste mundo, a mente deformou o evangelho da graça em cativeiro religioso e distorceu a imagem de Deus à forma de velho chatonildo, sempre de cara emburrada. O amor foi reprimido e a liberdade, acorrentada.

Nossa espiritualidade começou a começar no eu, não em Deus. Nossa fissura por impressionar a Deus, nossa luta pelos méritos de estrelas douradas, nossa afobação por tentar consertar a nós ao mesmo tempo em que escondemos nossa mesquinharia e chafurdamos na culpa são repugnantes para Deus e uma negação aberta do evangelho da graça.

Toda geração cristã tenta minimizar o cegante brilhantismo do significado do evangelho, porque ele fica parecendo bom demais para ser verdade. Pensamos que salvação pertence aos decentes e piedosos, àqueles que permanecem a uma distância segura dos becos da existência, cacarejando seus julgamentos sobre aqueles que a vida maculou.

A Boa Nova significa que podemos parar de mentir a nós mesmos. O doce som da graça admirável nos salva da necessidade do auto-engano. Pois a Graça proclama a assombrosa verdade de que tudo é presente. Tudo de bom é nosso não de direito, mas meramente pela liberalidade de um Deus gracioso. Embora haja muito que podemos ter feito para merecer – nosso diploma e nosso salário, nossa casa e nosso jardim, uma garrafa de boa cerveja e uma noite de sono caprichada – tudo é possível apenas porque nos foi dado tanto: a própria vida, olhos para ver e mãos para tocar, mente para formar ideias e coração para bater com amor.

Não há coisa alguma que algum de nós possa fazer para herdar o reino. Devemos simplesmente recebê-lo e aproveitá-lo como criancinhas. E criancinhas não fizeram coisa alguma. As crianças são nosso modelo porque não têm a menor pretensão ao céu. Se estão mais próximas de Deus é porque são incompetentes, não porque são inocentes.
A igreja deve estar constantemente consciente de que sua fé é fraca, seu conhecimento incompleto, sua profissão de fé hesitante, de que não há um único pecado ou falha do qual ela não seja de um modo ou outro culpada. E embora seja verdade que a igreja deva sempre se dissociar do pecado, ela não pode jamais ostentar qualquer desculpa para manter qualquer pecador à distância.

Porque meu encontro com Cristo não me transformou num anjo. Porque a justificação pela graça significa que meu relacionamento com Deus foi consertado, não que me tornei o equivalente a um paciente sedado em cima de uma mesa.

Leia Mais

Conheça o homem que não toma banho há 60 anos

publicado no Hypeness

Ele é provavelmente o homem com mais sujeira acumulada no corpo. Amou Haji tem 80 anos e não toma banho desde os 20, numa atitude que justifica com a ideia de que “a limpeza traz doenças”. O record de permanência sem banho pertencia a um indiano, mas é agora deste iraniano, que vive isolado na província Fars, no sul do país.

Haji está tão sujo que poderia se camuflar facilmente por entre a terra ou ser confundido com um homem-estátua. Mas se você pensa que as informações surpreendentes acabam por aqui, preste atenção: Haji odeia água potável e alimentos frescos. Como sobrevive? Comendo carne de porco apodrecida e bebendo água de um canil velho e enferrujado (continua a ser difícil acreditar que ainda esteja vivo, ainda pra mais com 80 anos).

Não se sabe ao certo a origem da decisão radical do velhinho, que, como se tudo isto não bastasse, ainda fuma um cachimbo com fezes de animal no lugar de tabaco no final das refeições e vive numa espécie de cova solitária. Acredita-se, no entanto, que tenha vindo de algum distúrbio antigo.

A verdade é que ele parece feliz com a decisão, olha só:

AmouHaji1

AmouHaji2

AmouHaji3

AmouHaji4

AmouHaji5

Leia Mais

Menina pede ao Google um dia de folga para seu pai, e o Google respondeu

publicado no Discovery

A história vem lá do Business Insider. Uma garota teria entrado em contato com o Google para pedir um dia de folga para seu pai. A carta, escrita com giz de cera, foi enviada ao gerente de projetos Daniel Shiplacoff.

Caro Google Worker,

Você pode, por favor, se certificar que quando o papai vai trabalhar, ele ganhe um dia de folga. Ele pode conseguir um dia de folga na quarta-feira. Porque papai só consegue folgar no sábado.

De Katie.

PS: É o aniversário do papai
PS: É verão, você sabe.

katie-carta

Em resposta, Shiplacoff enviou uma carta para Katie elogiando o trabalho de seu pai, mas também lhe dando uma semana de folga.

Querida Katie, obrigado por seu pedido”, escreve Shiplacoff. “Seu pai tem trabalhado arduamente em coisas bonitas e incríveis ​​para o Google e milhões de pessoas em todo o globo.

Devido ao seu aniversário, e reconhecendo a importância das quartas-feiras durante o verão, estamos dando a ele a primeira semana de julho, como tempo de férias. Aproveite!

katie-carta-2

Se o plano foi orquestrado, ninguém sabe. Mas o Google afirma que a história é real.

Leia Mais